Toren: Moonchild e a Árvore da Vida

Olá crianças,

Em Toren, jogamos com uma personagem desde sua infância até a idade adulta. A Criança da Lua está enclausurada em uma espécie de gigantesca “torre de Babel”, e precisa enfrentar muitos desafios enquanto sobe seus andares, até o alto do céu, para finalmente se libertar… O grande inimigo é o Dragão que vigia a torre e tenta, a todo custo, impedir que a Criança escape. Felizmente, ela ainda conta com a ajuda de dois personagens: o Cavaleiro, enviado há eras pelo Sol para auxiliar na jornada dos escaladores da torre, que pode ser visto a distância, pela lente de telescópios; e o Mago, um dos antigos construtores da torre, que pode se comunicar com a Criança somente através de sonhos…

Já está em pré-venda o Game TOREN, da equipe Swordtales, para PC e PS4. Antes de ler este post, assista ao trailer. Assistiu? Então você já deve ter uma idéia de por quê eu estou falando de videogame em um blog de ocultismo e kabbalah… TOREN é uma viagem sensacional no simbolismo da Kabbalah Hermética. Sorte? coincidência? nada disso… Tive o prazer de bater um longo papo com um dos desenvolvedores, Alessandro Martinello, e descobri que ele é leitor e fã do Teoria da Conspiração, acompanhando o blog desde o começo, e fiquei muito honrado quando me disse que, entre Promethea, ICO e Shadow of the Colossus, o TDC estava entre suas fontes de pesquisa e inspiração.

Você, que é leitor do Teoria da Conspiração, já começou a estudar Kabbalah, assistiu a minha Palestra sobre a Kabbalah e a Árvore da Vida e está aos poucos se familiarizando com todo este mundo novo de simbolismo e alquimia, vai ter uma experiência magnífica ao jogar TOREN.

Em Toren, jogamos com uma personagem desde sua infância até a idade adulta. A Criança da Lua (Moonchild, uma homenagem a Aleister Crowley) está enclausurada em uma gigantesca “torre de Babel” (A Torre, que representa Peh, o Forno alquímico, ou Malkuth, o Mundo profano) e precisa enfrentar muitos desafios enquanto sobe seus andares, até o alto do céu, para finalmente se libertar… ela tem como companhia na torre uma pequena planta que, conforme Moonchild vai superando os desafios e puzzles em cada andar (representando cada etapa da Subida na Árvore da Vida), vai se desenvolvendo até se tornar uma Árvore cada vez maior e mais poderosa. Na Alquimia, a Árvore da Vida representa nossa consciência, que cresce para quebrar as amarras da Torre do Ego. Cada andar e desafio seguem o Caminho da Serpente: Yesod, Hod, Netzach, Tiferet, Geburah, Chesed… e o grande inimigo é o Dragão Saturniano, representação dos quatro elementos, que vigia a torre e tenta, a todo custo, impedir que a Criança escape.

Nossas heroínas, Moonchild e Lilith, armadas com suas espadas consagradas em Geburah, aguardam o Dragão Saturniano para o confronto final, na floresta escura de Binah. O cuidado com os detalhes e com o simbolismo farão de Toren um jogo que entrará para a história. Até agora, ele já faturou menção honrosa no Independent Games Festival, foi Finalista em Art/Design no IndiePub e Finalista em Art/Design no BGS, e muitos outros prêmios ainda virão. Sucesso é a única possibilidade.

Moonchild em Hod. Toren é um jogo para ser degustado. É um adventure em que você deve avançar com calma, apreciando cada parte do cenário em um exercício de imersão. Não é um jogo complicado, pelo contrário, então nada de querer zerar o jogo em 5 horas, não é este o propósito… Se você se colocar no lugar de Moonchild e apreciar um mergulho no cenário, será uma experiência hermética sensacional.

Visite o site oficial e conheça mais sobre a Aventura fascinante de Toren.

Este post tem 8 comentários

  1. André Vinicius Bueno Machado

    Acho que os desenvolvedores pesquisaram fontes ou se inspiraram no TdC, ou no sedentário e hiperativo, só pode.

    @MDD – Eles sao leitores antigos do Blog. Fomos uma das inúmeras fontes de pesquisa 🙂

  2. Lucas.Silva

    O jogo em si é um grande aprendizado! Além do gráfico agradável!
    Jogarei com certeza em um futuro não tão distante!

  3. Pietro

    Desde o primeiro momento que botei os olhos nesse jogo me arrepiei! Estou louco para compra-lo!!

  4. Victor

    Vi o jogo fiquei fascinado com as referências e vim para ver se você teria escrito algo sobre.

  5. Emmanuel

    E o melhor de tudo… É brazuca! xD

  6. Leo Quintum

    Adquiri o jogo e ao baixar me surpreendi, qualidade gráfica ótima, fiquei horas sem conseguir parar. Obrigatório para estudantes do hermetismo.
    Valew Marcelo, ótima recomendação.

  7. Marco Antônio

    já tem pra vender no steam a preço módico.

  8. Miguel R. Gonçalves

    AhÁ!!!
    Desde que botei os olhos no teaser do jogo sabia que tinha alguma coisa dom o TdC.
    Vi a “Primeira meia hora” no canal do Zangado no Youtube e fiquei pensando que alguma hora o DD ia falar desse jogo….
    Na mosca.
    Parabéns aos envolvidos, excelente gráfico e mostra uma faceta do potencial de desenvolvedores brazucas.

Deixe uma resposta