Resumo de termos Astrológicos [Update]

Elaborei este pequeno resumo de termos Astrológicos. Inclui aqui todos os termos mais comuns usados em Astrologia Hermética.

Signos
Energias e os 12 Signos
Nossa realidade é baseada em um conceito dual de energias que se complementam, que os orientais chamam de Yang e Yin, positiva e negativa, masculina e feminina, penetrante e penetrada, luz e sombra, calor e frio, etéreo e denso e por ai vai.

Se imaginarmos que no início dos tempos a energia primordial dividiu-se em duas (Yin e Yang). Mais tarde, estas duas energias dividiram-se novamente, originando 4 energias: Fogo (espírito, yang-yang), Água (emoção, yang-yin), Ar (razão, Yin-Yang) e Terra (físico, Yin-Yin). Como as combinações yin-yang e yang-yin estão em um mesmo nível de energia (que chamamos de mente, um meio termo entre corpo e espírito, formada pela razão e emoção), os ocultistas dividiam o nosso corpo em três partes (corpo, mente e alma).

Simples até agora?
Bem… com uma terceira divisão, considerando apenas 3 “patamares” energéticos (que os astrólogos chamam de Fixo (terra), Cardinal (Fogo) e Mutável (ar, água), chegamos a 12 energias diferentes que agem sobre o ser humano (observe a imagem que eu fiz para uma melhor compreensão). Deste pequeno gráfico chegamos à divisão dos signos em 4 grupos: Fogo (Áries, Leão e Sagitário), Água (Câncer, Escorpião e Peixes), Ar (Aquário, Gêmeos e Libra) e Terra (Capricórnio, Virgem e Touro). Outras pessoas preferem agrupar estas energias em 3 categorias: Cardinal (Áries, Câncer, Libra e Capricórnio), Mutável (Gêmeos, Virgem, Sagitário e Peixes) e Fixo (Touro, Leão, Escorpião e Aquário) mas na verdade, tanto faz.

Então o que chamamos de Áries, na verdade, é o Fogo aplicado no espírito: representa a energia mais agressiva do Zodíaco, seja físicamente, espiritualmente, impulsivamente. É a mais rápida, mais elétrica, mais impulsiva e mais agressiva das energias.
O signo de Touro, por outro lado, é a Terra aplicada ao Plano Físico: A energia mais lenta e estável. Representa o trabalho duro e constante, a lentidão, a estabilidade, o acumular, encorpar, possuir. É a energia mais materialista do zodíaco.
O signo de Gêmeos é o Ar aplicado à mente: a energia que representa comunicação; novas experiências, novas sensações, habilidade com palavras, frases, familiaridade com a escrita e a leitura, vontade de viajar e experimentar sensações diferentes. É o signo mais inquieto do zodíaco.
O signo de Câncer é o elemento Água aplicado ao Espírito (cardinal), o lado emocional mais inflamado de todos. Câncer é sinônimo de mãe, de lar, de poesia, dos sentimentos extravasados. Energia que ronda as artes, a poesia e a pintura, além de todas as formas de expressar, tocar e extravasar os sentimentos. É o signo do apego emocional.
Leão é o elemento fogo aplicado ao físico. Alia a criatividade com o brilhar do sol, mas sua energia lida basicamente com aparecer mais do que os outros elementos (manifestar-se no físico). A Criatividade nada mais é do que uma forma de dizer “eu sou melhor do que vocês”. está diretamente ligada com a capacidade de aparecer em público e também com marketing e publicidade.
Virgem é o elemento Terra aplicado no Plano mental: Virgem é o signo neurótico, metódico, higiênico e preciso. “Um lugar para cada coisa, cada coisa no seu lugar”. Pensamento racional, técnico e cético.
Libra é uma energia do Ar voltada para o espírito. É o intelecto atuando no mundo espiritual. São energias que compreendem os outros ao redor e sabem trabalhar bem com as palavras para fazer com que os outros façam aquilo que você deseja. A capacidade de enxergar as necessidades dos outros. É um signo que lida com tranquilidade, beleza e equilíbrio.
Escorpião é um signo interessante. Sua essência, o elemento Água voltado para o plano Material, faz com que esta energia trabalhe os sentimentos aplicados na prática. São especialistas em tomar conta das coisas dos outros; os melhores políticos, CEOs e magistas. É um signo extremamente competitivo e ciumento. Regido por Marte, da mesma forma que Áries, só que a competição aqui ocorre no plano emocional.
Sagitário é a energia da síntese. Fogo aplicado ao Plano Mental; o espírito aplicado à filosofia. Esta energia é capaz de enxergar padrões ao seu redor e aglutiná-los em uma lógica. São os melhores professores, estudiosos, acadêmicos, legisladores e comediantes, pois conseguem perceber as idiossincrasias ao redor e trabalhar com elas de acordo com a necessidade. Por conta disso, também são teimosos e com tendências ao fanatismo (que nada mais é do que uma face desta teimosia).
Capricórnio é a energia da disciplina. Terra aplicado ao Plano Espiritual. A capacidade de ordenar pessoas, disciplinar (ou disciplinar-se) e seguir regras e hierarquias. São estrategistas e militares.
Aquário trabalha com a energia do Ar voltada para a Matéria. São os espíritos livres, os inventores, os membros do Greenpeace; aqueles que trabalham fora da caixa. Possuem a energia mais libertária e indisciplinada do zodíaco.
Peixes, o plano astral. Água trabalhando no plano Mental. As emoções manifestando-se na mente da pessoa. São as pessoas de pensamento mais místico, mais intuitivo e de maior contato com o “outro mundo”. Inclui tendências para a arte, mediunidade e inspiração divina. Também estão mais propensos a fuga da realidade e depressão.

Os Planetas
A Astrologia Hermética utiliza-se dos dez Planetas, embora apenas sete sejam usados para avaliar o indivíduo, sendo os outros três relacionados com a sua geração. Também utiliza-se o Caput Draconis, a cabeça do dragão, como sendo a representação da própria Árvore da Vida.
Ascendente: representa as energias de Malkuth, ou o Plano material. Mostra a energia que a pessoa veio desenvolver no Plano material. Começa a se manifestar por volta dos 30 anos, quando a pessoa deve estar mais próxima das energias do Ascendente do que do próprio signo solar.
Lua: representa as energias de Yesod, o Plano Intuitivo. Mostra quem a pessoa é por dentro.
Mercúrio: representa as energias de Hod. Mostra o lado racional e mental da pessoa. Como ela pensa.
Vênus: representa as energias de Netzach. Mostra o lado emocional, que seduz e cativa a pessoa.
Sol: o “signo” que os céticos e místicos resumem toda a Astrologia. Mostra o ego, ou como a pessoa se mostra para os outros. Influencia, mas não tanto assim
Marte: representa as energias de Geburah. Mostra como a pessoa gasta sua energia.
Júpiter: representa Chesed. Mostra as energias que são facilitadas naquela pessoa.
Saturno: representa Binah. Mostra as limitações e onde a pessoa é mais disciplinada. Se for dominada, mostrará as energias empregadas de maneira mais sérias pela pessoa.
Urano: a oitava mais alta de Mercúrio.
Netuno: a oitava mais alta de Vênus.
Plutão: a oitava mais alta de Marte.
Caput Draconis: A própria Árvore da Vida. É um Ás na manga, a energia que vai guiar a pessoa através da Verdadeira Vontade dela.

Casas
São as posições relativas dentro do Mapa Astral.
Casa 1: A casa do Eu, do Self, Projeçao pessoal e aparência.
Casa 2: valores, auto-estima, finanças, bens e segurança.
Casa 3: Viagens, redes locais, comunicação e expressão, irmãos.
Casa 4: fundação, família, mãe, ambiente doméstico.
Casa 5: auto-expressão, ego, criatividade, exposição, marketing pessoal, diversão.
Casa 6: Trabalho e saúde.
Casa 7: parcerias, casamento, relacionamento com outras pessoas.
Casa 8: recursos dos outros, o mundo desconhecido, magia.
Casa 9: filosofia de vida, estudos academicos.
Casa 10: ambições, disciplina, autoridade, carreira.
Casa 11: Afinidades sociais, grupos, amizades, ONGs.
Casa 12: preocupação com o social, altruísmo, o transcendente.

E finalmente, os Aspectos:
Conjunção: fusão das energias planetárias. As energias atuam juntas.
Oposição: energias complementares, que podem estar em conflito se não forem trabalhadas.
Trígono: relações harmoniosas de energia.
Quadratura: energias conflitantes, que tendem a se atrapalhar.
Sextil: recursos mentais harmônicos.
Quincúncio: falta de integração, impulsos negativos.
Semiquadratura: tendências de atrapalhar e trabalhar o aspecto egoísta da combinação.

Este post tem 75 comentários

  1. Mozart

    Nem precisava comentar, brilhante como sempre.

  2. Sleiph

    ehhh… e o serpentárius, aquele entre escorpião e sagitário lah, tem alguma coisa sobre ele na astrologia ou nem…?

    E o tio bem que podia anexar uma foto maior dessa arvore no fim do post né? Pra noix poder ler…

    vlw tiou

    1. Ian Gil

      Serpentário = coisa de pseudocético que não entende nada do assunto.

  3. Tainã

    Oo q loko…fiz o meu mapa astral no site “somos todos um” e depois de analisar superficialmente o meu mapa,fiz experiências com mapas de amigos meus,e percebi q depende muito(pelo menos foi assim comigo) do quanto o astrólogo conhece a pessoa,pois é mais fácil saber as oitavas em q ela se encontra,por exemplo,para achar as palavras certas
    1 os mapas desse site são confiáveis?se ñ são,qual vc indica?
    2 confere o q eu falei aí em cima sobre a afinidade q vc tem com a pessoa(ou só aconteceu comigo pq sou iniciante?heheeh)

  4. Gilsmy Albert Malaquias Boscolo

    Del Debbio, você irá algum dia fazer um paralelo entre as Astrologias “Ocidental” e “Oriental”? Elas “bebem” do mesmo principio, certo?

  5. Gilsmy Albert Malaquias Boscolo

    Ops, faltou algo. Quando digo “Oriental” me refiro a chinesa (da simbologia dos animais, etc). Desde já obrigado pela atenção.

  6. IRR

    O que você quer dizer com as oitavas mais altas de Mercúrio, Vênus e Marte?
    Que esses planetas tem o melhor lado deles?

    Tem alguma diferença “energética” entre os planetas que estão no começo (0º) e fim das casas (30º)?

    Os signos são apenas emanações diferentes de uma energia dual? Partindo disso, acredito então que entre os signos e o mitos (que fazem você ter uma assimilação muito boa das “energias” dos signos) o que veio primeiro foram os signos, depois os mitos. Está correto?

  7. thomaZ

    Cara, bastante útil. Ótimo resumo, obrigado.
    Eu acho que já consegui acabar com o defeito de querer tomar conta das coisas dos outros, mas a competição é muito mais difícil, ela vem a tona e quando me observo já estou tomado.
    Ancioso pelo texto que virá.

  8. Jorge

    Muito bom mesmo, estou ancioso para o post do sedentario … o que será q vem por aí …
    Só uma dúvida qto a consagração de objetos:
    Eu q pratico Muay thai … para consagrar minha atadura … a melhor época seria qdo o for o signo de Áries … correto???

  9. raph

    “Capricórnio é a energia da disciplina. Terra aplicado ao Plano Espiritual. A capacidade de ordenar pessoas, disciplinar (ou disciplinar-se) e seguir regras e hierarquias. São estrategistas e militares.”

    Independente de ter nascido em 24/12 (bem quase 25 é verdade), no meu caso a Terra aplicada ao Plano Espiritual talvez se realize na minha pesquisa (ou curiosidade) relativamente cética, mas sem preconceitos materialistas, da espiritualidade… Mas militar? Só se for em vidas passadas (e foi).

    Achei apenas bom mencionar pois isso é sempre uma questão de interpretação, embora certamente continue a fazer sentido no plano geral… Por isso mesmo que essa imagem lá em cima é sensacional, pois resume bem esse entendimento. Poderia-se dizer “uma imagem vale mais do que mil palavras”. Na verdade ocorre que muitas vezes um símbolo significa as mil palavras por si só 🙂

    Abs
    raph

  10. joakim

    Muito bom assim como o da árvore e todos os outros.

  11. Lúcio

    Incrível. Muito esclarecedor. Parabéns MDD.

  12. Tainã

    caramba DD,ñ tem a ver com o assunto(bom…até tem..)mas eu tava lendo seus posts no Sedentário sobre Egrégoras e vc falou de Inferno Astral,se eu entendi direito isso é quando se aproxima o aniversário e é tempo de doação,caridade,autoconhecimento,iluminação…mas quase ninguem faz isso.Na mesma hora eu lembrei q no meu aniversário,no mês passado,eu fui convidado para trabalhar num grupo de web design,BEM NO MEU ANIVERSÁRIO.e eu ja to trabalhando.é o q eu to pensando?

  13. João

    Marcelo, Oque voce acha dos livros do J.R. Abrahão ?
    Abraço

  14. gustavo

    e essa imagem da árvore só que full size, tem???

  15. otavio"

    tio
    disponibiliza essa imagem em tamanho grande??
    essa da arvore da vida…
    se puder mandar no email agradeço

  16. acho que essa é a imagem da árvore da vida mais detalhada que vc já mostrou, tem como mostrar ela maior, no blog mesmo, num próximo post?

  17. Vinicius Lira

    Ótimo post! Tava querendo saber essas coisas mesmo 😀

  18. juliana

    esse post vai me ajudar a entender bem melhor meu mapa astral.
    thanks =)

    1. Lucas

      I know that feeling, bro.
      Fui uma criança que não calava a boca..
      Uma vez colocaram uma fita adesiva na minha boca, quando era pequeno. Nisso que dá, ter mercúrio bem aspectado, rs.

  19. Khael

    tio DD. no texto sobre escorpião houve uma confusão. é agua no corpo e não agua no mental,já que ele é fixo.

    e se me permitir tenho uma dúvida sobre 2012 (não, não é sobre o fim do mundo).
    em um certo período desse ano os planetas todos se alinharão certo?
    então como fica o mapa astral de uma pessoa que nasce nesse momento?
    fica com todos os planetas em uma mesma casa e signo?

    agradeço por este resumo mui útil.
    93,93/93

  20. AD&D

    Vou até reler meu mapa depois dessa ,D
    muito simples e esclarecedor.

    Abraço

  21. Cesar

    e aquário? 🙁

    @MDD – O que tem aquário??

  22. AD&D

    o que mudou no update? =X

    @MDD – Eu tinha trocado um “mente” por um “matéria” rsrsrs… coloquei update só pra ninguém mais ficar mandando comentários corrigindo.

  23. Cesar

    Desculpa DD, eu simplismente não ENXERGUEI o signo de áquario no texto. O.o

    desculpa…

  24. IRR

    DD, teve um questão que me surgiu. A cúspide do MC, tem alguma diferença quando ela estiver orientada para a direita ou para esquerda?

  25. V.

    Marcelo; qual seria a função da Cauda do Dragão?

  26. Tiago

    Olá Marcelo,
    Estava tentando usar essas informações para analisar melhor o mapa astral do World of Wisdom e fiquei com algumas dúvidas. Se não for pedir demais, será que você poderia me responder:
    1. O que são o Nodo Sul e Nodo Norte?
    2. A primeira casa é sinônimo de Ascendente? Pergunto por que no mapa que recebi, na tabela da primeira página, o Ascendente está no lugar da 1ª casa, o “Immun Coeli” na 4ª, o descendente na 7ª e o meio-céu na 10ª.

    @MDD – 1) Sao a cabeça e a cauda do dragão. Está explicado no mapa, não?? A Caput Draconis indica as energias que você vai ter facilidade em trabalhar, uma espécie de Ás na manga. A cauda não é usada, mas em teoria, ela indica energias que você já traz de outras vidas.
    2) a cúspide da primeira casa é o Ascendente.

    Obrigado,

    1. Marcelo

      MDD,

      Como assim a cauda do dragão indica em teoria energias que você já traz de outras vidas? Porque em teoria?

      @MDD – Pq a Cauda do Dragão é a oposiçao da cabeça de Dragao… a Caput indica o que voc~e tem de fazer e o oposto é o oposto, que significa algo complementar, então é uma ídéia apenas que você não tenha feito isso, mas nada te impede de ter feito; não é parte de uma fórmula ou indicação energética, é só um prolongamento da linha do Caput (o Caput é resultado de uma interação entre Sol, Lua e Ascendente)

  27. Roberto

    Simplesmente muito esclarecedor, Caro Del Debbio. E também muito difícil! Ô troço complicado!

  28. Leonardo

    E o Meio Céu, entra em algum lugar na Árvore?

  29. Felipe

    MDD,
    o que eu levo em consideração primeiro ao “tentar” interpretar um mapa astral, entre as relação signo/casa,planeta/casa,planeta/signo,aspectos ?

  30. Lucas

    Marcelo,

    No meu mapa natal Vênus está na casa 12, com 3 graus, o que mostra que esta energia está “travada”. Isso chega a significar que a energia que emana-se de Netzach está de alguma forma enfraquecida? Isso também pode influenciar, digamos, num ritual menor do pentagrama?

    Tá confuso, é, eu sei. Eu sou assim, deve ser minha lua em virgem/libra.

    Um abraço.

  31. terminattor

    mto interessante, sou de escorpiao com ascendencia em áries, segudo o q disse por volta dos 30 o ascendente se evidencia mais do q o proprio signo solar, certo? o q isso significa? apartir dos 30 predominara áries ou é só uma fase? isto é explicado no mapa astral q vc faz? este mapa serviria como um guia vocacional por exemplo? onde poderiamos direcionar nossos esforços e energias em certos aspectos e situaçoes de nossa vida para nao insistir num mal relacionamento ou numa profissao q nao satisfaz? obrigado.

    @MDD – Não “predominar”, mas creio que “mesclar” seja uma palavra melhor.

  32. Brasileiro

    Sugestão:

    Publica o mapa do Bruce Lee. Será bom ver às características astrológicas do célebre astro do kungfu. Os dados são: 27 de novembro de 1940; 7h12m; São Francisco, California – segundo o astro.com.

  33. Manuelle

    Olá, Marcelo!

    Há algum significado na concentração de planetas abaixo ou acima do horizonte, do lado esquerdo ou direito no mapa?

    @MDD – Sim… que são mapas diferentes! Existem TODOS os tipos de combinações, porque existem infinitos tipos de personalidade nascendo. Nenhum é melhor que o outro, apenas existem mapas mais adequados para determinadas profissões.

  34. Luiz F.Marques

    Uma pessoa que tem Caput Draconis em Peixes na casa 9, indicaria o que na verdade? Uma pessoa que sempre tendencionada ao místico em suas buscas?

    @MDD – No final da vida, ou a partir dos 45 anos. Ou quando dominar o Signo Solar e Ascendente.

    1. Luiz F.Marques

      hummm signo solar em áries e ascendente em touro, tarefinha bruta! rs

  35. T

    Algumas perguntas:

    1 – Quais os pontos mais relevantes a se levar em conta no mapa astral para escolher uma profissão? (Essa é importantíssima, desisti da faculdade e estou num crucial momento de mudança, esperançoso de que meu mapa possa me dar uma luz para qual novo curso escolher).

    @MDD – qualquer coisa que voce faça nunca pode agredir a sua Lua. Se eu tivesse de escolher um planeta pra nomear como mais importante na escolha de profissão, seria ela.

    2 – Quando há mais de um planeta em uma casa, qual terá mais influência?

    @MDD – Ambos.

    3 – Como saber qual o planeta mais forte do mapa? Rudhyar e um outro autor que encontrei levam em conta a distribuição geométrica dos planetas na carta natal, enquanto você, nas análises dos mapas de conhecidos, foca-se na quantidade de aspectações.

    @MDD – Nao nao… eu coloco apenas a quantidade nas descrições porque já descarto as Aspectações médias e fracas, por ser só uma análise didática e não aprofundada. O importante é a quantidade de Aspectações FORTES, ou seja, com menos de 1 grau… o Rudhyar está corretíssimo.

    1. Marcelo

      @MDD – qualquer coisa que voce faça nunca pode agredir a sua Lua. Se eu tivesse de escolher um planeta pra nomear como mais importante na escolha de profissão, seria ela.

      Minha lua é em peixes, assim como vênus. Que tipo de trabalho não agrediria minha lua?

      @MDD – Não comento sobre mapas por um motivo bem simples: qualquer coisa que eu falar voces vao levar a sério demais. E este tipo de escolha deve ser feita por cada pessoa, sem nenhum tipo de intervenção externa.

      1. D

        Uma posição ética muito válida, MDD, a menos que vc encontre alguém MUITO perdido.

        Não sei quanto aos amigos acima, mas eu mesmo já passei em 6 faculdades, fiz 2 semestres de 1 delas, e estou a postos de abandonar a segunda.

        Se eu tivesse a mínima idéia do que fazer, não teria que perguntar, e tenho certeza absoluta de que, se não for isso o que eu estou procurando, se a atividade não me der prazer, independente do mapa astral, eu acabarei por abandoná-la.

        Acho que tem muita gente aqui que é assim. Vc pode só fazer um post genérico, com o aviso encima, e meio que isso fica resolvido .-.

  36. Anônimo

    Só para esclarecer:

    1-O que significam Immun Coeli e o Meio Céu em um mapa astral?

    @MDD – cuspides das casas 4 e 10 respectivamente.

    2-Ao analisar as aspectações fortes, quer dizer com menos de 1 grau entre uma casa e outra? Então se eu tenho Marte em Aquário (29,28) é uma aspectação forte já que sobra 0,72 para completar os 30 graus?

    @MDD – Aspectações nao dizem respeito às Casas ou mudanças de signo, mas aos ângulos entre os planetas. Um marte na posição que voce falou teria aprox 50%-50% das energias de Aquario e Peixes

  37. Morishio

    Sou Leão com ascendente em Áries, TDAH e ENTJ !
    Será que vai dar merda ?

  38. TBM

    Olá, tenho estudado o meu mapa astral constantemente como um guia psicológico para um direcionamento profissional e pessoal.
    As informações que venho encontrado parecem bastante pertinentes.Entretanto, gostaria de uma segunda opinião para que possa corroborar com as minhas idéias, uma vez que as considero imparciais.Segue os aspectos em que pude tirar algumas conclusões no meu mapa.

    Sol em Gêmeos casa 9
    Lua em Leão entre a casa 11 e 12
    Mercúrio em Touro casa 8
    ascedente em libra
    saturno em capricornio casa 5
    jupiter em cancer na casa 10
    plutão em escorpião casa 2
    marte em peixes
    venus em aries
    Quais as conclusões que você consegue tirar deste mapa?
    ficarei bastante agradecido caso haja resposta.

    @MDD – Temos o projeto de Hospitalaria justamente para casos assim.

  39. Morishio

    Fala Marcelo, poderia me ajudar com a seguinte duvida?
    Meu signo solar é Leão. Meu ascendente, caput draconis e lua estão em Áries.
    sei que outros fatores tambem são importantes para entender o mapa astral, mas com essas informações na casa de Áries o que você tem a dizer ?

    @MDD – que voce tem um monte de energia na casa de áries… e só. E que Analisar mapas astrais definitivamente não funciona dessa maneira, com um ou dois planetas/signos…

  40. Danilo Fucci

    Marcelo, reparo que sempre que monta esquemas de arvores da vida, sempre correlaciona as emoçoes a netzach. Ok… Mas o problema eh que muitos livros de astrologia associam as emoçoes à lua, o que na pratica dá certo. Já pra Vênus, fica associada a afeiçao da pessoa, o que a cativa, etc…

    Então andei pensando… Se definir emoçao como algo cru e visceral que atinge a pessoa de forma bruta e sentimento como algo mais refinado e sutil, daria pra dizer que a lua trata das emoçoes e venus trata dos sentimentos?

  41. Omar

    Quando um planeta está no sentido retrógrado significa que aquela combinação está prejudicada até que ponto? De que forma poderá se manifestar na vida de alguém?

    É verdade que uma combinação com esse aspecto está nesse sentido porque foi usada de forma negativa em outras vidas?

  42. thiago

    Olá, Marcelo

    Quando se possui um signo na casa vizinha de sua origem, podemos interpretar esta energia como a dos arcanos menores?
    Por exemplo: Se tenho Sol, Mercúrio, Marte e Plutão em Escorpião na casa 9. Vênus, Saturno, Urano, Netuno em Capricórnio na casa 11.

    Poderia interpretar estas energias como Rei de Bastões e Cavaleiro de Espadas?

    @MDD – hmmmmm é uma boa pergunta e a resposta é bem sutil, mas é não. Signo é signo; casa é casa. A energia de transição ocorre entre signos e entre casas, mas não misturados deste jeito. Pense em dois dials diferentes que se interpolam. Como bolo de chocolate com cobertura de morango e bolo de morango com cobertura de chocolate. Signos intermediários seriam calda de sorvete misturada chocolate-morango. Então continuando com uma analogia física, um signo intermediário em uma casa seria um bolo de chocolate com cobertura mista de chocolate-morango… entendeu ou piorei?

    1. thiago

      Ficou claro, Marcelo! Valeu!

      Agora fiquei curioso quanto aos aspectos tensos.
      Eles podem vir a ser, de fato, energias positivas em potencial?
      Afinal, são os desafios que nos fazem crescer… ou cair!

    2. thiago

      Ficou claro, Marcelo! Valeu!

      Agora fiquei curioso quanto aos aspectos tensos.
      Esses aspectos poderiam ser, de fato, energias positivas em potencial?
      Afinal, são os desafios que nos fazem crescer… ou cair!

  43. Marcelo

    “O que significam Immun Coeli e o Meio Céu em um mapa astral?
    @MDD – cuspides das casas 4 e 10 respectivamente.”

    Mas qual o significado dessas duas posições na interpretação do mapa?

    @MDD – casas relacionadas respectivamente com Câncer e Capricórnio… Família e Carreira.

  44. Luis

    MDD :Ascendente: representa as energias de Malkuth, ou o Plano material. Mostra a energia que a pessoa veio desenvolver no Plano material. Começa a se manifestar por volta dos 30 anos, quando a pessoa deve estar mais próxima das energias do Ascendente do que do próprio signo solar.

    Mas e quando o ascendente é o mesmo do signo solar?

    @MDD – a energia fica mais acentuada.

  45. Marcelo

    Salve Marcelo,

    Desculpe se a pergunta é meio idiota, mas acho ela importante: o caput draconis é a energia que vai guiar a pessoa através da Verdadeira Vontade dela, e começa a predominar aos 45 anos, correto? Ela já pode começar a se manifestar antes? Seria algo ruim ela se manifestar antes… como falta de maturidade ou coisa do tipo?

    Outra pergunta: O W.W. Matta e Silva comenta no livro Lições de Umbanda na palavra de um preto velho que se não considerarmos o tatwa individual predominante na hora do nascimento o mapa astral perde 50% do seu valor. Faz sentido para você? Sabe indicar alguma obra que fale sobre o tatwa e como descobrir qual o predominante do seu mapa?

    @MDD – Precisa ver o que eles chamam de “tatwa individual”.

    1. Marcelo

      Segue trecho do livro:

      “Cícero: – Ainda oh! “preto-velho”, para minha total compreensão, resta
      definires com mais propriedade o que chamas de linhas de força…

      Preto-velho: – Sim. Digo como linhas de força, essa corrente de energia ou de
      fluidos cósmicos, vitais, básicos, na formação ou na estrutura íntima de qualquer macro ou micro do corpo ou organismo constituído, mesmo de um átomo propriamente dito. São, para lhe dar um exemplo de relação, o mesmo que as chamadas “forças sutis da Natureza”

      (Nota 6 – N.A. Ditas pela Yoga como Tatwas. Dão como 5 os principais: Akasa, Vayu, Tejas, Prithivi e Apas. No entanto, quase não falam dos 2 fundamentais, para formar os 7… Esses 2 tatwas fundamentais são citados ligeiramente por Rama-prasad, como Upanadaka e Adi, apenas…” )

      Trecho contido na páginas 50 e 51 do livro Lições de Umbanda e Quimbanda na Palavra de um “Preto-Velho”.

      Outro trecho:

      “Que não agastem comigo os astrólogos ocultistas que entenderem ser isto que afirmo uma indireta ou uma carapuça… pois conheço alguns corretos e muito competentes. Quase que estou “lendo” a pergunta mental que farão quando lerem esta nota. Mas o que estará faltando, oh! Senhor Matta e Silva? Ora, está faltando o elemento básico, essencial que denomino de linha de força ou tatwa individual. Sem o elemento desse tatwa individual, um horóscopo perde, no mínimo, 50% do seu valor…”

      Páginas 75 e 76 do mesmo livro.

      1. Marcelo

        DD, desculpe a insistência, mas faz sentido essa informação: “Sem o elemento desse tatwa individual, um horóscopo perde, no mínimo, 50% do seu valor”

        @MDD – Não faz nenhum sentido. Fizemos mais de 2000 mapas pela hospitalaria e o tal “Tatwa individual” não fez a menor falta. Tem de descobrir o que o cara quer dizer com esse tatwa…

  46. Officinalis

    Tio, uma pessoa tem o sol praticamente cravado entre escorpião e sagitário (0 graus e uns 24 minutos em sagitário) mas a lua em sagitário tem a tendência a “utilizar” mais as energias sagitarianas.. Essa minha afirmação está correta?

  47. caio

    Tatwa pode ser o Tattva:

    Tattva is a Sanskrit word meaning ‘thatness’, ‘principle’, ‘reality’ or ‘truth’.[1] According to various Indian schools of philosophy, a tattva is an element or aspect of reality conceived as an aspect of deity. Although the number of tattvas varies depending on the philosophical school, together they are thought to form the basis of all our experience. The Samkhya philosophy uses a system of 25 tattvas, while Shaivism recognises 36 tattvas.

    Our human Body comprise 96 Constituent principles or Tatwas of Siddha Medicine. The siddha system of traditional medicine (Tamil: ????? ??????????, Citta maruttuvam ?)is the oldest in ancient India and was derived by Tamil Siddhas or the spiritual scientists of Tamil Nadu.[1] Siddhas fundamental principles never differentiated man from the universe. According to them, “Nature is man and man is nature and therefore both are essentially one. Man is said to the microcosm and the Universe is Macrocosm, because what exists in the Universe exists in man.”[2]

    Thx, wikipedia

  48. caio

    Continuando, tudo da wikipedia (to sem saco pra traduzir, quem não souber ler inglês… tá na hora de dar um jeito nisso)

    Anta?kara?a – the inner instrument

    Anta?kara?a, also called the internal organ, is part of the pure-impure tattvas. Activity in these tattvas is subjective cum objective. Anta?kara?a contains five tattvas: manas, aha?k?ra, buddhi, prak?ti and puru?a tattva.
    manas – the lower mind

    The manas name comes from the verbal root man – to think. Manas is the instrument for the creation of vikalpa (dual thoughts). Its state is described as always agitated. Manas is the hub connecting the ten organs of action and senses to the upper tattvas (intellect, ego and soul). It does not simply transit the sensations, but also filters and assembles them into a coherent vision. Manas operates based on learned behavior, instincts, habits and automatisms, like a complex computer processing data (from the senses) and transmitting commands. Because of its agitated nature, manas is termed “the undisciplined mind”, fraught with contradictions: doubt, faith, lack of faith, shame, desire, fear, steadfastness, lack of steadfastness.

    Manas interprets everything in terms of attraction and repulsion. While the ego (aha?k?ra tattva) can understand and assume a moral code, the notions of good and evil, manas is limited to the complementary pair of pleasure and pain, acting only on the desires that arise. Its program is Repeat pleasure and avoid pain.[34]

    Manas operates both in the subtle and the physical plane (brain). Manas is the center of logical reasoning while buddhi is the center of intuition, discrimination and will. Depending on the state of consciousness, manas can act either as a cause of conditioning and bondage or as a path towards freedom. The latter is possible for poets, artists and those who are illuminated (can operate within the pure tattvas, beyond m?y?).
    aha?k?ra – the empirical ego

    Aha?k?ra tattva is the first seat of subjectivity. Aha? means “I” and k?ra means “to do”, thus, aha?k?ra – the instrument of Aha? (the Spirit), the principle of individuation, acting as an independent conscious entity within the impure reality – yet, it does not have consciousness of its own. aha?k?ra is a receptacle of Cit ?akti, its consciousness is but a small spark from Cit, the universal consciousness. Its operating mode is assuming authorship of all the actions of buddhi, manas, the senses and organs of action.

    Aha?k?ra lives in the sphere of duality, in a state of identification with the physical body, its needs and desires. In aha?k?ra predominates rajas guna (agitation). Because it identifies only with a small part of the creation (the body) and rejects everything else as “not me”, it becomes subject to a series of afflictions such as: pride, egoism, competitiveness, hate and jealousy.

    On the other hand, with aha?k?ra tattva appears, for the first time, individual will, determination, a sense of morality and ethics and it is thus the first step on the spiritual path. Without a sufficiently harmonious and powerful aha?k?ra (personality) it is impossible to exert the level of effort required to accede to a higher spiritual level.

    The position of aha?k?ra and buddhi are sometimes presented in reversed order because, as the principle of “I-ness”, aha?k?ra is allowed control over the manas (sensorial mind) and buddhi (superior intellect, intuition). Yet, buddhi is a superior tattva, and aha?k?ra is only allowed from a functional point of view a superior position to buddhi. From an absolute point of view, aha?k?ra is created by buddhi and thus subordinated to it.
    buddhi – the intellect

    Buddhi tattva represents the intuitive understanding, the superior mind, which can rise above ego and the sensorial. It does value judgments, discriminates between possibilities, decides and determines, based on the information presented from the lower tattvas. In buddhi tattva there is a predominance of sattva guna (purity) and the energy of jñ?na ?akti – the energy of knowledge.

    The name buddhi contains the Sanskrit radical dhi, meaning reflection, intuitive penetration and higher awareness. Other notable terms containing dhi are sam?dhi (yogic ecstasy) and dhyana (meditation). One of the prescribed ways of developing buddhi is the study of sacred texts. In Kashmiri Shaivism, Bauddha Jñ?na (the intuitive and conceptual understanding) is considered the foundation of illumination because once profoundly understood, something is always accessible, while the second type of knowledge, Paurusha Jñ?na (to know through direct experience) is limited only to the moments of inspiration.
    prak?ti tattva

    Prak?ti tattva is the fundamental operative energy of the soul (jivatman), or, in other words, it creates the world of puru?a. In Ka?mir ?aivism prak?ti has a different meaning than in S??khya; while here it means an energy of the individual, in S??khya it refers to the fundamental energy of the manifestation. Thus, as defined in Ka?mir ?aivism, every puru?a has his individual prak?ti.

    Prak?ti and Puru?a are closely interdependent. They are the reflection of ?iva and ?akti tattva in the sphere of m?y?. The difference is that – while ?iva and ?akti tattva are infinite and nondual, puru?a and prak?ti are limited and subject to duality. Other than that, what ?iva-?akti do on a universal scale, puru?a-prak?ti do on a personal scale. They have the same energies of will, knowledge and action and perform the five actions of creation, sustenance, dissolution, occultation and grace.

    In G. V. Tagare’s The Pratyabhijñ? Philosophy, these five actions and their correlates are given as follows:[35]

  49. caio

    num vo traduzir. qm nao sober ler em ingles, tá na hora de dar um jeito nisso.

    Anta?kara?a – the inner instrument

    Anta?kara?a, also called the internal organ, is part of the pure-impure tattvas. Activity in these tattvas is subjective cum objective. Anta?kara?a contains five tattvas: manas, aha?k?ra, buddhi, prak?ti and puru?a tattva.
    manas – the lower mind

    The manas name comes from the verbal root man – to think. Manas is the instrument for the creation of vikalpa (dual thoughts). Its state is described as always agitated. Manas is the hub connecting the ten organs of action and senses to the upper tattvas (intellect, ego and soul). It does not simply transit the sensations, but also filters and assembles them into a coherent vision. Manas operates based on learned behavior, instincts, habits and automatisms, like a complex computer processing data (from the senses) and transmitting commands. Because of its agitated nature, manas is termed “the undisciplined mind”, fraught with contradictions: doubt, faith, lack of faith, shame, desire, fear, steadfastness, lack of steadfastness.

    Manas interprets everything in terms of attraction and repulsion. While the ego (aha?k?ra tattva) can understand and assume a moral code, the notions of good and evil, manas is limited to the complementary pair of pleasure and pain, acting only on the desires that arise. Its program is Repeat pleasure and avoid pain.[34]

    Manas operates both in the subtle and the physical plane (brain). Manas is the center of logical reasoning while buddhi is the center of intuition, discrimination and will. Depending on the state of consciousness, manas can act either as a cause of conditioning and bondage or as a path towards freedom. The latter is possible for poets, artists and those who are illuminated (can operate within the pure tattvas, beyond m?y?).
    aha?k?ra – the empirical ego

    Aha?k?ra tattva is the first seat of subjectivity. Aha? means “I” and k?ra means “to do”, thus, aha?k?ra – the instrument of Aha? (the Spirit), the principle of individuation, acting as an independent conscious entity within the impure reality – yet, it does not have consciousness of its own. aha?k?ra is a receptacle of Cit ?akti, its consciousness is but a small spark from Cit, the universal consciousness. Its operating mode is assuming authorship of all the actions of buddhi, manas, the senses and organs of action.

    Aha?k?ra lives in the sphere of duality, in a state of identification with the physical body, its needs and desires. In aha?k?ra predominates rajas guna (agitation). Because it identifies only with a small part of the creation (the body) and rejects everything else as “not me”, it becomes subject to a series of afflictions such as: pride, egoism, competitiveness, hate and jealousy.

    On the other hand, with aha?k?ra tattva appears, for the first time, individual will, determination, a sense of morality and ethics and it is thus the first step on the spiritual path. Without a sufficiently harmonious and powerful aha?k?ra (personality) it is impossible to exert the level of effort required to accede to a higher spiritual level.

    The position of aha?k?ra and buddhi are sometimes presented in reversed order because, as the principle of “I-ness”, aha?k?ra is allowed control over the manas (sensorial mind) and buddhi (superior intellect, intuition). Yet, buddhi is a superior tattva, and aha?k?ra is only allowed from a functional point of view a superior position to buddhi. From an absolute point of view, aha?k?ra is created by buddhi and thus subordinated to it.
    buddhi – the intellect

    Buddhi tattva represents the intuitive understanding, the superior mind, which can rise above ego and the sensorial. It does value judgments, discriminates between possibilities, decides and determines, based on the information presented from the lower tattvas. In buddhi tattva there is a predominance of sattva guna (purity) and the energy of jñ?na ?akti – the energy of knowledge.

    The name buddhi contains the Sanskrit radical dhi, meaning reflection, intuitive penetration and higher awareness. Other notable terms containing dhi are sam?dhi (yogic ecstasy) and dhyana (meditation). One of the prescribed ways of developing buddhi is the study of sacred texts. In Kashmiri Shaivism, Bauddha Jñ?na (the intuitive and conceptual understanding) is considered the foundation of illumination because once profoundly understood, something is always accessible, while the second type of knowledge, Paurusha Jñ?na (to know through direct experience) is limited only to the moments of inspiration.
    prak?ti tattva

    Prak?ti tattva is the fundamental operative energy of the soul (jivatman), or, in other words, it creates the world of puru?a. In Ka?mir ?aivism prak?ti has a different meaning than in S??khya; while here it means an energy of the individual, in S??khya it refers to the fundamental energy of the manifestation. Thus, as defined in Ka?mir ?aivism, every puru?a has his individual prak?ti.

    Prak?ti and Puru?a are closely interdependent. They are the reflection of ?iva and ?akti tattva in the sphere of m?y?. The difference is that – while ?iva and ?akti tattva are infinite and nondual, puru?a and prak?ti are limited and subject to duality. Other than that, what ?iva-?akti do on a universal scale, puru?a-prak?ti do on a personal scale. They have the same energies of will, knowledge and action and perform the five actions of creation, sustenance, dissolution, occultation and grace.

    In G. V. Tagare’s The Pratyabhijñ? Philosophy, these five actions and their correlates are given as follows:[35]

  50. Kauê Rodrigues

    “Saturno…onde a pessoa é mais disciplinada.”
    “Aquário…a energia mais libertária e indisciplinada do zodíaco.”

    E eu que tenho Saturno em Aquário?

    1. Ian Gil

      Ou pode ser entendido também como uma capacidade que tu tens de disciplinar os teus ímpetos indisciplinadores, e que tu tende a preservar teu ego através de amizades, grupos sociais ou inovações. Mas aí, teríamos de ver o mapa todo, para saber onde tudo isso entra. hehe!

      Abraço!

      1. Kauê Rodrigues

        É engraçado como a gente aprende tanto em tão pouco tempo, desde o dia que eu fiz esse comentário eu estudei bastante e agora eu entendo meu Mapa com muito mais profundidade do que antes. No meu caso, Saturno está em Príncipe de Espadas, que é a responsabilidade de conhecer um sistema para depois transcendê-lo. Mas quem sabe daqui a alguns meses eu não descubro algo mais sobre esse aspecto do meu Mapa? Quem sabe…

    2. Erica Hoss

      Aquário é domicílio diurno de Saturno. É um bom posicionamento astrológico. Os eventos relacionados a esse posicionamento tem que ser considerados analisando o mapa de acordo com o que vc quer saber. A astrologia é hermética pois dá para compreender o todo, com base nas sete leis. Fazer uma pergunta objetiva é bom para delimitar o que se quer, pois quem lê o mapa possui a percepção limitada das coisas, afinal, o todo é inefável e só conseguimos ver o imanente. A sua persona você pode ver na Lua ou Mercúrio; Saturno explica eventos muito externos a nós, é o próprio decorrer da vida.

  51. Kauê Rodrigues

    Olá Marcelo, primeiramente me desculpe por te encher de perguntas, eu sei que você tem mais o que fazer, mas nestas últimas semanas tenho me dedicado à astrologia e tem muita coisa que eu não consigo entender. Bem, nas transições entre os signos aparecem os Reis, Rainhas e Príncipes, certo? Mas qual a diferença entre, digamos, a energia do Rei de Paus, Fogo do Fogo, e de Áries, Fogo Cardinal?

  52. Marcel

    Oi MDD, tudo bom?
    Tenho uma pergunta:
    Urano: a oitava mais alta de Mercúrio.
    Netuno: a oitava mais alta de Vênus.
    Plutão: a oitava mais alta de Marte.

    Isso significa conjunção de signos? Algo tipo “quanto mais eu exercito as oitavas altas do signo de Marte, mais características do signo de Plutão aparecerão em mim”?

  53. Bruno

    Acho que a unica coisa q faltou, e q por acaso eu vim pra ver isso :), foram os graus dos aspectos. Tinha me esquecido de um aí, entrei seco e não achei justo quantos graus é que se formam os Quincúncios. Mas sensacional ajuda mto esse resuminho…Valeu!

  54. Julia

    MDD, tenho caput draconis em peixes na 3a casa e pelo que li a respeito eu deveria evitar aprofundamento em questões espirituais/religiosas/ocultas. Essa indicação foi um grande baque porque eu acredito que minha V.V. corresponde muito com o viés espiritual, minha linha de pesquisa acadêmica, meus hobbies, meu prazer intelectual residem nesse campo. Essa informação de fato procede ou ela depende de outras especificações do mapa?

  55. Otacilio

    Acho que seria legal incluir as intersecções entre os signos e os arcanos da corte relacionados. Ou isso seria fugir do “resumo”?

  56. Ian Gil

    Seria legal também a gente adicionar outros termos baseados na Astrologia Clássica, como halb/hayz, latitude, retrógrado, planeta ocidental/oriental, as dignidades (5). Posso cuidar dessa parte.

    Agora, se me permite, DD, uma correção: o Ascendente é quem indica como nós nos mostramos para os outros, e não o Sol. O Sol é nossa essência interior, nosso espírito. =)

    Abração!

  57. Gustavo

    A lua não entra como um planeta? Pois sou de Câncer e sempre li que a lua é meu astro regente.

  58. RC

    eu tenho o nodo sul/ketu/cauda draconis em áries na casa 11 em conjunção com a lua, logo nodo norte/rahu/caput draconis na casa 5 em libra

    e os regentes dos nodos lunares estão em conjunção na casa 7 em capricórnio

    alguém poderia me dizer o que acha disso?

  59. Wonderer

    Del Debbio, uma coisa que ainda não entendi é sobre influencias de energias diferentes em diferentes épocas da vida, no meu caso, eu tenho 3 planetas em Peixes (Sol, Vênus e Mercúrio) e 2 em Gêmeos (Marte e Júpiter), no começo da minha vida a energia de Peixes era bem evidente (interesse em artes, misticismo, etc.) mas eu não cheguei a desenvolver essa energia de forma prática de um modo significativo ou de um modo que me definisse. Já mais tarde e até o presente momento a energia de Gêmeos parece ser dominante (sou viciado em informação e desenvolvi um enorme interesse em línguas estrangeiras e linguística, por exemplo). Minhas dúvidas são, já que energias diferentes se manifestam em diferentes fases da vida e logicamente parece ser mais produtivo trabalhar com o que se tem no momento, então, existe um momento ótimo para trabalhar cada tipo energia e a pessoa pode então perder a chance de trabalhar determinada energia (No meu caso, a energia de Peixes), algo como os talentos enterrados que se fala naquela parábola da Bíblia?

  60. cristiano

    resumo maravilhoso, vai me ajudar muito! valeu!

  61. cristiano

    pelo pouco que eu entendi olhando meu mapa e esse resumo, meu mapa mostra exatamente quem eu queria ser, com exceção das casas que eu não gostei muito: muitos planetas na casa 7, enquanto eu quero distância dos meus pais e não quero nem casar e nem ter filhos

Deixe uma resposta