Pequenas Igrejas, Grandes Negócios

PIGN-video
Clique para ver o vídeo de Apresentação

PIGN é um Cardgame de ficção científica ambientado em um mundo onde as Igrejas Evangélicas são usadas por pessoas trapaceiras e inescrupulosas para lavar dinheiro do crime, vender porcarias inúteis, explorar a boa fé de pessoas ignorantes e obter poder político; um universo muito diferente da nossa realidade, onde as Igrejas são centros comunitários de ajuda ao próximo, gerenciadas por baluartes do bom caratismo.

PIGN-2

Link para apoiar o Pequenas Igrejas, Grandes Negócios no Catarse.
O Jogo está sendo desenvolvido e testado desde 2010 e já passou por todos os estágios de playtest. Já está sendo desenhado e precisamos do Dinheiro do Catarse para pagar a gráfica, desenhistas e diagramadores. Isso garante que a entrega dos jogos e dos prêmios será muito rápida após o sucesso do Projeto.

banner_o projeto
Este é um projeto que já está sendo pensado há mais de 3 anos. Um universo de ficção científica que fosse completamente diferente do mundo em que vivemos. Marcelo Del Debbio é autor de mais de 40 títulos de RPG, além da série RPGQuest. Colabora com o site “Teoria da Conspiração” e é ferrenho defensor do Estado Laico.
banner_como funciona-PIGN
Em PIGN, cada jogador (de 2 a 7 jogadores) comandará um Pastor e uma Igreja, que lhe darão poderes e recursos especiais, em uma disputa para ver quem consegue ficar mais rico e destruir a reputação dos outros pastores mais rápido. Ganha o último que sobreviver ao Arrebatamento com mais dinheiro e reputação.

Em seu Turno, cada Pastor pode adquirir novos Empreendimentos, Fazer Ataques de Recursos e Reputação nos outros pastores (qualquer semelhança com notícias reais é mera coincidência inspirada pelo diabo), defender-se de ataques ou alavancar alguma picaretagem para conseguir mais Recursos ou Reputação.

Ao longo das Rodadas, os Pastores vão queimando o filme uns dos outros até que apenas o Ungido sobrará!

Com regras simples e fáceis, é um jogo para toda a família se divertir.
banner_suplementos
Além do Módulo Básico, o PIGN será produzido com mais 4 Suplementos que adicionam novos Pastores, novas Igrejas, Novas Regras e Picaretagens mais específicas, cada uma lidando com uma parte das lutas divinas.

**Ou Dá, ou Desce!** – O Suplemento da Prosperidade. Contrate artistas fracassados, em fim de carreira, ex-psicopatas, ex-periguetes ou apresentadoras infantis falidas para a Obra do Senhor; Lote o Maracanã com os Salmos; Faça o Desencapetamento Total!

**Vodu é pra Jacu** – Enfrente os Encostos, os Pai-de-Encosto, as macumbas e exorcize o Cramunhão em pessoa! Lute contra os filhotes do Fogo! Faça um exorcismo na Madrugada! Desça até os infernos quinze vezes! Tente adivinhar quem está com epilepsia e quem está com o diabo no Corpo enquanto desce a porrada neles! Traga a pessoa amada em três dias úteis, em nome de Jezuis!

**Picaretas e Esquisotéricos** – amarrações, almas gêmeas e bolas de cristal! Busque conhecimento com Ets e civilizações atlânticas quânticas! Desalinhe os chakras de seus inimigos com a tábua Positrônica de Hórus! Veja as cartas dos oponentes com sua mesa de Scrying! Associe jogos de RPG ao diabo e lute com a Espada do Espírito de Porco! Vença os Illuminatis!

**Oremos!** – A Santa Igreja de Pedro está de volta. Dance com os Padres dançarinos, organize e administre saunas gays na Europa, diga que os ateus são os culpados de tudo enquanto gerencia a dança das cadeiras dos acusados de pedofilia! E, se nada mais resolver, chame a Inquisição para cuidar desses hereges.
banner_premios
Aqueles que ajudarem na Obra do Senhor receberão não apenas o Cardgame e suplementos com Frete Grátis, mas terão acesso a uma série de cartas especiais e prêmios que não estarão à venda depois!
banner_mais recompensas
O projeto no Catarse visa superar duas barreiras complicadas no financiamento de Jogos no Brasil: tiragem variável e preço acessível.

Quanto maior a tiragem, menor o preço. Porém, nos sites de financiamento coletivo não é permitido dar descontos. Seria incrível poder dizer “Atingimos a venda de 200 unidades, todo mundo ganha 20% de desconto”. Mas isso é impossível. Então como vamos balancear isso?

Com cartas extras, suplementos novos, mais Pastores, Igrejas e cartas pelo mesmo preço. Essa solução abrirá a possibilidade do jogo ter um acréscimo de dezenas de cartas no decorrer da campanha de financiamento pelo mesmo preço, que só serão acessadas por aqueles que nos ajudarem agora!

Se chegarmos a R$ 40.000 – Todos que escolheram a opção PASTOR ou maior receberão gratuitamente o Suplemento **Satanistas de Facebook** com mais dois Satanistas, duas Igrejas e 28 cartas inéditas.

Se Chegarmos a R$ 50.000 – Todos que escolheram a opção PASTOR ou maior receberão gratuitamente o Suplemento **Ateu, graças a Deus** com mais dois Ateus, duas Igrejas e 28 cartas inéditas.

PIGN-2

banner_para-saber-mais

https://www.facebook.com/pigncardgame

É para louvar de pé!

Este post tem 44 comentários

  1. Thiago Neves

    É preferivel encarar com bom humor por se tratar de algo meramente lúdico, contudo, vossa senhoria deixa claro o seu repudio pela tradição/igreja cristã. Sei que existem motivos para isso, mas diga-me em que lugar não existem picaretas? Suas insinuações são quase sempre GENERALISTAS. E mais, raramente (para não dizer NUNCA) você comenta a cerca das ações nefastas de outras religiões, tal como o islamismo radical, o sionismo (judaismo politicalizado), os funestos atos dos hindus para com os cristãos daquela localidade, e claro, os ateus/comunistas (como adoradores do “deus estado”) e tuti quanti que aconteceu e acontece as CLARAS no mundo.

    @MDD – Ledo engano. Não há nenhum repúdio pelo cristianismo, apenas pelos PASTORES PICARETAS que são lobos disfarçados de ovelhas… tanto não há que no jogo há rabinos, pais-de-santo, sheiks, padres e até mediuns-picaretas… e não tem como ser generalista, visto que as cartas são NOTICIAS DE JORNAL, ou seja, não sou eu quem estou acusando ninguem de nada… são fatos publicos e notórios…

    Ademais, é notório que a religião cristã é a mais PERSEGUIDA NO MUNDO. E mais, desde o término da 2° Guerra, NÃO há povo no mundo que sofra mais morticínio do que os cristãos, basta se informar para saber que estes morrem a base de 100 mil por ano no mundo meu caro. Mas, para quem estuda um pouco de marxismo cultural sabe que ao quebrar a estrutura de determinada tradição, destruindo os seus símbolos, e desta forma, fazendo daquela comunidade objeto de escárnio e ódio (exatamente o que propõe essa matéria ardilosa). Portanto, vosmecê tem todo o direito de criticar algo, pois isso esta amparado pela constituição, mas cuidado para não servir de idiota útil (agente de desinformação) – como dizia Antonio Gramsci, e assim, acabar contribuindo para com essa perseguição, ora cultural, ora fatal.

    @MDD – cara, que mimimi triste… quer um lencinho?

    Ordene seus pensamentos, pois eles geram palavras.
    Cuidado com a palavras, pois elas possuem poder e geram ações.
    Vigie nas ações, pois elas criam hábitos.
    Cuidado com seus hábitos, pois eles definem seu caráter.
    E, por fim, o seu caráter definirá o seu destino.
    Margaret Thatcher

    @MDD – que os pensamentos virem palavras, as palavras virem ações e as açoes ajudem a expurgar os picaretas de nossos templos!

    1. Caio

      Haters gonna hate, kkkk!!!

    2. Tiago

      O cara cita o marxismo cultural e ainda quer ser levado a sério…

      1. Ian Gil

        Marxismo cultural é um negócio grave. Eu já estudei no curso de Jornalismo sobre a escola de Frankfurt, e os caras são fdps mesmo. Porém, esquerdistas estão sendo espertos, afinal, estão convencendo a plateia de que não existe nenhum “Marxismo cultural” nem “um tal de Gramsci disse isso, disse aquilo”…

        Como diria Baudelaire, “A principal tática que o diabo usa para nos ludibriar e possuir é fazer com que acreditemos que ele não existe” (sic).

        Abraços!

        1. Thiago Neves

          Caro Ian Gil,
          É exatamente esse o “modus operandis” da esquerdalha Nacional, haja vista que esses partidos (PC do B, PSOL e principalmente o PT) são subsidiados por organizações Internacionais, tais como: Fundação MacArthur, Fundação Ford, Fundação Rockefeller e fora os acordos entre o PT e As Farc (forças armadas revolucionárias), logo, entende-se o porquê de tanto abafamento por parte da Imprensa e suas tentativas de ludibriar o povo.
          Ah, e já que tocou na Escola de Frankfurt, eu gostaria de indicar uma obra prima, caso ainda não tenha lido, vale a leitura.

          – Escola de Frankfurt (ROLF WIGGERSHAUS)
          Abração

        2. Tiago

          Cuidado: o diabo Marx vai vir puxar sua perna de noite! hahahah

      2. Hamilton

        Quem não enxerga o Marxismo cultural, só pode estar cego. Não é possível!

        1. Thiago Neves

          Caro Hamilton,
          Dizem que o pior cego é aquele que não quer enchergar, né?! ^^
          Mas no caso de alguns é ignorância por falta de conhecimento mesmo; e nesse caso é até compreensível, já no caso de outros é por puro cinismo e ação deliberada de desinformação.
          Abração

    3. Cassio

      Amigo, sou Professor de Antropologia Jurídica, aprovado em concurso público sério, então, uma coisinha ou outra eu acredito que entenda sobre o assunto e vou dar alguns pitacos.

      A questão de criticar a existência de pastores, rabinos (vide a primeira carta revelada, tratando de um pseudo rabino cujas práticas foram criticadas aqui mesmo no TdC), povos de santo picaretas etc etc etc… não é algo contra as respectivas religiões, pelo contrário.

      A base do cristianismo é a caridade, a bondade pelo próximo, ser bom. A lição que Jesus ensinou (seja ele possuidor de super poderes ou não é irrelevante perto da mensagem que o cristianismo passa) é algo super legal, super bom, positivo. É algo que pessoas de qualquer credo, inclusive ateus, podem seguir sem grandes problemas. Ser uma pessoa boa e amar o próximo. Que coisa legal né?

      Do mesmo modo, o judaismo, religiões de matriz africana (candomblé, umbanda) e tantas outras tem um papel importante e fundamental na sociedade.

      Inclua-se ai inclusive o papel de ordens iniciáticas.

      Claro, há uma parcela destas que deturpam o valor inicial das mesmas (por atuação das pessoas que constróem a ordem, não por causa da ordem em si).

      E criticar isto, criticar o fato de alguns (não todos) pastores andarem com jatinhos particulares, helicópteros e templos belos ao passo que seus fiéis passam fome é alguma coisa louvável.

      Religião alguma deve ser um negócio. Os princípios religiosos básicos servem para a construção de uma moral individual (ok, uma moral individual heterônoma a partir de uma perspectiva Kantiana, mas vá lá, nada impede que num futuro seja internalizada e tomada como si de modo autônomo, logo eticamente válido). Basta observar os casos em diferentes países europeus onde a dita igreja da cientologia vem sendo considerada um negócio ou uma seita ao invés de uma religião reconhecida (com consequente imunidade tributária), justamente pelo fato de registrarem seus textos doutrinários como propriedade intelectual e seus “sacramentos” como realizáveis mediante o pagamento de taxas. O elemento negocial descaracteriza o caráter religioso de um determinado grupo, o que não significa, por exemplo, que um pseudo astrólogo (que não sabe o que significa marte em escorpião) não possa fingir ser religioso para deste modo angariar fundos de incautos seguidores (manipulados).

      A ideia do dízimo, por exemplo, surgiu em Israel (talvez o MDD possa explicar melhor), para preparar os reinos para a fase do inverno com colheitas dificeis. Isto permitia a todos fazer um estoque de produtos para serem usados pelos mais necessitados em situações especiais (religião como base para uma necessidade socia, algo como “Deus quer que vocês poupem por causa do inverno… para ajudarem os irmãos”). Hoje há locais que usam do dízimo para enriquecimento de pastores (o que é errado, e não ocorre em todos os lugares).

      Hoje temos templos (de diferentes religiões) cada vez mais belos e elegantes, mas por dentro infelizmente há uma corrupção (não é total, alguns casos sim tem corrupção) e os valores acabam sendo perdidos.

      A religião ocupa uma posição como instituição social. A partir do momento que esta posição é deturpada, a religião perde seu papel (por exemplo, ao tornar-se um negócio) e assim perde seu fim na sociedade e se esvazia.

      Acredito que haja pastores, rabinos, pais de santo, iniciados, whatever, honestos em todas as religiões e credos. E é justamente por causa destas pessoas, honestas e que realizam coisas boas para a sociedade, que os picaretas, de todos os disfarces (disfarçados de religiosos) devem ser expostos e rejeitados.

      @MDD – Perfeito comentário.

  2. Donilo

    Dia de são jorge.
    Dia de Mercúrio.
    E se você olhar para o mapa de hoje vai ver um evento raro envolvendo Urano, Marte, Júpiter e Plutão.

    Boa sorte pra vocês. rs

  3. david

    Genial! kkkkkkkk

  4. esteves

    hahaha muito bom. Mas cá entre nós, vocês adoram uma encrenca né? o povo! kkkk

    @MDD – por que voce acha isso?

  5. Ramon da Cruz Salgueiro

    kkkkkkkkkkkkk’
    Genial!!!
    Os eguns da Universal devem estar se revirando na igreja hahahaha’

  6. MiguelR

    “Tente adivinhar quem está com epilepsia e quem está com o diabo no Corpo enquanto desce a porrada neles! ”

    SENSACIONAL DD!
    KKKKKKKKKK
    Como diria o Alborghetti “É de cair o cú da bunda!”

  7. Cara, isso foi simplesmente FODÁSTICO!!!!
    Vou juntar um grupinho e ir jogar isso nas escadarias de uma dessas igrejecas falcatrua na hora em que os crentelhos estiverem saindo depois do “cuRto”….
    HAHAHAHAHAHA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  8. Juliano

    Achei o material muito bonito, tudo o que é produzido por vocês tem uma qualidade muito boa.

    Fiquei com uma grande vontade de ajudar o projeto mas… sinceramente, achei muito agressivo, não consigo me imaginar jogando isso com a família e nem ninguém…

    @MDD – Isso é um símbolo. O que exatamente incomoda voce? jogar no papel de um pastor picareta? que esses pastores existam? que sua familia vai ficar ofendida com noticias de jornal reais? que vao perceber que esse tipo de pastor picareta existe mesmo? chocar faz parte do despertar. A verdadeira comédia está em desafiar os grandes e poderosos…

    1. Juliano

      Calma tio, normalmente sou eu que faço as perguntas 🙂

      Acho que tomar o papel de um pastor picareta me incomoda sim, a existência deles não. Minha família provavelmente não ficará ofendida/incomodada com as noticias reais de jornais , agora se fossem noticias da época da inquisição, acredito que sim…
      Talvez me desenvolva a idéia de que sou melhor do que as pessoas que são enganadas pelos pastores picaretas (ou mesmo melhor que os pastores picaretas), sendo que eu acho que eles tem seu papel no mundo

      Fiquei pensando, talvez fosse uma boa idéia um card game que ensinasse Cabala, Astrologia, Chackras, Mitologia, História…

      @MDD – depois… Depois… primeiro bater com uma marreta para chamar a atenção. Depois passamos outras mensagens. Há outros projetos além do PIGN em andamento…

  9. Ian Gil

    Olha, que ficou bacana, ficou. Mas fico me perguntando: será que vale mesmo a pena direcionar a Vontade para acabar com outras Vontades, já que, segundo muitos ocultistas, Bem e Mal não existe? Não é mais inteligente direcionar a Vontade para algo mais produtivo e não destrutivo? O que vejo nos comentários é muito desrespeito para com a religião dos outros, como se os crentes fossem idiotas e merecessem sofrer chacotas. Bom, falo isso tudo apenas pra uma reflexão mesmo.

    Grande abraço!

    1. Ricardo S.

      Que bom ver um comentário sensato por aqui.

      Mais uma reflexão: fazer um jogo ridicularizando os picaretas não o leva para o mesmo nível deles?

      @MDD – desculpa, mas este é um comentário sem pé nem cabeça. Me explique como fazer um jogo ridicularizando e denunciando uma pessoa que usa de má fé para enganar crentes ignorantes e apavorados pode estar “no mesmo nível” que usar da má fé para enganar os crentes?

      1. Ricardo S.

        No mesmo nível no sentido de que se eles estão fazendo um trabalho sujo (se vc realmente considerar o que eles fazem “sujo”), o seu não é mais limpo do que o deles. Ou você acha realmente que você é o bonzinho da história por denunciar e ridicularizar os picaretas dessa forma?

        @MDD – Querer comparar uma pessoa que é um pastor (ou seja, que deveria estar instruindo ou cuidando ou na pior das hipóteses tomando conta) que utiliza desse poder para roubar o dinheiro dos fiéis, muitas vezes tirando o pouco que eles não tem atraves de medo, coerção ou bizarrices supersticiosas com um cardgame que denuncia e tira sarro desses criminosos?!?!? “não é mais limpo que o deles” ?

        Volto a perguntar: se no seu universo tem tantos picaretas, Marcelo, eles são reflexo do que mesmo?

        @MDD – No universo de um policial tem tantos bandidos… deve ser reflexo que todos são bandidos pois, pela sua logica, um policial honesto não teria nenhum bandido no seu universo… na minha lógica, ele não seria um bom policial, mas um inútil em sua função… no universo de um médico tem tantas doenças… isso faz a vida dele ser podre? ou de um veterinário? tenho pena, então, de um lixeiro, que deve ser a alma mais corrupta do universo por esta lógica.

  10. Victor

    Irmão, muito boa essa!

    Mas cá entre nós: essa empreitada gerará (muitas) ações judiciais, talvez….Vcs estão preparados pra isso?

    @MDD – nao vejo por que… Não usamos nenhum nome, nenhuma imagem, as cartas são de noticias de jornais feitas por terceiros, o jogo esta registrado e aprovado no Ministerio Publico como “Cardgame de Ficção cientifica”… tudo dentro de uma preparaçao juridica impecável…

  11. marlon

    Olá Marcelo del debbio sou evangélico e devo dizer que já acompanho seu blog a algum tempo , mas não venho falar sobre o assunto do post venho falar sobre outra coisa e preciso de sua ajuda . Sou membro de uma igreja evangélica pentecostal e em um desses cultos uma mulher recebeu o espirito de ”Deus” e começou a falar em línguas eu queria saber o que acontece quando uma pessoa fala em línguas ? e outra coisa quando acontece uma revelação como a pessoa revela tudo certo corretamente ?? tio del debbio veja esse vídeo do youtube chamado mag curriculeum parte 2 , e sobre um rapper não muito conhecido que fala sobre a revelação que deus fez na vida dele . Que espirito revela e esses pastores ??? se você pudesse me esplicar eu ficaria grato .

    @MDD – geralmente nas Igrejas evangelicas, a pessoa tem alguma mediunidade e estava incorporada, normalmente pelos chamados “espiritos zombeteiros”.

  12. dom ático

    bem legal esse projeto. vai dar pra dar boas risadas.

    mas não creio que esse projeto seja algo de longa duração. uma hora vai cansar dar chute em cachorro morto.

    vamos pensar em jogo de sucesso e jogo que tem uma longa duração. pense em magic the gathering por exemplo. esse é um jogo, que mesmo depois de quase 20 anos em português, muita gente ainda gasta uma grana federal nele. a história dele muda sempre, por exemplo, essa última série, Theros, incorpora muito da mitologia grega, adaptada de alguma forma pra se encaixar na história deles. as regras deles existe a parte fixa, e a parte variável de cada série.

    particularmente, eu gostaria de ver vocês lançarem algo como um magic, já que sei que você têm capacidade, e não algo como um super trunfo, que é como eu vejo esse pequenas igrejas.

    de qualquer forma, desejo sucesso pra vocês.

    1. Nathalia

      Minha opinião: se é ou não um projeto de longa duração não importa.. acho que pra quem acompanha o fb do Marcelo sabe que esse projeto deve ter sido realizado com muito gosto, muito tesão, e isso que importa! Fazer o que gosta! Ainda mais como nesse caso, que é bem como o Marcelo citou: um despertar, principalmente pra nós, povo brasileiro, pra nossa realidade. Até por isso que se fala mais em pastor picareta e não hindu ou islamista, porque é isso que temos aqui! Aos montes! É o que vemos no noticiário e o que faz crescer em nós essa ojeriza que acredito eu é uma motivação pros desenvolvedores desse jogo.. Parabéns, eu achei do caralho!

      1. Thiago Neves

        Minha opinião: se é ou não um projeto de longa duração não importa.. acho que pra quem acompanha o fb do Marcelo sabe que esse projeto deve ter sido realizado com muito gosto, muito tesão, e isso que importa! Fazer o que gosta!

        Thiago Neves: O importante é fazer o que se gosta? Mesmo sem se importar com as consequências de um ato abjeto de desmoralização e colaboração para com uma perseguição MUNDIALMENTE existente? Deplorável!

        @MDD – Rsrsrsrrs vai reclamar de “crentofobia” agora? cara, cresce um pouco…

        Ainda mais como nesse caso, que é bem como o Marcelo citou: um despertar, principalmente pra nós, povo brasileiro, pra nossa realidade. Até por isso que se fala mais em pastor picareta e não hindu ou islamista, porque é isso que temos aqui! Aos montes! É o que vemos no noticiário e o que faz crescer em nós essa ojeriza que acredito eu é uma motivação pros desenvolvedores desse jogo..

        Thiago Neves: Ora, então você é do tipo que acredita piamente em tudo que sai na grande mídia ou em tudo que o Sr. Del Debbio fala? Ou seja, se a rede Globo e a Folha de SP não fala das ações funestas dos hindus, do fundamentalismo islâmico desde meras proibições contra as mulheres até matança em massa de gays, do sistema stanilista e maoista ou dos sionistas norte-americanos, é por quê não existe ou não tem relevância? ORA PORRA! É de uma baixeza abissal e de uma deformidade moral indescritível.

        @MDD – Eu estou deixando seu mimimi apenas para que as pessoas possam sentir um pouco de vergonha alheia, mas o jogo não é contra religiões, é contra Pastores Picaretas e suas charlatanices para angariar dinheiro de pessoas ignorantes. Nao crie um espantalho de “perseguição cristã”, porque isso é a última coisa que acontece aqui no Brasil…

        1. Thiago Neves

          Thiago Neves: No que tange a desmascaração de picaretas no meio cristão, eu estou plenamente de acordo com você Marcelo. Apesar que o próprio Cristo nos advertiu sobre a existência do “joio e do trigo” e da dificuldade em separá-los. Sabe, o grande mal do marxista é que normalmente eles querem TRANSFORMAR o mundo e NUNCA entende-lo, estuda-lo e dessa forma tentar achar uma solução. Nesse sentido você se porta sim como agente de transformação.
          Ademais, você erra em em dizer que não existe perseguição, pois você mais do que todos nós sabe que existe SIM essa perseguição. Eu poderia fornecer inumeras fontes, mas se tornaria muito extenso.

          @MDD – Se for nos países muçulmanos, até rola… mas no Brasil? devem ser os espíritas que destroem os templos dos coitadinhos evangelicos…

      2. Thiago Neves

        Post Scriptum: Não vá achar que sou evangélico defensor das imbecilidades da IURD ou de outra da mesma estirpe. Apenas procuro ser justo e não ver as coisas conforme um gosto pessoal e sim de uma forma mais abrangente e sincera. Picaretas existem em todo lugar e principalmente dentro de ordens iniciáticas. ^^

        @MDD – na verdade, existem muito mais picaretas em igrejas evangelicas do que em todos os outros lugares somados e reunidos ao redor do mundo…

        1. Nathalia

          é isso que eu quis dizer kkkk não é pq a globo não mostra picaretas hindus ou o caramba, é pq aqui no Brasil você VÊ (não na tv mas ao vivo mesmo, no seu bairro, na sua família, no seu ciclo de amizades) pastores picaretas pra todo lado… e sim cada um faz o que gosta e assume as consequencias, o importante é fazer o que gosta! E muito mais importante do que sentar a bunda e ficar “estudando” é ser agente de transformação pela sua causa!

  13. Ra

    Fantástico projeto. Mal posso esperar para colaborar #D

  14. Sr. Elton

    Hahahah, apoiei o projeto e a primeira coisa que minha namorada falou foi: se você jogar isso aqui em casa minha mãe vai te matar, kkkkk.

    Marcelo, o tom do jogo me lembrou muito Munchkin. Qual foi o gatilho pra você criar esse game?

    @MDD – Falta de paciencia total com essas igrejas caça-niqueis.

  15. Nivaldo Neves

    Acho incrível o nível de hipocrisia de alguns comentários acima.
    São essas pessoas que ficam inquietas quando citamos
    sobre a esposa de Jesus, reencarnação… Como se isso mudasse
    o que ele realmente significou para o mundo.
    Afinal, se está escrito na bíblia é o que tá certo. rsrs

    Levar na esportiva as atitudes caça-níqueis dessas doutrinas é
    o mínimo que podemos fazer, enquanto não se criarem leis rígidas
    que investiguem a origem e destinação de tamanha movimentação
    financeira, e também leis morais que protejam as pessoas, ainda
    ignorantes, deste tipo de golpe.

    1. Giordano Bruno

      Olha, acho que já existem leis demais no Brasil que não funcionam. Sinceramente, não acredito que apareçam “leis rígidas” para investigar quem deve ser investigado, pois os legisladores legislam em causa própria e existem muitos lobbies, conluios e interesses escusos em nosso parlamento. Vivemos no país da impunidade.

      Se você for pobre e furtar uma galinha, talvez vá para a cadeia. Se você é político e desvia milhões do dinheiro público, vende facilidades, faz tráfico de influências, se aproveita da mídia e do poder econômico para distorcer fatos, pede “comissão” para liberar o dinheiro suado de quem prestou serviços para o Governo, provavelmente nada vai acontecer. Quando um pilantra dessa laia é finalmente acusado, já “lavou” e “limpou” uma fortuna suficiente para viver de forma nababesca e ainda sobrar muito dinheiro para contratar excelentes advogados para se defender. Depois vai para a mídia para dizer que é um santo homem e que tudo não passa de perseguição política ou coisa do gênero. Poderá até se aposentar da profissão de ladrão.

      Não diferente é o que acontece com essas igrejas que praticam a “pilantropia”. Realmente é um ótimo negócio criar uma igreja, se beneficiar da isenção fiscal prevista na Constituição, enchê-la de dinheiro dos incautos, comprar fazendas quilométricas, jornais, etc., e viver “administrando” tudo isso. Afinal não é preciso ter nada, se você pode possuir e usufruir de tudo. Quando eclodir alguma sujeira é só negar, negar e negar “ad nauseam”, e depois ir para o púlpito alertar aos fiéis que Satanás age de muitas formas e está se utilizando de pessoas para atacar a igreja.

      No Brasil eu duvido, mas duvido mesmo, que esse estado de coisas mude com a continuidade desse sistema a que todos nós estamos submetidos de alguma forma. Pois ele funciona buscando o caminho mais fácil, que é tirar dinheiro de quem tem pouco para não mexer com quem tem muito. E Isso vale para igrejas, para os políticos e para todos que detém poder em algum grau.

      Em determinadas ocasiões é preferível derrubar uma casa do que tentar reformá-la. Talvez um projeto como esse seja um início, uma pequena marretada…

      1. Ian Gil

        É o mundo da Mão Esquerda: quem pode mais chora menos. =(

        Abraços!

  16. Ricardo S.

    Lembro de uma parábola onde um certo mestre dizia “Tudo o que está dentro é igual o que está fora. O mundo externo nada mais é do que o reflexo do seu interior.” Em outras palavras, se no seu universo tem tantos picaretas, Marcelo, eles são reflexo do que mesmo?

    1. PeX

      Porra! Tu tá de sacanagem só pode. Perseguição ao cristianismo?? Isso aconteceu na época de Jesus e depois, mas não muito depois. O Brasil foi descoberto em meados de 1500 e nessa época o cristianismo já estava bem estabelecido em várias partes do mundo, principalmente em Portugal. Ou você acha que o ouro extraído aqui pelos portugueses virou só moeda e outras riquezas? Virou adorno de igreja em Portugal (e aqui também).
      O que teve de perseguição aqui no Brasil foi há vários anos, décadas na verdade, e mesmo assim nunca chegou no nível que foi no oriente médio, bem longe até. Entretanto os cristãos perseguem os não-cristãos, isso é fato. Primeiro começa com o preconceito e exclusão, depois eles se lembram que tem que ser bonzinhos pra entrarem no céu e aí vem o proselitismo, se não conseguem converter a pessoa então vem a chuva de acusações e preconceitos mais fortes que alguém pode deferir, chegando até mesmo a acontecer crimes violentíssimos.

      1. Giordano Bruno

        Coisas inomináveis foram e continuam sendo feitas em nome de Jesus, bem ao contrário de tudo aquilo que ele ensinou.

        Essas igrejas que agem como um clube de estelionatários servem muito bem para fazer um marketing negativo da figura de Jesus. Infelizmente, pelo mau exemplo desses abutres, muitas pessoas confundem o veículo com o conteúdo e acabam rejeitando de plano a mensagem cristã. Na verdade o que sempre traz o sentimento de ojeriza nas pessoas é o caminho sinuoso, corrupto e deturpado que o “cristianismo” seguiu.

        Muitos acreditam, literalmente, que Jesus voltará. Caso isso acontecesse, seria muito curioso observar se Jesus reconheceria seus ensinamentos nessas igrejas e se as igrejas reconheceriam Jesus como Mestre ou apenas como um herege.

        1. Thiago Neves

          Não nego o fato de existir picaretagem no meio cristão. Principalmente no meio protestante (mais especificamente o neo-pentecostalismo). Mas não devemos colocar tudo dentro de um saco de gato, pois essa generalização é insultuosa, ultrajante e injusta para com aqueles mais tradicionais que não compactuam com essa patifaria new age.
          Ademais, a fé não deve ser baseada no homem e sim no Mestre (nosso senhor Jesus Cristo), portanto, aquele que segue algo olhando o tempo todo para os lados, esquece que a verdadeira perfeição advém de Deus e que o mundo é tortuoso e jaz no maligno.
          E, quanto ao caso da volta literal de Cristo, bem, cabe a que contesta o ônus da prova. Se é que fui claro. hehehe…

  17. Guther

    Contribuí e pretendo jogar jogar esse jogo com meu irmão que é evangélico. Ele também acha um absurdo essa enxurrada de falcatruas e escândalos que passa despercebido pelas “ovelhas”.
    Sinto um dedinho de Éris nessa iniciativa…. 😉

  18. nonono

    Já comprei o meu!!! EM NOME DE JESUS!!!!

    Como diria o Pietro Ubaldi… O problema da Igreja Católica é que ela parou na filosofia aristotélico-tomista, o problema das denominações evangélicas é que elas pararam sua reflexão nos textos da blíblia (que sequer tem todos os livros da católica, que por sua vez já é bem incompleta) e do espiritísmo kardecista é que parou no Livro dos Espíritos(ou como já vi o DDB comentar, é o catolicismo que acredita em reencarnação). Briguinhas da FEB contra rustenistas (justo o Bezerra e o Chico que seriam em tese dois alinhados às ideias de Jean-Baptiste Roustaing) e ramatisianistas…Francamente…Facepalm pra vcs. Não gostam? Se sentem ofendidos? Não comprem/não financiem/não leiam o site.

    Querem sair da zona de “Conforto” deem uma lida no link do Willie Wonka lá em cima que já é uma grande ajuda.

  19. Marcos Ferreira

    Caro Marcelo, faltou o maior de todos !
    http://www.youtube.com/watch?v=a6yJn5XEhV4

    Uma igreja séria e comprometida com bons valores eh uma benção, mas…se no principio era o VERBO agora o que manda agora eh a VERBA em muitas delas !

    Desejo sucesso para o jogo e que as pessoas entendam a critica por trás dele.

  20. Bruno

    Mais uma vez, a fé cega e burra das pessoas as impedem de ver. O jogo retrata a REALIDADE, mas, convenhamos, se a pessoa é enganada, iludida e manipulada, certamente, ao seus olhos, o Pastor é um bom homem. Lógicamente, ninguém que vai a uma igreja reconhece seu pastor como um ladrão… mas quem está de fora consegue enxergar. Os crentes ADORAM falar mal de entidades espirituais, adoram profanar rituais de outras religiões, adoram colocar empecilhos em tudo que ELES não consideram correto. Sobretudo, todo crente adora se colocar na pele do “perseguido” como se o cristianismo não fosse a religião dominante no Brasil. Perseguição é o que acontece com a Umbanda, o Espiritismo e o Ateísmo dentor das igrejas. Perseguição é uma mãe queimar CD’s e livros de um filho por achar (ACHAR) que é coisa de um tal Demônio saído das profundezas do Inferno.

    Esse jogo é sim um TAPA NA CARA da hipocrisia. Afinal, se a Igreja fosse sinomino de humildade, serieadde e justiça, não haveriam motivos, nem material, nem jogadores, para o Pequenas Igrejas Grandes Negócios.

    No mais, eu freqeuntei a Igreja Pentecostal durante um tempo, e notei que NIGUEM LÁ DENTRO PENSA COM A PRÓRPIA CABEÇA, todos utilizam do senso comum (que é falho e hipócrita) e do senso social da célula da igreja (ou seja, as orientações do Pastor e dos “Apóstolos” da Igreja, sejam eles bandidos ou não) para tomarem decisões simples.

    1. Roberto Felippe Santiago

      Se já não o fez, sugiro que conheça igrejas cristãs não-pentecostais.

  21. Lord

    “Pão e Circo” o que mais nos resta?

  22. Pedro

    Tio DD, ontem fiquei olhando as cartas do PIGN para decidir se comprava ou não. Achei interessante as alfinetadas e tal. A noite, tive um sono muito conturbado, não sabendo distinguir se foram figuras/entidades aprovando ou desaprovando o jogo. Aconteceu isso com alguém? Me parece que o movimento em torno do jogo está muito forte astralmente, tanto que me pegou na bagunça. Alguém passou por algo parecido?

Deixe uma resposta