Lon Milo DuQuette fala sobre Goétia


Lon Milo DuQuette, célebre ocultista, emérito escritor é um dos principais membros da Ordo Templi Orientis e da Igreja Gnóstica Católica nos Estados Unidos. Recentemente teve uma de suas obras publicada em português pela Editora Madras, trata-se do “A Magia de Aleister Crowley, Um Manual dos Rituais de Thelema”. Lon escreveu muitos livros importantes e reconhecidos, entre eles estão: “Angels, Demons & Gods of the New Millennium”, “Enochian Vision Magick” e “The Key to Solomon’s Key: Secrets of Magic and Masonry”. Junto com Christopher Hyatt publicou os excelentes “Aleister Crowley’s Illustrated Goetia: Sexual Evocation” e “Enochian World of Aleister Crowley: Enochian Sex Magick”.

Aos sessenta anos de idade, Lon está em plena atividade: além de suas inclinações literárias, DuQuette dá palestras, cursos, seminários e workshops por todo o mundo e produz séries de DVD’s como o box “The Great Work – Iniciation Into the Mysteries”.
Mesmo com uma agenda bastante atarefada e com mais de mil e-mails para responder, Lon nos concedeu uma breve entrevista para falar sobre Goetia. Com a Palavra, Lon Milo DuQuette…
1. Cada Magista possui motivações próprias para praticar a Goetia. Em sua opinião, em quais ocasiões o Magista deveria utilizar a Goetia?
DuQuette – Em minha opinião, a natureza do trabalho Goético é tal que o Magista deve ter uma estaca emocional muito forte no sucesso da evocação.
Para mim, a evocação Goética funciona melhor quando já exauri todos os outros meios para resolver um problema, ou seja, quando não tenho outra escolha.
O problema deve ser de caráter pessoal. Eu aprendi que é desastroso tentar fazer uma evocação Goética para outra pessoa ou junto com outra pessoa.
2. É possível estabelecer uma relação entre a Goetia e o conceito de Sombra de Jung? Como?
DuQuette – Eu não conheço muito sobre Jung, então prefiro não dizer.
3. Goetia é significado de baixa magia para você? Porque há tantos escritores e ocultistas que a condenam?
DuQuette – Quando você evoca um Espírito Goético, você evoca uma espécie de aventura, uma experiência incomum. Essas “aventuras” raramente são agradáveis, na maioria das vezes a experiência é completamente desagradável.
Em todo caso, a evocação terá idealmente o caráter de construir a experiência que o fortalecerá e o transformará no tipo de pessoa que fará com que a sua vontade aconteça. Frequentemente essas experiências podem ser consideradas “baixas e sujas”.
Algumas pessoas consideram Goetia como baixa magia porque na maioria das vezes esse caminho é muito áspero, árduo.
Em minha mente isso poderia ser considerado “baixo” somente porque você está lidando com forças cegas sobre as quais você jamais teve controle antes da evocação.
Isso pode parecer “baixa magia” para pessoas que pensam que Magick é só com anjinhos fofinhos.
4. Em sua opinião, qual é a importância da Goetia para a espiritualidade do Magista?
DuQuette – Pode ser vitalmente importante. Isso depende somente do Magista. Ignorar “o que está abaixo” não é uma boa idéia.
5. O que podemos aprender com essas práticas?
DuQuette – Você pode aprender muito sobre você mesmo nas operações Goéticas.
As pessoas costumam dizer que a Goetia traz o pior daquilo que está no Mago.
Eu lhes falo: Sim! É exatamente isso que deve acontecer!
Trazer o pior de você para que você possa se confrontar com isso… Conquistar isso…
Redirecionar esse poder aterrador para que ele trabalhe por você e não contra você.
6. Qual é a origem dos Espíritos da Goetia? Astaroth, por exemplo, ele possui alguma relação com a Deusa Astarte dos fenícios ou o espírito da Goetia chamado Astaroth é um ser absolutamente independente? Poderia explicar?
DuQuette – É óbvio que muitos dos 72 Espíritos listados na Goetia são corrupções de deidades pagãs. Mas de fato eu não vejo estes como sendo muito mais do que nomes ligados a arquétipos mais genéricos.
7. Conheço praticantes que não executam banimentos após as operações de Goetia. Essa prática é nociva? Os banimentos são recomendados?
DuQuette – Eu faço banimentos antes e após evocações Goéticas. Isso faz parte de minha rotina operacional. Outros Magistas podem se sentir mais confortáveis sem os banimentos. É uma questão que deve ser resolvida por eles.
8. Um espírito da Goetia pode se manifestar através da voz de um ser humano numa operação mágicka? Algo semelhante a uma “possessão” ou estado de transe? Em quais circunstâncias isso seria possível?
DuQuette – Eu acredito que sim, é claro. Eu não me preocupo como isso pode ser possível. Acima de tudo, isso é Magick…
9. Muito se fala sobre os modos de operação da goetia. Quais técnicas poderiam ser recomendadas?
DuQuette – Eu só posso falar sobre o melhor método para mim. Minha técnica é “bem baixa”. Uso uma corda fina de seda negra para fazer o círculo e um triângulo. Não uso as conjurações clássicas, prefiro fazer minhas próprias invocações e conjurações.
10. Tendo evocado o espírito o que garante que ele irá cumprir a vontade do Magista?
DuQuette – O Espírito faz aquilo que é falado ou não faz. Se ele não faz então deve-se evoca-lo novamente e ter uma conversa mais forte com ele. Se após várias tentativas o espírito não resolver cooperar, deve-se considerar a hipótese de conjurá-lo novamente para sua total aniquilação. Eu só tive que fazer isso uma vez.
11. Quais conselhos você daria aos estudantes e Magistas sobre Goetia?
DuQuette – Não mudem de idéia sobre aquilo que querem no meio de uma conjuração.
A tentação para que isso ocorra vem do Espírito que está sendo evocado. Isso foi feito contra você sua vida inteira.
fonte: http://www.mortesubita.org

Este post tem 40 comentários

  1. Ian

    “(…) Em todo caso, a evocação terá idealmente o caráter de construir a experiência que o fortalecerá e o transformará no tipo de pessoa que fará com que a sua vontade aconteça. Frequentemente essas experiências podem ser consideradas “baixas e sujas”.
    Algumas pessoas consideram Goetia como baixa magia porque na maioria das vezes esse caminho é muito áspero, árduo.
    Em minha mente isso poderia ser considerado “baixo” somente porque você está lidando com forças cegas sobre as quais você jamais teve controle antes da evocação.
    Isso pode parecer “baixa magia” para pessoas que pensam que Magick é só com anjinhos fofinhos.”
    Tudo isso = fazer mal para os outros, apenas com o objetivo de cumprir seus fins egoístas? E antes que venha um relativista sem conhecimento de ética e moral nenhuma, já defino bem a situação: prejudicar alguém porque não consegue encontrar meios mais construtivos para lidar com uma questão?
    Fica o questionamento.

    1. Mariana

      Onde ele falou de fazer mal aos outros ou de prejudicar alguém nesse quote que você escolheu aí?
      Fica o questionamento.

      1. Ian

        Ué, se ele assume que as operações deles são “baixas” e “sujas”… O que tu entendes por isso?

        1. Thiago

          Cada um entende com o foco que tem.

  2. Daniel

    “DuQuette – Não mudem de idéia sobre aquilo que querem no meio de uma conjuração.
    A tentação para que isso ocorra vem do Espírito que está sendo evocado. Isso foi feito contra você sua vida inteira.”
    Tô precisando colocar isso em prática.
    É impressionante como TODA vez que começo a estudar ocultismo/magia/espiritualidade em geral, começam a aparecer problemas (geralmente de cunho financeiro) que acabam me atrapalhando. E quando desisto, as coisas melhoram, como se fosse um “brinde” por bom comportamento.
    Como é difícil conseguir atravessar essa barreira!

  3. Lincoln Mansur Coelho

    Caro MDD,
    Os espíritos da goécia tem relações diretas com os exús das religiões afro?
    Lembro que li mais de uma vez um livro chamado No reino dos Exús de José Maria Bitencourt ( foi um dos primeiros livros de umbanda que eu li, ainda com meus 12 anos de idade), e lá além da descrição de cada Exú, tinha seus pontos riscados. Muitos dos pontos eram dotados de elementos cabalisticos, muito parecidos com os selos goecianos.
    Então seria uma reunião de gira de exús uma forma de evocação goécia? Ou seriam os chamados “catiços” os goécios? De qualquer forma, quais são as melhores formas de “uso” das forças dos Exús, e como deve-se conjurá-los e trabalha-los? Pois sinceramente, em minha cidade há muito poucos médiuns “zeladores de santo” que eu poderia ter confiança.
    Sou médium, sei da necessidade da proteção dos Exus, mas gostaria de saber exatamente como melhor trabalhar nessa linha.
    Um fraternal abraço.
    @MDD – Uma boa parte do que chamamos de Goecios são, hoje em dia, os Eguns, sem linhas e falanges de trabalho, que atendem por curiosidade ou zombaria as evocações do pessoal sem treinamento nenhum que os chama.

  4. Saulo

    Muito interessante.

  5. Hermes

    Bem a respeito deste assunto , MDD você afirma que atualmente a goetia seria uma furada , que teria muita gente sendo vampirizada por eguns achando que se esta invocando demônios mas e neste caso você tem a mesma crença ? ou se trata de um caso totalmente diferente ?
    @MDD – É exatamente o que constatei na prática. As entidades que respondiam aos iniciados que desenvolveram os sigilos originais e os primeiros contatos já estão em outros estágios de consciência; quem atende aos pedidos desesperados dos trouxas que se metem com goécia hoje em dia sem ter a menor idéia do que estão fazendo são eguns ou obsessores que estão por perto.

    1. Rod.D.

      E quanto aos selos angélicos como os do Ars Paulina, por exemplo?
      Eles se enquadram na mesma situação dos selos da Goécia?

    2. Henrique Mota

      Não à toa, Hermes, o DuQuette fala claramente na questão 9: “Não uso as conjurações clássicas, prefiro fazer minhas próprias invocações e conjurações.”

  6. Croco

    Uma coisa que eu não entendi sobre evocações.
    No livro dos médiuns diz que o espirito invocado pode ou não atender o chamado e que geralmente eles não fazem o que pedem.
    Alias, que pedir algo a eles é meio que perda de tempo. Eles só obedecem seres de superioridade moral.
    Mas com essas questões me deixou com uma dúvida:
    – Obrigar essas entidades a realizar o que você quer não geraria karma negativo ao mago? Afinal, estaria obrigando ela a fazer algo contra sua vontade.
    @MDD – Tudo o que se faz gera consequencias. Isso é o Karma.

    1. Renan

      “Alias, que pedir algo a eles é meio que perda de tempo. Eles só obedecem seres de superioridade moral.”
      Analisando por esse prisma, parece natural que a entidade que acata a ordem de um humano, criatura falha por definição, seja ainda mais falha que o humano que a invoca.

  7. Emmanuel

    Li esse texto antes e fiquei com umas dúvidas, por exemplo:
    “deve-se considerar a hipótese de conjurá-lo novamente para sua total aniquilação.”
    Aniquilar um espírito da Goetia? E isso é possível? Ou aí seria como os exus, por exemplo, em que não existe UM exu, mas várias consciências que operam naquela faixa de vibração. Aquele espírito da Goetia seria várias consciências, então?
    @MDD – a maioria das evocaçoes goeticas de hoje em dia acabam chamando apenas eguns que se identificam com aquela faixa vibratória, não as entidades que respondiam por aquela energia.
    O Bardon fala pra evitar esse comportamento agressivo e ameaçador da maioria dos magistas sobre evocações, creio que mesmo com goéticos. Como você trata os que evoca?
    @MDD – Com educação 😉

  8. Leandro Amici

    Boa entrevista,varias duvidas rsrsrsrsrsrsrsrsr
    1-Já foi dito por aqui, que os 72 Espíritos listados na Goétia, vários já passaram para outros planos e até “abandonaram” seus sigilos,sendo assim vc não corre o risco de chamar um gato e aparecer uma lebre…………………….
    2- Na pergunta 10 “Se após várias tentativas o espírito não resolver cooperar, deve-se considerar a hipótese de conjurá-lo novamente para sua total aniquilação. Eu só tive que fazer isso uma vez.” dá para esticar esse assunto…………………..

  9. illuminys

    Olá Tio!
    1-As chaves/selos ainda funcionam ou na mudança de aeon pararam de funcionar?
    2-Qual aeon nos estamos é o de Horus?O de horus é tbm chamado de aquarios?
    3-E quando ocorreu essa mudança?
    4-Faz diferença karmicamente falando se usar um anjo enoquiano ou demonio da goetia para o mesmo fim?
    5-O livro do Franz Bardon de evocações vc recomenda?E as entidades de lá vc acha q da para evocar sem ter nenhuma ligação com alguma egregora?

  10. Luiz

    Esse final foi de “matar”:
    “A tentação para que isso ocorra vem do Espírito que está sendo evocado. Isso foi feito contra você sua vida inteira.”

  11. flasHQ

    Desculpe minha total ignorância no assunto, eu não quero nem de longe faltar com o respeito, é só uma questão que me ocorreu e peço desculpa se ela possa parecer desrrespeitosa; pedir pra outro resolver sues próprios problemas não é um atraso a própria evolução?

    1. Marcella

      Cara,talvez nós é que compliquemos demais…
      Por exemplo,quando se liga para um Delivery,eles não estão resolvendo nosso problema?Talvez seja um atraso na evolução para uma vida menos sedentária,só que ninguém correlaciona…e magia não deveria estar distante do cotidiano.
      Se pegarmos evolução no sentido de aprender com a experiência,se o sujeito tiver que passar pela situação ele passará ou escolherá vivencia-la,como no caso da goétia.Se mandar outro fazer algo por ele foi o meio encontrado então bingo,ele que sofrerá os efeitos de suas decisões.
      Se ele irá lascar-se ou não com isso,não aprenderá de qualquer forma?

  12. Tiago

    Muito bom MDD.
    Se possivel seria legal mais entrevistas assim.
    Att.

  13. Gabriel

    ^ Se isso é verdade, então por que a Dragon Rouge coloca a Goetia como um dos pilares do sistema deles?
    @MDD – Nao é uma otima pergunta?

  14. Padre Judas

    Mas e no caso de magistas experientes como DuQuette? Ele não parece ser um “trouxa”.
    @MDD – Pode ter certeza que o Duquette aprendeu todo o LVX antes de se meter com goetia…

    1. Andre

      MDD, não entendo nada de Goetia (so algumas coisas que li aqui e pesquisei, mas ao meu ver não é nem a ponta do iceberg), mas para eu tentar entender, seria como se um umbandista tivesse que primeiro estudar, aprender, entender ( conhecer a pratica tb )da umbanda antes de estudar a Quimbanda ( mesmo que não pratique)?
      @MDD – Isso.

    2. Emmanuel

      Então ele não usa os sigilos originais, certo?
      Pra mexer com goetia hoje em dia tem que saber os novos sigilos, é isso?
      @MDD – Sim. os antigos sigilos vao atrair seres que estao ocupando os vacuos deixados pelas entidades originais que respondiam àqueles sigilos.

  15. MitH

    Existem muitos métodos com um grau de segurança evidentemente superior à Goecia na Magia. Não digo mais ou menos eficiente, mas certamente mais seguros. Por tal motivo, Goecia é para mim um fascinante material de estudo, e só. Há outros meios de confrontar nossos demônios interiores, sem precisar lidar com sigilos antigos e duvidosos.

  16. Nicholas

    Você faz parte da DR, não é MDD? Então provavelmente sabe responder a pergunta do Gabriel…
    @MDD – Sim, eu sei.

  17. Mika'el

    Acho que o maior problema atualmente é que as pessoas procuram a goetia por qualquer motivo banal, não tentam resolver seus problemas, é mais fácil pedir que outro o faça.
    Não tenho o objetivo de ser preconceituoso ou dizer que DuQuette está errado, apenas estou apontando um dos problemas mais comuns.
    Outra coisa também, é que as pessoas desenvolveram muito preconceito em relação à Goetia por causa de alguns praticantes que queriam ferir pessoas ou coisa parecida.
    Acredito que no final, os dois extremos(Lux e Nox) se tocam, não devemos menosprezar um somente porque o consideramos “baixo”. O que seriam dos camaradas Exús se ninguém aceitasse eles por causa de sua “inferioridade”? ^^
    Paz e Luz!
    Mika’el

  18. rosangela

    2. É possível estabelecer uma relação entre a Goetia e o conceito de Sombra de Jung? Como?
    Dd, gostaria de saber,
    o q voce diria sobre isto?

  19. Tim Markx

    Muito fraca a entrevista…Ou ele tá enrrolando ou não sabe nada…Comparem com a entrevista do MDD pro pessoal de Thelema lá!
    Vejam essas respostas:
    >> Eu não conheço muito sobre Jung, então prefiro não dizer.
    >>Pode ser vitalmente importante. Isso depende somente do Magista. Ignorar “o que está abaixo” não é uma boa idéia.
    >>Eu acredito que sim, é claro.
    Fala sério!!!!! Isso é resposta pra se dar em uma entrevista….Seria melhor ele ter recisado-a!
    []’s
    cAoS!

  20. Jota

    Enquanto isto, no reino dos sites que prometem felicidade por amarração…
    xxxxxx
    Agora anunciando a felicidade por amarrações no facebook. Tempos modernos!
    @MDD – Jota, cortei o link porque, por mas que alertemos e que seja interessante ver essas picaretagens para aprendermos, sempre aparece uns retardados que irão lá fazer pactos, amarraçoes com demonios, amarraçoes “para o bem” e todo tipo de imbecilidade e nao quero dar pagerank pra esses sites…

  21. Rodrigo Simão

    Marcelo..seria legal vc fazer o mapa astral de Lon Millo qualquer dia desses…Mas, quanto ao mago Carroll Poke Runyon, a quem o proprio Lon Millo elogia em seus livros algumas vezes, ele confessa que começou a usar a goetia simplesmente por que sua vida tava em risco e não chegou a dominar logo de inicio, creio eu, o LVX…logo talvez os espiritos da goetia não sejam tão “furada” assim.

  22. Luciano

    o Rei Salomão realizava goetia?
    @MDD – Duvido muito. O livro atribuido a ele foi escrito, na verdade, no seculo XVIII.

  23. Gabriel

    “As pessoas costumam dizer que a Goetia traz o pior daquilo que está no Mago.
    Eu lhes falo: Sim! É exatamente isso que deve acontecer!
    Trazer o pior de você para que você possa se confrontar com isso… Conquistar isso…
    Redirecionar esse poder aterrador para que ele trabalhe por você e não contra você. ”
    Hehe, faltou falar que se você não conquistar isso, tem grandes chances de se dar muito mal.
    @MDD – Pois é…

  24. Vinicius

    Marcelo, na sua opinião, os espíritos da goécia e de outros sistemas evocatórios são “consciências humanizadas” como é apresentado no kardecismo, ou estão mais para “pensamentos vivos, coletivos e individualizados”?
    @MDD – Sao entidades externas.

  25. Guardian_0014

    Aí!!!! Para quem quer aprender a fazer uma evocação CORRETA, sugiro que estude os livros de Franz. Especificamente o segundo livro, cujo título é: A Prática da Evocação Mágica. Infelizmente não existe em portguês, mas há em espanhol. Mas antes, o aspirante a mago, deve passar pelo primeiro livro dele: Iniciação ao Hermetismo. Outra coisa que eu quero dar ênfase, a goetia não é uma furada como muitos pensam. A Goetia só é furada para os incaltos que não possuem preparação para esse tipo de arte. Falo isso porque eu já vi mais de uma dúzia de magistas SÉRIOS que praticam a Goetia, e, sem mencionar que o próprio Crowley a praticava, como é notório dos estudiosos do mesmo.

  26. marco

    Olá, sou novo nisso, tem uma pessoa que está vendendo o Anel de Salomao com a estrela de seis pontas consagrado na goetia, queria saber se usar esse anel me trara alguma ligaçao com demonios, ele diz que é alta magia e nao baixa magia. Pode me exclarecer sobre isso. Eu terei algum prejuizo, karma com o uso desse anel? Obrigado.
    @MDD – “Consagrado na Goetia” = “Picareta”. Vai a dica porque voce veio até aqui… mas… alguém diz que é “novo nisso” e já quer se meter em goetia? depois vem chorando pedir ajuda…

  27. Dai-me um nome

    O que me motivou a encontrar este site e a ler algumas coisas sobre o ocultismo, foi A Chave Menor de Salomão.
    Uma coisa que minha mãe sempre falou foi que quem não ouve conselho ouve coitado. Por isso todo este meu cuidado com o livro acima citado.
    Pelo pouco que eu li dos posts acima, A Chave Menor de Salomão é um livro para pessoas com um certo grau de entendimento e conhecimento. Desta forma se eu quiser mesmo lê-lo terei que estudar bastante.
    Aí que surge o primeiro problema. Não quero me tornar um “mago”. Quero apenas dar um “telefonema”…
    Como resolver esta questão?!
    Neste meu caso, é possível eu realizar este contato por intermédio de alguma escola ou de alguma pessoa?! Se sim, como vou saber que não vou cair em um esparro?!(ainda tem isso)
    E só para eu ficar mais tranquilo, pois não sei do conteúdo do livro, posso somente ler a “Chave Menor de Salomão” sem realizar nenhum ritual?!
    @MDD – tenho certeza que os eguns da goecia estao aguardando ansiosamente o seu “telefonema” rsrsrsrs

  28. xxxxxx

    Olá peço Encarecidamente Licença aos Administradores para Divulgar o meu Grupo e site, a União e a Ajuda mútua tende a Fortalecer o Crescimento em conjunto, Atenciosamente…
    @MDD – Sim, claro… vou divulgar seu site de goecia… fritas acompanha?

  29. Gustavo Miranda

    Então se tiver treino a operação da certo, se não houver treino a operação dá errado? Sigilos novos? Pq não achamos em material nenhum? Não faz muito sentido, Lon não fala nesse tom em nenhum de seus livros do assunto e é considerado “autoridade” no assunto. É claro que se não houver preparação do corpo de luz e nem conhecimento cabalístico é problema na certa, mas o sistema está intacto.

  30. Vagner

    E tem hoje em dia evocar os daimons originais???

Deixe uma resposta