Imagens e Símbolos

Existe uma natural e lógica relação entre imagem e símbolo. Quando se tratam de símbolos cujo marco de expressão é o espaço, como por exemplo os geométricos, arquitetônicos e iconográficos, sua vinculação com a imagem é óbvia. E quando se desenvolvem no tempo, como a música ritual e sagrada, a poesia e os relatos orais dos mitos, estes geram, simultaneamente a sua audição, imagens e visões simbólicas. E isso é assim porque, como dizia já Aristóteles, o homem conhece por meio de imagens, ou seja que sua natureza anímica e intelectual está especialmente capacitada para compreender através das representações simbólicas. Desta forma a linguagem sintética e universal das imagens simbólicas libera a psique da dualidade de toda dialética existencial, onde o puramente mental e cerebral prima sobre a verdadeira intuição intelectual que reside no coração, o que equivale a uma purificação regeneradora, cujo fim é nos devolver a pureza mental e a inocência virginal das origens; uma transmutação da consciência tal que harmonize perfeitamente com o ser do mundo e das coisas.

O homem tradicional vê também no universo, e em tudo o que lhe rodeia, uma exteriorização de si mesmo, uma imagem do mundo que habita em seu interior. Isto se deve a que ambos, Cosmo e homem, estão feitos de igual substância vivificada pelo mesmo Espírito. Esta certeza conduz a uma identificação com as forças invisíveis e as energias numinosas que animam a matéria, à que imprimem uma forma ou estrutura inteligível, que devirá o símbolo ou o signo dessas potências criadoras. Eis o erro moderno de considerar o mundo como algo plano e homogêneo, quando na verdade encerra dentro de si uma variedade inesgotável de possibilidades de ser que constantemente manifestam a realidade dos atributos divinos. De maneira velada ou evidente, tudo conserva a impressão do sagrado, pois como diz o Zohar: “o mundo subsiste pelo mistério”.

Este post tem 7 comentários

  1. raph

    Do nada, nada surge, eis o maior mistério…

  2. Rafael Espinoza

    Tenho chegado a conclusão que o simbolo é a unica coisa que é possivel estar disponivel à mente objetiva. Assim como os modelos e teorias da ciencia são uma representação, uma maneira de transferir a verdade aos nossos sentidos. O simbolo ou teoria ou doutrina é a unica ponte entre o homem fisico e a verdade, ainda que não sejam a verdade, o númeno.

  3. Ranieri

    Conhece o professor Luiz Gonzaga de Carvalho ?

  4. Impacto

    Grande Del Debbio, que tal um post sobre o filme “Atividade Paranormal”?

  5. Anderson

    e sobre o filme contato de 4º grau o sucessor espiritual de bruxas de blair vai rolar um post ?? poderia ter um post dessa tendencia de fazer filmes que se dizem ser reais abordando espiritos hehehe

  6. IRR

    Seria os símbolos a “materialização” dos memes?

Deixe uma resposta