Eros e Psique

Conta a lenda que dormia
Uma Princesa encantada
A quem só despertaria
Um Infante, que viria
De além do muro da estrada.

Ele tinha que, tentado,
Vencer o mal e o bem,
Antes que, já libertado,
Deixasse o caminho errado
Por o que à Princesa vem.

A Princesa Adormecida,
Se espera, dormindo espera,
Sonha em morte a sua vida,
E orna-lhe a fronte esquecida,
Verde, uma grinalda de hera.

Longe o Infante, esforçado,
Sem saber que intuito tem,
Rompe o caminho fadado,
Ele dela é ignorado,
Ela para ele é ninguém.

Mas cada um cumpre o Destino
Ela dormindo encantada,
Ele buscando-a sem tino
Pelo processo divino
Que faz existir a estrada.

E, se bem que seja obscuro
Tudo pela estrada fora,
E falso, ele vem seguro,
E vencendo estrada e muro,
Chega onde em sono ela mora,

E, inda tonto do que houvera,
À cabeça, em maresia,
Ergue a mão, e encontra hera,
E vê que ele mesmo era
A Princesa que dormia.

Fernando Pessoa

Este post tem 27 comentários

  1. turoksc

    Fernando Pessoa me fez lembrar de Teosofia, vc poderia postar algo sobre no blog…. seria bem interessante!

    e quanto ao texto, muito bom mesmo… eu não conhecia!
    valeu!

  2. Vinicius Lira

    Wonderful!

  3. Douglas Penna

    Muito interessante o poema do Fernando Pessoa sobre como o Infante busca despertar a princesa encantada adormecida.

    Na mitologia oriental eu acho interessante mais uma metáfora sobre isso. Geralmente o homem está adormecido e pouco se lixando pro que acontece pro mundo. Mas eis que surge a mulher, e com seu perfume o atiça e o acorda do sono.

  4. Lucas

    Os contos de fadas são referências a lenda de Eros e Psiquê? Ou há um “inconsiente coletivo”?

  5. luramos

    Sétimo princípio hermético – O Princípio de Gênero

  6. Felipe Metal

    Grande Fernando Pessoa. Um dos meus poetas preferidos! Perfeito, como sempre. 😀

  7. pablo

    ^^ gosto desse poema

  8. Tainã

    isso tem a ver com aquela alegoria q vc ja flw umas vezes la no Sedentário???bom,deve ter,né…mas o Fernando Pessoa sabia disso?

  9. Andreas

    Psique adormecida em malkuth e Eros é o Eu superior dela (tiferet) indo resgatá-la do sono. A grinalda de hera represeta o véu de Maya, certo?
    que eu me lembre Eros se apaixona por psique vivem um relacionamento um pouco conturbado, baseado na confiança que psique deveria depositar em eros.
    Confiança esta que foi abalada pelos comentários de suas irmãs (ordálias?).
    e acaba violando a confiança de eros, observano seu rosto (olhar pro sol cega ^^)
    Psique arrependida se põe procurar em todos os cantos e acaba em um templo de afrodite (mãe de eros, netzach, persistência) que a manda fazer uma série de tarefas dificílimas para se provar digna. depois de realizar a ultma tarefa e abrir a caixad perséfone é que começa essa parte da história, quando psique adormece e Eros entra em ação devolvendo o sono à caixa e pedindo permisão de Zeus para casar-se com Psique (binah, hochma, o casamento alquimico) e depois disso tiveram um filho chamado Voluptas (prazer).

    será que interpretei errado?

    Muito bonita essa história. (=

    Paz Profunda

  10. Alef

    Ah, Fernandinho!

    “Sonha em morte a sua vida”
    Diz tudo!

  11. Vinicius

    Fernando Pessoa é o cara!!

  12. paulinho

    MDD, como vc sempre diz: “os mitos estão ai e o gado leva tudo ao pé da letra”. muito bom texto alquímico sobre a transformação do “chumbo em ouro”. Agora deu pra perceber bem que nós somos o principe e a princesa!!!rsrsrsrsrs

  13. Genial! É curioso observar como as pessoas se deparam com histórias repletas de sigfnificados esotéricos e nunca se dão conta…

  14. Henrique

    Fernando Pessoa é muito bom!
    É bem interessante essa visão no poema do cavaleiro indo em frente não pra catar a princesa, que nem sabia existir, mas que seguia seu destino sem saber onde chegaria. Além do título colocar os personagens da história clássica como um das infinitas versão do encontro entre Eros e Psique. Você vai comentar algo sobre os 3 desafios que Ela enfrentou pra retomar o amor de Eros na mitologia grega?
    Agora que você já falou da Branca de Neve e da Bela adormeida, vamos ainda ter um tópica sobre Cinderela( O FILME QUE LEVANTOU A DISNEY)?

  15. AD&D

    Muito, muito bom o poema DD
    Abraços

  16. alessandro

    Me enxerguei nesse poema!!
    Buscador, derrepente descobre que procurou o tempo todo pela verdade que estaria lá fora, desperta e enxerga que na realidade, a verdade que procurou sempre esteve aqui dentro!

  17. RU

    Marcelo, vc já ouviu falar de uma tal de “Sabedoria Hiperbórea”?
    http://www.xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

    Curioso o site deles, vc conhece?

    @MDD – Sei lá… não me inspirou muita confiança não… começam escrevendo o nome deles em rúnico errado. Joguei alguns nomes ali do site no google e não retornou nada. Leia por sua conta e risco.

  18. CGN!

    como diria Nelson Ned , só é feliz quem ja perdeu um grande amor!!!!

  19. Nicolas

    Pode ser que esteja cego ainda, mas ao meu ver, a historia que mais tem simbologia é “Alice no país das maravilhas”.
    De longe, uma das mais “loucas” já criadas.

    “Quem és tú?”

  20. André

    Ótimo poema… parabéns Marcelo pelo blog. Tenho conferido com frequencia!

    Abs

  21. Pedro

    Aposto que essa princesa se chama Budhi !

  22. Suellen

    Qual é o objetivo de cada texto ou qual é o assunto tratadoem cada um deles?

  23. Mayra Corrêa

    Eu tenhO que fazer um trabalho de Português sobre Fernando Pessoa,
    e preciso escrever sobre o modernismo e a poesia Eros e Psique.
    Algué pode me ajudar a escrever as caracteristicas modernistas encontrada nesta poesia?

  24. Shlomo

    A epígrafe original desse poema é:

    “… E assim vedes, meu Irmão, que as verdades que vos foram dadas no Grau de Neófito, e aquelas que vos foram dadas no Grau de Adepto Menor, são, ainda que opostas, a mesma verdade.” (DO RITUAL DO GRAU DE MESTRE DA ORDEM TEMPLÁRIA DE PORTUGAL)

Deixe uma resposta