Algumas Correspondências Energéticas


Algumas correspondências de Entidades na Umbanda e na Kabbalah. É um estudo que está sendo feito aos poucos, no Projeto Mayhem.


Clique na imagem para ampliar
Esta é uma correspondência de ALGUMAS LINHAS de Exús, que trabalham no Nível energético de HOD. ainda existem correspondências deste tipo para CADA linha de trabalho (Caboclos, Marinheiros, Baianos, Pretos-Velhos, Boiadeiros, Pombas-Giras, Erês, Oris e Ciganos) e entender que em CADA um dos hexágonos e linhas existe uma TERCEIRA combinação de 7 Orixás (ex. Exú Arranca-Toco congrega energias de Hod, Chesed e Geburah por exemplo; um Erê Peninha-Branca congrega Kether, Chesed e Tiferet e etc…), chegamos à quantidade gigantesca de nomes utilizados pelas entidades dentro da Umbanda que, por si só, também trabalham predominantemente em uma destas Energias mas com energias auxiliares.
É um imenso quebra-cabeças que está sendo montado aos poucos pelo AA, com a ajuda de muitos Terreiros, Entidades, médiuns e horas e horas de consulta no campo espiritual; e ainda deve demorar muito tempo (e provavelmente não vai ficar pronto tão cedo), pois temos entidades que trabalham em faixas vibratórias que não temos acesso, existe muito problema de mistificação nos terreiros e, ao encontrar uma entidade com o Nome que nos ajude, às vezes o médium não tem estudo e a Entidade não consegue se comunicar adequadamente, a maioria dos Pais-de-santo não estuda, não pesquisa, há muito preconceito e por ai vai… mas os estudos prosseguem: Isso é magia prática em campo!

Este post tem 34 comentários

  1. Thiago

    Interessantíssimo!

  2. Thiago

    O que me confunde é que aprendi da seguinte maneira: O correspondente negativo de Ogum é Tiriri, de Xangô é Barabô, de Oxóssi é Tranca-Rua, de Omolu é Macuenda, de Oxalá é Alalu e etc… Ali as correspondências são outras…

  3. WolfPower

    MDD,só por olhar pro diagramas eu vi o trabalhão que você teve e montar esse diagrama…
    É realmente pesquisa de campo.Haja habilidade pra tantas correlações…
    Sem mudar muito de assunto,mas como poderíamos ajudar?Quero dizer,por exemplo eu frequentava uma gira de umbanda,como eu faço pra ajudar a transformar o terreiro no que pode ser chamado de um “laboratório” para entender as energias?E para tirar a mistificação dos mediuns?
    @MDD – Estou pensando em como organizar isso de forma mais abrangente. O pessoal do AA que já está fazendo as monogrfias e estudando eh uma base, mas creio que dá pra ampliar mais ainda, só não sei ainda como…

    1. WolfPower

      Ah,o que você poderia dizer sobre dois épiritos que vi uma vez no terreiro: O Guardião e O Pescador, que só se identifica assim,e são considerados espiritos de muita luz?Mistificação?”Almas” que trabalham sem nenhum nome “de falange”?Se eles realmente existirem (o que acredito ser o mais provavel,mas vai saber…) existem outros do tipo?Como se formam e por que se designam-se assim (sem um nome antecedente) ?
      @MDD – teriamos de perguntar para eles. é o tipo de trabalho que estamos fazendo…

  4. Guedes

    Muito interessante esse trabalho. Parabéns.

  5. Sofia

    demorou mas saiu! hahaha

  6. Luiz

    Ola!
    Para mim é muito estranho algumas classificações que colocam na Umbanda Esotérica. Primero a de colocar todas as entidades femininas dentro de um unico conjunto “Senhoras”, visto que qualquer um que dê uma pequena lida na mitologia Yorubá, verificará que cada entidade rege forças diferentes e de maneiras diferentes (é como se colocassem Ogun, Shango, Oxossi e Obaluwaye em um conjunto “Senhores” apenas pelo fato de eles serem Reis). Outro fato é por exemplo associar Oxalá com Kether, sendo que Kether é a energia em estado “latente”, onde não teve os movimentos de Chokmah. O Deus manifestador de todas sefiroth é Olodunmare que não se deve confundir com Oxalá. Experimente assiciar o Saturnico Oxala com Binah p. e. Em Tifareth caberia muito bem so para se ter uma idéia, a entidade chamada “OMO ELA OSIN” (que não não existe para Umbanda, mas como eu disse, deixo o nome aqui para as pesquisas).
    []´s

    1. Gato preto

      A Umbanda diferente do Candomblé ou culto de nação, tem como base de seu fundamento o culto a 7 orixás, as vibrações originais.
      outros orixás femininos e casas que cultuam Oxumaré as entidades subordinadas a esses orixás estaram subordinadas a Yemanjá, que nesse gráfico foi descrito por senhoras.
      Lembrando que Iansã sua entidades se manifestaram na linha de Xangô. Vale lembrar que Umbanda não é receita de bolo e cada casa ou autor pode ter uma definição diferente.

  7. Danilo Fucci

    Marcelo, estaria correto se eu fizer Ibeji – Kether, Senhoras – Chesed, Oxóssi – Netzach, Almas – Yesod (ou malkuth?), Ogum – Geburah, Xangô – Binah e Oxalá – Tipheret? E outra coisa, pq a linha das Senhoras esta em geburah e a de Oxóssi em netzach e nao o contrário?
    @MDD – O grafico NAO esta sobreposto à árvore classica.

  8. william

    olá mdd!parabéns pelo teu trabalho gostaria de saber se posso publicar esse post em meu blog de estudos sobre umbanda,seria de grande valia,
    @MDD – Claro.

  9. raph

    Para mim ao menos fez todo sentido que a Exu Maria Padilha ligue as Senhoras/Yemanjá até as Almas/Yorimá. Sou amigo de uma Maria Padilha e recentemente “intui” que provavelmente tenha Yemanjá ligada a algumas coisas refletidas no meu blog. Também explica de certa forma porque desde que “intui” isso tantas mulheres passaram a curtir a página no Facebook (que é o que eu tenho como medir em relação a gênero, mas passaram de 35% para quase 50%, igualando com os homens, e talvez ultrapassem em breve 🙂

    1. Amleto

      Permitindo-me um “pitaco”, inclusive existe um ponto de Maria Padilha de diz assim:
      “Cemitério é praça linda, mas ninguém quer passear…
      …Lá tem 7 catacumbas, a Padilha mora lá”
      Clara alusão a sua ligação com a Kalunga (Omulú / Yorimá / Almas).

  10. Emmanuel

    Antropologia espiritual.

  11. MaxRaven

    Essas correspondências batem bem com os estudos que realizei esses anos todos. A grande questão (talvez) é conseguir colocar “no papel” todas as relações e correlações, são tantas arvores dentro de arvores que pode deixar uns e outros meio doidos. Parabéns a galera que tem trabalhado nisso.

  12. Leandro

    hmmmm… ótima iniciativa, bela postagem – há tempos percebo que os orixás tem uma abragência maior, que não há sentido em isolá-los na relação clássica da arvore. Faz muito sentido agora pra mim que estudo por conta.. Oxóssi em todo pilar da direita e as senhoras agindo a partir da coroa. – me parece uma analise válida, desculpe qualquer coisa; já que não faço parte do meio… sou só um cara que gosta muito do assunto.

    1. Leandro

      correlacionando as senhoras à Netuno no trino da coroa. é o que quis dizer – já que são nossas mães e senhoras.

      1. william

        marcelo se precisar e claro se estiverem precisando de algumm auxílio estudo bastante as obras do Pai Matta se eu puder colaborar em alguma coisa estou a disposição.

  13. Luiz

    Ola!
    Para mim é muito estranho algumas classificações que colocam na Umbanda Esotérica. Primero a de colocar todas as entidades femininas dentro de um unico conjunto “Senhoras”, visto que qualquer um que dê uma pequena lida na mitologia Yorubá, verificará que cada entidade rege forças diferentes e de maneiras diferentes (é como se colocassem Ogun, Shango, Oxossi e Obaluwaye em um conjunto “Senhores” apenas pelo fato de eles serem Reis). Outro fato é por exemplo associar Oxalá com Kether, sendo que Kether é a energia em estado “latente”, onde não teve os movimentos de Chokmah. O Deus manifestador de todas sefiroth é Olodunmare que não se deve confundir com Oxalá. Experimente assiciar o Saturnico Oxala com Binah ou Tifaret p. e. Aliás em Tifareth caberia muito bem so para se ter uma idéia, a entidade chamada “ELA OMO OSIN” (que não não existe para Umbanda, mas como eu disse, deixo o nome aqui para as pesquisas).
    []´s

  14. Guilherme

    Marcelo, acho que não é coincidência as correspondência do Matta e Silva sobre nossos Orixas com nosso signo regente. Meu signo é libra que da oxossi, sempre as entidades que me abençoavam era dessa linha, até buzios já disseram.
    Outro primo meu, é touro e trabalha muito com Linha de oxossi e boiadeiro. No buzios que ele colocou com vários pais de santo de candomble, sempre da oxossi com óssaim de ervas, matas, etc.
    Um amigo meu é de touro e de acordo com Matta da Oxossi, ele é raspado no candomblé, e é filho de oxossi.
    Sem falar dos outros que já ví, será pura coincidência? sempre dá certo ?

    1. Luiz

      Olá
      Eu sou libriano e para mim sempre deu Oxum nos buzios .. tanto que sou raspado para Oxum (e no Lesse Orixá, não Candomblé). Um dos meus irmãos de santo é pisciano e também é raspado para Oxum.
      Lembre-se que cada pessoa é a totalidade de seu mapa astral/natal e não apenas um signo .. logo acho simplorio associar um determinado Orixá a um signo apenas.
      .’.

    2. uilian

      Não é bem assim, eu sou libriano também, mas filho de Ogum. Seria bacana pegar uma lista de pessoas raspadas (em terreiros sérios) e fazer uma correlação. Mas eu acho que não daria certo, por exemplo: filhos de Oxumarê? E Logonedé? Eu acho que tem mais Orixás que signos.

  15. Luiz

    Boa noite,
    Olhando o esquema me veio a seguinte questão: Se as Pomba-giras também são entidades da linha de EXú, porque não tem nenhuma relacionada entre os caminhos… Porquê só exús masculinos ???
    Grato

  16. r

    Ogum Xoroquê que dizem se tornar um Exú a cada 6 meses entra onde nesse diagrama?

  17. Guilherme henrique

    Orixas são espiritos da natureza?
    porque eu perguntei para meu professor sobre vudoo ele falou que eles são espíritos inferiores e espíritos da natureza.
    @MDD – Seu professor precisa estudar mais. As entidades do Voodoo são as mesmas da Umbanda, apenas com outros nomes e pequenas variações culturais.

  18. Guilherme henrique

    perguntei sobre vudoo porque ele é americano e lá é mais popular , pensei que o voodoo fosse mais proximo do candomblé que umbanda, porque a umbanda se utiliza de guias , no vudoo se utiliza de guias também mas também de divindades semelhantes aos orixas do candomblé .

  19. Guilherme

    @MDD – Seu professor precisa estudar mais. As entidades do Voodoo são as mesmas da Umbanda, apenas com outros nomes e pequenas variações culturais.
    Agora veio a dúvida. As entidades da umbanda são o que? desencarnados? ou seres de outros planetas?
    Você da uma idéia que, as entidades são uma espécie específica de seres, que se “vestem” com uma roupagem de acordo com a cultura e trabalhos própios.
    @MDD – Tem de tudo. A realidade é bem mais complexa do que parece nas faixas mais rasas de estudo.

  20. Guilherme

    Você da uma idéia que, as entidades são uma espécie específica de seres, que se “vestem” com uma roupagem de acordo com a cultura e trabalhos própios.
    @MDD – Tem de tudo. A realidade é bem mais complexa do que parece nas faixas
    mais rasas de estudo.
    Essas entidades seriam uma Classe Hierárquica de Devas? sem sectarismo ou fanatismo religioso? eles trabalham de acordo com o grau de consciência de cada pessoa ajudando na evolução espiritual?
    seriam os “senhores” do Karma?
    Devas do oriente equivalem os mesmo “anjos kabalisticos” do ocidente?

  21. Guilherme

    Um amigo meu me falou que os orixas são elementais , porque estão proximos a matéria .
    @MDD – Manda ele estudar (bem) mais.

  22. Kauê Rodrigues

    Olá Marcelo, nesse grafo as arestas são orientadas, então um Exu Brasa é diferente de um Exu das Matas, certo? Na linguagem matemática, {Almas; Oxóssi} != {Oxóssi; Almas}. Depois no texto você diz que existem entidades que reúnem 3 energias diferentes, essas triplas também são ordenadas? {Hod; Chesed; Geburah} != {Chesed; Hod; Geburah}?

    1. WolfPower

      Olha,do meu ponto de vista (não sei se o mdd concorda) são diferentes sim.
      Vamos brincar com números então.
      Geburah-Chesed-Hod.
      548.
      Chesed-Hod-Geburah
      485.
      O primeiro é a Codificação (Hod) das Doações (Chesed) do Mundo da Justiça (Geburah).
      O segundo é a Força (Geburah) no trabalho de Codificar (Hod) as energias do Amor (Chesed).
      Você poderia imaginar que o primeiro elemento é o “cabeça”,ou o plano de atuação, o segundo é o “lider”, o sub-grupo de atuação, e o último é quem está atuando.
      548 e 485 tem centenas diferentes. Uma centena representa muita coisa. E dentro das centenas temos as dezenas que tem as unidades…
      Espero ter conseguido me fazer entender…

  23. Matheus

    Tem algum livro para indicar referente a Kabbalah na Umbanda?
    Grato.

  24. Fernando Alabe

    Estudos que deslocam o cerne bantu e yoruba/nago precisam beber em outras fontes.
    Serio será o estudo que congregue este cerne com os caminhos e trocas culturais que ocorreram de fato tanto aqui quanto em Africa tão diversa. Ha um grande erro ao se colocar a energia principal em segundo plano a partir de um dos quadrantes com o nome mais aportuguesado e conhecido como corruptela facilitadora de entendimento.
    Se ha preconceitos sao sim dos autores que insistem ha decadas neste deslocamento central de busca de entendimento da Umbanda nascida aqui no Brasil pela ação bantu conjugada com a Yoruba- Nago mais a aproximação com o Cristianismo e demais ceencas e religiões.
    Estudos serios devem levar em conta a antropologia, linguística, história, no campo humano e seus deslocamentos e interpretações cosmogonicas e não reforçar o detrimento histórico das religiões de matriz afrcana.

  25. Kuca Moraes

    Esse material vai ser publicado no novo forum do Mayhem? Tenho muito interesse em me aprofundar.

Deixe uma resposta