A Liga Extraordinária


Olá amigos , devido a pedidos  fiz um texto analisando uma HQ e apontando algumas coisas interessantes.
Escolhi a Liga Extraordinária , no original “The League of Extraordinary Gentlemen” de Alan Moore e Kevin O’Neill.
Um dos motivos é pelos quadrinhos ser pouco conhecidos mesmo existindo um filme , que aliás é totalmente diferente da obra em si , algo que é bem normal nesses casos quando uma HQ vira filme.

Fiquei em dúvida se deveria apontar as partes que tem relação com a literatura , já que a HQ tem ligação com clássicos da literatura britânica , mas resolvi não me apegar nessa parte para não deixar o texto muito grande.
Pensei muito em como fazer o texto , achei interessante usar o sistema Página/Quadrinho.
Então por exemplo : 50/04 quer dizer : Página 50/Quadrinho 04
Infelizmente não coloquei as imagens de cada cena , pois assim eu seria obrigado a colocar muitas e é preferível que vocês as vejam na própria obra.
 
Então vamos lá!
 
Antes de mais nada o nome original  é : The League of Extraordinary Gentlemen.
Somando todas as letras temos 33 , esse número é considerado um número mestre , e ainda se somarmos temos 3+3= 6.
 
A história começa na página 7 , o número perfeito.
PS: Não vou me aprofundar no significado dos números , pois essa num é minha especialidade mais vocês podem encontrar facilmente o que eles significam.
 
Página 8 – Estátua de Atena segurando um caduceu.
Página 17/3 – Nautilus é o nome de um cefalópode que tem uma concha com a proporção áurea.A concha está na testa do capitão.
Página 21/01 – Shiva no Timão.
Página 30  – Um detalhe interessante é que na história Edward é um Símio , diferente da obra “O médico e o monstro” ,  possivelmente uma comparação com o lado instintivo do ser humano .Update : relação com Alan Poe, Os assassinatos da Rua Morgue.
 
Página 37/10 – Aparentemente estão jogando xadrez , um jogo da qual para alguns tem relação com ocultismo , um dos jogos preferidos de Crowley. As peças parecem Leviathan e Poseidon.
Página 38 –  OXO é um jogo da velha programado Alexander S. Douglas como uma tese de doutorado, demonstrando a interação humano-máquina.
 
O Colégio Correcional  é um local “carregado” de imagens e arquétipos relacionados a sexualidade , isso para de certo modo simbolizar como esses locais são realmente.
 
Página 42/05 – Centauro fêmea e um casal fazendo sexo.
Página 43 – Fauno, criatura que tem muita ligação com o sexo.
Página 44/02 – Ninfa e o Falo.
Página  50/02 – Hórus.
Página 51/04 – Sr. Bond cita o ano 1886 e se vocês verem os 2 pregos da parede junto com suas sombras formam o número 14.
1886 = 1+8+8+6=23=2+3= 5
14     = 1+4 = 5
 
Página 53 – 1787
1+7+8+7= 23 = 2+3 = 5
Página 54 – Entre as nuvens podemos ver o rosto de um velho chinês , nada mito complicado de se ver.
Página  56 – Quatermain cortando um queijo (mais lembra a espada apontada para o triângulo? , vocês decidem).
Também algumas inscrições na mesa , a qualidade da versão não permite que eu consiga ler…)
Página  79/5 e 6 – Deuses Hindus.
Página 101 /3 e 4 – Busto de um faraó , símbolo da Maçonaria , o número 5 aparece algumas vezes.
Página 110/1 – Mais alguns símbolos da maçonaria , e no topo do prédio a justiça fazendo o símbolo do silêncio.
Página 115/1 – Outros símbolos e duas estátuas egípcias.
Página 115/2 – Estátuas da personificação da Morte.
 
Vou encerrando por aqui , quero dizer que se vocês lerem com atenção vão encontrar muitas outras coisas interessantes.
O objetivo não é dar tudo desvendado mas dar o prazer de que vocês mesmo possam fazer e ver que não é complicado achar referências ocultistas em alguns quadrinhos.
Por isso mesmo coloquei uma quantidade um pouco baixa de referências para ver se alguém se anima em ler!
Também deixei uma e outra coisa fora por alguns motivos , algumas estavam aparecendo demais como o esquadro e compasso então não apontei todas vezes que aparece, em outros casos achei que poderiam ser apenas impressão minha e preferi não arriscar.
Peço perdão por essa postagem estar meio desorganizada , foi a primeira experiência em fazer um texto desse modo.

Este post tem 17 comentários

  1. Ranieri

    Uma das obras que eu mais gosto de HQs !!!
    @Yuri – Eu tbm!

  2. Anarcoplayba

    Putes… Só um detalhe meio desnecessário: o Hide não é um símio não… a referência aos símios, no caso, vem de uma obra de Conan Doyle na qual um orangutango mata pessoas, etc.
    Vc chegou a ler a segunda história da Liga? Na qual marcianos invadem a Terra? O Hide dá uma excelente “Lecture” a respeito de sua natureza… um ótimo sermão a respeitod a completude humana.

    @Yuri – Hmmm , me baseei nos pés dele pra fazer a afirmação , mais vou rever isso 😉
    Ainda não cheguei a ler a segunda , mais vou ler sim obg!
    Uma coisa interessante também é que o Hulk em parte foi baseado nele quando foi criado por Stan Lee
    e Jack Kirby.

    1. Tripas

      A história do orangotango é do Poe (Assassinatos na Rua Morgue).

    2. cleber

      sendo 1 pouco chato
      mais é diferente de mas.
      tu usa o primeiro no lugar do segundo.

      1. Pedro Padilha

        Gostaria de ver mais referência sobre o motivo da inclusão dos símbolos ou do “recado” a ser passo com esta inclusão. Colocar símbolos ocultistas nos desenhos pode ser meramente uma referência de estilo do desenhista…
        @Yuri -Quando se trata de Alan Moore , nada está lá por acaso , mas eu justamente não coloquei as explicações das referências para o pessoal pesquisar e dependendo do caso até dizer se aquilo está lá porque tem um real motivo ou se é estilo do desenhista.

      2. checov

        Também nunca o número “1” deve substituir o artigo “um”.

    3. F.

      Só no caso de alguém ficar interessado. O orangotango é de uma história policial do Alan Poe, Os assassinatos da Rua Morgue. (o chato é que a informação está vindo com spoiler hehehe).
      Abraços
      @Yuri – Obrigado vou arrumar lá! ^^

    4. Anarcoplayba

      Putes, é verdade. Eu li há alguns anos e tinha CERTEZA que era um conto de Sherlock Holmes. Aí eu fui direto: Sherlock Holmes > Conan Doyle.
      My bad. É Dupin, não Holmes que é o detetive.

  3. Cássio Oliveira

    mas me explique uma coisaque eu não consigo encontrar referência: porque os soldados de Moriarty usam símbolos maçônicos, mesmo sendo solados rasos e são massacrados pelos personagens principais?
    @Yuri- Usavam o símbolo porque tudo estaria sendo controlado por ela , ou pelo menos pelo Moriarty , se levarmos em conta que aparentemente não se fala da Maçonaria como uma ordem iniciática e sim como uma organização do “mal”.
    Obviamente a maçonaria não é assim de verdade.

  4. André Alonso

    Nossa. eu nunca imaginei que a Liga tinha tanta referencia, sabia das referencias em geral mas nao as “ocultistas”.
    Muito legal o post vou reler o quadrinho com outros olhos.

  5. Débora

    mto bom , vou ler os quadrinhos!

  6. Rodrigo

    Genial esse quadrinho, foi o primeiro do Alan Moore que li.
    Eu também não imaginava que seriam tantas referências assim, afinal é uma obra do Moore que nem é citada tanto quando se trata de magia e tal.
    Belo post.

  7. Elóra

    Caraamba!
    A cada nova publicação tu me surpreende mais!
    Sempre trazendo coisas novas e interessantes. Você é muito inteligente e bom no que faz.
    Meus parabéns !

  8. William

    Gostei do post, mas porque não por mais imagens?
    Seria legal ver exatamente o que foi descrito.
    @Yuri – Fiz isso pro pessoal ler a HQ.

    1. Victor Hugo

      E deu certo!
      deu vontade de ler a Liga Extraordinária.
      Agora só preciso compra-lo.

  9. Édina

    Parabéns Yuri, belo trabalho de pesquisa! Continue assim …

  10. Jack Duluoz

    Você já leu as novas aventuras 1910 e 1969, acredito que há simbolismos maiores e mais intensos.

Deixe uma resposta