De médicos e loucos

Clique no Banner para conhecer o Blog Textos para Reflexão

» Parte 2 da série “Para ser um médium” ver a introdução | ver parte 1

Para saber o que é loucura, a gente tem que entender o que é ser normal. E isso ninguém conseguiu definir até hoje. Mas, uma coisa é certa, um pouco de maluquice faz parte da normalidade e ser normal demais é o mesmo que ser muito louco. (Psicologia UERJ) [1]

A esquizofrenia é um transtorno psíquico severo que se caracteriza pelos seguintes sintomas: alterações do pensamento, alucinações, delírios e distúrbios no contato com a realidade. É hoje encarada não como doença, no sentido clássico do termo, mas sim como um transtorno mental, podendo atingir diversos tipos de pessoas, sem exclusão de grupos ou classes sociais. De acordo com algumas estatísticas, a esquizofrenia atinge 1% da população mundial.

Quando aqueles que se sentem escandalizados com o fato da mediunidade ser praticada até hoje são céticos quanto à existência de deuses e demônios, eles invariavelmente costumam resumir a questão com um comentário do tipo: “sim, mediunidade existe, e é loucura, esquizofrenia, mas tem tratamento!”. Você pode ficar especialmente chateado por ser chamado de louco, e até mesmo entrar numa discussão inútil, mas existe uma outra questão que estará ignorando: E o que é exatamente “ser louco”? O que é “ser esquizofrênico”?

(mais…)

Continuar lendo De médicos e loucos

Carta a um evangélico

Olá Sr. Evangélico, aqui quem fala sou eu, o Sr. Espiritualista.

Antes de mais nada, preciso lembrar-lhe de que somos irmãos, ou pelo menos não há nada explícito em nossas doutrinas que afirme o contrário…

Vejamos, então, a questão da espiritualidade africana. Tenho visto o senhor dizer que os orixás são demônios e que toda macumba é necessariamente coisa do Capeta… No entanto, é preciso que saiba: para o pessoal lá dos terreiros, macumba é só um instrumento musical, tipo reco-reco, sabe como é? Nem tem tanta importância assim, o som dos tambores é bem mais importante no ritual deles; E, já que falamos nos rituais, são coisas bem antigas, bem antigas mesmo! Muito antes dos termos “demônio” e “Capeta” terem sido inventados, já se faziam rituais para os orixás na África. Se ler um pouco de ciência e antropologia, saberá o que os cientistas já dão por quase certo: que viemos todos da África, o homo sapiens surgiu em algum ponto entre a parte sul e central do continente mãe.

O próprio deus bíblico deve muito ao deus que era cultuado na Mesopotâmia por povos que já eram bisnetos milenares dos primeiros africanos que batiam tambores em homenagem a Natureza. Sem El, Javé não seria muito mais do que o espírito ancestral de alguma tribo de hebreus perambulando por Canaã. Javé foi cultuado como um patriarca de homens, El foi compreendido como um deus cósmico, criador de tudo o que há [1]… Mais ou menos como Olorun, que criou o mundo, mas está tão acima de nosso plano de existência que não há nenhum xamã africano que tenha tido coragem de tratar diretamente com ele [2].

(mais…)

Continuar lendo Carta a um evangélico

Palavras de Exu Rei

Vocês, irmãos da África, me tratam como um rei.
Como se homem e natureza fossem coisa à parte.
Como se eu não houvesse caminhado faminto e exausto pela mesma planície do tempo.
Como se eu não houvesse resvalado nas mesmas pedras e sufocado nos mesmos desertos sem vida.
Como se nossas tribos fossem diferentes de qualquer outra tribo.
E nossos reinos mais ou menos ilusórios do que as brumas que prometem chuva, e não trazem…

Vocês me saudam como um deus, mas eu sou apenas antigo.
Tão antigo quanto à luz que ainda hoje ilumina as festas de suas tribos.
E traz a herança de outras moradas na noite infinita.
Há sim, irmãos, muitas áfricas nessa imensidão…

(mais…)

Continuar lendo Palavras de Exu Rei

Diferenças básicas entre Magia (ordem) e Magia do Caos

Por: Colorado Teus

Esse post é uma continuação de uma série de textos que começou com Reflexão sobre a Umbanda, passou por Por que religar? e, por fim, o texto que é imprescindível de se entender antes de ler esse: Espaços mágicos e correntes. Volto a lembrar que me refiro à Umbanda Sagrada nesses textos, segmento que foi decodificado por Rubens Saraceni e que tem um sistema simbólico bem diferente da maioria dos outros segmentos de Umbanda.

(mais…)

Continuar lendo Diferenças básicas entre Magia (ordem) e Magia do Caos

A estrutura mágica da Umbanda Sagrada

Por: Colorado Teus

Esse post é uma continuação de uma série de textos que começou com Reflexão sobre a Umbanda, passou por Por que religar? e, por fim, o texto que é imprescindível de se entender antes de ler esse: Espaços mágicos e correntes. Volto a lembrar que me refiro à Umbanda Sagrada nesses textos, segmento que foi decodificado por Rubens Saraceni e que tem um sistema simbólico bem diferente da maioria dos outros segmentos de Umbanda.

(mais…)

Continuar lendo A estrutura mágica da Umbanda Sagrada

Espaços mágicos e corrente

Por: Colorado Teus

1. Introdução

O objetivo desse texto é chamar a atenção do leitor para o conceito de Espaço Mágico e suas consequências, conceito esse sob o ponto de vista da Umbanda Sagrada. Vale lembrar que existem milhares de formas diferentes de enxergar esse conceito, que varia de terreiro para terreiro, de ordem para ordem, de religião para religião.

O conceito do que é um Espaço Mágico é talvez um dos fundamentos mais importantes tanto para a religião quanto para a magia da Umbanda, pois é com ele que se garante com qual tipo de energia se vai trabalhar, o que pode entrar no Espaço, o que sai dele, que tipo de seres ele atrai, que tipo de trabalho pode-se realizar lá dentro. Alguns terreiros chamam o espaço mágico de corrente, outros de egrégora, mas seu conceito vai além desses dois últimos, como veremos no decorrer do texto.

(mais…)

Continuar lendo Espaços mágicos e corrente

Por que religar?

Por: Colorado Teus

Esse texto faz parte de uma série de textos a respeito de magia e cura espiritual sob o ponto de vista da Umbanda Sagrada (U.S.). Essa série teve início com uma reflexão sobre a Umbanda. Gostaria de deixar bem claro que não farei um ctrl+c ctrl+v dos livros do Rubens Saraceni, esses textos são resultados de como um hermetista, que já estudou muito o sistema da Umbanda Sagrada, formado em Teologia e Sacerdócio dessa linha, entende tal sistema mágico/religioso.

1.O que é religião

Na Umbanda Sagrada, o estudo da organização do nosso mundo se baseia em 7 Tronos, cada um regido por dois Orixás responsáveis pela manutenção do equilíbrio de cada uma das 7 energias básicas ligadas a cada trono. Esses Orixás formam um casal polarizado, sendo um deles universal – responsável por emanar a energia do trono – e o outro cósmico – responsável por reabsorver tal energia. Obviamente, como tudo no universo, ambos têm os dois polos dentro de si, o que define qual será universal e qual será cósmico é a função que cada um assume.

(mais…)

Continuar lendo Por que religar?

Reflexão sobre a Umbanda

Por: Colorado Teus
Saudações,

Começo hoje uma série de textos e reflexões a respeito do sistema mágico-religioso “Umbanda Sagrada”. Esse tipo de assunto é muito delicado, pois há muitas linhas diferentes de Umbanda, cada uma com fundamentos próprios, crenças diferentes, objetivos diferentes e tudo mais. A divergência dentro da Umbanda é tanta que, dentro de uma mesma linha, mesmo que se siga uma estrutura ritualística central, há muitas diferenças de um terreiro para os outros. Porém, meio a todas essas divergências, há alguns fundamentos que valem a pena serem levantados, principalmente aqueles ligados a questões de magia e entendimento dos processos espirituais. Acredito que muitas pessoas irão discordar das minhas linhas de raciocínio; para essas pessoas, peço, por gentileza, que escrevam nos comentários suas questões, pois, assim, acrescentarão em muito ao desenvolvimento de nossos conhecimentos.

(mais…)

Continuar lendo Reflexão sobre a Umbanda

Rubens Saraceni

Umbanda


Entrevista dada para a TV Mundi em 2013.

Diante do velório, com muitos alunos e amigos presentes, um desconhecido passa pela porta do local onde estava sendo velado o corpo e pergunta: “Quem é essa pessoa, Rubens Saraceni, que está sendo velado? o que ele fez de importante?”. O homem responde: “Pai Rubens foi um médium que começou sua jornada muito tempo atrás, trabalhou durante cinco anos psicografando quase noventa livros, que um dia serão todos publicados e, mais tarde, formaria um grupo de médiuns em um espaço iniciático que serviria ao mesmo tempo como terreiro e Escola de Magia. Tornou-se sacerdote e começou a ministrar os cursos de teologia da Umbanda, formando mais de 7.777 magos e abriu as portas para a ampliação do conhecimento e organização da Umbanda Sagrada”.

Quando preenchemos nosso obituário, nunca acreditamos realmente em todo o nosso potencial, mas quando desenvolvemos nossa Verdadeira Vontade, somos capazes não apenas de atingir tudo o que nos propomos no obituário, mas de expandir e multiplicar nossas ações de maneira estrondosa.
Esta semana faleceu um ir.’. muito querido de Maçonaria e uma pessoa que nos ajudou a criar as bases de tudo o que é hoje o Teoria da Conspiração e o Arcanum Arcanorum. Descanse em paz, meu pai Rubens Saraceni.

(mais…)

Continuar lendo Rubens Saraceni

Exu Mirim

Umbanda

Texto de Lila Menezes
Na religião de Umbanda existe uma linha muito pouco comentada e compreendida, sendo por isso mesmo muitas vezes deixada “de lado” dentro dos centros e terreiros. É a linha de Exu Mirim.

Tabu dentro da religião, muitos poucos trabalham com essas entidades tão controvertidas e misteriosas, chegando ao ponto de, em muitos lugares, duvidar – se muito da existência deles.

Na verdade, Exu Mirim é mais uma linha de esquerda dentro do ritual de Umbanda, trabalhando junto com Exu e Pombagira para a proteção e sustentação dos trabalhos da casa. Não aceitar Exu Mirim é proceder como em casas que não aceita Exu e Pombagira, mas que a partir do astral e sem que ninguém perceba, recebem a sua proteção. Afinal, “se sem Exu não se faz nada, sem Exu Mirim menos ainda”.

(mais…)

Continuar lendo Exu Mirim