Mirdad: Da Morte


Em março de 2004 eu estava lendo ao mesmo tempo “Espaço-tempo e além” (sobre física quântica) e “O Livro de Mirdad”, e por uma questão de sincronicidade vi o mesmo tema por dois ângulos diferentes, mas assustadoramente convergentes. Por isso escrevi os dois posts em sequência, naquele ano, e repito aqui.
Teu pai não está morto, Himbal. Nem estão mortas ainda a sua forma e a sua sombra. Mas estão mortos, verdadeiramente mortos, os teus sentidos para a forma e a sombra alteradas de teu pai, pois há formas tão tênues e delicadas, com sombras tão atenuadas que os olhos grosseiros do homem não as podem divisar.
A sombra de um cedro na floresta não é a mesma que a de um cedro que se tornou mastro de um navio, ou pilar de um templo, ou cadafalso de uma forca. Nem é a sombra daquele cedro a mesma ao Sol e à luz das estrelas. No entanto, aquele cedro, não importa quanto haja sido transformado, vive como um cedro, embora os outros cedros da floresta já o não reconheçam mais como irmão.
Pode o bicho de seda que está sobre a folha reconhecer a irmã na crisálida que se encontra adormecida no casulo de seda? Ou pode esta reconhecer sua irmã na borboleta da seda que voa?
Podem os vapores no ar, ou as águas no mar, reconhecer como irmãos e irmãs os pingentes de gelo na caverna da montanha?
Pode a Terra reconhecer como irmão o meteoro que cai sobre ela das profundezas do Espaço?
Pode o carvalho ver-se a si mesmo na bolota?
(mais…)

Continuar lendo Mirdad: Da Morte

Onze Anos do Teoria da Conspiração!


Por Frater Dibbuk
Dia 10/08, exatamente onze anos atrás, em 10/08/2007, era postado o primeiro texto do Teoria da Conspiração no Sedentário: A Santa Ceia e os Símbolos Astrológicos. Lembrando as palavras de um Exu amigo, “Quando vai ver, já foi!”.
Nos dias de hoje, onde qualquer youtuber pode inventar para si um titulo pomposo e criar um canal esotérico para falar qualquer coisa que quiser, e dezenas de blogs de magias e pactos e ordens e curiosos de todos os calibres esquisotéricos surgem a cada dia na internet, como podemos saber se determinado autor é confiável?
(mais…)

Continuar lendo Onze Anos do Teoria da Conspiração!

Financiamento Coletivo do RPGQuest Dungeons


Começa HOJE o Financiamento Coletivo do RPGQuest Dungeons!
RPGQuest – Dungeons é um RPG (Role Playing Game) e Boardgame (Jogo de Tabuleiro) para até 5 pessoas, onde você controlará um Herói dentro de grupo de Aventureiros em busca de Fama e Fortuna nos Reinos de Arcádia. É um jogo “Dungeon Crawler” baseado no Hermetismo, Alquimia e a Jornada do Herói.
Muitos de vocês lembram do saudoso Heroquest, lançado no Brasil na década de 90, que marcou toda a nossa infância. Neste jogo, cada participante controlava um dos quatro personagens (anão, elfo, bárbaro e mago) dentro dos labirintos de Zargon enfrentando goblins, orcs e esqueletos… quando o Heroquest parou de ser fabricado, nunca mais tivemos nada parecido no Brasil… até agora!
RPGQuest é a versão ultra-vitaminada dos clássicos “Dungeon-crawlers”, jogos de tabuleiro inteligentes e cooperativos, trazendo muito mais opções: começamos o Financiamento Coletivo com doze Personagens, mas teremos a possibilidade de jogar com todos os Heróis do RPGQuest 1, o que aumenta a quantidade de Heróis para nada menos do que 120 (sim, você leu certo: CENTO E VINTE Heróis possíveis, e isto é apenas o começo da Campanha). Além disso, você pode criar o SEU próprio Personagem!!! Também temos mais Monstros (são 25 para começar, e muito mais nas Metas…), Tabuleiro Modular (ao invés de um tabuleiro fixo, você vai construindo o tabuleiro conforme avança nas catacumbas), Mais Magias, mais Artefatos e Itens Mágicos e muito mais diversão. E o mais bacana: Não é necessário um Narrador para jogar (podendo inclusive ser jogado sozinho)!
Para você que ama RPG mas não tem mais grupo ou tempo para jogar, ou que cresceu e agora tem família e quer passar para seus filhos a paixão pela criatividade, diversão e emoção que os RPGs proporcionaram a você, RPGQuest é o seu presente de natal chegando mais cedo !!!
A Campanha começa HOJE. Quem apoiar nas primeiras 48hs ainda vai ganhar de presente 120 Miniaturas Cartonadas de todos os Heróis do RPGQuest 1.
Serão apenas 35 dias de Campanha.
Apoie já!
https://www.catarse.me/rpgquest_dungeons
Você é o Herói!
Veja mais detalhes abaixo:
(mais…)

Continuar lendo Financiamento Coletivo do RPGQuest Dungeons

Livros Sagrados de Thelema na Distribuidora


Salve,
Estamos agora na última etapa do Financiamento Coletivo dos Livros Sagrados de Thelema. Enquanto aquecemos os motores para mais uma Aventura épica em breve, com o RPGQuest e com a Enciclopédia de Mitologia, vou explicar como funciona a parte de distribuição e envio dentro de um Financiamento Coletivo.
(mais…)

Continuar lendo Livros Sagrados de Thelema na Distribuidora

O Projeto Mayhem

O Projeto Mayhem é um projeto que visa reunir Magos e estudantes de hermetismo de todo o Brasil e também do exterior para trocarem idéias e colocar em prática projetos artísticos, culturais e…

Continuar lendo O Projeto Mayhem

20 anos de Daemon Editora


Sonho que se sonha só
É só um sonho que se sonha só
Mas sonho que se sonha junto é realidade

– Raul Seixas
Hoje, 2 de Abril de 2018, completam vinte anos que a Daemon apareceu pela primeira vez, no EIRPG de 1998 com o lançamento da Segunda edição de Arkanun e com os famosos Guias de Armas e Guia de Armas Medievais. A Editora nasceu do sonho de dois autores, Marcelo Del Debbio e Norson Botrel.
Del Debbio foi um dos primeiros Mestres de RPG do Brasil, tendo aprendido a jogar RPG em 1984. Iniciado em Magia Tradicional em Stonehenge, 1989, todos os seus livros sempre foram focados em Hermetismo, Kabbalah, Alquimia e Magia Medieval. Norson Botrel era um engenheiro formado pela POLI-USP e ficou a cargo do famoso “Sistema Daemon”, o nome pela qual ficou conhecido o sistema baseado em porcentagens que desenvolveram na faculdade.
A Era de Ouro do RPG
O final dos anos 1990 ficaram conhecidos como a “Era de Ouro do RPG no Brasil”. Naquele tempo, a editora Abril havia trazido para o Brasil o Dungeons & Dragons, o RPG mais importante do mundo; a Devir ainda publicava o GURPS e o Vampiro, a Máscara, dois pesos-pesados americanos e a revista Dragão Brasil tinha uma tiragem que chegava a 20 mil exemplares por mês. Três anos antes, ARKANUN fazia sua estreia pela editora Trama e, no ano de 1996, TREVAS aparecia pela primeira vez nas bancas de todo o Brasil. Com a tiragem de 20 mil exemplares vendidos, TREVAS se tornou rapidamente um dos RPGs mais jogados do país, competindo de igual para igual com AD&D, GURPS, Vampiro e 3D&T.
Com o sucesso do TREVAS (e de seu meio-irmão INVASÃO), a Daemon Editora lançou nos anos seguintes a segunda edição do Trevas (um RPG capa dura que vendeu 700 exemplares no dia de seu lançamento, no EIRPG de 1999), ANJOS, DEMÔNIOS, VAMPIROS, SPIRITUM, TEMPLÁRIOS, INQUISIÇÃO e mais de trinta outros livros de RPG e romances baseados nos cenários de RPG. Todos os maiores escritores de RPG do país publicaram em suas fileiras: Marcelo Cassaro (Invasão, Tormenta d20), Rogério Saladino (Tormenta d20), JM Trevisan (Clube de Caça, Tormenta d20), Antônio Augusto Shaftiel (Jyhad), Thiago Augusto (Cães de Guerra), além de ter sido a primeira editora no Brasil a publicar um RPG escrito por uma Mulher, Luka Chan (AnimeRPG que, com 18 mil exemplares vendidos, é o recorde absoluto de vendas de um jogo escrito por uma mulher no país).
Os RPGs ARKANUN e TREVAS conquistaram dois Prêmios de Excelência Gráfica pela Gráfica Melhoramentos, além de terem ficado entre os 50 melhores RPGs do Mundo em 2008, respectivamente na 40a e 43a posições, em um ranking que envolveu mais de 190.000 votos.

Stand da Daemon Editora no EIRPG 2003
(mais…)

Continuar lendo 20 anos de Daemon Editora