Sobre os conselhos

Sábio é o homem que segue seus próprios conselhos.

Em nosso caminho sempre encontraremos problemas, sem oposição não há crescimento. Há quem diga que a vida nada mais é do que uma sucessão de problemas a serem resolvidos, outras correntes colocam que os problemas devem ser administrados e se resolverão por simples mudança de consciência. Não importa, esse é um texto sobre conselhos, não sobre problemas.

A medida em que vamos aprendendo sobre nós mesmos e melhorando, adquirimos experiência e com ela a sabedoria. Nessa caminhada compartilhamos nossos dilemas com outros irmãos que também se encontram no mesmo barco e nesses casos é comum termos uma enorme capacidade de resolver os problemas alheios, ou de dar bons conselhos para os outros enquanto os nossos problemas permanecem insolúveis.

O que nos falta é o distanciamento necessário para oferecer um bom conselho a nós mesmos, ao aconselhar os outros estamos livres das desculpas e justificativas que prendem cada um de nós e dessa forma podemos explorar ao máximo nossa própria sabedoria.

Somos muito sábios, não duvide disso, é que para nossos próprios problemas e questionamentos, gastamos muito pouco tempo, e o pouco que gastamos é remoendo nossos próprios erros, nos culpando e cobrando. Soterrados por nossas inseguranças e medos somos incapazes de nos dar e seguir nossos próprios conselhos.

Assim não resolvemos nossos problemas, seja por não nos considerarmos bons o suficientes, pela falta de costume de uma reflexão profunda ou um estado de consciência que não nos permite aprofundar nossas próprias questões.

Quando se trata dos problemas alheios podemos nos permitir uma reflexão, a sabedoria é fruto da experiência. E experiência é fruto de escolhas ruins. Escolhas ruins nos fazem fazer escolhas melhores.

Em geral sempre queremos o melhor para aqueles que amamos, por isso podemos dar conselhos tão bons. E para nós mesmos queremos o mais urgente, o que vai doer menos, o caminho mais fácil.

Tomemos nesses casos o paradigma hermético e compreenderemos que toda manifestação em nosso universo é produto do nosso aparelho mental, tudo o que existe, existe em sua mente, tudo é símbolo, tudo é você se manifestando em outras formas, projeções e leituras de nossos próprios arquétipos internos. Portanto, todos os conselhos que damos são ótimos para nós !

Ofereça sabedoria ao próximo, e tome essa sabedoria para você. Ofereça sabedoria a si mesmo como se oferece a um amigo, não se cobre ou se puna tanto, seja seu melhor amigo, em geral eles são os que dão os melhores conselhos.

Chay !

Este post tem 7 comentários

  1. Daniela

    Santa Sincronidade trabalhando a nosso favor! Precisava mesmo ler sobre isso. Muito obrigada, Frater! 🙂

  2. Mevorach

    Essa tal de sincronicidade não é fácil… Que bom né?!

  3. D'Artagnan

    Eu sei bem como é isso… Sou um ótimo conselheiro (pra quem consegue enxergar através da máscara que eu criei e venho tentando desfazer) mas minha vida pessoal é problemática pra k7

  4. GP

    placas de caminhào, letreiros e frases em carros e paredes, slogans, também acabam sendo conselhos, no mais das vezes kkk

    @Frater Alef – Irmão, você não imagina o quanto nosso inconsciente e o Anjo se comunicam conosco dessa forma, em verdade vos digo, eles o fazem o tempo todo. O Universo é um grande oráculo esperando para ser lido.

  5. Joelma Alves

    “A sincronicidade unifica o que é distante”, já dizia a música.
    Quando li esse texto assim que foi publicado tinha acabado de me envolver em uma discussão por não seguir um dos meus conselhos clássicos, daqueles que repito até pro cachorro passando na rua.
    Agora estou passando praticamente pela mesma situação, então voltei para reler o ótimo conselho do Frater e me lembrar que também posso usar meu repertório ao meu favor… Mas é difícil, viu!

  6. DUON

    Sábias palavras, até a ilustração do mago ficou foda, me vi numa trilha recebendo os conselhos do ancião para então retornar no caminho kkk
    Só não concordo 100% com as escolhas ruins nos fazer melhor, pois observando algumas atitudes de pessoas a nossa volta, vê-se que muitas erram e erram, não aprendem com os erros e vivem a vida num looping de padrões negativos, mas enfim, realmente escutar o coração deve ser cada vez mais praticado, e contar os conselhos dele para o minimo de pessoas, e claro desenvolver a capacidade de ler os sinais do Universo..
    Gratidão.:.

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta