O Traidor, O Enforcado, o Pendurado


Texto de Vera Chrystina:
O Enforcado. Outro arcano que gera muitas controvérsias.
No Tarô Cary – Yale ( 1420 1460), no trunfo da Esperança, existe a figura de um homem com uma corda no pescoço e a palavra Judas Traidor escrita em suas vestes. “A virtude da esperança superou o traidor Judas, que representa a deslealdade e hipocrisia.” Kaplan LWB. LWB Kaplan.
Até 1750, mais ou menos, o nome da carta era o Traidor, em vários baralhos existentes. Ou Traidor ou Enforcado, referindo-se a Judas.
Só em 1781, no volume 8 de Le Monde Primitf , Court de Gébelin, modifica o nome do Enforcado para Prudência.
Court de Gébelin, considerando que faltava no baralho uma carta relativa à Prudência, decidiu que o (Traidor ou Enforcado) seria esta. Ela será encontrada em seu devido lugar, entre a Fortaleza e a Temperança – um homem suspenso pelo seu calcanhar. E por que está assim?

É uma obra de um fabricante de baralhos presunçoso que, não entendendo a beleza da alegoria resolveu corrigi-la. A Prudência só pode ser representada de maneira inteligível, por um homem ereto, que tendo posto um pé à frente, ergue o outro e então examina o chão onde colocá-lo com segurança. Esta carta, então, é o homem com o pé suspenso, o fabricante dos baralhos, em sua ignorância, o fez como um homem suspenso pelo pé.
Em outras palavras, para Court Gebelin, a carta está de cabeça para baixo e, da maneira como ele descreveu, parece ter pertencido a um baralho belga do século XVIII. Esta mesma carta, no baralho Gringonneur , é de um homem ruivo, pendurado por um pé à trave horizontal de uma forca. Esse é o Judas traidor que com 30 peças de prata que ganhou a trair Cristo e, como diz na Bíblia, ela apanhou uma corda e se enforcou. É esta carta conhecida como Traidor.
Como podemos ver, o nosso querido Gébelin começou a confusão, por que queria que a Prudência ficasse no meio das virtudes como a Força e a Temperança.
O que representa essa atitude do Gébelin?
Representa que desde 1781, o homem tem tendência de invadir os saberes existentes e modificá-los ao seu bel – prazer, para caber dentro de suas crenças e dogmas. Por causa desse tipo de vaidade o saber é desfragmentado, alterado, mutilado, de sua concepção original. Um dos problemas quando não se entende o símbolo. Haja paciência!
Em 1789, Etteilla segue Court de Gébelin e denomina a carta do Traidor, também como Prudência.
Em 1855, Eliphas Levi, no seu livro Ritual de Alta Magia, inventa que a forca é o Tau hebraico e que o Enforcado é a carta do Adepto. Ele começa a fazer a confusão do tarô com a Cabala.
Em 1865, Edmond Billaudot’s ( Madame Lenormand foi sua aluna) publica o Belline Tarot e diz que o Enforcado significa abnegação, prudência, paciência. Ele diz: dedique-se ao outro, esta é a lei divina, mantenha sua alma sempre pronta para prestar contas ao eterno, porque via no Enforcado, uma morte violenta e imprevista (Ross Caldwell).
Ross Caldwell acredita que ele fez uma mistura dos conceitos de Levi, Paul Christian e Gébelin, mesclando várias tradições.
Em 1889 Papus continua com a mesma visão, em seu Tarô dos Boêmios.
“Este Enforcado serve como um exemplo para o presunçoso, e sua posição indica a disciplina, a submissão absoluta que o ser humano deve ao Divino”.
Em 1890 a Golden Dawn faz referência ao Enforcado, no ritual do adepto: Se tu, não nascer da água e do espírito, não podereis entrar nos reinos dos céus. Na verdade esse ritual simbolizava uma morte mística, onde o adepto era salvo e renascia, traduzindo em letras miúdas.
Matters em seu ritual, coloca o Enforcado na posição horizontal e faz analogia com o simbolismo egípcio ( o renascimento de Osíris)
Em 1922, TS Elliot refere-se ao homem enforcado como Odin.
Em 1927, Oswald Wirth, no tarô dos magos, diz: o Enforcado é o signo alquímico da Grande Obra. O Enforcado é inativo e impotente, mas sua alma é liberada. Ele não representa uma crença cega, mas, um homem prudente, que aprendeu a diferença da vaidade e da ambição individual e compreendeu as riquezas do sacrifício heróico que aspira ao esquecimento total de si mesmo. O herói mitológico que melhor se relaciona com o Enforcado parece ser Perseus…
Isso é um breve relato histórico das mudanças feitas no arcano o Pendurado.

Este post tem 15 comentários

  1. Gean

    “A verdade é uma, os sábios a interpretam de maneiras diferentes” – VEDA
    Não vem ao caso a historia mas sim a mudança do simbolismo do arcano, gosto da historia que o Raul Seixas diz ser “parte de um plano secreto, amigo fiel de Jesus” ao falar de Judas.

  2. Rodrigo Simão

    Marcelo, voce acha que um não iniciado pode dominar a adivinhção pelo tarô?
    @MDD – qualquer zé mané pode fazer adivinhações com o tarot (infelizmente). Sendo o tarot apenas um veículo de comunicações entre o SAG e a pessoa aqui na Terra, desde que esteja acertada na pessoa o que cada Arcano representa, a leitura vai funcionar (infelizmente). O uso do tarot como oráculo é considerado o uso mais pobre do tarot pelos Ocultistas. Existem usos muito melhores e mais poderosos do tarot dentro da magia.

    1. Vale lembrar aqui, que o uso mais comum fora o de oráculo, é de guia para a via interior. O tarot, por ser em natureza um compêndio de ciências ocultas, traz em si um poder muito maior que o de divinação (sendo que a divinação nem pode ser chamada de ciência dado que o futuro não está traçado, havendo sempre uma grande margem de erro). O estudo do tarot no Brasil está permeado por muitos erros como as associações do Levi que se popularizaram aqui nas terras tupiniquins e quem trazido muitas dificuldades para tarólogos sérios e advindos de ordens de valor esclarecerem estas discrepâncias.

  3. Carol

    O Enforcado não está entre A Força e a Temperança, mas entre A Força e A Morte.
    @MDD – O texto não é de minha autoria, eu nao altero, mas erraram todos rsrsrsrs… a Temperança/Sagitario (14) está entre a Morte/Escorpiao (13) e o Diabo/Capricornio (15)

  4. Otavio"

    Já assistiu “The Imaginarium of Doctor Parnassus”?
    O filme fala dessa carta.
    Vale pena.

  5. Rodrigo Simão

    “Existem usos muito melhores e mais poderosos do tarot dentro da magia” A Geomancia é um deles? Entre a Geomancia e o tarot qual é o mais eficiente? No livro a Gonden Dawn o pessoal de lá parece apreciar muito a utilização do tarot, confesso que até tentei a particar a Geomancia ( metodo ensinado no livro por Israel Regardie), mas quando chegou a parte de ver os Quartil e Sextil astrologicos me desanimei.
    @MDD – geomancia é uma coisa, tarot é outra coisa. Ambos tem suas utilidades distintas.

  6. Carlos Henrique

    Marcelo, isso só prova como o ser humano consegue mudar o sentido das coisas que o rodeiam. Mas, para o estudante, como diferenciar a mentira da verdade; como diferenciar o verdadeiro conhecimento dessas mentiras absurdas que muitas vezes se encontram em livros de “ocultismo”?
    @MDD – Não tem nenhuma maneira… só estudando muito e comparando e testando pessoalmente pra ver o que faz sentido e o que é invencionice. Como estamos tateando um Plano que não possuímos faculdades para explicá-lo totalmente (o Astral), muitas vezes, mesmo diferentes relatos podem estar descrevendo a mesma energia (veja as analogias dos deuses, por ex… diferentes descrições, mas características energéticas iguais)… Muitas vezes você terá as fantasias ou preconceitos do autor misturados no meio (as traduções do frances pro portugues dos livros do kardec, por exemplo, estao cheias de preconceitos que nao tinham no original), as vaidades do povo mexendo em ritual sem saber direito o que esta fazendo (isso é comum nas Ordens Esotéricas) fora as invencionices dos charlatões (normalmente qualquer coisa com a palavra “Quantica” no meio, por exemplo).

    1. Leon

      MDD,se a versão nacional dos livros de Kardec foram infectadas pelo preconceito de quem os traduziu,quer dizer que não é mais uma fonte confiável com ja fora?
      Vc,que acredito eu,ja deve ter lido a nossa versão e a francesa,pode dizer o quanto o material foi deturpado?
      Sobre o “Quantico”(que realmente virou mantra na boca da galera esquisoterica).O que vc acha do Dr.Deepack Chopra,que escreveu o livro Cura Quantica?
      @MDD – Outra patetagem. “Quantico” é uma palavra que nem os físicos que gastam 10 horas por dia estudando sabem exatamente o que faz, imagine se os esquisotéricos de Saint Germain tem a menor noção do que seja? Acabou virando uma palavra bonitinha pra colocar como desculpa esfarrapada pra tudo o que eles nao sabem como funciona. É a “desculpa quantica”…

  7. Rev. Breno

    Ok… mas se a autora estiver correta fica a duvida… porque das uatro virtudes cardinais só há 3 delas no tarot…aonde foi parar a prudencia?
    @MDD – A prudencia é o Eremita 😉

  8. Djalma

    Marcelo, sei que é meio off, mas pq não há nenhum arcano maior no tarô (e, claro, nenhum caminho na Árvore da Vida) correspondente ao elemento Terra, quando existem correspondentes aos outros três elementos?
    @MDD – Não, porque a Terra é o Mundo Material. Existem autores que associam o Tav/”Mundo” duplamente a Saturno e ao elemento Terra, se voce realmente precisar…

  9. Original Bat

    Curioso que se unir todas essas alterações ocorridas ‘por acaso’… na verdade se tem uma síntese mais profunda do Arcano. O Enforcado também é ligado aquele que faz um grande sacrifício. Tanto o significado posterior de ‘Submissão a força Divina’ – o número 4 formado pelos pés da carta representando as inexoráveis leis do Universo – que mto prematuramente é tido como pejorativo, assim como o original de ‘Judas o traidor’, se formos ver nos evangelhos apócrifos ou história gnóstica de Judas, podemos ver o ato de Judas como um sacrifício – ter que ser o traidor da história, a pedido de Jesus – o que não desvirtua nenhum dos significados do Arcano, e lhe serve até de símbolo mais profundo. A Árvore, que também pode significar a Árvore da vida, dá a idéia tbm que o Enforcado ao se pendurar pelo pé acaba vivendo pelos valores invertidos do que aqueles que a maioria das pessoas vivem; buscando verdade e justiça ao invés do ganho pessoal, outra forma de sacrifício que também é vista de forma pejorativa, apesar de não ser, e que tbm pode ser interpretada como ‘submissão’ a uma Lei maior. Talvez, as consecutivas mudanças na carta sejam um aprofundamento na forma das pessoas captarem e perceberem seu significado, ao longo do desenvolvimento do Tarot.

  10. Original Bat

    Aliás um dos melhores usos do Tarot que já vi na mídia aberta foi Alan Moore em Promethea contando a história da humanidade através do Tarot. Perfeito. O Tarot é autoconhecimento; individual ou da humanidade, os arquétipos são tudo que restarão de nós. Uma pena que o povão só se interesse pra ‘ler futuro’. Ninguém pode ver o futuro de ninguém a não ser o seu mesmo, e não é pelo Tarot. Deixam de aprender com uma das melhores ferramentas para se ensinar as virtudes.

  11. kk

    Tá, mas além das invenções dos franceses doidos, o que no Tarot vem do Egito ? Quero dizer, existe um Arquétipo do Enforcado desde a época dos Faraós ? Sempre existiu um “Judas” ( considerando a fábula lida ao pé da letra… não o Yehudah mesmo ) como arquétipo ?
    Até porque a noção que é dada, mesmo antes de ser modificada é que o Enforcado está em uma posição “privilegiada”, seus pertences caem à terra e ele geralmente tá sorrindo e todo o simbolismo possível de ser descoberto.
    O que tem poder de verdade na carta ?

  12. kk

    Melhorando a pergunta: Qual energia principal que a carta representa e representará sempre ?
    @MDD – A estagnação. A energia estagnada que requer um sacrifício para ser superada.

  13. AD&D

    DD sobre as energias femininas que estão presentes no manuseio do tarot, seria só referente ao seu uso como oráculo? ..ou qualquer tipo de manuseio já envolve estas energias, como a meditação com base nos arcanos maiores por exemplo.
    @MDD – Nos outros usos não. O uso como oráculo é um exercício do chakra Ajna, por isso se diz que esta utilizando energias mais femininas.

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta