O que é Kabbalah?

Texto muito bacana do frater Mateus Saraiva.

Historicamente, a Cabala é de origem Judaica. Porém muitos dos seus estudantes e interpretes, reivindicam sua origem como sendo extremamente antiga e misteriosa. Alguns atribuem sua origem aos Egípcios outros aos Sumérios, e uns vão ainda mais longe, atribuindo a sabedoria da Cabala a uma civilização muito desenvolvida, antiga e misteriosa, qual influenciou a origem e evolução de todas as civilizações antigas depois da sua destruição.

A palavra Cabala (também Cabalá, Kabbalah, Qabbala, cabbala, cabbalah, kabala, kabalah, kabbala) em hebraico tem como siguinificado o verbo receber, com denotação a antiga tradição de Moisés, em que os ensinamentos profundos e sagrados eram passados via oral de Mestre Sacerdote para o jovem iniciado, e nada era escrito. Resumindo uma detonação a transmissão oral e fechada dos ensinamentos. Esta palavra é escrita com os seguintes caracteres hebraicos Koph, Beth e Lamed, porém lembrando que nesse idioma se escreve da direita pra esquerda, inverso dos idiomas ocidentais.

Muitos crêem que a palavra Cabala, na verdade se originou de uma palavra com semelhante vocalização mas de origem asirio-egípcia, e que siguinificava literalmente Doutrina Oculta ou Tradição Oculta. Pode-se dizer que ela é uma ciência Emanatoria pois em seus ensinamentos o ponto principal é que tudo que existe foi emanado de Deus.

Seus ensinamentos visão uma melhor compreensão sobre Deus, o Universo e o próprio Homem. As leis e a formação dos diversos mundos. Como interagir com os Espíritos Celestes, elementais e todos os outros que regem a harmonia cósmica. E principalmente a ponte para o homem de como retornar a Divindade. Assim o estudante da Cabala é conhecido como Masakilim (Men+Shin+Caph+Yod+Lamed+Yod+Men) que significa “O Iniciado”.

E como na essência da filosofia, suas frases e ensinamentos são cifrados em parábolas e alegorias, míticas e ou lendárias, algumas até mesmo históricas, veladas intencionalmente assim aos homens comuns e mundanos, e totalmente desprovida de sentido pra estes e para aqueles de pouco intelecto e criatividade. Também nos escritos cabalísticos, os números são tão importantes quanto as letras, e cada caractere do alfabeto hebreu também simboliza um numero.

Na ciência cabalística, muitos vêem dualidade mas na verdade há apenas a harmonia e união de toda a antagonia existente. A dualidade é um fruto da má compreensão de Deus e suas leis, principalmente após a idade media. Casos como estes originaram as ideias de equivocas a respeito das Qliphoth (o lado reverso da árvore da vida e das Sephiroth).

Uma de suas principais alegorias é a Árvore da Vida com seus “frutos” chamados Sephiroth (que querem dizer literalmente numerações), nela se encontra toda a formação do mundo, os Espíritos que regem este e a formação do Homem. Simboliza também o caminho do Iniciado.

Entre o séculos XIV e XV tomou grande popularidade. Até mesmo sendo aceita nas doutrinas cristãs pelo Papa Sixtus (1471-1484). Porém não deixa e nunca deixou de estar presente em toda a bíblia cristã seja no velho ou no novo testamento, por mais que os concílios católicos tenham modificado varias de suas partes. Afinal a religião Católica veio em grande parte dos ensinamentos e tradição judaica.

Esse ganho de popularidade fez com que nascesse algumas divisões dos ensinamentos cabalísticos. Como a Cabala Cristã que contem poucas diferenças da Cabala Judaica, mas a principal delas é ter Yeshua (Jesus) como o Messias e restituidor da sabedoria cabalística, e é principalmente presente no Martinismo. E a outra seria a Cabala Hermética ou Mística que tem como principal diferença uma visão universal da Cabala como ela sendo a principal origem de todas as religiões e mitologias e presente nestas, provindo da primeira e grande civilização. De qualquer modo ela influenciou os pensamentos filosóficos da antiguidade grega, Essénios, Gnósticos, Cristões, Catáros, Templários, Rosa+Cruzes, Maçons, e dezenas de outras ordens e grupos espirituais.

Seus principais livros são, aqueles da tradição judaica, como o Tanakh, Torah e Talmude, e os outros são o Sepher Yetizarah, Sepher Zohar, Sepher Raziel e muitos outros. Além dos Clavículas ou Chaves atribuídas ao Rei Salomão, qual apareceram varias falsificações na idade media com conteúdo satânico e demonológico como o Grande Grimorio e outros, muito diferentes do original, que influenciaram a Goécia ‘Crowleyana’.

Este post tem 26 comentários

  1. Bernardo

    é impressão minha ou a árvore da vida da foto tá “ao contrário”? Tipo Chessed e Geburah.

    @MDD – A Árvore está correta, o homem está virado de frente para o leitor.

  2. Herculano

    Não entendi a expressão Goécia ‘Crowleyana’.

  3. Khael

    porque no sefirat ha omer só se usam as sephiroth antes do abismo (qliphoth)?
    é porque keter, hochma e binah representam o divino e não as emoções humanas?
    (foi o que deduzi, espero não estar escrevendo besteira)

    @MDD – Qlipoths são o reverso da Árvore, a Árvore da Morte… não as esferas depois do Abismo hehehe

  4. Alef

    Peraí!
    O que o autor chama de “Goécia ‘Crowleyana’” foi influenciada por uma falsificação com conteúdo satânico e demonológico das Clavículas de Salomão.
    Daria para explicar?

    Deldebbio, socorro!

  5. D.

    Ótimo texto dando uma pequena explicação sobre a Cabala a sua origem,o pensamento original e como já foi deturbada na idade média.
    Agora MDD eu gostaria de fazer uma pergunta fora do post:

    -Todo mundo fala e sabe que o Iron Maiden tem mençoes ocultas nas músicas, capas de cds e etc. Ai essa semana mesmo, eu estava vendo a capa de alguns albuns deles na net e vi a capa do album Fear of the Dark ( o link da capa http://3.bp.blogspot.com/_GIzIH1uTyjs/RqsQq4rODiI/AAAAAAAAGlw/LFm9J8ibMxc/s320/iron+maiden+fear+of+the+dark.jpg ) e percebi que o bicho que está na árvore é mesmo de um conto que existe na áfrica (só não me lembro qual o nome no momento) de que um espírito inferior se esconde nas árvores esperando mulheres menstruadas passarem para sugarem as energia delas (aproveitando que no período da menstruação a mulher está com o corpo mais aberto a puxar energias negativas e ter energias retiradas do corpo).Então tio MD essa é uma das mençoes ocultas no Iron Maiden?

    -E outra coisa que eu queria pedir era que você desse uma olhada nesse vídeo do MyNameIs sobre um desenho feito para crianças. http://oblog.com.br/mynameis/?p=1457

    Bem apesar do coment ter ficado gigante pelo menos eu falei tudo que tinha que falar.

    grande abraço.

  6. New_Man

    MDD, então ao abordar que você quer dizer que os ensinamentos, escritos, iniciação de Aleister Crowley foram totalmente deturpados dos ensinamentos originais???
    Abraço!!!

  7. Rodrigo Guiot ][guNNer][

    Olha, sinceramente não sei, se uma criatura como eu, sou bem vindo neste espaço. Mas para mim a Kabbalah é apenas um desenho simbólico com riscos.
    Não entendo que tipo de efeito significativo produzirá no psíquico/físico dos seres humanos.

    Afinal de contas quais seriam as distinções multilaterais desses seres humanos?

    Vejamos: – Se for algo extremamente evolutivo deveria funcionar como há ZEBEDEUÁH.
    Desde o inteligente ao ignorante, todos têm “ISSU” em comum.

    Abraços; ol

  8. Marco Antonio de Oliveira

    Caro Marcelo:

    Saberia responder se há simbolismos cabalísticos no Salmo 133?
    Correspondências com a árvore da vida? Qual seria a “tradução”?
    Estou pesquisando para apresentar prancha a respeito.
    3×3

  9. Khael

    ah! entendo. então cada sephira então tem um lado inverso que é uma qlipha. sephiroth e qliphoth não são duas árvores mas dois lados de uma mesma, certo tio dd?
    e o abismo seria onde fica daath então. mas porque daath nunca aparece?

  10. Erlyson

    “Seus principais livros são, aqueles da tradição judaica, como o Tanakh, Torah e Talmude, e os outros são o Sepher Yetizarah, Sepher Zohar, Sepher Raziel e muitos outros. ”

    Para quem quer começar estudos na Cabala pode começar por aí?

  11. thahy

    é importante, ao se interessar pela cabala, fazer o seguinte questionamento: “quem expulsou quem do paraíso” 😉

  12. marga

    MDD,Tudo que leu aqui me faz lembrar meu pai , ja falecido, a maioria dos textos postados aqui ele tinha conhecimentos! E eu achava que ele delirava.

    @MDD – Espero que isso seja um elogio =/

  13. Iago

    Del Debbio, vc recomenda os livros sobre yoga do pedro kupfer(www.yoga.pro.br)?

    @MDD – Não conheço, sorry.

  14. Rodrigo Sanches

    Bom dia Marcelo.
    Onde posso aprender mais sobre a Kabbalah? Existem livros ou cursos que estão à nossa disposição? Ou é preciso ser um iniciado numa ordem ou grupo?
    Forte abraço.

  15. Sepultado

    MDD, você saberia dizer se há algum fundamento na história sobre Thot ter escritos as tábuas de ouro que foram guardadas na arca da aliança e que posteriormente deram origem à Torah? e, caso seja afirmativa a resposta, qual seria este fundamento?

    uma outra pergunta é sobre a contagem de Ômer: porque conta-se somente as 7 primeiras esferas e deixa-se as 3 últimas sem contar?

  16. kK

    A foto mostra bem Chesed e Geburá nas mãos do homens.

    “Deus tira com uma mão e dá com a outra”.

  17. diego

    pensa numa ‘bad trip’ dos caras que fizeram o vídeo com massinhas…achei louco que o adulto, me lembra albert einstein…. seja isso ironia ou não deles (ou somente minha mente procurando/encontrando rostos “familiares” aleatoriamente), achei muito bom isso, pois ele mesmo disse que nem tudo pode ser explicado pela ciência. interessante =)
    mdd, acompanho alguns textos seus desde o sedentário, e tehno especial curiosidade sobre a parte de vibrações/sons e influências que as elas (as vibrações/sons) causam sobre nós mesmos, se voce puder, publica mais alguns textos ou manda p/ email com uns links p/ eu estudar mais sobre isso?
    Muito obrigado pelas madrugadas bem aproveitadas lendo textos tão interessantes.
    Obrigado mesmo!

  18. Danilo

    Eu tento seguir meu caminho aprendendo tudo o que eu posso e principalmente o que ‘ressoa’ comigo…

    Tem certas palavras ou colocações que imediatamente me bloqueiam… isso é algo pessoal e que eu tenho que trabalhar internamente para poder aprender mais…

    Nunca me atraiu a cabala… não sou estudioso dela, muito longe disso… o que sempre ‘senti’ foi uma aversão sem muito porquê…

    ‘(…) veladas intencionalmente assim aos homens comuns e mundanos, e totalmente desprovida de sentido pra estes e para aqueles de pouco intelecto e criatividade.’

    Essa passagem do texto é uma característica, se for real, da cabala que eu não concordo… apesar deu entender que existem diferentes pessoas e objetivos e níveis por aí afora… eu compartilho da opinião que tudo não passa de falta de educação e o acesso às coisas não pode ser oculto… e sim explicado de tantos formas diferentes quanto preciso for…

    Criações que partem da premissa da separação tendem a criar isso… separação…

  19. Murilo

    mals retornar ao questionamento do primeiro comentário, maaas
    quando faço a cruz cabalística, meu ombro direito é Geburah. No desenho, geburah tá na mão esquerda.
    Em outra resposta à uma pessoa, vc disse que tenho q SER a cruz, não vizualizá-la na minha frente, ou seja, geburah estaria sim no ombro direito segundo você disse.
    Então, a cruz cabalística ensinada está errada.
    Estranhei mesmo o seu post da cruz, inclusive pq no lucifer luciferax eles falavam de geburah no lado esquerdo. E no eliphas levy tbm.

    @MDD – Gevurah fica no ombro DIREITO. A cruz cabalística daqui está correta. E a cruz da imagem também, já que você está olhando de frente para ela.

  20. Vinícius Malta

    Tio Marcelo,Baal HaSulam é uma leitura recomendável pro estudo da kabbalah?

  21. Herculano

    Marcelo,

    vc poderia me indicar um bom livro para o estudo da Kabbalah?

    @MDD – Natasha, as recomendações estão na parte de Bibliografias.

  22. juraci silverio dos reis

    como saber os numero da sorte em relaçao ao nome

    @MDD – o que é um “número da sorte?!?!?”

  23. Fish

    Bem, no início estava meio desconfiado de vc Del Debbio, cheguei a pensar que estivesse interessado somente em ludibriar as pessoas, mas vejo que me enganei com vc, e peço desculpas por ter sido rude contigo em outros posts, ainda que não lembres. Pardon.

    Então…com relação ao tema desse post, lembrei que um dia estava lendo o livro da Cabala Mística da Dion Fortune, dps de um tempo peguei no sono com o livro no colo, e veio uma espécie de “sonho relâmpago” por assim dizer, sonhei com as esferas superiores da Árvore da Vida iluminadas e dai acordei.

    Dúvida: espécie de “efeito colateral” da leitura ou será que minha mente somente se impressionou um pouco com o tema? Quê achas?

  24. Murilo Stadkowiski

    Perdi a oportunidade ($$$) de participar do curso de cabala aqui em Porto Alegre , tem alguma previsão de voltar Marcelo?

  25. marc

    Existe uma relação ente o Caminho da mão esquerda e as Qliphots ou sao coisas totalmente diferentes, o que pensam a respeito?

    @MDD – São coisas completamente diferentes.

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta