O Novo Signo do Zodíaco… NOT!

De tempos em tempos aparece na Grande Mídia algum espertalhão esquisotérico ou astrônomo completamente leigo para falar algum absurdo sobre o que eles imaginam que seja a Astrologia. A bola da vez são uns astrônomos do Planetário de Minnesota, nos EUA, que afirmam que, por causa da atração gravitacional que a Lua exerce sobre a Terra, o alinhamento das estrelas foi empurrado por cerca de um mês.
Quando [os astrólogos] dizem que o sol está em Peixes, não está realmente em Peixes”, disse Parke Kunkle, um dos integrantes do Minnesota Planetarium Society à revista “Time”. O signo astrológico é determinado pela posição do sol no dia em que a pessoa nasceu, o que significa que, de acordo com os astrônomos, tudo o que se sabia sobre horóscopo está errado“… Uma grande imbecilidade que tem sido repetida por céticos e esquisotéricos.

A imagem abaixo mostra o que os esquisotéricos, “Astrólogos do Braziu”, céticos e pseudo-céticos pensam que a astrologia é… um conjunto de 12 caixinhas fechadas onde se uma pessoa nasce às 23h59 de um dia é do “signo” de Áries e se nascer as 00h00 será do signo de Touro. Uma completa besteira; a Natureza não usa relógio. Mas, entendendo o que eles acreditam que seja a Astrologia, a afirmação dos astrônomos poderia até fazer algum sentido… afinal, se “apareceu outro signo na passagem do sol pelas estrelas, então deve ter aparecido outro signo no zodíaco”… Como diriam Pen and Teller… Bullshit!

A Segunda imagem mostra a divisão das energias da maneira como elas poderiam ser representadas em um aspecto cromático. Os “signos” nada mais são do que as imagens simbólicas e arquetipais que os povos antigos escolheram para representar este fluxo energético através do astro que lhes era mais acessível: o Sol.
A Astrologia Hermética, ou Científica (aquela que é estudada na Maçonaria, na Rosacruz e em Ordens Iniciáticas), não tem nem nunca teve nada a ver com Estrelas e Constelações. Os Planetas não “influenciam” nada; eles apenas servem como ponteiros para que possamos observar os efeitos destas energias.

Planetas não influenciam as pessoas, da mesma maneira que os ponteiros do seu relógio não fabricam as horas, eles apenas as MOSTRAM. Não existem “emanações planetárias”: O médico que faz o parto exerce mais influencia gravitacional sobre a criança na hora do nascimento do que a Lua ou Marte…

O que são as Astrologias?
Fazendo uma analogia com o Tempo, as diversas “astrologias” nada mais são do que diferentes designs de “relógios” adaptados aos costumes e ao tempo de cada cultura. Em umas culturas chamam de “touro”, em outras de “elefante”, em outras de “moedas”, mas signos são apenas SÍMBOLOS… da mesma maneira que escolhemos arbitrariamente medir as horas em nossos relógios a partir de Greenwich. Se o seu relógio está desregulado ou se adiantamos uma hora no horário de verão, ou mesmo se girarmos aquele anel que marca os minutos para frente ou para trás, isso NÂO MUDA o tempo real.

Assim como o Tempo, que é uma dimensão abstrata, precisa de um veículo para que possamos medí-lo, as emanações astrais (ou Luz Astral, como Eliphas Levi a chamou) às quais o Sistema Solar está submetido também precisam de uma representação concreta para ser compreendida pelos menos eruditos. Podemos observar os resultados práticos disto nas personalidades e vocações das pessoas (a combinação das reverberações destas energias nas DEZ Esferas de consciência de cada ser humano do planeta).

Desta forma, o que chamamos de “Mapa Astral” (o completo com os dez planetas/ponteiros… ESQUEÇA de uma vez por todas aquela maluquice de horóscopo de jornal e signos solares, pelo amor de Zeus) nada mais é do que os parâmetros de configuração de software de nossa biomáquina (nosso corpo físico e cérebro de carne), que é o veículo da nossa Vontade enquanto Pensamentos Encarnados no Plano Físico. Ele é um “manual de instruções” das configurações que você mesmo escolheu antes de encarnar, usando o seu livre arbítrio, para facilitar a realização do que quer que você tenha se proposto a fazer aqui.

Parece complexo? Isso porque você sabe o que é hardware e software… agora tenta explicar isso para alguém nascido no século XIX… mesmo gênios como Isaac Newton, Fernando Pessoa, Carl Jung e Aleister Crowley passaram décadas estudando a Astrologia Hermética e apenas conseguiam corresponder os efeitos e os ponteiros do relógio, mas faltava a eles o conhecimento de psicologia, a facilidade de cálculos astronômicos que temos hoje com computadores e o contato com as entidades do Plano Astral, que utilizam-se destas energias de maneira prática e ativa em seus trabalhos. Como toda ciência, a astrologia avançou muito nestas últimas décadas… pena que céticos e esquisotéricos ainda se apeguem a textos de dois séculos atrás.

E onde entra Ofiúco?
Como os Signos são energias fluídicas, como matizes de uma graduação de cor, então podemos dividí-la em quantas partes e da maneira que quisermos.
Isto é o que chamamos, em Cálculo, de ARREDONDAMENTO. Os ocidentais dividiram estas matizes em 12 partes (4 elementos: espiritual, emocional, mental e material vezes 3 qualidades alquímicas: Corpo, Mente e Alma) e os Orientais dividiram em 8 Trigramas (Céu, Lago, Fogo, Trovão, vento, Água, Montanha e Terra), Gregos as dividiram em 4 Elementos e assim por diante… mas cujos significados são basicamente os MESMOS (devidamente adaptados para a cultura de cada um).

Mas como a natureza não dá saltos, temos que cada intervalo entre dois signos possui também sua própria energia, que combina atributos destas duas energias. Basta dividir e arredontar… No Esoterismo, isto está representado pelos ARCANOS DA CORTE DO TAROT (Rei, Rainha e Cavaleiro dos 4 Naipes, totalizando 12 combinações). Ofiúco é o Rei de Bastões, a energia que possui as características mescladas de Escorpião e Sagitário… ficou famoso porque Nostradamus possuía alguns planetas nessa configuração e escreveu sobre eles e, como tudo o que Nostradamus escreve os esquisotéricos adoram, temos essa polêmica do 13o signo desde o século XVI… Eu até achei estranho que não falaram nada sobre Baleia (Cetus) que é uma Constelação que apareceu entre Peixes e Áries por um tempo…

No Oriente, são 64 divisões, chamadas Hexagramas, mas representam as mesmas energias psicológicas, mentais e astrais, divididas em outras proporções. Ou na Babilônia, os chamados 88 Anjos Enochianos, que trabalham as mesmas energias. Enquanto místicos de orkut e pseudo-cético ficam brigando para saber se eles são “seres de verdade” ou “amigos imaginários”, os Ocultistas sempre souberam que estas imagens são SÍMBOLOS de energias que nos permeiam astralmente.

E as Constelações? Onde os Astrônomos enfiam?
Constelações são apenas pontos luminosos usados como referência para estes ponteiros pelos Antigos. Os egipcios faziam outras divisões de períodos de tempo e atribuíam deuses a elas… deuses com características Mistas dos dois “signos” que faziam parte. Mas podemos dividir estas partes em quantas quisermos… se optarmos por 36 partes de 10 graus cada, teremos o que os astrólogos chamam de DECANATOS. Se dividirmos estes decanatos por 2, chegando a 72 partes de 5 graus cada, chegaremos ao que os judeus chamavam de NOMES DE DEUS ou, se antropomorfizarmos estas energias, transformando-as em qualidades e atributos, teremos os 72 Anjos Cabalísticos (voce não achou que eu postei 3 matérias sobre Anjos Cabalísticos à toa, achou?)… fazendo os cálculos matemáticos de em que posição está cada Planeta, temos a origem dos tai “Anjos Protetores de cada dia” que os esquisotéricos adoram (o que também é um arredondamento, visto que são 365 dias e 72 anjos… então cada “anjo” não rege um dia, mas sim um período de tempo).

Desta maneira, podemos dividir as estrelinhas do céu em quantas combinações quisermos… as 12 constelações do zódiaco eram agrupamentos de estrelas que estavam alinhadas com os estratos de 30 graus quando as primeiras observações surgiram. Hoje, se quiséssemos mesmo ser corretos, teríamos de dividir o céu novamente nestes estratos, recolocar as estrelas que estivessem dentro destas faixas e renomeá-las para atributos mais modernos, organizando-as a partir dos Solstícios e Equinócios, que são os pontos utilizados para definir estas divisões.

Se os esquisotéricos e os céticos querem incluir Ofiúco, tudo bem… então vamos fazer do jeito certo e trabalhar com as VINTE QUATRO energias usadas no Hermetismo… só que ai vamos fazer TUDO direito e trabalhar também com as DEZ Sephiroth, não apenas o Sol…

Este post tem 149 comentários

  1. MaxRaven

    Infelizmente não vou poder ler já, mas vou comentar assim mesmo. Desde o momento que vi pipocar no twitter essa história esperava este post, pena que o MDD tava viajando (pena nada, faz bem e espero que tenha curtido muito). O que vi de gente “entrando em panico” por conta dessa “mudança” foi uma grandeza.

  2. Ola
    Bastante informação e de nivel, estou disseminando onde posso para que as pessoas possam ter uma informação de nível e não bullshit.
    Abraço.

  3. Gabriel Nunes

    heheh excelente post, MDD.

    Ou foi uma “coincidência” incrível, ou você andou assistindo o “Jornal Hoje” de hoje, porque eles falaram PRECISAMENTE sobre esse ofiúco (que eles chamaram de serpente mesmo, se não me engano), e colocaram várias “otoridades” em astronomia e astrologia pra explicar as abobrinhas.

  4. Mariana Nobre

    Essa baboseira de 13º signo do zodíaco só mostra o quanto alguns pesquisadores não tem o que fazer e o quanto alguns “jornalistas” estão cada dia mais despreparados e mal informados.
    Era só buscar um astrólogo realmente sério (deixar o cara falar tudo – já que eles gostam de editar né) e pesquisar os outros horóscopos. O egípcio, por exemplo, tem 12 signos também não é? E tem equivalência com esse mais conhecido. E ninguém inventou um 13º para o egípcio, ou o chinês.
    Pra mim, isso é falta do que fazer.
    Parabéns por mais um texto esclarecedor e tomara que muita gente (da grande massa) o leia e pare de das crédito para horóscopo de banca de jornal =)

  5. Lucas.

    Será que não fizeram isso para tentar ridicularizar os estudos astrológicos e as pessoas que neles acreditam? Tenho a forte impressão que sim. Os caras que fizeram isso não tinham a menor intenção de serem “legais” ou estarem “aflitos com o engano”; penso que tentaram mostrar a invalidação da astrologia do ponto de vista deles. Claro, eles não conhecem a astrologia hermética!

    @MDD – Não conhecem nenhuma astrologia.

  6. Opa,

    Como sempre MDD, você consegue simplificar, inclusive com figuras, um tema aparentemente complexo como este.

    🙂

    Abraços.

  7. Alexandre

    Ótimo comparativo das estrelas com o relógio, estava ansioso por uma manifestação sua sobre esse assunto

    abraços tio

  8. Guaraná

    Muito bom o texto! Realmente, ta estourando na internet este papo de “novo signo”, e já não é difícil encontrar listas de “qualidades” do “ofiocano” (é tão ridículo que o trocadilho já diz tudo… hehehe)

    Mas Tio, já que o assunto é astrologia, tenho uma pergunta. Tem algum motivo especial para a AMORC não trabalhar com Astrologia?

  9. dilobo

    ótimo texto… analogias de alto nível!

  10. Lu Lebel

    Só faltava eu ser do signo de baleia, aí eu ia ficar com muito complexo! huahauhauhaua Eu acho que alguns astronomos ficam furiosos que alguém além deles fale em corpos celestes, ainda mais sendo uma leitura símbólica…Acho que só ficar falando que é supertição não está dando certo, então resolveram “corrigir”…realmente bullshit.

  11. Caio Bonatti

    Quando começou essa palhaçada tive que sair explicando para todos o que era Ofiúco, porque incluir ele significava levar em conta todos os outros intermediários, etc.
    Agora recomendo a leitura do seu texto, tio, muito melhor explicado.
    Obrigado pela milésima vez.

  12. Gustavo C.

    Grato pelos esclarecimentos.

  13. Zeno

    Pois é, esse novo signo, ofiofó, é uma coisa louca nas cabeças das pessoinhas…
    Ninguém quer saber a verdade. Isso é quase um axioma…
    Belo texto véio!!! Gostei!
    Abraços,
    Zeno

  14. Leandro

    Engraçado Tio, justo nesse Sábado, eu estava na maior discussão com pessoas que estavam defendendo este “13º signo”…..era Eu versus o mundo…..o post chegou na hora certa com um excelente argumento!!! Acho que agora algumas pessoas da discussão vão entender o que eu estava querendo dizer!!

  15. Bodeman

    Muito bom, informação de alto nível.

  16. José Roberto P. Sousa

    A comparação com o relógio foi dica minha, né? hahah

    Abraço.

  17. Vini

    Eu acho q esse seu texto foi um enorme alivio para muitas pessoas!
    Minha namorada, irmã e mãe estavam surtando!
    aushaushauhsas
    Abrass belo texto!

  18. Patrício

    Estava esperando por este post desde que essa onda de “Novo Zodíaco” começou. Demorou, mas valeu a pena.

    Foi uma leitura rápida, então alguns pontos ainda estão confusos, mas creio que isso é normal. Sò uma coisinha que me perturba: “Rei, Rainha e Cavaleiro dos 4 Naipes, totalizando 12 combinações” – Onde fica, então, a Quarta carta da corte, o “Page”?

    @MDD – A Princesa, ou Pagem, representa o começo sutil da energia daquele elemento (naipe).

  19. Rafael

    Ja vi muitos no twitter dizendo que gostavam do seu antigo signo e que não gostaram do seu suposto novo signo, ou que agora vai ter que mudar a sua pesonalidade, quanta besteira.

  20. Leonardo Felippine

    Um novo signo foi descoberto!

    Tudo que sabíamos até hoje estava errado !!

    É o fim do mundo chegando !!!

    Corram para as colinas !!!!

    hahaha

    A maioria das pessoas já tem dificuldade em entender as coisas do jeito que são, aí chega um bando de “cientistas” para confundir ainda mais.

    Ainda bem que você colocou ordem “nas casas”…rs

    Abraço.

  21. Olá pessoal.

    Vou confessar para vocês que eu não acredito muito na astrologia, isso porque eu consigo ver um pouco de mim em qualquer definição de quase todos os signos. Gosto de estudar ocultismo e espiritualismo, mas tem certas coisas que me parecem incoerentes.

    Achei interessante esse texto. Ele mostra um lado oculto da astrologia o qual eu não conhecia, e se este estiver “correto”, pode ser que eu ache coerencia nela.

    O maior problema que eu vejo na astrolgia que eu conheço é que não se sabe de onde vem as fontes. Tipo, parece que cada astrólogo e site tiram os fundamentos da própria cabeça. Eles mesmos não chegam a consenso. Enfim…. parece ser coisa inventada e não algo com fundamento.

    Gostaria de saber se existe uma “fonte confiável” sobre esse assunto ai, abordando mais especificamente como funciona, tim tim por tim tim. De onde é tirado os conceitos de cada signo e planeta? Como saber o tipo de influência? E o principal: de onde foi que essa fonte foi estraida? Comunicações espirituais? Observações milenares?

    Enfim, quero saber se existe uma ciência da astrologia e se tem material disponível.

    Obrigado

  22. muito bem explicado, tirou duvidas que não imaginava sanar por aqui.
    um ótimo compendio sobre como a coisa toda funciona.

    Aos pseudo-céticos, astrólogos de jornal e hermetistas de orkut (que de herméticos não tem nem o próprio **), sentem, e meditem! E por favor, vão gastar o tempo que tem estudando algo que preste, e deixem astrologia, hermetismo e ocultismo aos místicos de verdade.

    Ainda possuo um conhecimento muito cru de como as coisas são, mas sei bem o quanto já aprendi, e do que tenho que buscar. Esse povinho me deprime profundamente.

  23. Muito bom saber disso. Ja passou mesmo da hora de diferenciarem Astrologia de Horóscopo de revista feminina.

  24. Bruno

    Parabéns. Muito bom post.

  25. Ranieri

    Muito bom!
    Legal ler isso no dia seguinte ao curso de astrologia

  26. Vitor

    EXCELENTE!
    Simplicidade e harmonia na informação.

  27. ze

    Mto bom! Mto melhor que a capa da Veja! heheh

  28. Eu não resisto, vou dizer…

    Eles deviam é enfiar o Ofiúco no Ofiúco! A quantidade de gente que vi no twitter com dúvida se os signos mudaram… Enquanto isso eu estava estudando os artigos daqui, da wiki de ocultismo e analisando mapas astrais meu, família, amigos e uns famosos.

    Usei a wiki do Projeto Mayhem e o Astro.com como fonte de pesquisa, e comecei a analisar os mapas.

    Menino, quando comecei a analisar meu mapa, eu quase caí pra trás! E foi porque li só as combinações de planetas e signos, sem considerar aspectações e as casas. Eu me vi descrito ali! Já até fiz uma versão resumida (dessas que o Marcelo posta aqui) de uma amiga e ela disse que explicava toda a vida dela, inclusive o fato dela ser apaixonada por Ufologia.

    Acho que já peguei o fio da meada. Claro que para chegar ao nível do DD vai ter muito chão, mas pelo que aprendi não precisa estudar muito para ver que astrologia funciona.

    Estou treinando e fazendo análises curtas de vários mapas, mas não terminei ainda por causa das oitavas mais baixas de meu Marte em Capricórnio!!! Hahaha!!!

    Só para constar, traduzi uma matéria do astro.com, justamente sobre Ofiúco:

    http://darkchet.wordpress.com/2011/01/21/ofiuco-13o-signo-do-zodiaco/

  29. Ótimo texto.
    Um dos melhores que li aqui!

    Os comentários é que me supreendem, alguns parecem sequer ter lido a noticia original, estão desmerecendo o trabalho dos cientistas da mesma forma que julgam que eles tenham desmerecido o trabalho dos astrólogos. Para mim são iguais.

    Acho que essa confusão toda é interessante por que gera interesse e permite que as pessoas se questionem e descubram os significados reais dos símbolos e das influências, do interesse vem o conhecimento e quanto mais conhecimento menor a influência de ‘Astrólogos charlatões’. (estes sim entre aspas)

  30. Vinicius

    Hmm.. vc tbm assitiu ao Jornal Hoje n foi? Pelo menos na hora o astrólogo que eles estavam entrevistando afirmou que não fazia mais sentido introduzir Ofiucus, pq a Astrologia trata somente de símbolos.. ponto pra ele. Confesso que m deu nos nervos quando ouvi falar em “novo signo”, espera então até a Ana Maria Braga convidar os astrólogos dela…

  31. Vinicius

    PS: onde le lê “88 Anjos Enochianos” é 88 mesmo? Ou são os 81? (72 anjos + 9 principes?)

    @MDD – Voce esta confundindo com anjos cabalísticos.

  32. Dass

    Astrologia é ciência? Que eu me lembre era pseudo ciência. Tudo bem, tem seus méritos e deve ter avançado muito nas últimas décadas. Mas não é ciência, é baseada em surperstição, não há evidências até hoje que comprovam o que é estudado na astrologia. Mas como já disse, isso não tira os méritos do texto, pra quem acredita em atividades divinatórias, é uma boa explicação.

    @MDD – essa premissa é falsa. A ciencia nunca estudou a Astrologia. Dos 70 experimentos feitos com ela, 63 examinaram horoscopo de jornal, 5 foram baseadas em leituras genericas e 2 (Gauquelin e Sachs) foram feitas nos criterios corretos. Adivinha porque só 2 das 70 demonstraram que a Astrologia funcionava e quais delas voce acha que foram? enquanto a ciencia continuar achando que a astrologia é essa maluquice de jornais (e a declaraçao dos astronomos só comprova minha argumentaçao, de que voces nao tem a menor ideia do que seja Astrologia) vamos continuar tendo testes com metodologia errada e resultados de má-fé e errôneos em relacao á astrologia.

  33. Jeff Alves

    Quando eu vi a notícia do Horóscopo “novo” e a repercussão nas redes sociais só pensei numa coisa – tiraram justamente as férias do Del Debbio para colocarem isso.
    ahuhauuhauhauhauhauh

    Que tenso!

    Como sempre, posts super completos de maneira que qualquer um com a “mente aberta” entenda. Excelente!

  34. Bruno

    Travestir Astrologia de Ciência é um dos grandes motivos de a população ser em boa parte ignorante quanto à Ciência de verdade. É triste ver nosso trabalho como educador e divulgador de Ciências sendo suplantado desta maneira.

    @MDD – é mais triste voce se declarar divulgador de ciencia e continuar insistindo em confundir horóscopo com astrologia. Ciencia é conhecimento, é baseado em buscar e duvidar, não em negar sem testar. Se foi afirmado que os testes até agora só foram feitos para horóscopos e que nunca se testou a Astrologia e que ela é muito mais complexa do que a massa pensa que é, um pesquisador de verdade ficaria, no minimo, curioso para saber se a nova alegação funciona. ao saber que ela tem passado nos testes empíricos, no minimo, deveria procurar se informar mais sobre o que está sendo discutido e nao ficar levantando falacias de espantalho sobre algo que já foi provado que nao funciona.

    Em primeiro lugar, a Astrologia para as massas é isso mesmo: a posição das estrelas afeta a sua vida tanto quanto a fase da Lua afeta seu cabelo. Se a revista disse, é verdade. Esta É a Astrologia dos nossos tempos, com os 12 signos e tudo o mais.

    @MDD – essa nao é a astrologia, é horóscopo de jornal.

    Em segundo lugar, uma pessoa é o que ela vive, e as escolhas que ela faz a partir das oportunidades apresentadas. Desta maneira, não se pode atribuir características a um indivíduo a partir de um “espectro de energia” qualquer. O ser humano é muito mais complexo do que isso.

    @MDD – Se isso fosse verdade, testes vocacionais seriam inúteis. engraçado que voce fala isso mas aceita passivamente que os genes determinam quem somos, mesmo provada a incapacidade de fazer uma relaçao simples de gene com foto de uma pessoa… o Mapa Astral nos determina psicologicamente tanto quanto nossos genes nos determinam fisicamente. Mas para AMBOS os casos, há uma série de complexidades extras.

    Em terceiro lugar, o mais importante, o seu texto trata sobre crença, e não sobre Ciência. Crença é algo muito importante na psique humana. Porém, crença é diametralmente oposta à Ciência, no que tange ao método científico. Para algo se tornar verdade científica, deve passar por este método. Recomendo a leitura de artigos relacionados ao método científico.

    @MDD – O texto versa sobre como o ser humano desenvolve a ciencia através da observação da natureza… ao contrário do que os céticos e esquisotericos acreditam, signos nao sao “arbitrários”, são resultado da descrição da observação e comparaçao de algo real e natural ao longo de muito tempo. São nomenclaturas que ainda estao em um estagio mais cru por falta de mais pesquisas. Um dia, o Ailuropoda melanoleuca foi chamado de “Urso panda”. É, portanto, ciência.

    Em último lugar, acredito que você deve ter feito uma extensa pesquisa para apresentar o artigo, e ele está muito bem escrito. Porém, tente não passar a idéia de que isto é conhecimento científico. Não é.
    Por fim, dois Post Scriptuns:
    PS.: O tempo é uma grandeza física, segundo a mecânica clássica. É componente das quatro dimensões fundamentais. Para a mecânica quântica, tempo sai da definição usual.
    PS2.: Quanto à “Natureza não dá saltos”, recomendo que se pesquise sobre o Nobel de Einstein: o efeito fotoelétrico, que demonstra justamente a quantização da energia.

    @MDD – efeitos fotoelétricos e tempo quantico só fazem sentido prático para elétrons… e o que tem a ver com observação de personalidades?

  35. Rodolfo Pretto

    Tomara que logo os horóscopos de revista passem a ter o tal “Serpentário” junto. Porque, igual como disse o amigo ali em cima: já passou a hora de diferenciarem Astrologia de horóscopo de revista feminina.

  36. Gustavo Nascimento Rocha Dias

    ¬¬ cientista que perde tempo tentando entender ciência de borda…ta de sacanagem, o pior é o pessoal que dá crédito a eles, porém lembrem-se, o conhecimento nem sempre é aberto a todos e se é, este é desfigurado, vide as religiões.

    Marcelo, seria cabível reformular a estrutura da leituras? assim, como por exemplo “então vamos fazer do jeito certo e trabalhar com as VINTE QUATRO energias usadas no Hermetismo… só que ai vamos fazer TUDO direito e trabalhar também com as DEZ Sephiroth, não apenas o Sol…” seria possível nos tempos de hoje? não haveria mais confusão?
    e plutão que foi “rebaixado”, coitadinho…

    @MDD – Para o publico de BBB e Faustao? Impossivel… é dar Beethoven para quem quer funk… além do mais, como fazer os “horóscopos de jornal” se para CADA leitor seria necessario fazer uma aspectação completa do Mapa com o dia? A Astrologia Hermetica NUNCA será do gosto do publico ou dos de inteligencia mediana, porque requer estudos de ciencia, simbolismo, cultura e autoconhecimento. Só quem realmente está em um padrão mais avançado de evolução espiritual consegue caminhar por esta senda.

  37. Leon

    Duas duvidas que me surgiram enquanto lia esse ótimo texto:

    1:Vc fala cita ferramentas que temos hj e que facilitam a compreensão da Astrologia.Mas pra alguém como Aleister Crowley(e outros ocultistas que estudaram a Astrologia antigamente)creio que o contato com as “entidades do Plano Astral” não era problema.Certo?

    @MDD – 1) Sim, eles tinham, mas explica pra alguem nascido no século XIX o que vem a ser “parametros de configuração do software da sua biomaquina”… qualquer tecnologia suficientemente avançada é indistinguivel de magia, e Astrologia é uma ciencia extremamente avançada… ela lida com posicionamento e encarnação de almas dentro de um Plano material tridimensional. Mesmo com o que sabemos hoje, ainda estamos arranhando este conhecimento. A coisa é tão complexa que parece mais ficção cientifica do que ocultismo!

    2:O ego e a identidade estariam limitados então,ao plano físico e Astral?Visto que essas matizes energéticas estão sediadas no Astral,quando o espírito “sobe” ao plano mental,todas essas influencias se dissipam?

    @MDD – Sim, essa “personalidade” fica mais marcante quanto mais denso voce está. Nos planos mais sutis, elas tendem a ser mais parecidas e com propositos mais semelhantes.
    Vlw o/

  38. JMartins

    Marcelo:

    1o: Excelente post!

    2o: Como é difícil entenderem o sentido da “coisa”.

    Um abraço.

  39. Tio Marcelo bom dia!

    Sobre a divisão ocidental é correto afirmar que:

    Corpo, Mente e Alma = Fixo, Mutável e Cardinal?

    Também sobre as “astrologias” seria sensato afirmar que a divisão ocidental foi mais meticulosa que a oriental? O que seria sensato haja vista que a cultura ocidental foi influenciada durante sua formação pela cultura oriental absorvendo traços e consequentemente melhorando o que já existia?

    Entretanto essa imagem sobre os Trigramas mostram mais combinações do que as possíveis de se realizar com os 12 signos do zodiáco ocidental, considerando-se as combinações em pares. Porque?

    @MDD – a ocidental divide a personalidade do ser humano em 64 hexagramas, e mesmo assim já precisam apelar para poemas e textos simbólicos para se expressar… Para o nosso nível de consciência, este já é um limite de compreensão, embora poderia ser aprofundado ainda mais (apenas que não conseguiríamos distinguir um do outro… analogia com as cores… voce consegue diferenciar a cor 023030 da 023031? chega em um ponto que nossa máquina não consegue mais avançar no entendimento da informação.

  40. Igorsan

    Para variar outro ótimo post. Fiquei pensando a respeito deste assunto desde que começou a aparecer na mídia também e culminou com a capa da Veja dessa semana, que para variar é uma droga de revista de informação…..

    Abraço!

  41. ramone

    Aliás, recomendo essa leitura:

    http://www.projetoockham.org/pseudo_astrologia_1.html

    Isso se não deletarem meu post.

    @MDD – Esse texto, assim como todos os textos pseudo-céticos que já vi, é um lixo: ele começa com “A base da astrologia é simples: a personalidade e o destino de uma pessoa ou nação são governados pela posição dos astros no momento do nascimento”. O que já mostra que a autora nem sabe o que é astrologia ou acha que astrologia é horóscopo de jornal. O resto é a mesma ladainha cheia de falacias de espantalho, argumentos ad hoc e desinformação.
    Continuo com as palavras de Isaac Newton a respeito de sua defesa da Astrologia “Sir, I have studied it, you have not!”

  42. dsimon

    Capa de Veja em semana de desastres em todo o País.
    Pane et Circus?

    Pax et Lux,

    @MDD – Certamente é curioso que em uma semana onde morrem 700 pessoas na cidade que vai sediar a copa e olimpiada o veículo nacional impresso mais poderoso gaste sua capa com coisas de tamanha importancia… Bem, vamos aproveitar para divulgar o blog e as visitações graças a ela, entao!

  43. Matheus M.

    Só lembrando, que astrologia NÃO É ciencia.

    De resto, gostei das teorias especulativas do artigo.

  44. Fagner

    Pimenta no ofiúco dos outros é refresco!!!

  45. raph

    De toda essa confusão do serpentário, que virou até matéria de capa de veja (matéria ridícula, aliás), e melhor coisa foi ter causado esse post como resposta. Uma das explicações mais diretas e simples do que é a astrologia que já li online 🙂

    A comparação com ponteiros de relógio é muito boa. Uma coisa que pode ajudar também é “lembrar” as pessoas que a Terra não gira em torno do Sol, mas sim que tudo gira em torno de tudo, já que o Sol e a nossa galáxia inteira estão igualmente “girando” em torno de todas as outras galáxias do universo… Só com esse tipo de visão abrangente é possível visualizar a astrologia em toda sua graça.

    Abs
    raph

  46. Eu

    Interessante cultura inútil.

    @MDD – Pra quem nao quer evoluir, certamente que é…

    1. dsimon

      Um porém apenas. Não é Necessário conhecer astrologia para evoluir.

      Pax et Lux.
      DS.

  47. Henrique

    Estava esperando esta matéria fazia algum tempo, desde que surgiu esse boom de “Novo Zodíaco”. Porque por mais que eu tentasse explicar para as pessoas mais próximas, não tenho muito conhecimento (ainda) sobre isso, e isso acho que põe um ponto final. Obrigado MDD 🙂

  48. Renato Garcia

    O grande problema da astrologia é a falta de um critério consensual para que se escolha entre duas teorias diferentes qual é a mais próxima da verdade. Por isso, há esta situação em que está certo quem fala mais alto, ou tem mais seguidores.

    Da mesma forma que você está escrevendo isso, outros astrólogos tem suas próprias teorias, e um leitor hipotético que venha a ler as duas teorias, terá que ele próprio criar um critério arbitrário para escolher uma das duas como a verdadeira.

    Neste ponto é que a ciência se difere, pois este critério é o confronto com a realidade. Dadas duas teorias, a que mais se aproxima do que foi observado na realidade é escolhida como verdadeira. Isto até que surjam novas observações e teorias, e o processo se repete.

    Eu como cético acho totalmente válido criar signos como uma forma de categoria (ou abstração), e os usar como uma maneira de organizar as características de personalidade das pessoas. Isso não é lá muito diferente do que se criar nomes de doenças psicológicas, nas quais todas as pessoas com um certo comportamento são ditas estarem sofrendo de depressão por exemplo. Essa categorização nos facilita traçar pontos em comum, e uma melhor compreensão sobre o que está sendo estudado.

    Se um conhecedor de astrologia, depois de conviver um tempo com uma pessoa, lhe fizesse um estudo psicológico e só depois lhe dissesse qual o seu signo, seria válido. O problema com a sua teoria aqui apresentada é que ela tem uma afirmação muito forte, que só poderia ser aceita como válida depois de demonstrado experimentalmente, ou se cairia de novo no caso de não ter um
    critério para decidir entre duas teorias a mais próxima da verdade. Por que é que necessariamente duas pessoas nascidas num mesmo dia terão que ter personalidades idênticas (ou pelo menos bastante parecidas)? Este não é o tipo de afirmação que se possa fazer sem provas bastante claras e concretas, e eu não tenho conhecimento de nenhum estudo sem erros de metodologia e/ou erros estatísticos, que indicam que isto seja verdade.

    Não estou afirmando que você esteja errado (também não conheço nenhum estudo conclusivo que indique isto), só que afirmações como estas tem que ser fundamentadas antes de serem aceitas verdadeiras, ou então o que me impediria de me dizer iluminado e criar minha própria teoria? E sem um critério contra o qual
    testar a teoria, como poderia alguém dizer que eu estou errado, por mais absurda que ela possa ser?

    @MDD – eu concordo totalmente com voce. Nao há mesmo um consenso porque existe muito picareta aproveitando justamente essas brechas que a ciencia deixou para aparecer e gritar mais. E sao justamente os que simplificam mais, deixam a coisa mais tosca e simplória que agregam mais seguidores (horoscopos de jornal, revistas femininas e programas vespertinos). Quem esta aprofundando, vai ver que é algo extremamente complexo. Carl Jung possui trabalhos otimos onde começa a traçar correspondencias entre atributos dos signos e testes padronizados, mas no desenvolvimento da psicologia, acabou sendo deixado pra tras por falta de poder político e tambem pela dificuldade que era elaborar um mapa astral correto (eu aprendi astrologia em 1995 e tive de fazer meu primeiro mapa na mão, com papel e lapis, porque simplesmente nao existia nenhum programa para fazer isso, e cada mapa demorava 3 horas para ser feito… hoje temos softwares que calculam com precisao em uma fraçao de segundos).

    E sao duas coisas distintas… uma é fazer essa classificação que voce mencionou, que é dar nomes para sentimentos (o que, na psicologia moderna, ainda esta engatinhando, ao contrario da biologia, por exemplo, que jah deu nome pra tudo que é bicho que acharam sobre o planeta). Nao há classificação… como saber nomear direito e distintamente o amor que voce sente pela sua mãe e pelo seu cachorro? o sentimento que voce tem quando seu filho quebra seu CD favorito e o filho do vizinho quebra seu CD favorito? OUTRA coisa é provar que estas classificações emocionais e psicologicas possuem correlação com a geometria dos Planetas… e esta é ainda mais complexa. Eu sei que a Astrologia funciona pela geometria dos planetas por fontes totalmente heterodoxas… entrevisto e anoto relatórios vindos de entidades da umbanda incorporadas que usam certas datas e horarios para fazer seus despachos, que na opiniao deles, sao “energeticamente mais fortes” e jogo estas datas nos programas de astrologia e comparo as janelas geometricas dos signos/planetas… e o resultado é que, dependendo das intenções que tenham, eles sempre acertam as janelas mais adequadas (pela teoria da astrologia hermetica) para fazer tal coisa, que possui correspondencia com livros medievais de alquimia e relacao com o tal do “orixa de cabeça” de cada um. E fiz isso com mais de 200 entidades (e continuo fazendo). Se voce quiser ser estritamente cético-materialista, no minimo tera de admitir que existe algum tipo de esquizofrenia que faz com que a pessoa entre em estado alterado de consciencia e adivinhe as posiçoes dos planetas corretas para aquilo que querem fazer (e a imensa maioria desses mediuns sao pessoas comuns, sem acesso a nenhum desses programas ou conhecimento ocultista) e que todos eles usem as mesmas configurações planetarias para as mesmas intenções… é muita coincidencia, muito alem de qualquer teoria dos grandes numeros!
    Ai testamos a comparaçao de mapas com personalidades… usamos maps de pessoas já falecidas e cujas realizações sejam notórias… e novamente, nos 45 mapas que fiz em 2010, tivemos correspondencias acima de qualquer tipo de leitura fria entre o que a teoria dizia e o que a pessoa realizou (mesmo porque todos estao comparados… nao da pra pegar uma lua do Hitler, falar A e depois pegar a mesma lua em gandhi e falar B…) Pessoas com combinações identicas manifestaram essas qualidades de maneira semelhante em suas carreiras… tambem fizemos testes cegos no Mayhem… colocamos um mapa por semana e os membros escrevem a teoria, depois revelamos o nome do dono do mapa e comparamos as descriçoes, e os acertos tem sido muito bons.

    O problema mesmo é que é um mercado que envolve muita grana…Existe muito charlatanismo, mas tambem existe muita má-fé dos cientistas… neste site http://www.astrology-and-science.com/ estao listados os artigos “oficiais “cientificos sobre astrologia… voce verá que dos 70 artigos, 63 levam em conta na metodologia aquela astrologia tosca de jornais! As outras eram de tentativas de “adivinhar” o mapa pela personalidade… os experimentos que foram feitos nos moldes corretos funcionaram (Gunther Sachs e Gauquelin).
    Eu, pessoalmente, jah elaborei cerca de 900 mapas e os relatorios das pessoas e testes de Myers Briggs e vocacionais feito por elas correspondiam à teoria Hermetica e tradicional. Pesquisei 116 livros sobre o tema (literalmente… acabei de contar na biblioteca aqui em casa) e vi que 75% deles nem sabem do que esta falando… sao copia-cola de estereotipos e baboseira new-age que acha que tudo é mágico e sobrenatural e vem de deuses ou coisa que o valha. Os poucos que acertam estao defasados em tecnologia e acertaram até onde lhes foi permitido chegar com o que tinham no período. Fizemos MUITO progresso, mas a dificuldade de publicar estes trabalhos é imensa… nenhum psicologo quer se queimar com o conselho de psicologia por apresentar trabalhos relacionados à Astrologia. A solução é publicar onde temos voz. Não vai estar no PUBMED mas estará no Projeto Mayhem, que será a referencia ate que se consiga medir ou testar uniformemente estas caracteristicas.

  49. Vinícius Pedro

    não sei sei acredito em atrologia. não consigo entender essas emanações astrais e do pq os planetas serem esses ponteiros do relógio já que como vc mesmo disse, não existem emanações planetárias.

  50. Marcio Saraiva

    Fala grande!
    A Astrologia Hermética em momento nenhum teve relação com os céus? Mesmo na antiguidade? Mesmo se foi criada baseada em alguma mais antiga?

    @MDD – Acredito que a escolha das estrelas tenha sido feita pelas entidades no passado para facilitar a compreensao das pessoas. Tanto que cada cultura usa suas proprias estrelas e formatos de constelações para dividir os céus de acordo como o periodo historico/cultiural de cada uma. A ideia de que “os planetas influenciam” certamente veio de distorcoes dos ensinamentpos hermeticos.

    1. Marcio Saraiva

      Saquei. Então seria um trabalho mesmo de “nomeação” de coisas então incompreendidas. E o uso de várias civilizações do céu para nomeá-las pode ter sido tanto por influencia/invasão de povos diferentes quanto “campo morfogenético”? Baseados na propriedade de cada ser humano em momentos diferentes do ano, como a colheita de determinada planta em épocas diferentes para obter propriedades específicas?

      @MDD – No hemisferio norte sim, no sul, a astrologia tinha descrições diferentes, porque misturavam a energia que estava impregnando a Terra com os aspectos culturais (aqui é verao quando lá é inverno) do povo, chegando a outros descritivos. Estou elaborando um post sobre as “diversas astrologias” para breve.

  51. Leonardo

    Marcelo:

    Você compara a Astrologia Hermética com o I Ching, excelente. Mas e aquela astrologia chinesa dos 12 animais (porco, touro, rato, macaco, dragão, galo, cavalo, tigre, serpente, coelho, ovelha e cão) e dos 5 elementos (terra, água, metal, fogo e madeira)? Seria esquisoterice (belo neologismo!) oriental? Ou ainda outra maneira de interpretar o computador?

    @MDD – O que os ocidentais chamam de “astrologia chinesa” (porque tambem esta errada, a astrologia séria chinesa leva em consideração os 7 planetas tembem) é baseada em Jupiter (a nossa esquisoterica é baseada no sol). As descrições sao mistas de duas energias, porque o ponto de partida de cada signo leva em conta o ano novo chines. Ha uma correlação mas ela nao é tao simples de ser entendida, por conta das diferenças culturais entre china e ocidente. Vou fazer um post para elaborar melhor isso. O mesmo acontece com a Astrologia Egipcia, que leva em conta para o inicio do calendario a posição de Sirius nos equinocios e solsticios, dando diferenças no inicio-e-fim dos signos (e consequentemente nas descrições associadas a cada Deus).
    chamar de 5 ”elementos” tambem é um erro. o correto seria 5 “movimentos” que sao resultantes dos 8 Trigramas… Temos Ceu e Lago equivalentes a “metal” (elemento FOGO na alquimia ocidental), Fogo como “Fogo”; Trovao e Vento como “Madeira”, Agua como “Agua” e Montanha e Terra como “terra”. Na alquimia ocidental, Fogo e Vento equivalem ao AR e trovao e agua equivalem à AGUA, e Montanha e terra equivalem ao elemento ocidental TERRA.

    São maneiras diferentes de arredondar as mesmas energias.

  52. Silvia

    Interessante descobrir isso da “astrologia chinesa”. Como o ano chinês segue rigorosamente o ciclo lunar, eu pensei que os signos estavam mais associados à lua, o que sempre me confundia, pois existem na verdade 13 luas (não sei se isso se aplica à China também…) e lá há 12 signos. E em alguns locais tem uma confusão do gato com o coelho, e acreditam que o gato é um signo “excluído”.

    Enfim, seja como for, foi um ótimo post, me esclareceu muita coisa. Parabéns! ^^

  53. Impressionante

    Me admiro vcs. é a prepotencia.
    Antes dos ignorantes (eu incluso) seres humanos existirem as estrelas já estavam no ceú e a terra já sofrera inúmeras variações em seu eixo para que a “projeção” do sol ao fundo do céu de estrelas sofresse alterações.
    A astronomia se separou da astrologia na idade médias pois a astrologia ignorava os fatos reais e queria manter suas crenças (assim como religiões). Na época já havia diferenças nas tabelas para os cálculos e previsões das posições dos astros, eclipses e etc. A astronomia continuou em estudar os movimentos e as alterações que fariam estas tabelas não serem precisas enquanto que a astrologia continuou com as mesmas tabelas, até hoje! E pra piorar, foi associado (por preguiça) posição do sol na “casa zodiacal” (algo apenas simbólico) com dias e meses o que fez só piorar esta defazagem.
    Assim, hoje em dia tudo que a astrologia diz que tal astro está em tal casa, está absolutamente errado e ignora as obsevações (veja bem, não estou nem entrando na discussão sobre a influência).
    Da mesma forma que se vc pedisse para eu acreditar me vc e combinasse comigo em uma esquina e vc estivesse em outra, naturalmente eu nao iria confiar.

    @MDD – e eu admiro em voces a burrice de continuar achando que a Astrologia se baseia em constelações, mesmo depois de ter lido o meu texto. Ou voce nao leu (e, nesse caso, jah saiu postando este ataque gratuito baseado em falacias de espantalho e nas suas crenças pessoais) ou leu e ignorou tudo, mantendo suas crenças pessoais no que voce acredita que seja astrologia (o que nao é diferente de religiao).

    Ponto isso por sí só seria o suficiente.
    Este signo a mais não é de agora, nunca foi. Isso nada tem a ver até com os movimentos. A faixa zodiacal sempre foi o “caminho” feito pelo sol ao longo do ano, só que uma casa ou uma constelação nunca foi adotada pelos astrólogos.
    Ou seja, de várias variáveis não há uma sequer que a astrologia ou crentes acertam perante as observações do real.
    Chamar Astrologia Hermetica ou científica é um paradoxo por sí só.

    Por favor olhe um pouco mais para a realidade (e o que acontece ao seu redor) ao invés de histórias escritas em livros esotéricos.

    @MDD – aprenda a interpretar textos antes de postar comentarios na net, vai ajudar na vida de todo mundo, inclusive na sua.

  54. rodrigo

    Parabéns. òtimo post. Muito elucidativo.

  55. Joan

    SInto que os estudos sendo feitos aqui, vão mudar completamente o mundo daqui alguns anos, incrível mesmo!

  56. Rodrigo

    Excelente. Uma pena as pessoas criticarem (e muito) antes de se informar. Onde estao os ditos cientistas ceticos?

    Where is your Dawkins now?

  57. Bruna Fernandes

    Interessantíssima essa matéria!
    Precisamos de explicações deste tipo para quebrar mitos que são empurrados para nós a todo tempo com o intuito de confundir a mente dos leigos.
    Parabéns pela bela e simples explicação!

  58. kk

    Obrigado pela fúria.

    Pensei que eu era o único fazendo facepalm nessa história.

  59. Impressionante

    MDD eu sei interpretar textos, e se vc fizesse o mesmo saberia que o ataque é específico.
    De fato o que estou atacando, sem crenças pessoas e sim ciência, é à astrologia do cotidiano, que a maioria das pessoas comuns acreditam piamente sem ao menos questionar. Com isso comentei que o fato de existir uma constelação (mesmo sendo arbitrária, como todas as outras) e ser ignorada, assim como as aberrações nos movimentos do eixo terrestre mostra o quão falácia é a astrologia do cotidiano.
    Se vc é contra a esta, então estamos do mesmo lado, apesar de não concordar com o seu texto, mas a todo momento só apenas explicitei os fatos que existem aí antes mesmo de eu, vc ou todos existirem.

    @MDD – o que voce (e praticamente todo mundo) chama de “astrologia” a gente chama de horóscopo de jornal. Esse treco obviamente nao é ciencia, nao tem sentido e nem logica supor que 1/12 do planeta terá as mesmas influencias ditadas arbitrariamente por um fuleno que escreve no jornal. O problema é que isso ja esta tao disseminado na cultura que basicamente todo mundo que nao tem acesso a textos iniciáticos pensa que isso é astrologia. Minha opiniao a respeito dessa pseudo-ciencia é a mesma que voce e todos os demais ceticos… nao funciona e nao faz sentido.
    Mas em 1995 eu esbarrei na astrologia Hermetica, a mesma que o Isaac Newton, Benjamin Franklin e todos os fulanos maçons antigos estudavam e usavam nas consagraçoes dos templos em Washington, por exemplo… achei ue seria extremamente improvavel que caras como eles perdessem 20 anos da vida estudando horóscopos de jornal e passei a pesquisar e me interessar pela maçonaria que é ensinada nas Ordens RC e vi que há um abismo gigantesco entre o que é a Astrologia e o que os profanos pensam que é a Astrologia. Desde entao, fiz mais de 900 mapas, pesquisei TODOS os testes e experimentos que foram feitos pela ciencia a respeito (surpresa: praticamente todos só examinaram horóscopos de jornal) e todas as evidencias até agora implicam em que haja fundamento na teoria da Astrologia Hermetica. Mas nao ache que seja algo nem perto de ser simples.

    1. Rodrigo Rey

      Caro Sr. Impressionante, apenas algumas considerações pontuais:

      Não me parece que a matéria que hoje nós chamamos de Astrologia e a Astronomia fossem ensinadas como ciências tão distintas assim há 40 séculos atrás. E se você pensar bem… nem deveriam, já que uma lida com o universo macrocósmico (astros com inimagináveis toneladas de massa, revoluções planetárias e ciclos orbitais) e a outra com um universo microcósmico (almas com inimagináveis toneladas de karma, revoluções energéticas, e ciclos reencarnatórios).

      Outro ponto: se você acha que a didática naquela época era improvável e tosca demais por associar (usando metáforas e outras figuras de linguagem) as energias vibratórias às constelações do céu, sinto-me na obrigação de emprestar-lhe consagrados livros de medicina do século XX versando sobre Anatomia Patológica, onde poderá constatar que os grandes mestres da patologia, estudando doenças e dissecando cadáveres para investigar mortes em circunstâncias pouco compreendidas, batizavam seus achados com semelhante criatividade: “pericardite em padrão pão-com-manteiga”, “fígado em noz-moscada”, “calcificações estreladas” são alguns dos exemplos.

      Antes do advento da biologia molecular e dos modernos microscópios (e das máquinas fotográficas digitais), era esse o recurso que tinham para a outros estudiosos a impressão que tinham sobre seus achados e constatações.

      Da mesma forma que antes do telescópio, quase ninguém suspeitava que constelações só fazem sentido num plano 2-D, já que tridimensionalmente as constituintes de uma mesma constelação estão tão ou mais afastadas entre si do que algumas outras estrelas de constelações vizinhas.

      1. Shlomo

        Geralmente, o problema é entender porque achamos que estudos de astrologia são tão “avançados” se há tantos erros nas aproximações (alegorias, parábolas, motivos) que descrevem o que significam cada “signo”/símbolo/sinal.
        Minha explicação mais simples até hoje foi:
        – E tu achas que “lixo orgânico” e “lixo seco” querem dizer literalmente “orgânico” e “seco”?
        É preciso saber o que sabia quem escreveu as explicações sobre as “ciências ocultas” nas gerações anteriores à nossa, mas – mais importante – é preciso saber o que sabiam as pessoas “para quem” as explicações eram dadas.
        Imaginem, daqui a uns 50 anos, nossos filhos e netos vão dizer:
        – Que idiotas, nossos antepassados achavam que isopor era orgânico!

    1. Capitão

      … sério?
      salsinha à vista.

  60. Nill Chesther

    Shina agora é um cavaleiro de ouro kkkkkkk

    otima materia que mostra duas correntes que estao separadas
    mais algumas pessoas tentam junta-las de qualquer forma.

  61. Alexp

    É Marcelo, pelo teor dos comentários vê-se que por mais claro que você tenha tentado ser, as pessoas não conseguem interpretar o que está escrito.

    Lembrei de uma frase sua em um comment antigo “O Português é uma língua tão fascinante que devia ser ensinada nas nossas escolas.” Acho que foi algo assim que você escreveu…

    Mas não culpe só nós, as pessoas, pensamentos encarnados que somos e que podemos, em uma existência, compreender até certo limite (mesmo que o limite seja o fim de mais uma vida Terrena). E se um bombardeio de informação regada falácias e roupagem tenta mostrar pra certas pessoas que o limite é aquele, as chances delas se convencerem de que não há mais nada do outro lado do muro são grandes!
    Se já era difícil “concorrer” com “A Religião” na Idade Média, agora além dela temos centenas de outras e a Mídia pra complicar mais as coisas. É difícil mesmo fazer uma “limpeza espiritual” em uma única existência. Acho que seu trabalho nessa vida tem sido extremamente válido, muitos já enxergam que nem tudo termina no muro, alguns já estão escalando, outros já chegaram em cima e não sabem se pulam pro lado de lá, se param por ali ou se voltam (essa última opção acho bem difícil depois do que deve dá pra ver lá de cima!)

    Que sua motivação perdure e não seja abalada pela infeliz força dos mais distintos meios que tentarão colocar mais e mais tijolos no muro que você tem tentado ajudar a todos nós escalarmos!

    Grande abraço!

  62. Oi MDD.

    Olha eu de novo aqui!

    Ah, antes de mais nada, faço parte do Mayhem, sou espiritualista (mais exatamente, Espírita) e por tanto acredito nas tais emanações citadas por você em alguns pontos aqui.

    Também sou Cientista (da Computação) e como tal eu digo: Se não existe metodologia reunida em um lugar único, monte você mesmo um método e publique um “artigo” na internet mesmo. Nem que ele seja tão grande quanto uma dissertação de mestrado ou então uma enciclopédia. Você disse em um dos comentários que já tem testes feitos e resultados. Isso ai, por sí só já vale um artigo, pois tens a teoria, o método, as experiências documentadas… falta então a publicação.

    No fundo, vejo que você quer a todo custo provar para você e para o mundo que essas teorias são válidas. Esse é um primeiro sinal de que você é um cientista. Vá fundo! Não desista!

    Entretanto saliento que se esse método não estiver bem descrito, jamais será aceito. Se estiver bem descrito, tome o cuidado que ele não tenha falhas (que até você mesmo pode não ter percebido). Depois de montado, seja um advogado do diabo e tente achar falhas nele. Peça para que outros façam o mesmo. Por fim, mostre isso ao mundo através da internet mesmo. Não é possível que, se estiver bem descrito e todas as ferramentas estejam a mão, um psicólogo não fique instigado em “experimentar” o modelo.

    Pelo que entendi no que falaste em um comentário ou outro, são muitos conhecimentos, o que me faz pensar que isso pode levar muito tempo para aprender, para então poder se executar o teste. Mas te pergunto: teriamos como automatizar todo esse conhecimento a fim de um computador pedir os dados de entrada, calcular e retornar os dados de saída já mastigados?

    Sou desenvolvedor de software e talvez poderia contribuir para isto, pelo simples desejo de colaborar.

    Abraços e parabéns pelo post!

  63. Prezado Marcelo,

    Os seus textos são tão cheios de referências, termos abstratos, de dupla interpretação e afins que fica impossível avaliar realmente o que tu está dizendo sem ler e estudar muito as tuas referências. E a pessoa que estudar as suas referências depois de ler tanto (e dedicar tanto tempo) vai passar a pensar que nem tu. Isso se chama lavagem cerebral. Que talvez tenha sido um processo que tu foi submetido e agora mesmo que esteja ciente disso por orgulho não iria voltar atrás publicamente.

    @MDD – na verdade, chama “pesquisa e estudo”. E voce esta usando um argumento falacioso, ja que o que disse pode ser aplicado para qualquer coisa, de quadrinhos a biologia, física ou matematica, de astronomia a astrologia, de redação a coleçao de borboletas ou moedas. Na sua falacia, se alguém estudar mitologia grega para entender o que o alan moore colocou de referencia na HQ Promethea estará fazendo “lavagem cerebral”?

    Dá inclusive a impressão de os textos são feitos dessa maneira propositalmente com belas palavras e falácias para enganar e iludir as pessoas que nunca vão estudar mais, mas vão ficar te cultuando como um iluminado. Espero estar errado.

    @MDD – Obviamente esta errado. Voce deve ser um desses ceticos de paraquedas que volta e meia caem por aqui… se conhecesse o blog, saberia que boa parte dos meus leitores pertence a Maçonaria, Rosacruz, Martinismo e outras Ordens iniciáticas e conhecem muito bem os assuntos sobre os quais eu converso aqui. Escrever abobrinhas para leigos tem aso montes por ai… mas se por acaso eu escrevesse alguma bobagem, seria julgado e criticado lá fora, no mundo real, pelos meus pares, nao aqui por leigos de internet. Meu blog não é escrito para “iniciantes”, ele é feito para que as pessoas que já estejam na senda esotérica encontrem material para suplementar o que já sabem e estudam sozinhos… nao tenho tietes, nao faço amarraçoes e nao sou guru de ninguém.

    Bom, TALVEZ tu esteja certo e a astrologia seja algo relevante e não só uma pseudo-ciência. Mas nesse caso quem tem o dever de provar são os astrólogos. E como tu mesmo deixa claro no texto e nos comentários não estão sendo muito felizes. Desejo sorte nesse projeto que tu tem, e que não deixe de procurar psicólogos e afins para trabalhar em conjunto contigo. Com certeza tem algum que lê os teus textos. Com isso, se as tuas afirmações forem verdadeiras, e com um artigo e um estudo REALMENTE científico com certeza a verdade vai vir à tona. Se tu realmente acredita no que tu diz, não tens por que não expor a cara.

    @MDD – Nós temos psicologos e psiquiatras no Mayhem. Médicos e Veterinários testando nao apenas astrologia, mas homeopatia, acupuntura, florais e tudo aquilo que falam que nao funciona, mas misteriosamente teima em funcionar quando bem feito. E alguns deles já estao publicando papers sobre florais, homeopatia e acupuntura. A Astrologia realmente tem um problema maior, pois o conselho proibe sua utilização oficialmente, e nenhum profissional quer se queimar com a inquisição pseudo-cética enquanto faz as pesquisas.

    Só lembre que para ter alguma relevância, os teus estudos tem que ser possíveis de serem reproduzidos por outras pessoas. Mas isso não é um problema certo?
    Abraços e que a verdade triunfe.

    @MDD – Felizmente, no caso da astrologia hermetica, sao números, datas e textos; qualquer pessoa (e dezenas de pessoas só no Mayhem estao fazendo isso) pode testar a teoria, reproduzi-la, testa-la e tirar suas próprias conclusões.

  64. na verdade, chama “pesquisa e estudo”. E voce esta usando um argumento falacioso, ja que o que disse pode ser aplicado para qualquer coisa, de quadrinhos a biologia, física ou matematica, de astronomia a astrologia, de redação a coleçao de borboletas ou moedas. Na sua falacia, se alguém estudar mitologia grega para entender o que o alan moore colocou de referencia na HQ Promethea estará fazendo “lavagem cerebral”?

    Tem uma parcela de verdade no teu comentário, mas não creio que o estudo de matemática, biologia, quadrinhos seja equivalente ao estudo de metafísica e estudos dirigidos por pessoas religiosas. O objetivo da vida e as perguntas afins possuem respostas que mexem com o interesse de muitas pessoas. Se um biólogo descobrir que na verdade a taxonomia dos animais estava errada e mudar ele vai simplesmente estudar e aprender de novo. SUPONDO que os astrólogos descobrissem que a astrologia está fundamentalmente errada, uma grande parcela deles ia ficar procurando explicações metafísicas para provar que não estão errados. Uma certa espécie de fanatismo envolve certos campos de estudo, invalidando uma pesquisa mais séria.

    @MDD – Voce esta totalmente correto. “Astrologos”, “tarologos” e todos esses picaretas que vivem de enganar os outros “prevendo o futuro”, “fazendo amarraçoes” e o escambau sao mesmo parasitas intelectuais e anti-cientificos. O erro dos céticos é querer juntar todo mundo no mesmo saco. E ficam irritados quando alguem fala que “ufólogo é tudo amigo de ET Bilú”. Existem ufoloucos e existem pesquisadores de ufologia; existem pessoas que acreditam em horóscopos de jornal e existem pessoas que querem entender se há algum fundamento por trás daquilo. Obviamente dividir pessoas em 12 castas não faz sentido algum… só que dificilmente alguém passa desse preconceito e vai pesquisar de onde poderia ter surgido isso.
    Minha formação academica (professor de historia da arte, especialista em semiótica e história das religiões) fez com que naturalmente eu tivesse de me aprofundar em astrologia, já que é impossivel compreender a arte antiga sem entender os principios religiosos e astronomicos/astrologicos embutidos nos símbolos. E foi quando percebemos que há algo profundo, fundamentado e lógico atrás destes mitos. Mais incrível ainda é ter ido pesquisar os estudos “oficiais” e “reconhecidos ” (http://www.astrology-and-science.com/ este site reúne os 70 experimentos cientificos relacionados à astrologia) e ver que NENHUM deles estudou a astrologia real. Apenas horóscopos e alegações de charlatões. Ou seja: NÂO HÁ estudos científicos sérios sobre o que realmente se considera “Astrologia”. Há vários, SIM, que desprovam horóscopos de jornal, o que é totalmente esperado.
    Os pouquíssimos que se dedicaram a testar a teoria, como Gauquelin e Saschs, conseguiram resultados que CONFIRMAM a teoria da Astrologia. Só que a coisa não foi pra frente por preconceito e politica… o embrólio de horóscopos já está tão enojado na mente dos cientistas que nenhum quer se queimar estudando “horóscopos”. Quem quer arriscar sua carreira em um hospital ou faculdade publicando artigos sobre homeopatia, florais, tarot?

    @MDD – Obviamente esta errado. Voce deve ser um desses ceticos de paraquedas que volta e meia caem por aqui… se conhecesse o blog, saberia que boa parte dos meus leitores pertence a Maçonaria, Rosacruz, Martinismo e outras Ordens iniciáticas e conhecem muito bem os assuntos sobre os quais eu converso aqui. (…) Meu blog não é escrito para “iniciantes”, ele é feito para que as pessoas que já estejam na senda esotérica encontrem material para suplementar o que já sabem e estudam sozinhos… nao tenho tietes, nao faço amarraçoes e nao sou guru de ninguém.

    É, acho que sou um cético de para-quedas sim, mas de vez em quando leio teus textos também. Como não sou leitor assíduo não posso falar sobre o restante dos textos aqui presentes, mas esse texto é feito para iniciantes certo? Caso contrário tu nem iria perder o tempo explicando algo que seria o B-A-BA da astrologia. E nem divulgaria no S&H. O que eu acho um pouco contraditório é fazer um texto para iniciantes com diversos significados e referências um pouco obscuras, mas talvez tu só esteja querendo induzir as pessoas a estudar, o que é perfeitamente ok.

    @MDD – Nao tenho como explicar Cálculo sem falar de derivadas, mesmo se tiver de simplificar. As descrições do que se chama de signo, por exemplo, DEPENDEM de referencias culturais… apesar do Sentimento ser universal (“fartura” ou “sentimento de saciação” não são representados da mesma maneira ao longo do tempo e das culturas, para ficar em um exemplo simples). Estou preparando um segundo post sobre isso para poder desenvolver melhor o argumento.

    @MDD – Nós temos psicologos e psiquiatras no Mayhem. Médicos e Veterinários testando nao apenas astrologia, mas homeopatia, acupuntura, florais (…) E alguns deles já estao publicando papers sobre florais, homeopatia e acupuntura. (…)

    Ótimo mesmo. Quem ganha somos todos nós. Mas a metodologia é importante. Conheço alguns médicos que receitaram homeopatia para alguns pacientes, eles melhoraram e o mesmo saiu dizendo que homeopatia funciona.

    @MDD – O que temos conseguido está seguindo todo o be-a-bá do método científico, como por exemplo, uso de florais no tratamento de cinomose, que é uma doença terrível em cães http://vetfloral.wordpress.com/pesquisas/ e outros. Nunca fiz textos sobre florais ou homeopatia porque não é uma área que domino e não gosto de escrever sobre o que nao tenho total conhecimento mas aos poucos acho que teremos textos de outros autores sobre essas coisas.

    @MDD – (…) A Astrologia realmente tem um problema maior, pois o conselho proibe sua utilização oficialmente, e nenhum profissional quer se queimar com a inquisição pseudo-cética enquanto faz as pesquisas.

    Tratar certas coisas como tabu é uma droga às vezes.
    Bom, novamente boa sorte com o projeto, obrigado por dialogar aqui e não esqueça de quando for a hora certa divulgar os resultados obtidos com o projeto (sejam eles quais forem). Afinal um dos problemas da ciência atual é que o cientista quando formula uma teste, mesmo inconscientemente fará tudo para que a mesma seja provada. Mas creio que vocês estão atentos para isso.

    @MDD – Leia os meus outros posts sobre astrologia, mesmo não concordando com nada do que está por aqui. Voce é a prova de que céticos de verdade são bem vindos no blog, quando são educados e estão em busca de entender o que está acontecendo, e não simplesmente negar tudo.

  65. Tim

    O legal desses posts polêmicos do (antes) tio (agora irmão) é que aprendemos com o texto e muito tb com as respostas aos comentários!
    Brigadão
    TFA.’.

  66. cgn!

    Baita resumão , as comparações entre cada método de divisão de periodo e seus respectivos simbolos deixaram mais clara a associação entre tais simbolos e energias e suas interpretações.
    Obrigado e Saudações!

  67. Fecko

    Adorei o post!
    Cara. Eu vejo a coisa da seguinte forma.
    A astrologia pode ter sido associada as estrelas, e até mesmo ter sido inspirada em estrelas e planetas, não sei. Porém, o único motivo de fazer isso é exteriorizar o que cada um de nós tem.
    Resumindo (pq não consegui me expressar direito no coment acima) o sistema solar é análogo ao homem (o que é está em cima é como o que está em baixo, microcosmo e macrocosmo) não quer dizer q seja igual. Quer dizer que procuramos expressar as nossas qualidades em algo maior para podermos lê-las.
    Acho astrologia extremamente válida e acho importante não confundir astronomia com astrologia. Um planeta ou estrela não tem influência sobre nós, ele apenas representa, mostra, ajuda a interpretar, é um modelo, como um ponteiro de relógio…
    Astrologia é analogia homem-universo.
    Tanto que tem gente que critica astrologia até hoje pq ela é geocêntrica. Astrologia é o ponto de vista do homem sobre o universo, por isso o geocentrismo.
    (DD, me corrija se estiver errado em algum ponto, abraços…)

  68. Toranja

    Muito foda o texto. Fato.

  69. Gustavo Nascimento Rocha Dias

    Comentei nesse seu texto anteriormente, digníssimamente(isso existe?) respondido por você, e entrei novamente nos comentários para ler oq ue as pessoas estavama achando.
    Bem, finalmente os “céticos” chegaram. Sabe, na Umbanda, todos aqueles que são iniciados, aprendem a respeitar ao próximo e suas opniões e digo MDD, com esses fica difícil, como dito por você ”Médicos e Veterinários testando nao apenas astrologia, mas homeopatia, acupuntura, florais e tudo aquilo que falam que nao funciona, mas misteriosamente teima em funcionar quando bem feito.”, por que que eles não entendem? ou será que não querem é aceitar? acho que eles têm medo de descrobirem que no universo também existe o cinza e não só o preto e o branco.

    @MDD – Ateus e autoproclamados céticos sao como criacionistas crentes… voce debate, mas o cérebro deles trava e volta ao restart depois de um tempo. Por isso que não perco meu tempo em listas céticas ou religiosas… é simplesmente como conversar com zumbis.

  70. lol

    Muito bom o texto. qualquer cetico que tenha um minimo de inteligencia vai ter de parar um pouco pra separar astrologia de horoscopo de jornal agora…

  71. Ricardo

    Muito bom artigo mestre Del Debbio!

    Só uma perguntinha leve, meio off topic, mas quem sabe você consegue responder…

    Por que qdo vc publica uma resposta séria a uma falácia escrita pelo gado sobre as ciências herméticas, o tal do sr Mori vem com uma resposta tipo troll? Já que ele é o entusiasta da ciência, ele não deveria responder com argumentos… racionais? Ou será que tou exagerando na capacidade dos céticos de defenderem seu ponto de vista? ‘-‘ (vide artigo no sedentário sobre os memesignos).

    @MDD – Porque ele nao tem argumentaçao melhor, ja que na cabeça dele, e dos demais ceticos e pseudo-céticos, eles nao tem capacidade de entender a diferença entre astrologia e horoscopo de jornal. Sao como criacionistas quando se tenta explicar que Arca de Noe é simbólica… simplesmente nao conseguem abstrair. Mas, quando o Kentaro, que é o “chefe” dos ceticos, usa como argumentos em sua coluna posts do 4chan, você sabe que venceu totalmente o debate.

    1. Ricardo

      Valeu del Debbio! Já suspeitava disso, mas é sempre bom frisar o óbvio… pra que o pessoal sério daqui “do not feed the troll”. 😉

    2. Danilo Fucci

      Na realidade eu achei o post do Kentaro muito bom. Depois de todos os argumentos “pseudo-céticos” devidamente esclarecidos (ad infinitum), dizer que qualquer pessoa pode achar traços de qualquer signo dentro de si próprio, caso previamente sugestionado é o melhor que ele poderia fazer. Pois apesar de não contrariar a astrologia, é uma realidade para leigos e pessoas de auto conhecimento medíocre.

      Nos coments do post dele, ele colocou o formato em que o desafio que foi proposto deveria proceder. Se for dado a continuidade àquilo, vai ser mto engraçado ver a cara de toba dos filhos de Lilith e Samael.

      1. Ricardo

        O Marcelo já escreveu sobre como seria o “teste” do Kentaro numa resposta para o Leon em A Guerra nas Estrelas e Entrelinhas.

        FYI, tirar barato, pequena trollagem, provocação barata NÃO é argumento racional pra um debate, é jogo pro público mudar de lado – ou seja, apela pro irracional da plateia. Se ele não tem argumentos, deveria permanecer quieto. Ou pesquisar, pesquisar e pesquisar pra contra-argumentar.

        Mas porque eu estou alimentando o troll… ? õ.o

        1. Danilo Fucci

          Não acho que o público conquistado com esse tipo de artimanha, viria a ser algum dia, o público alvo do TdC.

  72. samuel

    Texto Fabuloso!! parabens pela matéria

    uma duvida. moro em Juiz de Fora MG, e gostaria de saber quais ordens inicaticas existem por aqui, de preferencia que não precise de convite, se puder responder agradeço

    1. Tim

      Olá Samuel!
      Morei por muito tempo em Juiz de Fora.
      Enquanto residi aí fui membro de algumas ordens:
      a AMORC, situada no Bairro Paineiras;
      A OTO Draconiana, a EUBIOSE e uma Loja Maçonica todas situadas no Bairro Bom Pastor;
      e o Movimento Gnostico Universal do Brasil na Nova Ordem, no Bairro Morro da Glória!
      Faça uma busca no google que vc consegue achar telefone e endereço de alguma! Dessas só a Maçonaria é que precisa de convite!
      []’s

    2. Tim

      Ah, uma dica quente pra vc: procure o capítulo do CaLeN daí! Entra no site que lá tem o contato! 😉
      []’s

  73. Wilson R. Santos

    Hora hora, veja só, tem mais gente que se manifestou contra esses absurdos propagados pela Veja e afins:

    http://devir.wordpress.com/2011/01/22/a-guerra-nas-entrelinhas/
    http://www.personare.com.br/revista/identidade/materia/192/entao-qual-e-o-seu-signo

    O primeiro link, é de um astrólogo que foi consultado pela revista Veja, e explicou para a reporter tintim por tintim o que é e o que não é, como funciona, e a Veja simplesmente omitiu tudo… provavelmente porque se explicasse, perderia o sensacionalismo, claro…

  74. Isis

    Agora entendo o motivo da sabedoria ser para poucos.

    Acho que pelo menos queimados na fogueira nao seremos MDD
    agora queimados na mídia e afins… ai já é outra história. (…antiga…)

    De qualquer forma só quero te dar os parabéns MDD por esse trabalho, que mesmo que as vezes pareça desgastante, tem sido imensamente válido pra muitas pessoas que procuram a verdade, diferente do charlatarismo convecional e medíocre do ‘gado’.

    Obrigada pelo post e pelo esclarecimento Marcelo, abraços.

  75. Mateus Caruccio

    Quando chegou em “…que você mesmo escolheu antes de encarnar.” eu parei de ler.

    @MDD – Prometo colocar mais figuras da proxima vez, para ficar mais palatável ao seu nível mental.

    1. edujanu

      Cara, eauheauhaeuhaeuhea se é mt ácido com alguns caras que caem aqui de paraquedas, nem precisa aprovar esse coment.
      Só uma coisa, antes vc fazia post com as respostas que vc dava lá no Sedentário, e eu tenho que ficar fuçando em quase todo post pra ler algumas respostas suas que são muito interessantes, que fazem ligações com outros post e com alguns pensamentos que eu tenho, tem intenção de algum dia voltar a fazer esses post só de respostas?

    2. Kleverton B.

      Inacreditável a postura estilo “bateu-levou”, demonstrada pelo autor do Post, o sr. Marcelo Dell Debbio.
      Ao tempo em que tenta “didaticamente” explicar aos “supostamente” leigos – que são seus leitores e que ele tenta cooptar, também adota uma postura que lembra em muitos aspectos a tão criticada revista “Veja”.
      Confesso que do alto de minha burrice como professor-doutor em filosofia, preparando-me para um pós-doutorado no exterior, em breve, também achei mistificatório o post. Confesso que tive mais paciência que o caro Mateus Caruccio, e consegui ir até o final. Ficarei, Sr, Débbio, também aguardando por “figuras” para entender melhor estes posts, não sem antes saborear sua habitual “elegância” (sic) na resposta aos detratores.
      Tudo tão esclarecedor quanto as matérias da citada revista.

      @MDD – isso se chama “Falácia do Apelo à Autoridade”. Ninguem se importa se voce é prof.dr de filosofia, engenheiro que projetou sozinho um foguete, baterista do U2, o Richard Dawkins ou o Papa em pessoa… seu conhecimento em Astrologia é zero. O que voce nao entendeu no post? qual o seu problema em ser educado? ai terá uma resposta educada e “desmistificadora” como o Renato Garcia, o Leonardo, o Foguete Vermelho ou o Impressionante… mas nao… voce é só mais um pseudo-cético babaca querendo posar de gatinho aqui. Depois vai ficar de mimimi bateu-levou mimimi quando for ownado.

      1. Felipe

        O cara é professor de filosofia e não aprendeu ainda que diante da vastidão do universo ele não sabe é de porra nenhuma, e pelo visto nem quer saber. Professor-doutor em filosofia, tcs tcs tcs. Como diria o nosso ilustre Tyler Durden, “colocar umas penas no rabo não te faz uma galinha”… …a frase to Tyler foi contribuição da minha namorada 🙂

      2. Iuri

        Com todo o respeito, se você é realmente um doutor em Filosofia, deveria saber que para entender o post (e não achá-lo “mistificador”), deveria simplesmente estar a par de todo o simbolismo e de toda a cultura que tem por de trás da astrologia, espiritualismo e outros. Só depois de conhecer tudo isto (podendo até não concordar), você conseguirá entender (mesmo achando isto uma tolice).

        E o que mais me intriga é justamente um filósofo… achar que o que está fora do “materialismo científico” seja algo mistificador? Acho que você acabou de jogar Platão e inúmeros outros na sua lixeira de papel.

    3. Bruno

      O que me surpreende é na verdade outra coisa, se você parou de ler aí, o que DIABOS você faz visitando esse blog? lol

  76. josé

    depois do Fiuk agora é o fiuco… aff … vou continuar utilizando meu signo de sempre talvez esse novo sirva para quem for nascer a partir de agora…

  77. Erwin

    Sério, o pessoal INSISTE em comentar sem ler o texto…amazing…
    E ainda dizem que tu não tem paciência..xD

    Eu me divirto..

    Abraços

  78. Geff Klaar

    Ja faz algum tempo que acompanho o Mdd, e nunca o vi defender uma coisa com tanta vontade, rsss. Parece que alguma coisa esta acontecendo, e isso eh bom, porque de alguma forma mudanças estão acontecendo e nesse estado evolucional com enfase no carbono e na amonea a unica coisa que realmente importa eh a mudança, a caminhada, não importa onde se chegue. Sorte a todos, os que atacam, os que defendem, soh não sejam neutros,

  79. Vinicius

    Muito boa a discussão entre Foguete Vermelho e o Marcelo. Dá pra ver que é possível o respeito mútuo dos dois lados. E quando ambos estão de mente aberta, todo mundo ganha: um tira suas dúvidas e aprende mais; o outro ganha a compreensão de mais alguém, além de divulgar seu trabalho. Quem dera sempre fosse assim.

  80. Mariana Nobre

    MDD você deve ser um Iluminado mesmo … santa paciência com tanto pseudo-cético.
    E isso porque você nem usa a palavra “influência” … aff

  81. Djaysel

    Não consegui ler todos os comentário, apesar de achar estritamente necessário. E venho corroborar algumas idéias apesar de não ser estudioso da Astrologia de forma precisa. Tive um contato parco, apesar de muito esclarecedor, por livros como os de Eliphas… dentre outros. hj estudo tudo por meio de uma observação mais xamãnica, o que n signifique que eu seja menos científico no meu desejo por compreender tal e tal coisa. Sendo assim antes de mais nada muito bom tópico.

    Observar o dia a dia é de fato uma grande ironia hj em dia, no entanto tantos e tantos povos foram forçados a fazer isso o tempo inteiro. Alguns destes nesse diálogo que se cria quando estamos sós “perceberam”, termo errado eu concordo, e curiosamente “inspiraram-se” devidamente. Se tocaram das relações, co-relações, cooperações entre tantas e tantas expressões do dia a dia.

    Os métodos e meios de se perceber uma configuração astral, chamo por maré astral, podemos chamar de fluxo, ou configuração vibracional da energia plástica, ou até mesmo… bem… a matemática disso é ao meu ver um esquema para aplicação pessoal da vontade. Um receber de uma respiração geral das orbes e da vida como um todo… como um pensamento que aparece de repente e se o percebermos, boas circunstâncias, peculiares e típicas se envolvem. Dando margens e mais margens ao que em outro momento por meio de um simples chute, até com a mesma intenção o resultado já não é tão promissor, isso em suma é uma boa forma de começar a interação: intenção/momento…….. Entendo quando dizes do ponteiro e aplaudo o termo visto que deixou bastante claro, no entanto ao visualizar os mesmos como na verdade dançando num imenso mar de vida/energia… permeando as viceras de baphomet atrás de uma simples harmonização… de repente me deu um estalo… quando culpamos o instinto na verdade estamos culpando a nossa cegueira diante dessa dança das forças. Já parou para olhar o céu e sentir o dia como veio e como foi… e no mais desse acaso planificar os momentos vindouros com certa maestria?

    S.O.Q.C.

  82. Anarcoplayba

    DD,

    Não sei o quanto você acompanha ciência política, mas o Olavo de Carvalho é um expoente brasileiro (embora eu discorde muito dele) e é astrólogo convicto:

    http://www.olavodecarvalho.org/textos/astrologia.htm

    @MDD – Boa entrevista. Acho que ele gostaria de ler o TdC… pela entrevista que deu, falta muito pouco pra ele ter o estalo de conexões de Kabbalah com astrologia. Se algum leitor tiver contato com ele, faça o convite para ele fazer uma visita aqui.

  83. Victor Hugo

    É tão difícil para as pessoas entender que não somos porra nenhuma nesse universo e que os astros e a porra toda não dão a mínima pra gente? Será que vocês já não tem prova ou lógica suficiente nas suas cabecinhas medíocres pra entender? Ta na cara que isso não faz sentido, nunca fez e que, independentemente da interpretação que façam, isso nunca vai ser verdade, é tão difícil chegar a conclusão de que nós não temos tanta importância assim? Vocês precisam dessa importância toda nos seus coraçõeszinhos?

    Desculpem o palavreado, mas é difícil suportar saber que tanta gente perde a incrível capacidade que nossos cérebros possuem estudando coisas que simplesmente não existem. Sem falar dos católicos que acreditam nisso, uma grande parte, sem comentários pra vocês, vão estudar ou saber no que acreditam, por favor.

    @MDD – Outro pseudo-cético que nem teve capacidade de LER o texto antes de comentar, e argumenta com falácias de espantalho de “planetas que influenciam” qualquer coisa ai… é muito triste ver uma pessoa perder a incrivel capacidade que o cerebro possui argumentando dessa forma.

    1. Guilherme

      Ou respondendo a este tópico como vc fez quando não tinha nada pra fazer e veio aqui escrever isso

      Mas é claro… Vamos acreditar na mágica da física e da química que é mais convincente e limitar o nosso cérebro somente a isso!

  84. Jeff

    Marcelo, excelente post!!! Mas quais são as variáveis que influenciam dois mapas de duas pessoas que nasceram exatamente no mesmo dia, hora, e minutos, para que não sejam iguais? Como o software interpreta isso?

    @MDD – O hardware é diferente, por conta da Genetica. E as condições financeiras também… nenhuma das 3 determina o que a pessoa será, mas uma combinação das 3 e do Livre arbítrio da própria pessoa. O mapa astral é como uma cola para o exame vocacional dela.

    1. Jeff

      Marcelo, sim esse ponto eu entendi que essas variáves inluenciam, mas o que quero saber é o seguinte, po ex, se você fizer dois mapas de duas pessoas que nasceram hoje exatamente no mesmo instante, em lugares diversos do mundo, o resultado do mapa, o texto, será exatamente o mesmo?

      @MDD – Nao. Esse é um argumento falho usado geralmente por quem nao conhece astrologia. O Mapa é uma representação 2D de um céu 3D. Para isso se faz uma projeção que se convencionou chamar de “Casas” http://www.daemon.com.br/wiki/index.php?title=Casas_Astrol%C3%B3gicas então um Mapa de alguém que nasceu na Noruega é diferente do Mapa de alguém que nasceu na Patagonia no mesmo instante.

      1. Jeff

        Beleza, Marcelo, clareou bem agora, mas o que ainda tô tentando fazer entrar na cachola é que, pelo que você acabou de explicar, então se forem 2 pessoas que nasceram no mesmo lugar, neste caso os mapas seriam idênticos? Desculpa minha insistência mas é que tô tentando assimilar como um programa de computator, neste caso especifico, de até o lugar ser o mesmo, faria dois mapas distintos.

        @MDD – Psicologicamente sim, mas se uma nasce preta e pobre e a outra branca e rica? Os mapas podem ser iguais, mas a maneira como estas duas pessoas explorarão suas Verdadeiras Vontades será bem diferente, porque estará TAMBÉM (note que é TAMBÉM, não excludente) vinculada às pessoas que estão ao seu redor, sua vontade e determinação. Assim como os céticos cometem a falácia e achar que tudo é genético, não cometamos o mesmo erro de achar que tudo é astrológico, pois são 4 Mundos (físico, Mental, Emocional e Espiritual) e todos eles influenciam no resultado final.

        1. Jeff

          Fechou, Marcelo! Por isso gêmeos, então, com até o mapa astral idêntico, muitas vezes possuirem personalidades e destinos distintos. Valeu!

    2. Leon

      Sem contar as “oitavas”.Acho que mais que qualquer influencia externa,o nível consciencial é o principal diferencial.

  85. Eduardo Peralta

    Acho que você já tinha explicado isso antes (infinitamente menos detalhado)… Creio que foi respondendo a pergunta de alguém… De qualquer forma, agora clareou bastante (fantástico os exemplos dos relógios) Outra, como você disse na antiguidade fazer tudo “à mão” devia ser tenso d+. Partindo desse princípio, me recordo dos tempos de aulas de ábaco (chatas mas, muito válidas), esses são instrumentos antigos… Teriam sido os “computadores” da antiguidade? Outra, Me perdoe a ignorância desde já mas, na classificação zodiacal oriental, não tinha algo relacionado a madeira também? (ignore caso não tenha nada a ver). Agradeço muito os esclarecimentos e “passo mal” de rir com a sua irritação com os sopradores de plantão, sem querer julgar (já julgando) rs. Abraços, P.P.!!!

  86. excelente post, marcelo.

    Uma dúvida que surgiu no final do texto. As 24 energias usadas no Hermetismo possuem alguma relação com as 24 runas do Futhark Antigo, ou estou viajando nessa pergunta?

    @MDD – Nao diretamente. As Runas estão dentro da Árvore da Vida, mas nos lugares ocupados pelos Caminhos. Então 12 possuem correlação direta, e outras são combinações destes caminhos, ou seja, estariam mais ligadas a Brandrunar do que às Runas.

  87. Célia

    Olá, Marcelo,

    Parabéns, meu irmão, pelo texto…seu conhecimento fornece uma explicação clara do assunto…adorei!

    Que o Cósmico continue dirigindo sua missão de doar conhecimentos e lhe ajude, também, a saber lidar com os tipos sem compreensão, que ainda teimam em permanecer num nível tão baixo…. liga não, tá? Continue em frente…sempre nos ajudando, ok?

    Fraterno abraço e paz profunda!

  88. Abel

    Seria legal colocar um botão “recomendar” ou “curtir” do para o facebook.

    @MDD – Seria mesmo. Algum de voces sabe como se faz isso? me explica pacientemente por email que eu coloco!

    1. Felipe

      Marcelo, me parece que você usa o WordPress como “sistema de blog”. Se for isso mesmo, basta instalar esse plugin “http://wordpress.org/extend/plugins/facebooklikebutton/”. Testei pessoalmente e ele adiciona o botão de curtir abaixo de cada post. Se precisar de algo mais específico, posso pesquisar também e deixo mais detalhes no Mayhem.

      @MDD – Valeu. Plugin instalado.

    2. Abel

      Legal que funcionou!

  89. rococó cocoricó

    gostei bastante do post. achei bastante esclarecedor. eu estudo astrologia há algum tempo e com essa matéria ‘bombástica’ desse astronomo, vários amigos e conhecidos meus me vieram questionar sobre o assunto. Em geral eu falava sobre a diferença entre astrologia sideral e astrologia hermética.

    eles sempre caiam na questão das constelações… se não é a relação ‘planeta x constelação’ que determinaria os efeitos do zodiaco ou o quê. Eu sempre respondia dizendo que as constelações não são nada além de um guia, um referencial visual para quem vê daqui da terra o movimento dos astros. As constelações em si são totalmente arbitrárias; eu jamais pensaria naquelas 3 estrelas que formam um desenho de um carneiro. acredito que essas constelações que temos hoje deve ser de origem greco-mesopotamico-egípcio e que, qualquer outro povo do mundo, poderia redesenhar sem o menor problema, as constelações no espaço; ou até mesmo você, num desenho de ligue-os-pontos, colocasse seus parentes e seus personagens de filmes favoritos… Acredito que não há nada entre as estrelas que a façam delas uma constelação, como por exemplo, um aglomerado de pessoas que falem ingles os fazem ingleses ou anglófonos, ou que ouçam rock e os façam roqueiros. e certamente não é distancia, pois entre as estrelas de uma determinada constelação pode haver maior distancia entre elas do que entre uma estrela desta constelação e outra estrela de uma outra constelação.

    com isso em mente, e, pela experiencia lendo mapas astrais, todos eles dando certo, certamente não é a relação planeta x constelações que seja, digamos, o principio ativo, mas alguma outra coisa que acaba coincidindo com isso.

  90. lacerda

    Os pseudo-céticos deveriam ler os estudos de Jung e outros acerca da relação entre planetas regentes e profissões, que provaram estatisticamente e matematicamente que astrologia funciona.

    @MDD – Os pseudo-céticos ignoram Jung completamente.

  91. Rafael

    Já encheu essa história de astrônomo se meter a falar de astrologia. Uma coisa não tem nada a ver com a outra, não faz sentido essa birra toda.

    Mas é importante lembrar que na Astrologia Védica, por exemplo, eles se utilizam do zodiaco sideral, ou seja, eles consideram o movimento do ponto vernal. Isso faz com que os signos não sejam fixos como na Astrologia Ocidental. Mas aí é outra astrologia, com outros signos.

  92. Felipe

    Voce esta correto na sua afirmacao e o astronomo tambem. O que ele afirmou e que as posicoes dos planetas nao correspondem as signos e voce afirmou que os signos nao correspondem a astrologia. O astronomo prova de que os astros nao se curvam as construcoes imaginarias dos homens, e voce prova que sempre e possivel reinventar o contruto para que novas e infinitas correlacoes imaginarias possam ser usadas como justificativa. Sociologia, genetica, psicologia voce mesmo menciona que sao imprescindiveis para o entendimento da “personalidade”, sao ciencias baseadas em evidencia e em ultima analise na realidade, por que usar entao todo este misticismo cheirando a mofo medieval?

    @MDD – Que misticismo? A linguagem simbólica é SUPERIOR e mais avançada do que a linguagem escrita.

    1. Roberto

      Todo “conhecimento” humano pode ser separado em 4 tipo: mistico, artistico, filosofico e cientifico (ou tecnologico).
      Ou se preferir , trata-se de: experiencia mistica, linguagem metafisica, linguagem alegórica e literal.(não por acaso, temos 4 mundos na Árvore).

      Quanto mais próximo do “material” (ou cientifico, racional, literal), mais “limitado” se torna este conhecimento.

      Por isso que preferimos o “misticismo cheirando a mofo medieval” do que o cientifico/escrito ( e por si mesmo, limitado).
      Quando voce dá um definição especifica a um simbolo, voce mata o simbolo, pois limita e define algo que teria N interpretações e definições.

  93. Paulo

    Tem um cara que escreve na grande mídia, o Daniel Pizza, no blog do estadão, que também anda falando asneiras sobre astrologia. O cara não entende lhufas e ainda comenta sem o menor critério… debati com o cara nos comentários, defendendo os pontos de vista da verdadeira astrologia (claro, sem a categoria do Marcelo, e dos irmãos do TDC), mas acho que fiz minha parte. Confesso que até então, até gostava do que o cara escrevia sobre arte e tal – mas depois desse debate… pura decepção!

    Abraços

  94. Mariana Nobre

    Eu pensei aqui agora no outro lado da semelhança entre as pessoas.
    E o caso de pessoas que são muito parecidas entre si (personalidade, valores, gostos, família e etc), mas nasceram em dias, meses e anos completamente diferentes? Fora que somos todos seres humanos. No fundo, de certa forma, não somos tão diferentes assim um do outro (ou não existiriam religiões, países e culturas variadas na Terra).

    @MDD – Apesar do detalhamento, a grosso modo, você pode ter energias semelhantes (alguem tem venus em peixes e outra pessoa tem jupiter em peixes na mesma casa e fazendo aspectações parecidas com outros planetas podem parecer, para quem está olhando de fora, que elas sejam parecidas. Mas nao se engane… na somatória de todas as características psicológicas, são diferentes.
    Como colecionar selos… alguém pode fazê-lo por características cancerianas (quer colecionar, tomar conta, agregar), outro pode fazê-lo por características virginianas (quer todos catalogados, organizados, limpos, enfileirados), outro por características taurinas (quer agrupar, juntar uma coleçao valiosa) e por ai vai… aos olhos de alguém de fora, são todos colecionadores de selos; só alguém que se aprofunde no psicológico deles verá essa diferença.

  95. Dark Vênus

    AIIIIIII obrigada tio MDD fiquei preocupada, pensei q teriam q refazer o CAVALEIRO DOS ZODIACO (kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk) Saint Serpentário (saint ofiucio etc) =X

    uma coisa bem interessante do qual notei é que podemos notar que BLOGS e SITES dos quais defendem o “nascimento” do novo signo não possui area aberta a POSTS interessante né? pq será?

    XD

    bjins a todos

  96. Luana

    É a primeira vez que visito esse blog, e no meio de muitas coisas legais, dei de cara com esse texto, que achei incrível, de verdade! Fiquei impressionada e o tempo inteiro me perguntando: “meu deus, quem escreveu esse texto?Quero conhecer essa pessoa!” Se esse texto for mesmo da autoria do dono do blog, parabéns! Vc me parece ser uma pessoa muito interessante e inteligente! Bjo!

  97. Bruno

    Cara esse foi ótimo tenho muitos amigos que viram na veja, ¬¬ a reportagem sobe o 13° signo, e não entenderam quando eu expliquei o porque aquilo era mentira, agora eu mostro isso para eles ótimo post como sempre.

  98. Adri

    Obrigada Marcelo!
    Esclareceu muito as minhas dúvidas…
    Incrível como é a nossa ignorância em relação as coisas fico cada vez mais abismada! hehe

    beijos

  99. mr.poneis

    Este negócio de astrologia ser uma ciência da terra e não do céu é algo fantástico! De um ponto de vista leigo, de repente um monte de coisas passou a fazer sentido!

    Muito grato pelo esclarecimento!

    Mas me ocorreram algumas dúvidas a esse respeito…

    1 – Por exemplo, vários textos agrupam os nascidos sob o signo de Áries com uma tendência a serem impulsivos, impacientes, acertivos e coisa e tal, graças
    a sua associação com o fogo primordial e Marte… Sendo excessões sujeitas a uma configuração oposta apenas de acordo com outras casas expressas no sigilo da mesma. (Espero estar me expressando bem, sou novo com isso…)

    Mas uma coisa que eu reparei é que no oriente, mais especificamente Japão. Áries é associado com pessoas bem mais tranquilas, serenas, algumas até depressivas e sombrias, alguma coisa haver com Áries também representar um cordeiro… como isso funciona? Bom o seu livro menciona uma boa bibliografia no tocante a mitologia oriental então pensei que pudesse saber algo a respeito…

    @MDD – Áries é o nome que damos à energia de Fogo Cardinal. Para os orientais, é o equivalente ao Trigrama CÉU. Todas as características que voce descreveu acima cabem dentro deste padrão de comportamento. A energia do guerreiro pode variar desde o pit boy jiujiteiro que bate em mendigos até o maior mestre samurai zen, passando por corredores de 100m rasos, bombeiros, pioneiros tecnológicos e exploradores de terrenos desconhecidos. Cada tempo e espaço cultural a valoriza de determinada maneira, de acordo com os costumes daquele povo/período.

    2 – Minha segunda questão é um tanto mais complexa, visto que pode assinar meu atestado de sujeito mais maluco a vir até você com uma pergunta, mas tentar não machuca… A base que tenho para a minha primeira pergunta são… personagens de anime e manga. Tenho até um blog, que embora mal atualizado tenta listar todas as datas possíveis para a maioria dos títulos existentes e tal… Logo a minha dúvida é o quanto eu posso tomar por acurados estes factóides.

    A guisa de curiosidade filosofei um pouco a respeito sem chegar a nenhuma conclusão concreta… Como mestre Del Debio esta entre os poucos que além de ser reconhecido como sábio e alguém que trata RPG como uma atividade sadia, achei que seria o mais indicado para procurar aconselhamento a respeito…

    Como todo bom otaku não acredito ser errado, pelo menos não como um todo considerar “personagens” como algo dotado de uma “alma”, “vontade”. Existem certas teorias (talvez, correntes de pensamento fique melhor) como o animismo, que acreditam que mesmo objetos adquiram algo semelhante, algo que de alguma forma remeta a seus antigos donos, um memento, ou algo similar. Deste modo, personagens de qualquer área de ficção, seriam dotados de uma alma, uma pequena fração de seu criador… O que justificaria como alguns escritores terem mais facilidade de trabalhar com alguns gêneros e outros não…

    Mestre DelDebio já trabalhou com ficção então acredito que talvez seja familiar com a idéia.

    A questão é que como ditos personagens são frações da personalidade do autor, talvez seus horóscopo não seja exato, justamente porque eles são especialistas em ficção e não em astrologia propriamente dita… Talvez algo tirado de uma revista, almanaque ou conhecimento mundano… mas só…

    De fato a minha dúvida consiste em ser possível determinar a data de nascimento de um personagem específico apenas por observar padrões em seu comportamento simulado…

    @MDD – Não há nenhum embasamento em se fazer mapas de personagens, salvo se voce os fizer pela data em que foram criados (não pela data fictícia de nascimento do personagem, mas sim a data no qual o criador criou o personagem). Já vi em sites esquisotéricos mapas astrais do wolverine, do homem aranha e de sei la mais quem, mas são muito picaretas.

    até mais ver
    mr.poneis

    1. mr.poneis

      ???

      Meu comentário antigo está aqui também… achei que havia perdido ele… sinto muito mesmo…

    2. mr.poneis

      Muito obrigado pela explicação!

      Realmente é uma pena que a data da concepção original valha mais do que a “word of god” no caso dos personagens… Mas assim está bom também…

      Interessante este negócio de trigramas… você poderia me recomendar uma fonte onde eu possa pesquisar mais a respeito?

      até mais ver
      mr.poneis

  100. Yago

    Simbologias, filosofias, Mitologias e Religiões…
    Na sua opnião tudo isso seria a tentativa do homem entender o mundo à sua volta e ao longo da história teria sido deturpado por pessoas maléficas e automáticamente relacionado à Satã ?
    Ou na sua origem teria sido criada pelo própio Lucifer afim de enganar a humanidade ?
    Vc falou sobre Aliester Crowler…bem ele de fato era satanista e provavelmente vc deve ter vista algo sobre os Illuminati no youtube. O q tem à dizer sobre isso?
    Por favor responda.

    @MDD – que se voce procura sobre os illuminati no youtube, you´re doing it wrong…

  101. lordtux

    Olha, não vou dizer que sou cético, tenho a mentalidade de querer pesquisar e descobrir as coisas. Mas seu post mudou totalmente a visão que eu tinha do que era Astrologia.

    1. rodrigo

      Concordo com o lordtux, mentalidade de linux user só gera conhecimento! haha

      Mas agora, MDD tá de parabéns pelo texto, tem muito lixo por aí sobre astrologia, dando aspecto de um mero misticismo.

      Embora pessoalmente não acredite nos fundamentos ditos pelo texto, pra mim ganhou status de referência sobre o assunto.

      Parabéns e continue com o ótimo trabalho.

  102. Chico Lobo

    Se houvesse uma máquina do tempo e vc fosse fazer uma viagem ao passado, a 2000 anos atraz, e levasse consigo uma caixa de antibióticos, com certeza vc faria mais “milagres” que Jesus.

    Tire a ciência da humanidade e vc morrerá de desinteria.

    @MDD – E sem magia não existe criatividade e, portanto, não existiria ciência. Estude mais antes de falar besteiras sobre o que você pensa ser “magia”. Sua opinião é rasteira e pega carona nas babaquices e falacias de espantalho pseudo-céticas. Seu discurso de papagaio copiado dos ateus americanos só serve contra fundamentalistas religiosos que levam a biblia ao pé da letra.

  103. Vinicius

    Dúvida que não tem a ver diretamente com o tema do texto, mas algo que você comentou de leve…
    1)Anjos cabalísticos, Enochianos, ou qualquer coisa que o valha, são personificações dessas “energias” ?

    1) anjos cabalistas são antropomorfizações das subdivisões astrológicas em 72 partes, os enochianos são entidades.

    2) Os Anjos Enochianos não são entidades objetivas?

    @MDD – São.

    3) Hipoteticamente, se alguém através da introspecção e meditação na árvore da vida experimentasse essas “energias” por si próprio, as dividisse e personificasse, daria no mesmo?

    @MDD – No caso dos anjos cabalistas, sim. No enochiano, eles conversam com você usando seus conhecimentos, mas é algo notadamente externo.

  104. José Elias

    Del Debbio, a astrologia se limita a mostrar as energias do Mundo Astral ( Mundo Emocional ou de Desejos) que interagem conosco?
    (Não mostra as influências do Mundo Físico, Mental e Espiritual, portanto).

    ” Assim como os céticos cometem a falácia e achar que tudo é genético, não cometamos o mesmo erro de achar que tudo é astrológico, pois são 4 Mundos (físico, Mental, Emocional e Espiritual) e todos eles influenciam no resultado final.”

    “Assim como o Tempo, que é uma dimensão abstrata, precisa de um veículo para que possamos medí-lo, as emanações astrais (ou Luz Astral, como Eliphas Levi a chamou) às quais o Sistema Solar está submetido também precisam de uma representação concreta para ser compreendida pelos menos eruditos. Podemos observar os resultados práticos disto nas personalidades e vocações das pessoas (a combinação das reverberações destas energias nas DEZ Esferas de consciência de cada ser humano do planeta). ”
    Del Debbio, a astrologia se limita a mostrar as energias do Mundo Astral ( Mundo Emocional ou de Desejos) que interagem conosco?

    Obrigado

Deixe uma resposta