O Menino Jesus

Clique no Banner para conhecer o Blog Textos para Reflexão

Num meio-dia de fim de Primavera
Tive um sonho como uma fotografia.
Vi Jesus Cristo descer à terra.
Veio pela encosta de um monte
Tornado outra vez menino,
A correr e a rolar-se pela erva
E a arrancar flores para as deitar fora
E a rir de modo a ouvir-se de longe.

Tinha fugido do céu.
Era nosso demais para fingir
De segunda pessoa da Trindade.
No céu era tudo falso, tudo em desacordo
Com flores e árvores e pedras.
No céu tinha que estar sempre sério
E de vez em quando de se tornar outra vez homem
E subir para a cruz, e estar sempre a morrer
Com uma coroa toda à roda de espinhos
E os pés espetados por um prego com cabeça,
E até com um trapo à roda da cintura
Como os pretos nas ilustrações.
Nem sequer o deixavam ter pai e mãe
Como as outras crianças.
O seu pai era duas pessoas —
Um velho chamado José, que era carpinteiro,
E que não era pai dele;
E o outro pai era uma pomba estúpida,
A única pomba feia do mundo
Porque não era do mundo nem era pomba.
E a sua mãe não tinha amado antes de o ter.

Não era mulher: era uma mala
Em que ele tinha vindo do céu.
E queriam que ele, que só nascera da mãe,
E nunca tivera pai para amar com respeito,
Pregasse a bondade e a justiça!

Um dia que Deus estava a dormir
E o Espírito Santo andava a voar,
Ele foi à caixa dos milagres e roubou três.
Com o primeiro fez que ninguém soubesse que ele tinha fugido.
Com o segundo criou-se eternamente humano e menino.
Com o terceiro criou um Cristo eternamente na cruz
E deixou-o pregado na cruz que há no céu
E serve de modelo às outras.
Depois fugiu para o Sol
E desceu pelo primeiro raio que apanhou.
Hoje vive na minha aldeia comigo.
É uma criança bonita de riso e natural.
Limpa o nariz ao braço direito,
Chapinha nas poças de água,
Colhe as flores e gosta delas e esquece-as.
Atira pedras aos burros,
Rouba a fruta dos pomares
E foge a chorar e a gritar dos cães.
E, porque sabe que elas não gostam
E que toda a gente acha graça,
Corre atrás das raparigas
Que vão em ranchos pelas estradas
Com as bilhas às cabeças
E levanta-lhes as saias.

A mim ensinou-me tudo.
Ensinou-me a olhar para as coisas.
Aponta-me todas as coisas que há nas flores.
Mostra-me como as pedras são engraçadas
Quando a gente as tem na mão
E olha devagar para elas.

Diz-me muito mal de Deus.
Diz que ele é um velho estúpido e doente,
Sempre a escarrar no chão
E a dizer indecências.
A Virgem Maria leva as tardes da eternidade a fazer meia.
E o Espírito Santo coça-se com o bico
E empoleira-se nas cadeiras e suja-as.
Tudo no céu é estúpido como a Igreja Católica.
Diz-me que Deus não percebe nada
Das coisas que criou —
“Se é que ele as criou, do que duvido.” —
“Ele diz, por exemplo, que os seres cantam a sua glória,
Mas os seres não cantam nada.
Se cantassem seriam cantores.
Os seres existem e mais nada,
E por isso se chamam seres.”
E depois, cansado de dizer mal de Deus,
O Menino Jesus adormece nos meus braços
E eu levo-o ao colo para casa.

……

Ele mora comigo na minha casa a meio do outeiro.
Ele é a Eterna Criança, o deus que faltava.
Ele é o humano que é natural,
Ele é o divino que sorri e que brinca.
E por isso é que eu sei com toda a certeza
Que ele é o Menino Jesus verdadeiro.

E a criança tão humana que é divina
É esta minha quotidiana vida de poeta,
E é porque ele anda sempre comigo que eu sou poeta sempre.
E que o meu mínimo olhar
Me enche de sensação,
E o mais pequeno som, seja do que for,
Parece falar comigo.

A Criança Nova que habita onde vivo
Dá-me uma mão a mim
E a outra a tudo que existe
E assim vamos os três pelo caminho que houver,
Saltando e cantando e rindo
E gozando o nosso segredo comum
Que é o de saber por toda a parte
Que não há mistério no mundo
E que tudo vale a pena.

A Criança Eterna acompanha-me sempre.
A direcção do meu olhar é o seu dedo apontando.
O meu ouvido atento alegremente a todos os sons
São as cócegas que ele me faz, brincando, nas orelhas.

Damo-nos tão bem um com o outro
Na companhia de tudo
Que nunca pensamos um no outro,
Mas vivemos juntos e dois
Com um acordo íntimo
Como a mão direita e a esquerda.

Ao anoitecer brincamos as cinco pedrinhas
No degrau da porta de casa,
Graves como convém a um deus e a um poeta,
E como se cada pedra
Fosse todo um universo
E fosse por isso um grande perigo para ela
Deixá-la cair no chão.

Depois eu conto-lhe histórias das coisas só dos homens
E ele sorri, porque tudo é incrível.
Ri dos reis e dos que não são reis,
E tem pena de ouvir falar das guerras,
E dos comércios, e dos navios
Que ficam fumo no ar dos altos mares.
Porque ele sabe que tudo isso falta àquela verdade
Que uma flor tem ao florescer
E que anda com a luz do Sol
A variar os montes e os vales
E a fazer doer aos olhos os muros caiados.

Depois ele adormece e eu deito-o.
Levo-o ao colo para dentro de casa
E deito-o, despindo-o lentamente
E como seguindo um ritual muito limpo
E todo materno até ele estar nu.

Ele dorme dentro da minha alma
E às vezes acorda de noite
E brinca com os meus sonhos.
Vira uns de pernas para o ar,
Põe uns em cima dos outros
E bate as palmas sozinho
Sorrindo para o meu sono.

……

Quando eu morrer, filhinho,
Seja eu a criança, o mais pequeno.
Pega-me tu ao colo
E leva-me para dentro da tua casa.
Despe o meu ser cansado e humano
E deita-me na tua cama.
E conta-me histórias, caso eu acorde,
Para eu tornar a adormecer.
E dá-me sonhos teus para eu brincar
Até que nasça qualquer dia
Que tu sabes qual é.

……

Esta é a história do meu Menino Jesus.
Por que razão que se perceba
Não há-de ser ela mais verdadeira
Que tudo quanto os filósofos pensam
E tudo quanto as religiões ensinam?

 

s.d.
“O Guardador de Rebanhos”. In Poemas de Alberto Caeiro. Fernando Pessoa. (Nota explicativa e notas de João Gaspar Simões e Luiz de Montalvor.) Lisboa: Ática, 1946 (10ª ed. 1993). – 32.
“O Guardador de Rebanhos”. 1ª publ. in Presença, nº 30. Coimbra: Jan.-Fev. 1931.

Toda poesia de Alberto Caeiro

As Edições Textos para Reflexão voltam a publicar Fernando Pessoa, ou melhor, Mestre Caeiro. Em Toda poesia de Alberto Caeiro temos ao todo 3 livros – O Guardador de Rebanhos, O Pastor Amoroso e Poemas Inconjuntos –, além de diversos textos adicionais.

» Um livro digital já disponível para o Amazon Kindle e o Kobo

 

O Textos para Reflexão é um blog que fala sobre espiritualidade, filosofia, ciência e religião. Da autoria de Rafael Arrais (raph.com.br). Também faz parte do Projeto Mayhem.

***

» Ver todos os posts da coluna Textos para Reflexão no TdC

» Veja também nossa página no Facebook

 

Este post tem 11 comentários

  1. Yissai

    Poema foda!

    Maria Bethânia declama versões desse poema lindamente. Basta procurar no youtube.

    1. Prouco

      Ou eu me engano, ou a Xuxa é envolvida em campanhas de inclusão de pessoas com deficiência.

      A coincidência da forma faz com que o símbolo se torne ainda mais charmoso, mas… dá uma procurada na forma de se dizer “Eu te amo” em LIBRAS.

  2. Douglas

    Lindo poema do Pessoa, quando li a primeira vez, não pude deixar de comparar o Deus velho que escarra e diz indecências com a “Autoridade” retratada no livro A Luneta Âmbar do Philip Pullman.

  3. Marcelo Zini

    Perfeito, muito bom!

  4. Marta Goto

    Li esse poema a muito tempo atrás, ele sempre me emociona!!! Uma vez, coloquei parte dele em cartões de Natal para as mães das crianças de um creche em que trabalhava e para muitas pessoas da minha família…. Não sei se compreenderam…nem me interessa! Só sinto uma felicidade imensa quando o leio.
    É meu Jesus menino, dentro do meu coração…aquele que encoraja a nunca deixar
    de ser menina e esquecer todos as “bobagens” que a sociedade decreta sobre todos nós.

  5. Matheus Marcos de Lucas

    Jesus – O Cristo; foi a mais lucrativa obra de ficção literária já escrita.
    E o pior é que 1,2 bilhões acreditam que ,existiu fisicamente, tal ser.
    Róseos contos-de-fadas para crianças desprovidas de …
    Amigo, sai te tua infância mental, acorda !!!

  6. Felipe

    Sê conosco Deus Menino!

  7. Murillo Martins

    Po cara, que opinião maldosa essa sua. Não é isso não cara. se ta errado

  8. Rennan Torres

    simplesmente Pessoa

  9. Wilson

    A Evolução de Jesus.

    1) Todos os Espiritos são criados iguais, simples e ignorantes, sem conhecimentos e sem virtudes, os Espiritos evoluem pelo seu próprio esforço pessoal e sua luta, buscando seu aprimoramento Moral e Intelectual. Deus O Criador incriado não concede favores e nem privilégios para nenhum Espirito, cada Espirito evolui por si mesmo.
    Os Espiritos Superiores de hoje já foram no passado espíritos simples e ignorantes de evolução primaria e eles foram evoluindo gradativamente através de múltiplas reencarnações até se tornarem Espiritos Puros e Iluminados, e os espíritos inferiores de hoje serão no futuro Espiritos Superiores. Pelas reencarnações sucessivas os Espiritos humanos vão se depurando moralmente e intelectualmente, adquirindo mais Conhecimentos e mais Virtudes, partimos da impureza para a pureza, esse é o processo evolutivo.

    2)Deus é Justo e Imparcial e suas Leis naturais e imutáveis são iguais para todos os Espiritos, não existe espíritos privilegiados e nem espíritos especiais, todos são iguais perante as Leis do Criador.
    Deus não cria Espiritos Superiores, são os próprios espíritos que se fazem superiores pela Evolução moral e intelectual, porém a velocidade da evolução depende do uso do Livre arbítrio de cada espírito, nós Construímos a nossa Evolução, não existe mágicas para transformar Espiritos inferiores em Espiritos Superiores, a evolução é um processo individual de crescimento, no qual cada Espirito evolui pelo seu próprio esforço pessoal sem protecionismo divino.
    O Destino e a Evolução quem faz é o próprio Espirito é por isso que ele tem o livre arbítrio, que é a liberdade para pensar, sentir e agir.

    3) O Mestre Jesus já foi um Espirito simples e ignorante de evolução primaria, sem conhecimentos e sem virtudes, e quando Jesus era um Espirito inferior e atrasado ele cometeu seus erros e faltas no processo normal e natural da Evolução espiritual.
    Todo adulto antes de ser um adulto já foi uma criança.
    E toda criança vai crescer e ser torna um adulto.
    Todo professor antes de ser um professor já foi um aluno.
    Toda árvore antes de ser uma árvore já foi uma semente e toda semente vai evoluir até se tornar uma arvore, isso é Evolução.
    O Mestre Jesus já foi um espírito inferior e atrasado e ele já cometeu seus pecados morais na sua jornada evolutiva, podemos dizer que Jesus já foi um pecador.
    Quando os Espiritos são simples e ignorantes, eles não tem o senso moral e o senso intelectual desenvolvidos para discernirem sobre o bem e o mal, é pelas reencarnações sucessivas que os Espiritos vão gradativamente desenvolvendo a sua capacidade moral e intelectual de pensar, sentir e agir, vamos construindo lentamente a nossa Evolução através do uso do Livre arbítrio.
    Repetimos, os Espiritos Superiores e Puros de hoje já foram no passado espíritos inferiores, simples e ignorantes.

    4)Da mesma forma que o filtro tem a capacidade de depurar a água suja transformando em água limpa, as reencarnações sucessivas vai depurando gradativamente as impurezas morais dos Espiritos inferiores até eles se tornarem Espiritos Elevados e Puros.
    Partimos da impureza para a pureza.
    Temos que combater as nossas imperfeições morais, combater os maus pensamentos, combater os maus sentimentos, combater os maus desejos, combater os vícios e procurar ter Atitudes corretas e honestas, praticando a Caridade e o Amor.
    O Espirito se reencarna no mundo terra ou plano material é para VENCER e não ser um vencido, um fraco, um derrotado, um mimado, estamos na Evolução, para a Evolução , estamos evoluindo para nossa felicidade e libertação espiritual, o nosso DEVER é buscar a Luz, por que, nós somos filhos da Grande LUZ.
    Cada imperfeição moral é uma oportunidade de crescimento espiritual, cada vitoria sobre os maus pensamentos, sobre os maus desejos, sobre os vícios, sobre as atitudes negativas, é uma Vitoria para nossa Evolução e nossa felicidade futura, estamos no mundo terra é para Vencer e não para sermos vencidos.
    Deus não criou nenhum espírito para ser fraco, derrotado, viciado ou fracassado, Ele nos deu o Livre arbitrio para nós mesmos construir a nossa Evolução e Vitoria.

    5)Deus criou e cria ( a criação é permanente) todos os Espiritos iguais, simples e ignorantes, sem Conhecimentos e sem Virtudes, e todos evoluem pelas reencarnações sucessivas mediante seu esforço pessoal e sua luta, até se tornarem Espiritos Puros e Iluminados sem impurezas morais e intelectuais. Pelas reencarnações os espíritos vão se depurando e se elevando. Os Espiritos Superiores foram evoluindo como os outros espíritos, sem privilégios e sem favores, através de múltiplas reencarnações, um exemplo, o Mestre Jesus e o Mestre Buda já foram espíritos inferiores e atrasados de evolução primaria, e eles cometeram seus erros e faltas (pecados morais) na sua trajetória evolutiva para o Criador incriado.
    Jesus e Buda já foram pecadores.

    6) Quando Jesus era um Espirito simples e ignorante de evolução primaria, outros Espiritos já estavam numa faixa de maior Evolução moral e intelectual, portanto, Jesus já teve seus mentores espirituais, ou seja existe no Universo Espiritos mais evoluídos que Jesus,
    Procure raciocinar pela fé espírita e não pela fé religiosa, quando Jesus era um Espirito simples e ignorante, outros Espiritos já estavam numa faixa evolutiva superior, portanto, quando Jesus era um aluno outros Espiritos já estavam formados em Professores, deu para entender. Hoje Jesus é um Espirito altamente Puro e Superior, mais ele já foi um Espirito simples e ignorante.
    Deus não concede favores e nem privilégios para nenhum Espirito, as sua Leis naturais e imutáveis são IGUAIS para todos os Espiritos.
    Da mesma forma o Jesus salvador é outro erro, não existe salvação divina e nem condenações eternas, o que existe é a Evolução continua dos Espiritos pelas reencarnações sucessivas, cada Espirito vai se auto salvar ou se auto recompensar, conforme as suas Obras (pensamentos, sentimentos e atitudes) e é o próprio Espirito que vai se auto punir, quando ele pratica maldades, vícios e imoralidades.
    O Deus bíblico que realiza milagres é outra mentira, não existem milagres e nem fatos sobrenaturais no Universo, todos os fenômenos psíquicos e físicos são fenômenos NATURAIS regulados por leis naturais e imutáveis, que são as leis divinas.
    Tudo isso se resume na fé Racional que o Espiritismo desenvolve na mente das pessoas.

    7) O Mestre Jesus já teve muitas reencarnações e ele foi evoluindo como os outros espíritos. E quando Jesus era um Espirito simples e ignorante, ele cometeu seus erros e faltas no processo normal e natural da Evolução espiritual.
    Toda árvore antes de ser uma árvore já foi uma semente, e toda semente vai evoluir até se tornar uma árvore.

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta