O Livre Arbítrio na Cabalá

Em hebraico, a palavra Daat significa tanto “conhecimento” como “penetração”, sendo “penetração” a tradução correta para a árvore localizada no centro do Gan Eden. Ao experimentar o fruto da Árvore da Penetração do Bem e do Mal, Adam (Adão) e Chavá (Eva) foram “penetrados” pela dualidade, pela percepção do universo partido e, a partir desse momento, a energia da contra inteligência, identificada como Satan, entrou no mundo.

Satan, para a Cabala, não é uma entidade, mas uma inteligência (ou melhor, uma contra-inteligência) presente em cada um de nós e que alimenta a nossa reatividade (a nossa má inclinação) e, deste modo, nos distancia mais e mais da Unidade – a Luz Espiritual por trás de todas as coisas.

Interessante notar que a Árvore da Vida nada mais é do que a metáfora para o momento em que o ser humano adquiriu o livre arbítrio, o direito de escolher seu destino, saindo do seu “cercadinho”, que era o Paraíso, onde ficava “debaixo das asas” de Deus, para ter de se virar por conta própria.

Tal metáfora pode ser comparada com a evolução dos espíritos, que começa a ser explicada pelo espiritismo, onde as almas evoluem a partir dos minerais, passam para o reino vegetal e depois para o animal. As almas dos animais irracionais formam um conglomerado, uma espécie de bolsão de informações com as características de cada animal, que ficam sob responsabilidade de espíritos que chamamos de elementais. O espírito em formação vai adquirindo, progressivamente, experiência no domínio dos corpos e na formação de uma personalidade, e vai renascendo em animais cada vez mais complexos, por muito e muito tempo, até chegar aos animais domésticos mais próximos ao homem, como gatos e cachorros, para que se refine a personalidade e adquira aquele “traço humano” que vemos em alguns desses animais. Somente após atingir o estágio em que pode se encarnar como humano, a alma se torna responsável pelos seus atos, pois adquire o livre arbítrio, a consciência do EU SOU e do que o cerca, justamente a característica que nos torna humanos.

Este post tem 2 comentários

  1. zaca

    mas de acordo com varias escolas arcanas as almas , espiritos etc de animais vegetais sao diferentes da humana progredindo em sua localidade mas nunca se tornando humana

  2. Franco-Atirador

    Errado. A energia satânica não “entrou no mundo a partir desse momento”, pois sua existência é fundamental para a evolução espiritual dos animais, mas, a partir desse momento, nossa missão é controla-la.

Deixe uma resposta