O Jardim Filosofal

Vocês estão convidados para o lançamento do livro O JARDIM FILOSOFAL – Filosofia de Deuses e Demônios, com sessão de autógrafos com o autor, Adriano Camargo Monteiro,na Bienal do Livro de São Paulo, dia 16 de agosto de 2010, às 19 horas.
Neste seu quarto livro pela Madras Editora, Adriano Camargo Monteiro discorre de maneira filosófica, porém inteligível, sobre aquilo que é supostamente considerado proibido e perigoso, fazendo um jogo de ideias apológicas e críticas com os conceitos de certo e errado, de mal e bem, de demoníaco e divino, de bestial e humano, etc. Com uma linguagem vivaz e estimulante que funde o metafórico com o literal, o mítico com o real e o metafísico com o material, a obra aborda questões importantes da atual sociedade e alguns dos principais tabus da civilização, procurando mostrar sua causa e sua influência nas principais esferas da vida. Nesta obra, o autor também propõe os meios para que os indivíduos libertem sua mente: pelo discernimento, pelo autodesenvolvimento, pela busca do conhecimento, pelo verdadeiro amor à sabedoria, pela fruição do prazer sadio e gratificante, pela expansão da consciência e pela vivência da filosofia draconiana. Visando ao estímulo psicomental do leitor, esta obra reprova a ignorância e faz também uma exaltada apologia ao conhecimento, aos livros, à cultura e às manifestações de Sofia, ou seja, a sabedoria na ciência, na filosofia, nas artes e na vida para a experiência da consciência individual e para a evolução pessoal.
Estarei lá.

Este post tem 19 comentários

  1. raph

    Encontrei esse release na web, pareceu interessante:

    “Neste seu quarto livro pela Madras Editora, Adriano Camargo Monteiro discorre de maneira filosófica, porém inteligível, sobre aquilo que é supostamente considerado proibido e perigoso, fazendo um jogo de ideias apológicas e críticas com os conceitos de certo e errado, de mal e bem, de demoníaco e divino, de bestial e humano, etc. Com uma linguagem vivaz e estimulante que funde o metafórico com o literal, o mítico com o real e o metafísico com o material, a obra aborda questões importantes da atual sociedade e alguns dos principais tabus da civilização, procurando mostrar sua causa e sua influência nas principais esferas da vida. Nesta obra, o autor também propõe os meios para que os indivíduos libertem sua mente: pelo discernimento, pelo autodesenvolvimento, pela busca do conhecimento, pelo verdadeiro amor à sabedoria, pela fruição do prazer sadio e gratificante, pela expansão da consciência e pela vivência da filosofia draconiana. Visando ao estímulo psicomental do leitor, esta obra reprova a ignorância e faz também uma exaltada apologia ao conhecimento, aos livros, à cultura e às manifestações de Sofia, ou seja, a sabedoria na ciência, na filosofia, nas artes e na vida para a experiência da consciência individual e para a evolução pessoal.”

    1. Tim

      Puts…o kra nem leu o post…rs

  2. Alexandre

    Poxa, tinham que organizar um evento com o Adriano Camargo, Marcelo, Acid, Lazaro Freire e outros e fazer uns painéis de debates.

    Obs. Para ficar divertido deveriam convidar tb o Pe. Quevedo.

    1. Onde? Quando? Estarei lá!

      Na medida do possível, procuro sempre encaixar os dessa turma a cada vez que vou à mídia ou recebo convites para a TV. Já levei o Wagner Borges na Gazeta e o Acid na MTV comigo, por exemplo. Infelizmente, não sou convidado tantas vezes assim. E ando lotado com a filosofia e a clinica cheia, e ainda pensando no mestrado. Mas chamando, dou um jeito e apareco.

  3. Tainã

    droga, fui na bienal sábado, ¬¬, mas blz, vlw pelo convite DD. a propósito, pq a Daemon ñ foi nessa Bienal e vcs vão ano q vem?

    @MDD – Não fomos porque este ano não tinha mais a “Travessa literária” que era o espaço de stands pequenos, de 9m a 15m… o mínimo era 25m… para a daemon, significaria a diferença de investimento de 20k para quase 40k, o que inviabilizou totalmente a nossa (e de várias editoras pequenas) ida à Bienal.

  4. Eduardo Peralta

    Saudações Marcelo,

    Em falando em livros, comprei um livro, traduzido, do italiano P. Borrelli, da editora “Hemus”, com o título: Alquimia Satanismo Cagliostro, Os fascinantes e misteriosos problemas do ocultismo. Você conhece? A obra deste autor é confiável? Indica?
    Agradeço desde já, Abração e Paz Profunda!!!

    @MDD – Nao conheço, mas ja que vc jah comprou, leia e me fale o que achou do conteúdo.

  5. Hendrio

    Porque na categoria “Ordens iniciáticas”?

    Mais um Easter Egg?

  6. Dan

    Lendo a sinopse do livro parece que vai ter o mesmo foco de todos os outros livros (tirando o Sistemagia). De novo.

    1. luana

      De novo? acho q não. tbem conheço todos os livros desse autor , o jardim filosofal tem infrmações novas, coisas diferentes, fala e se aprofunda sobre muitas coisas q naum tem nos livros anteriores. mais uma obra excelente do adriano, único escritor sobre esses assuntos no brasil. eu gostei!
      luana

      1. Dan

        Disse isso porque parece que o Adriano gosta mto dessa parte da crítica social. Tanto no “A Revolução Luciferiana”, que é basicamente focado nisso, quanto no “A Cabala Draconiana”, onde em todas as qliphots é feita uma analogia com a sociedade atual. Mas eu gosto mto dos livros do Adriano tbm. Como eu disse, lendo a sinopse do livro é a impressão que passa, mas com certeza ta no top 5 da minha lista de livros a ler em seguida. =]~

  7. agora

    del debbio conheci esse sitio http://svmmvmbonvm.org/aum_muh.html , e encontrei bastante informação coerente, a princípio muita coisa avançada – conhece o sitio? sera que o conteúdo é confiavel?, falam tbm sobre uma data da transformação no ano de 2034 sabe algo sobre? obrigado!

    @MDD – eu prefiro que cada um leia a biografia do autor do site feita pelo próprio e tire suas próprias conclusões: http://macarlo.com/novaera/biovel.htm

  8. Aleff

    Com relação ao que foi dito pelo “agora” acima e a resposta sugestiva do Deldebbio, resolvi dar uma lida superficial. A autobiografia do cara me pareceu meio exegerada: “extraterrestre”, “Ex- dono de roça de Candomblé”, “membro de uma ordem exorcista”, “Católico Apostólico Romano”, “Yogi”, etc. Achei muito surreal!
    Entretanto, alguns artigos dele são bons. hehe

  9. Apollon

    Caro Alexandre
    Sobre o que você disse:
    Poxa, tinham que organizar um evento com o Adriano Camargo, Marcelo, Acid, Lazaro Freire e outros e fazer uns painéis de debates.

    Obs. Para ficar divertido deveriam convidar tb o Pe. Quevedo.
    Eu digo a você que pessoas como o Adriano e eu que somos Luciferianos, não perdemos tempo indo a debates onde estaria o Padre Quevedo, pois as outras pessoas que vc falou tudo bem, mas o Padre Quevedo é um imbecil sem tamanho, sem cultura e falso parapsicólogo(eu sei porque eu sou parapsicólogo e não concordo com o Quevedo no que ele diz não existir) pois um verdadeiro parapsicólogo está sempre aberto para admitir o espiritual, o que não é o caso do Quevedo. O debate tmabém não é proveitoso, porque a maioria vai pelo achismo e cada um dá sua opinião, enquanto que eu e o Adriano como Luciferianos vamos pelo caminho do experimentei por mim mesmo, vi os resultados e por isso sei que existe e que funciona entendeu?
    Abraços
    Apollon

    @MDD – entao voce seria massacrado pelo padre Quevedo em um debate, porque ele é inteligentíssimo e voce o subestima por conta do personagem que ele inventou… o Quevedo é o chefe da Inquisição aqui na América do Sul, e entende MUITO de tudo que está relacionado a ocultismo… o que ele faz magistralmente chama-se “desinformação”.
    Estou arrumando de fazer um Simpósio de hermetismo ainda este ano. Não marquem nada para a agenda de vocês pros dias 13-15 de Novembro (o feriadão). Assim que eu confirmar o local eu anunciarei aqui no blog.

  10. Victor

    Marcelo, Comprei o livro e estou feliz : ) Apesar de eu ser leigo em ocultismo o livro é bem simples, de fácil compreensão e abrangente. Eu estou no começo ainda e tenho 2 pequenas duvidas.
    Na segunda página o autos cita Teseu e o mito do labirinto do minotauro, ele diz que foi necessário o fio de Ariadne que ele diz ser “a criatividade, a inspiração e a inteligência” para que Teseu pudesse sair do labirinto. Tem como você fazer um post um dia esclarecendo esse mito e “descobrir” as metáforas? eu procurei na internet o texto integral mas eu não achei, todos são bem resumidos e eu n consegui entender.

    A segunda duvida é bem simples, é sobre quando ele diz:
    “Ler e escrever são capacidades adquiridas com prática, com muita leitura e interpretação… … E, é claro, com uma pequena “oferenda” ao deus Mercúrio!”
    O que ele quis dizer sobre Mércurio? que oferenda é essa? Eu dei uma pesquisada no google e vi que Mercúrio é o deus do comercio, acredito que ele não quis dizer que essa “oferenda” seja o preço (econômico) a pagar pelo conhecimento.

    @MDD – Mercúrio é o Deus do conhecimento, o mensageiro entre os deuses e os humanos.

  11. Vinicius Lira

    Li a autobiografia que o Marcelo postou acima e dei altas gargalhadas aushduashdaus

  12. Adilson S. Pereira

    comprei meu livro na bienal, autografado.e ainda conversei c/ o autor, o kra entende muito, é muito inteligente e educado e o livro é exelente, muita informação e muitas sacadas..

  13. Sérgio Silva

    ele é o kra! sabe pra carai! livro muito bom! esse adriano rulez!

  14. Amigato

    Realmente, o Quevedo faz falta num debate sério pois é inteligentíssimo e seus argumentos convincentes, retirando fatos inexplicaveis de maneira natural p/ explicá-los à luz da Ciencia e da Parapsicologia. Por quê explicar pelo sobrenatural o que tem explicação racional e natural ?!

    @MDD – Caramba… o CLAP anda vigiando o Teoria da Conspiração agora? Cool… falem sobre a gente no próximo relatório que o Quevedo mandar pro Papa.

  15. eu

    Olá. Gostaria de saber se a capa do livro retrata o rabo de um pterossauro. Pode parecer bobagem o que eu digo, mas o rabo de alguns pterossauros eram bem parecidos com o que está ilustrado na capa. Como o autor parece apreciar seres dracônicos e afins, não acho que seja impossível.
    Um abraço, mta paz e saúde a todos.
    PS: Quero saber isso pq amo pterossauros. XD

    @MDD – Olha, sinto desapontá-lo, mas o rabo que aparece é o da serpente do éden, ou do dragão tradicional, escapando do jardim.

Deixe uma resposta