Mapa Astral de Gurdjieff

Mapa Astral de Gurdjieff

Georgii Ivanovich Gurdzhiev, mestre espiritual greco-armênio, era uma figura enigmática e uma força influente no panorama dos novos ensinamentos religiosos e psicológicos, mais como um patriarca do que como um místico Cristão, era considerado, por aqueles que o conheceram, como um incomparável “despertador” de homens. Trouxe para o Ocidente um modelo de conhecimento esotérico e deixou atrás de si uma metodologia específica para o desenvolvimento da consciência.

O ensinamento de Gurdjieff foi transmitido de forma clara para o Ocidente por seu discípulo, Peter Ouspensky, a quem o Mestre permitiu que fossem tomadas notas de suas conferências em Moscou, São Petersburgo e outras cidades da Rússia. O fruto deste trabalho resultou no livro Fragmentos de um Ensinamento Desconhecido – Em Busca do Milagroso, que traça de forma didática as principais lições do mestre greco-armênio, então residente na Rússia. Mesmo separado posteriormente de seu instrutor, P.D. Ouspensky jamais deixou de orientar-se pelas lições tomadas pelo Mestre, particularmente em seu próprio círculo em Londres, onde desenvolvia o “trabalho”. Após sofrer um grave acidente automobilístico nos Estados Unidos em meados dos anos 30, Gurdjieff dedicou-se a escrever seus livros, dando origem à trilogia composta por Relatos de Belzebu a seu Neto, Encontros com Homens Notáveis e O Mundo só é Real quando eu Sou.

O segundo livro foi adaptado como um filme nos anos 80 por Peter Brooks – assessorado pela Sra. De Salzmann, sendo chamado, em inglês Meetings with Remarkable Men (em português, “Encontros com Homens Notáveis”).

Mapa Astral
O Mapa de Gurdjieff possui uma energia enorme de Capricórnio. Com Sol, Vênus, Júpiter e Marte neste signo puro; Ascendente em Câncer; Mercúrio em Capricórnio-Sagitário (Rainha de Moedas) e Lua em Sagitário-Capricórnio (Rainha de Moedas); Saturno em Escorpião; Urano em Câncer-Gêmeos (Rainha de Taças) e Caput Draconis em Libra.
Ele retrata as oitavas mais altas de capricórnio: o auto-conhecimento e a auto-disciplina, de uma forma “militar” e regrada na qual a pessoa é capaz de alcançar a iluminação eliminando todo e qualquer pedaço de “eu” que não esteja de acordo com a Verdadeira Vontade do ser.
O sistema de Gurdjieff parte do pressuposto de que os homens estão dormindo, são máquinas ambulantes que não sabem o que fazem. Isto porque o que geralmente achamos que é o “eu” é, na realidade, um conjunto de “eus” que povoam nossa mente, por isso temos que controlá-los através dos “eus-de-trabalho” e assim evitar cair na imaginação que, segundo Gurdjieff, nos afasta da presença.
Desta maneira, a energia de Capricórnio e da Rainha de Moedas atuam diretamente nesse modo de pensar e agir, coordenando e disciplinando estas partes do ser. O resultado final (Caput Draconis) foi canalizado nos ensinamentos que proferiu, ensinando este método a outras pessoas.

Este post tem 11 comentários

  1. Rodrigo

    Marcelo tenho dois mapas para pedir para voce, um deles eu não sei a data de nascimento mas sei que era maçom: J. M. Ragon otimo autor de livros sobre a maçonaria muito elogiado por Helena Blavatsky, o outro é de Robert Ambelaim que também era maçom, sei que o aniversario desse ultimo ainda esta longe mas fica marcado…hehe

  2. Yuri

    Não conheço muito bem ele, mas no “Kaos, o Jogo” do ano passado recebi esses conselhos dele, gostaria de compartilhar.

    Sugestões de Guerdjef:

    1) Faça pausas de dez minutos a cada duas horas de trabalho, no máximo.
    Repita essas pausas na vida diária e pense em você, analisando suas
    atitudes.

    2) Aprenda a dizer não, sem se sentir culpado ou achar que magoou.
    Querer agradar a todos é um desgaste enorme.

    3) Planeje seu dia, sim, mas deixe sempre um bom espaço para o improviso,
    consciente de que nem tudo depende de você.

    4) Concentre-se em apenas uma tarefa de cada vez.
    Por mais ágeis que sejam os seus quadros mentais, você se exaure.

    5) Esqueça, de uma vez por todas, que você é imprescindível.
    No trabalho, casa, no grupo habitual. Por mais que isso lhe desagrade,
    tudo anda sem a sua atuação, a não ser você mesmo.

    6) Abra mão de ser o responsável pelo prazer de todos.
    Não é você a fonte dos desejos, o eterno mestre de cerimônias.

    7) Peça ajuda sempre que necessário, tendo o bom senso
    de pedir às pessoas certas.

    8) Diferencie problemas reais de problemas imaginários e
    elimine-os porque são pura perda de tempo e ocupam um espaço mental precioso
    para coisas mais importantes.

    9) Tente descobrir o prazer de fatos cotidianos como dormir, comer e
    tomar banho, sem também achar que é o máximo a se conseguir na vida.

    10) Evite se envolver na ansiedade e tensão alheias enquanto há ansiedade e
    tensão. Espere um pouco e depois retome o diálogo, a ação.

    11) Família não é você, está junto de você, compõe o seu mundo,
    mas não é a sua própria identidade.

    12) Entenda que princípios e convicções fechadas podem ser um grande peso,
    a trave do movimento e da busca.

    13) É preciso ter sempre alguém em que se possa confiar e falar abertamente
    ao menos num raio de cem quilômetros. Não adianta estar mais longe.

    14) Saiba a hora certa de sair de cena, de retirar-se do palco, de deixar
    a roda. Nunca perca o sentido da importância sutil de uma saída discreta.

    15) Não queira saber se falaram mal de você e nem se atormente com esse
    lixo mental; escute o que falaram bem, com reserva analítica, sem qualquer
    convencimento.

    16) Competir no lazer, no trabalho, na vida a dois, é ótimo…
    para quem quer ficar esgotado e perder o melhor.

    17) A rigidez é boa na pedra, não no homem. A ele cabe firmeza,
    o que é muito diferente.

    18) Uma hora de intenso prazer substitui com folga 3 horas de sono perdido.
    O prazer recompõe mais que o sono. Logo, não perca uma oportunidade de
    divertir-se.

    19) Não abandone suas 3 grandes e inabaláveis amigas: a intuição,
    a inocência e a fé!

    20) E entenda de uma vez por todas, definitiva e conclusivamente:
    VOCÊ É O QUE SE FIZER SER!

  3. BethLui

    Também acho interessante notar o Ascendente em conjunção com Urano, o que deve ter ajudado a torná-lo uma pessoa difícil de definir e com métodos imprevisíveis e muitas vezes tidos como anárquicos ou grosseiros.

  4. Dialuana

    Yuri! Obrigada, por compartilhar!

  5. Juliano

    Assisti o filme “Encontros com Homens Notáveis”, comecei a ler “Fragmentos de um Ensinamento Desconhecido” e comprei “Relatos de Belzebu a seu Neto” (estou ainda no início do segundo capítulo).
    Sinto que de uma estranha maneira, o ensinamento dele me encanta.

  6. Tomás

    Quantos graus um signo precisa ter para ele ser puro?

    @MDD – De 6 a 24 graus, nas escolas que eu estudo.

  7. Omar

    Muito bom.

    Que tal fazer o mapa de Serge Raynaud de la Ferrière?
    Ele também ajudou a validar a astrologia (entre outras cosas)

  8. Rodrigo

    Marcelo tem um mapa que eu agradeceria muito que voce fizesse é do mistico Grigori Rasputin, ele nasceu no dia 22 de janeiro…é ta perto por favor faz um bom tempo que eu tento lembrar para pedir ele aqui..sei que em cima da hora mas ta valendo.

  9. Lucas

    Salve, MDD.
    Nos mapas que você posta eu sempre vejo os planetas muito bem distribuídos, habitando diversas casas na carta astral. Porém quando olho pro meu, vejo os planetas todos juntinhos, praticamente aninhados no intervalo entre as casas 10 e 12.
    Na interpretação que recebi através da hospitalaria fala muito sobre grupos, sobre atuar dentro de um grupo e em benefício deste, o interessante é que eu sou a pessoa mais anti-social que conheço, se tem uma coisa que me intimida são os grupos de pessoas.

    @MDD – Para se lidar com grandes grupos de pessoas e carreiras, não necessariamente se tem que interagir com todos eles. Casa 10 é de carreira e 12 é de amizades, grupos e fraternidades. Significam interação com grupos voltados para contato profissional.

  10. Bruno

    Gurdjieff era espetacular, um dos iluminados mais peculiares que ja apareceram. Vale a pena ler o livro do Ouspensky chamado “Fragmentos de Um Ensinamento Desconhecido” é onde ele explica muito bem a teoria dos homens mecanicos.

    Falando em Gurdjieff, poderia fazer um post sobre Eneagrama, até onde eu pude testar, funciona realmente muito bem, gostaria de ler um estudo mais aprofundado com o a relação dos tipos do eneagrama com a árvore da vida e elementos.

  11. Gurdjieff

    “Falando de um modo geral, deve ser entendido que o eneagrama é um símbolo universal. Todo o conhecimento pode ser incluído na enneagram e com a ajuda de eneagramas pode ser interpretada.” – Gurdjieff

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta