Lançamento: Ad infinitum

Hoje, 13.01.13, lancei meu livro, Ad infinitum.

Quando comecei a escrevê-lo, em meados de 2009, não fazia ideia de que hoje existiria um serviço como o Clube de Autores, que permite que lancemos um livro com o controle total do resultado final, de cada vírgula do texto a diagramação da capa, contracapa e orelhas. Tampouco poderia prever que hoje teria uma página do meu blog, no Facebook, com quase 3 mil seguidores; ou que meu próprio blog, o Textos para Reflexão, teria uma média de visitas diárias de mais de mil acessos; muito menos que seria um colunista regular de um grande portal de ocultismo e espiritualidade, o Teoria da Conspiração [1].

Quando a ideia para este livro me veio, martelando a cabeça, quis que fosse embora. Daria muito trabalho levá-la adiante. Quando finalmente comecei a escrever, tive medo de não estar à altura da tarefa. Quando enviei os primeiros dois capítulos a leitores que considero cultos e exigentes, e eles gostaram do que leram, tive medo de não saber como terminar o restante do livro. Agora, no entanto, me sinto aliviado, realizado. Este livro não é mais uma questão minha, não é mais o meu livro, mas o livro de vocês, leitores. O que virá daqui para frente dependerá muito mais de vocês do que de mim.

Com este livro, procurei demonstrar como num diálogo amigável de quatro personagens com crenças e descrenças diversas, ainda assim podemos chegar a grandiosos acordos. E, mesmo quando não chegamos a um acordo geral, nada deveria indicar que um desacordo de crenças e ideias leva, necessariamente, a inimizades.

A existência é muito grandiosa, complexa, inefável e brutal, para que percamos tempo em brigas inúteis. Os personagens no fim são todos aspectos de mim mesmo (e de todos nós, quem sabe) que são capazes de se tornar amigos uns dos outros: uma filósofa, um cético, um espiritualista, um crente. Por que não?

Neste livro falaremos de Deus, do Cosmos, de fé e razão, ciência e religião, arte e espiritualidade, filosofia e ceticismo, etc. Tudo para que estas ideias possam melhorar a vizinhança.

Já me disseram que meus textos mudam as pessoas. Não é verdade: as pessoas é que mudam elas mesmas, e a vizinhança em torno (e quem sabe o mundo todo), quando mudam seu pensamento. O que escrevo sobre os ombros de gigantes, como Benedito Espinosa, Hermes Trimegisto, Carl Sagan e Gibran Khalil Gibran, dentre outros, é apenas uma mensagem. Uma luz. Reflitam adiante, ad infinitum!

» Comprar o livro no Clube de Autores

***

» Baixe gratuitamente uma amostra do livro (25 páginas, PDF)

» Saiba mais sobre o Projeto Ouroboros, que deu origem ao livro

» Conheça a simbologia do Ouroboros e da Árvore da Vida (capa do livro)

» Veja a galeria do livro em nossa página no Facebook

***

Algumas perguntas e respostas sobre o livro:

Ele pode ser encontrado em livrarias?
Não. No momento só pode ser comprado pelo site do Clube de Autores.

Posso confiar neste site? Quais são as formas de pagamento e envio?
O Clube de Autores é a maior comunidade de autores do país, e vende livros por demanda, impressos com qualidade profissional. Você poderá pagar com cartões Visa e Mastercard, boleto bancário, PagSeguro e/ou transferências online. O livro impresso será enviado para seu endereço pelos Correios, sendo possível rastrear a encomenda a qualquer momento do processo. O eBook (livro digital) será disponibilizado para download imediatamente após a confirmação da compra.

Posso confiar na revisão e diagramação do livro?
O livro foi diagramado conforme exemplos de livros profissionais, composto com as fontes mais legíveis do mercado, e com os devidos cuidados de revisão gramatical. Você também pode conferir uma amostra do livro (25 páginas, PDF).

Posso confiar na qualidade do conteúdo?
Depende. Se você gosta do que escrevo em meu blog (Textos para Reflexão), é bem provável que o livro lhe agrade. Se, por outro lado, não conhece ainda o meu blog, talvez seja melhor primeiramente navegar por lá e ver se gosta do que tenho a refletir.

Você desistiu de tentar publicar o livro por uma editora de grande distribuição?
Pelo contrário, ainda nem comecei. Este será o segundo passo. O fato de o livro estar sendo vendido online não significa que eu tenha perdido os direitos sobre ele. Pelo contrato do Clube de Autores, posso cancelar a venda a qualquer momento, e o farei, caso alguma boa editora se interesse por publicá-lo. Mas, se nenhuma se interessar, fato é que os leitores do meu blog já terão acesso a ele, e isso já é suficientemente extraordinário para mim.

***

“Gostei do livro! Como posso ajudar a divulgá-lo?”

1 – Boca a boca: é a alma do negócio!

2 – Você pode entrar na página dele no Clube de Autores e comentar, ou avaliar (clicando nas estrelinhas), ou recomendar nas redes sociais, etc.

3 – Você pode tirar uma foto sua com o livro nas mãos (mesmo sendo a versão eBook), e nos enviar por nossa página no Facebook (clique em mensagens e mande uma mensagem com a imagem em anexo). Contanto que dê permissão para que eu possa publicar sua foto nas galerias de imagens por lá. Acredite, isto já será uma baita ajuda…

4 – Você pode comprar outros livros e dar de presente para quem ama.

5 – Caso seja amigo de algum editor, você pode recomendar o livro a sua editora (contanto que ela tenha uma boa distribuição nas livrarias).

6 – Você pode ajudar de alguma outra forma criativa, que não consta nesta lista, contanto que seja de coração…

***

[1] Não poderia deixar de agradecer imensamente ao irmão Del Debbio pela oportunidade, assim como aos demais colunistas.

Este post tem 12 comentários

  1. Tomás

    Meus parabéns pelo livro e que venham outros!
    Obrigado por escrever gratuitamente no seu blog e aqui. Eles são sempre uma fonte de inspiração e aprendizado para mim.
    Aliás, só uma pequena crítica, fui tentar ver as primeiras páginas do seu livro e (ao menos para mim) a imagem das páginas estão muito pequenas dificultando demais a leitura.

    @raph – Oi Tomás, muito obrigado. Realmente aquele preview do Clube de Autores é meio fraquinho, mas eu ainda devo lançar um PDF de “degustação” com as primeiras 25 páginas, para download gratuito. Se demorar muito pode me cobrar 🙂 Abs.

  2. Angel Miríade

    Rafael, por acaso esse filme foi inspirado no filme “Ponto de Mutação”? Que também é um diálogo sobre questões existenciais, mas entre um político, um poeta e uma cientista.

    @raph – Eu nunca li “Ponto de Mutação”, mas li, por exemplo, “Conversa sobre a fé e a ciência”, onde Marcelo Gleiser (físico) e Frei Betto (religioso) dialogam intermediados pelo espiritualista Waldemar Falcão. Mas este livro saiu já depois de eu haver começado a escrever o meu… Em todo caso, existem alguns bons livros com diálogos do tipo. Minha maior inspiração foi, no entanto, o estilo dos diálogos nos livros de Platão. Abs.

  3. Alexp

    Salve!

    Comprado! Sucesso pra você meu caro!

    Grande abraço!

    @raph – Obrigado! Se quiserem comentar depois o que acharam, seria interessante que o fizessem diretamente na página onde o livro é vendido, no site do Clube de Autores 🙂 Abs.

  4. Victor Mantovani

    Parabens pelo livro Raff, vou comprar na primeira oportunidade,já acompanho o blog a algum tempo e tenho certeza que o livro de estar muito bom

    @raph – Obrigado. Se você já gosta desta coluna ou do meu blog, é muito provável que vá gostar ainda mais do livro. O cuidado com a escrita, revisão, referências, etc. nele foi algo como 5x maior do que com o blog 🙂 Abs!

  5. Daniela

    Parabéns raph! Tem alguma chance de eu conseguir uma cópia autografada? 🙂

    @raph – Eu devo comparecer ao próximo Simpósio de Hermetismo, em São Paulo (este ano ainda)… Quem quer que me aborde por lá com o livro em mãos, terei o maior prazer em autografar 🙂 Bjs.

  6. Nayara Stelmach

    Amei as primeiras 25 páginas. Já estou efetuando a compra do e-book.
    Meus parabéns, fazia tempo que não saía uma obra boa assim no mercado.

    @raph – Obrigado, ela foi escrita sobre os ombros de gigantes 🙂

  7. Roberto

    Raph!!! Parabéns pelo livro, com certeza vou compra-lo.

    Adorei a capa. Minha esposa queria fazer exatamente essa tatuagem a um tempo atrás (só não o fez ainda por falta de dinheiro)…

    Agora uma sugestão: você ou o mano Marcelo (ou ambos), já assitiram o filme As Aventuras de Pi? Por favor o façam! Tenho certeza que um post magnífico irá sair sobre esse filme que é muito, mas muito bom (deveria ser fundamental para qualquer pessoa interessada em ocultismo, religiões e magia… ou simplesmente para qualquer pessoa mesmo, desde pessoas de fé, buscadores, ateus e crentes).

    Fraternais abraços!

    @raph – Obrigado Roberto, sua esposa tem muito bom gosto para simbologias 🙂

    Quanto ao “Aventuras de Pi”, já vi e gostei muito. Mas gostei ainda mais do “A Viagem (Cloud Atlas)”, que estreou recentemente. Não sou muito bom com resenhas de filmes, mas estou no aguardo do que o Acid0, do Saindo da Matriz, terá a dizer sobre eles… Abs!

    1. Rato Saltador

      Aaeeehh!! Estava esperando ouvir uma opinião sobre Cloud Atlas para decidir se iria ou não assistir. Confesso que até o momento estava um pouco tenso com esse filme, pareceu-me uma mistura muito grande de elementos diferentes que poderia tanto dar muito certo como muito errado. Mto grato, Raph.

      E para não fugir do assunto do post, parabéns pelo livro! Vou comprar logo logo e te dou um retorno na página do Clube dos Autores.

      Abs!

      @raph – Valeu Saltador. Realmente o Cloud Atlas (*) poderia ser bem melhor e menos confuso, principalmente no início, mas lá pelo final tenho certeza de que não vai se arrepender de ter passado praticamente 3 horas no cinema! As mensagens do filme são o ponto alto…

      Sobre o livro, certamente vou querer saber sua opinião, afinal você é um dos “comentadores” mais assíduos do Textos para Reflexão 🙂 Mas vai ser melhor comentar direto no site do Clube de Autores mesmo, neste caso 🙂 Abs!

      (*) Aliás meu livro tem muito a ver com ele. Com alguns ajustes, poderia lançar um daqueles livros “O Cloud Atlas e a Filosofia”, hahaha, venderia bem eu acho :p

  8. Paulo

    Raph, parabéns pelo livro!!!

    Li a degustação e gostei muito! Lembrei de quando tinha uns 11 anos e tive esse debate da “Causa Primeira” com meu pai. =p

    Já comprei a versão online para meu kindle e a impressa para presentear minha esposa.

    Parabéns novamente e sucesso!

    @raph – Obrigado Paulo!

    Depois me fala o que achou de ler no kindle, se tem algum problema. Se você comprou hoje já deve receber a versão 1.1 do eBook:

    “*Nova versão (1.1) do eBook: (1) Adicionados links no Sumário que levam ao início dos respectivos capítulos; (2) Adicionados links em cada nota ao longo do livro, que levam até a respectiva nota na seção de Notas; (3) Cada nota na seção de Notas agora tem um link de “voltar” ao final, que leva de volta a respectiva referência ao longo do texto do livro. Agradecimentos a Bruno Cobbi pelas dicas!”

    Abs.

  9. Elisa Cardehari

    Parabéns pelo sucesso,como gosto de ler livro em mãos,vou comprar pelo site,adoro seu blog e leio todas as suas colunas.Abraço!

    @raph – Obrigado Elisa. Depois me conta o que achou (de preferência num comentário na própria página onde o livro é vendido) 🙂 Abs!

  10. AD&D

    Parabéns raph, aprecio muito seu estilo de escrever, principalmente como consegue unir a filosofia e espiritualidade de uma forma tão eficiente, seus textos já me somaram muito.

    ..passou pela minha cabeça em perguntar se não era “possível”(para não dizer viável) fazer uma versão eletrônica, e pra minha surpresa ai está (;

    @raph – Obrigado!

    Sobre o eBook: Sim vende em PDF e sai bem mais em conta. Um dia talvez faça uma versão em .epub, mas dá muito trabalho, por enquanto acho que não tem tanta gente com Kindles e eReaders da vida para que compense criar uma versão .epub, e acredito que a legibilidade do PDF esteja boa mesmo em Tablets… Só não vai rolar de ler em tela de smartphone, eu acho 🙂

    1. AD&D

      Em PDF já está ótimo, tenho preferência pela leitura “no monitor” do que a impressa, por isso a minha felicidade com a opção, adquirir versão impressa seria menos “motivador” pra mim. Além de sair bem mais em conta como disse.

      Passarei ele na frente da lista de leitura e deixo minha opinião lá no site (;
      Abraço.

      @raph – Obrigado 🙂 Não esqueça que dá para ver a amostra grátis e se decidir melhor se é algo que pode interessar (mas acho que para os leitores do TdC, deva ser): http://www.raph.com.br/tpr/livros/Adinfinitum_amostragratis.pdf Abs.

Deixe uma resposta