Hipátia de Alexandria

Hipátia de Alexandria


Quando tive a idéia de escrever sobre a vida das Grandes Mulheres do Passado a primeira personagem real que me veio à cabeça foi Hipátia de Alexandria. Me lembro do dia que li sobre ela em um de meus livros relacionado ao Império Romano. Havia apenas um pequeno parágrafo… a sensação que passava era de que só estava ali para preencher espaço e dizia apenas: Hipátia de Alexandria, matemática e filósofa, foi diretora da Academia de Alexandria (Biblioteca de Alexandria) e morreu em 415. Nada mais, apenas essa curta frase, porém foi o suficiente para despertar em mim a curiosidade. Afinal, quem fora essa mulher que não só fora matemática e filósofa numa época impensável para as mulheres exercerem tais funções, como chegou a ser diretora de uma das maiores escolas da antiguidade?! Dali para frente procurei pesquisar tudo o que podia. Infelizmente não nos chegou muito sobre a vida dessa Grande Mulher, mas o que temos vale como lição para se carregar para sempre.

Hipátia nasceu em Alexandria por volta do ano 370 D.C. Para aqueles que não lembram, Alexandria é uma cidade do Egito e foi fundada por Alexandre da Macedônia, popularmente conhecido como Alexandre, O Grande.
Na antiguidade Alexandria foi um grande pólo de cultura e livre expressão, mas, na época em que Hipátia nasceu, a cidade encontrava-se em uma disputa entre a Igreja Católica, que crescia em poder rapidamente, e as correntes filosóficas que punham em cheque as doutrinas da nova religião.
Filha de Theon, filósofo, matemático e astrônomo, diretor do Museu de Alexandria; Hipátia creceu em um ambiente cercado de cultura sendo guiada por seu pai nos estudos da Matemática e Filosofia. Ele acreditava no ideal grego da “mente sã em um corpo sadio” (“men sana in corpore sano”) estimulando a filha a exercitar tanto a mente como o corpo, contam as lendas que ele desejava torna-la “um ser perfeito”.
Ainda jovem viajou a Atenas para complementar seus estudos. Era conhecida na Grécia como “A Filósofa”, já demonstrando cedo sua profunda sabedoria. Sócrates Escolástico relata:
“Havia em Alexandria uma mulher chamada Hipátia, filha do filósofo Theon, que fez tantas realizações em literatura e ciência que ultrapassou todos os filósofos de seu tempo. Tendo progredido na escola de Platão e Plotino, ela explicava os princípios da filosofia a quem a ouvisse, e muitos vinham de longe para receber seus ensinamentos.”
Ainda em Atenas tornou-se discípula na Escola de Plutarco e professava ensinamentos Neoplatônicos. Ao retornar a sua pátria, foi convidada para assumir uma cadeira na Academia de Alexandria como professora. Por volta dos 30 anos, tornou-se diretora da Academia. Seus conhecimentos abrangiam a Filosofia, a Matemática, Astronomia, Religião, poesia e artes. Era versada em oratória e retórica. Escreveu diversos livros e tratados sobre álgebra e aritmética. Seu interesse por mecânica e tecnologia a levaram a conceber instrumentos utilizados na Física e na Astronomia, como o astrolábio plano, o planisfério e um hidrômetro. Infelizmente suas obras foram perdidas durante o incêndio que destruiu a Biblioteca de Alexandria. Tudo o que chegou-nos vem através de suas correspondências. Um de seus alunos Hesíquio o hebreu, escreveu:
“Vestida com o manto dos filósofos, abrindo caminho no meio da cidade, explicava publicamente os escritos de Platão e de Aristóteles, ou de qualquer filósofo a todos os que a quisessem ouvi-la… Os magistrados costumavam consulta-la em primeiro lugar para administração dos assuntos da cidade”.
Hipátia foi uma Grande Mulher que nasceu na época errada. Sua defesa fervorosa ao livre pensamento, seus ensinamentos Neoplatônicos, sua observação de que o universo era regido pela leis da matemática a caracterizaram como herege em um momento onde o Cristianismo triunfava sobre o Paganismo. Enquanto Orestes, um ex-aluno, fora prefeito da cidade, sua vida estivera protegida. Mas quando Cirilo tornou-se bispo de Alexandria, determinado a destruir todo o movimento pagão, sua morte foi anunciada.
Em uma tarde de 415 D.C. retornando a sua casa, Hipátia foi abordada por uma turba de cristãos furiosos que a arrancaram de sua carruagem, arrastaram-na para uma igreja e lá rasgaram-lhe as roupas deixando-a completamente nua e assim puseram-se a retalhar seu corpo esfolando-lhe a carne de seus ossos utilizando para isso cascas de ostras afiadas. Por fim desmembraram-lhe o corpo e os atiraram as chamas.
Morria com ela toda uma era de liberdade e florescimento filosófico e cultural em Alexandria e certamente para todos que viviam sobre a espada afiada da nova religião.
Carl Sagan escreveu em seu livro Cosmos:
“Há cerca de 2000 anos, emergiu uma civilização científica esplêndida na nossa história, e sua base era em Alexandria. Apesar das grandes chances de florescer, ela decaiu. Sua última cientista foi uma mulher, considerada pagã. Seu nome era Hipátia. Com uma sociedade conservadora a respeito do trabalho da mulher e do seu papel, com o aumento progressivo do poder da Igreja, formadora de opiniões e conservadora quanto à ciências, e devido a Alexandria estar sob o domínio romano, após o assassinato de Hipátia, em 415, essa biblioteca foi destruída. Milhares dos preciosos documentos dessa biblioteca foram em grande parte queimados e perdidos para sempre, e com ela todo o progresso científico e filosófico da época.”
Essa Grande Mulher nutriu toda uma época com a luz do conhecimento e do saber. Calaram-lhe a voz e empurraram sua lembrança para as profundezas do esquecimento. Mas, dois milênios não foram suficientes para apagá-la da memória de todos os famintos pela verdade. Hipátia retorna forte e vibrante ao alcance daqueles que buscam por seus ensinamentos. Ainda há pouco, enquanto terminava minha última pesquisa para esse artigo, me deparei com a notícia de que o diretor Alejandro Amenábar recentemente lançou no festival de Cannes o filme Ágora, que conta ao mundo a vida de Hipátia de Alexandria.
Texto da coluna Alma Mater, do Nerd Somos Nozes

Este post tem 77 comentários

  1. Duende

    vale uma placa motivacional:
    Em uma tarde de 415 D.C. retornando a sua casa, Hipátia foi abordada por uma turba de cristãos furiosos que a arrancaram de sua carruagem, arrastaram-na para uma igreja e lá rasgaram-lhe as roupas deixando-a completamente nua e assim puseram-se a retalhar seu corpo esfolando-lhe a carne de seus ossos utilizando para isso cascas de ostras afiadas. Por fim desmembraram-lhe o corpo e os atiraram as chamas.
    CATOLICISMO – VOCÊ ESTÁ FAZENDO ISSO CORRETO

  2. Edujanu

    Marcelo existiu algum Avatar do sexo feminino?
    @MDD – acho que não. Talvez o próximo 🙂

    1. Leon

      Sei que há um bom tempo vc vem se referendo ao possível próximo Avatar como sendo do sexo feminino(Korra talvez xD).
      Mas pq essa ausência de Mulheres Avatar na antiguidade?

  3. geansm

    Adoro História…

  4. Vagner-Sensei

    Ola
    Tiu Marcelo, Já ouviu falar de uma tal de Círculo Iniciático de Hermes (CIH) .
    Um frater meu descobriu esse site http://www.cih.org.br/ com essa Ordem.
    Parece que estuda Thelema e que o dono site não está “de bem” com a AMORC.
    Na verdade, gostaria de me queixar quanto a isso, tipo, é muito comum ver e ouvir muitos rosacruzes (pelo menos na região ond moro) falando mal da Filosofia do Alester Crowley, sem ne ao menos lerem seus livros.
    Crowley fez alguma coisa fora do “padrão” para a AMORC?
    Agradeço a ajuda Quanto qq informação sobre esse Ordem nova que “achamos”
    @MDD – A CIH é legal. O problema das ordens RC são os ex-católicos que entraram para a RC…

  5. LH"

    em off..
    minha mãe ta escutando na rádio aqui o Edir Macedo… ele acabou de falar no Grande Arquiteto do Universo, se referindo a Deus.. achei bem incomun, pois sou bem familiarizado com a IURD, frequentava quando criança, por obrigação… nunca vi se referirem à Deus dessa forma…
    @MDD – Valei-me Santa Bárbara!!! só me falta essa agora hehehe

  6. Tim

    Tio, vc tá devendo pelo menos três coisas:
    – o post sobre a concepção ritualística da piguxinha;
    – o parcelamento dos cursos em n vezes podendo ser feit pelo site;
    – informações sobre os dvd’s dos cursos!
    Abração

  7. DanyelKrishna

    Acho que para que o mal, as trevas, os ignorantes, prepotentes, mentirosos e ladrões imperem e dominem nosso mundo, basta que nós a última brigada do conhecimento nada façamos. Temos que tomar coragem e tentar de alguma forma romper com o novo movimento de “caça às bruxas” que começam a se levantar.
    As igrejas evangélicas desfecham ataques públicos e manipulativos contra os guardiões do verdadeiro conhecimento, tanto em seus templos quanto em mídia escrita e televisiva. Pior aliás que esses ataques, que tentam formar uma opinião pública negativa e ridicularizadora, é por parte de alguma delas (IURD, Silas malafaia, Igreja internacional da Graça, Quadrangular, etc) da utilização da MAGIA de forma desvelada e NEGRA contra nós mesmos!!!! Quantas vezes eu vi as pessoas atraídas a esses templos terem suas mentes e vontades dominadas, distorcidas e suas vidas presas sob as correntes de suas egregoras? Mas nós estamos deixando…
    Na Inglaterra, nos idos da segunda guerra, os ocultistas, magos e senhores do controle das formas se reuniram e combateram Hitler e sua máquina de guerra espiritual e ele caiu… Vamos todos levantem-se!!! Passemos a combater em orações, em rituais, em comunicação com Deus, sua esfera de justiça e sua esfera da lei. Maçons, Rosacruzes, Templários, Thelemitas bem intecionados…não importa …Unam-se!!!
    O que não devemos e não podemos é deixar esses crápulas fazerem conosco o que fizeram com Hipátia. Saiam da teoria e vão à prática!!!!! Por que eles já começaram a praticar o destilar de seus venenos…

  8. Josilon

    Realmente uma grande mulher!
    com um fim triste.
    mais uma vez só a Igreja Católica para destruir tamanho conhecimento.
    texto muito interessante.

  9. Acauã Silva

    Eu sou Promethea… a mais ardente faísca das artes… sou toda a inspiração… todo o desejo… a chama da imaginação nas trevas da humanidade… Eu sou Promethea… Eu lhe trago Fogo!

  10. Raph

    Se essa biblioteca houvesse sido poupada, acredito que estaríamos pelo menos uns 500 anos a frente no progresso científico e moral da humanidade… Mas não se enganem, não havia um único documento em Alexandria, por exemplo, condenando a escravidão.

  11. Arcane_Delight

    Já vi o filme Ágora e recomendo vivamente, é muito interessante.
    Cumprimentos,
    Arcane_Delight

  12. NVF

    Não foi Carl Sagan que disse: ” Se a igreja nao tivesse destruído a biblioteca de Alexandria, hoje estaríamos (vivendo) em Marte ” ? Que triste.

  13. Herculano

    *-*
    ganhou um lugar no meu coração, np espaço destinado as heroinas (heróis) que admiro!

  14. Vinicius

    Interessante salientar a curiosa coincidência, de todos os personagens históricos os quais poderiam-se retratar em filme, a pesquisa parace ter ocorrido em momento extramente oportuno. ; ) Acrescento que o filme já foi lançado em outubro passado. Abraços a todos!

  15. Acid

    Ironicamente Hipatia foi furtivamente retratada no quadro academia de filosifos, de Rafael, que está dentro do Vaticano. O olhar do retrato é bem reprovador, e dirigido a quem vê o quadro, ou seja, os padres e bispos e cardeais.

  16. Samuel

    Já conhecia sobre ela. Realmente uma mulher que deve ter sido incrivel.
    Lamento cada vez que me lembro do fim que teve Alexandria e todos seus grandes gênios que ficaram perdidos no lado oculto da história.
    As vezes me imagino como estaria a humanidade se não tivesse existido a Idade Média…
    Realmente lamentável.

  17. Anderson

    oque acha da abordagem do derose sobre yôga ? como a kundaliní sendo a cobra ignea pode ser um chackra feminino ? (umas das bases do Swásthya yôga)

  18. Rodrigo A.

    Olá Marcelo,
    Muito bom post, interessante entender e saber colocar a figura femenina como referência dentro de uma sociedade machista.
    Bom não vem ao caso e nem sei se vc me respondera porém acho que podes ter a resposta. Hoje tive um sonho que se resume assim, estava com minha familia em minha casa quando de repente minha mãe grita assustada e comenta o nome de um Demônio das Ars Goetia meus dois irmãos aparecem no momento e vamos para a sala onde encontro o símbolo do demônio quando tento puxar para meu quarto meus familiares meu irmão fica tipo hipnotizado e eu o pego e trago para meu quarto quando inicio o RPM para banir qualquer ente dentro do meu quarto pa proteger meus familiares. Não é a primeira vez que tenho esse tipo de sonho principalmente com Demônios da ARS Goetia, estou preocupado já que me preocupa minha familia e sua segurança ja que desde 1 ano atrás iniciei a caminhada dentro do estudo da magia e não sei nada ainda da Ars Goetia. Se puder me orientar será de muita ajuda. Obrigado

  19. CGN!

    Hipátia é que era mulher de verdade…

  20. Jurema

    Ironicamente, a minoria fez a diferença…. Onde estavam as multidões de admiradores que se encantavam com seus ensinamentos?
    Para uma Matematica, apenas calculou mal a soma de Admiradores e de Adversários …… heheh Poucos fazem essa conta !!!!!!

  21. D

    Algumas pessoas gostam de lutar contra o que lhes dizem ser obrigatório fazer. Hipátia provavelmente foi assim.
    Ela não se preocupava em cultivar admiradores e homens que fossem por sí. Não era um político. Ela queria se dedicar a mostrar a todos que eles estavam fazendo e falando besteiras, e depois mostrar-lhes como fazer certo.
    O grande problema é que a fé não ouve, vê ou sente quando você esfrega os fatos na cara dela. Se um bando de fanáticos decidir que nenhum homem deve ter a bola direita, e que nenhuma mulher deve ter o seio esquerdo, pois isso é anti-natural, pode ter certeza de que eles vão estar pouco se fodendo se você mostrar todas as provas possíveis e imagináveis de que estão errados e depois mostrar-lhes o que é o certo. Eles simplesmente vão cortar sua bola direita e arrancar o seio esquerdo de sua mulher.
    Infelizmente, a verdade é que, contra o fanatismo, apenas o poder importa. Não necessariamente a violência direta e preventiva, mas a única forma de uma pessoa ir contra uma turba de fanáticos é se ela for mais poderosa que toda a turba, e puder subjulga-la.

  22. @Raph
    vale lembrar que a escravidão só acabou por que queriam vender produtos aos escravos…
    Santa Inglaterra e sua avareza maquiada.

  23. Lucas

    comentario sobre um dos comentarios do tio ai em cima:
    falar em ex-católico acredito que seja o mesmo que falar de ex-gay, ex-mãe de santo ex-isso, ex-aquilo… não se considera mais da antiga religião, mas o primeiro problema que tem, ja recorre a ela!
    mas, existem sim, pessoas que ja foram católicas, protestantes, evangélicas, mormons, testemunhas de jeova, da igreja pentecostal do sétimo gato amarelo (etc.. etc..etc..) e simplesmente abriram os olhos e foram estudar as formas de pensar, socializar e atingir a iluminação livre de preconceitos!
    eu mesmo sou um, apesar de me sentir muito mal dentro da igreja frequentei até meus 13/14 anos, no entanto, hoje, com 19 anos estudo qualquer ocultista, forma de pensar (etc..) livre de preconceitos, ao contrario de muitos que nunca pisaram o pé em uma igreja católica.

  24. Vagner-Sensei

    Ae Pessoal,
    Agora, a ICARha que é interessante fazer romarias em homenagem a umbanda e a cultura africana.
    No link abaixo
    http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1212760-7823-MILHARES+DE+PESSOAS+PARTICIPAM+DA+ROMARIA+DA+TERRA,00.html
    mostra uma reportagem do Globo Rural de hoje em que uma Romária em Santa Maria (RS), faz homenagem a cultura africana… tem até um Bispo da ICAR bancando o bonzinho na frente das cameras e dizendo que é importante conviner com as diferenças…
    Da pra entender esse povo!?

  25. M:.R.

    Olá Marcelo!
    Estava a ler “Dogma e Ritual de Alta Magia” e me deparei com uma dúvida cruel: como fazer ou encontrar o seguinte incenso descrito por Levi no primeiro capítulo do segundo livro?
    Segue o trecho em questão: “Incenso composto de suco de loureiro, salgue, cânfora, resina branca e enxofre”
    @MDD – Voce tem de FAZER o incenso com estes ingredientes, oras… não tem nada secreto ai.

  26. Livio

    Hipatia foi uma intensa força pioneira, emancipadora, da igualidade dos gêneros.
    Eu imaginava a figura do Arcano da Torre como a Torre de Babel. Mas podia ser muito bem a própria Biblioteca da Alexandria, destruída pela colisão das forças do Racional com o Fanatismo.
    Mas não sejam tão ingênuos em colocar a ação apenas em uma época inatingível. Ainda hoje, as mulheres são muito discriminadas.
    Basta assistir a comerciais de televisão (cerveja e automoveis são os mais comuns), onde a mulher faz papel de objeto, maria gasolina, ou de biscate mesmo, para diversão dos engraçadinhos misóginos de plantão (geralmente são veiculados em intervalos de futebol).
    São também em termos de assédio moral, quando chegam a se destacar, ao assumirem papeis de chefia e sendo apelidadas pelos desafetos como “masculinizada”, “mal amada”, “autoritária” e outros que jamais um homem seria chamado nas mesmas condições (fora o salário, sempre menor para a mulher)
    Mas muito pior são as agressões físicas, que chegam até a extremos, como é comum de se notar no noticiário policial, e pior, em vizinhos, amigos ou até dentro de nossa própria família.
    O papel do combate da omissão começa agora mesmo, e por onde está ao seu imediato alcance. Nunca omita socorro a qualquer pessoa nessas condiçoes. Jamais reforce qualquer comportamento inadequado, mesmo se for de seu melhor amigo.

  27. D

    @Livio : Acorde rapaz. A situação podia estar assim a dez anos, mas hoje o que há são resquícios disso, quando há.
    Podemos ainda não ter uma presidenta, mas temos senadoras, secretárias, ministras, oficiais de exército femininas, prefeitas, etc,etc.
    A grande maioria dos homens já não agride suas mulheres, e quando o fazem sofrem punições bem duras, principalmente agora, com a Maria da Penha.
    Já há Maçonaria mista e para mulheres, as mulheres já são mais competitivas que os homens em várias funções no mercado de trabalho e, não raro, já vemos mulheres que, sem medo, demonstram ter uma vida sexual e aproveitar-se dela, sendo muito bem aceitas (vide a Bel, do extinto site AOE).
    @MDD – Pera ai… Maçonaria mista continua sendo uma aberração, com ou sem “direitos das mulheres”… e a Bel fala mais do que faz… rsrsrs
    Já quanto a comerciais, o que vc queria ? Assim como existem comerciais de cuecas onde o modelo é um homen, modelo, com um corpo escultural, e existem propagandas de langerie onde a mulher idem, o que importa é o público-alvo. E, desculpe contar, mas o público-alvo majoritário da cerveja e dos carros esporte biturbinados ainda é o do homem, principalmente do jóvem impressionável e com altíssimo grau de capachice perante um corpo bonito.
    Cuidado com o discurso. Sempre que continuamos a defender uma causa com muito fervor, mesmo quando estamos perto de ela se realizar por meios pacíficos, tendemos a cair no fanatismo extremo.

  28. thibas

    off-topic:
    pra quem tem problemas com as imagens do blog no chrome, descobri que uma extensão que eu tinha instalada pra remover anuncios das páginas (chamada adsweep) removia também as imagens do blog…
    desabilitei a extensão e as imagens apareceram…vejam ai se vcs tem essa extensão ou alguma parecida…pode ser esse o problema…

  29. nikollas

    Felizmente, nem tudo foi perdido no incêndio… A memória de Hipatia deve ser preservada com muito carinho por quem procura beber da fonte dos grandes mistérios.
    A Unidos da Tijuca esse ano apresentou um samba bem bacana… tinha em seu desfile coisas como a Biblioteca de Alexandria, Minas do Rei Salomão, Arca da Aliança e afins…
    Muito interessante =)

  30. kK

    Venere a Deusa.
    É o suficiente.
    Como odiar, maltratar algo que foi feito para dar sentido ao nosso universo ?
    Enquanto perdedores desconsideram a perfeição da mulher, nós fazemos o nosso trabalho e somos recompensados com a graciosidade delas.
    Me pergunto quantas Hipátias existem por aí, esperando para despertar todo seu potencial …

  31. Kássio

    Pessoal, dica de vídeo:
    Everything is Spiritual, com Rob Bell. Assistam e depois digam o que acharam. Ou não. (risos)
    http://www.youtube.com/watch?v=iZvK4hdIzIU
    Tio, se você puder comentar sobre o vídeo, agradeço muito( agracemos todos, eu acho).
    Abraço.
    Paz.

  32. livio

    @D,
    Encontrei comentários atribuindo o linchamento de Hipatia e a destruição da Bibloteca apenas como sendo culpa distante de um passado remoto.
    Ora, se voce acha que agora existe REALMENTE igualdade de condições entre os sexos, acho que vivemos talvez em planos diferentes.
    Ainda falta muito, e a omissão é um pecado que permite que os vícios se perpetuem – ora, claro que existe progresso, claro que a coisa melhorou e é claro que a coisa hoje é melhor que há dez anos, que era melhor que a vinte, e assim por diante…
    Mas a criação da Lei Maria da Penha resultou da bárbara tentativa de assassinato de uma mulher pelo seu marido. Esse tipo de crime deixou de existir? Não, e é muito mais frequente do que se imagina (é só folhear as paginas policiais), especialmente quando a vítima não é morta, mas somente brutalizada, em especial se for apenas sem agressão física. Assim como o assédio moral e sexual. E é claro, os tais “comerciais inocentes” para o gado (coitado, deixa o gado assistir oras).
    Veja bem, os “meios pacíficos” dependem inteiramente também de cada cidadão. Não estou querendo imolar ninguém em praça pública, e nem tratar de forma igual, gêneros com particularidades e qualidades diferentes, MAS daí para aceitar distorções e vícios, só por que são SOCIALMENTE ACEITOS (e pode ter certeza, ainda são mesmo por muitas pessoas, até mesmo por mulheres), vai uma IMENSA diferença.

  33. Carolina

    1- A sociedade atual finge que as mulheres estão no mesmo patamar que os homens.
    3-Acredito que a igreja (e até mesmo a população) matou várias pessoas brilhantes.
    2-Doeu em mim quando li que a biblioteca foi queimada…
    Muito triste este post…

  34. D

    _Off (xD) : O Marcelo comentando em um comentário meu ? Vai chover xD
    Mas, Marcelo, eu sei que é uma aberração do ponto de vista ritualístico, mas tú hás de concordar que uma maçonaria dessas não está bem interessada em ritualística, mas sim em política e status quo (que é o que ela representa para a maioria dos profanos).
    Já quanto à Bel….. .bem, só de falar que fazia, em uma rede pública à qual mais ou menos 20% da população brasileira tem acesso (mais ou menos 40 milhões de pessoas), tu hás de concordar, também, que ela já estava com um comportamento bem mais livre que o que as mulheres tinham a trinta ou quarenta anos atrás ^^
    —————————————————————————————————-
    @ Livio : Há Omissão, claro, e á brutalidade, claro, mas assim como ainda existe escravidão em latinfundios na Amazônia Brasileira.
    Não há mais aparato legal e ideológico para essas práticas. Hoje um homem deixar sua mulher morrer em uma sede de fazenda, sozinha e desamparada (como fez o fdp do meu bisavô, ou tataravô, não lembro), não é mais algo que um homem possa fazer sem ser, no mínimo, marginalizado.
    A algo como vinte ou trinta anos, um homem que matasse a mulher porque ele o havia traído era um homem defendendo sua honra, que não devia nada à polícia. Uma mulher que fizesse o mesmo era presa (se não fosse linchada antes….. se bem que acontecer os dois e mais um pouco era mais provável).
    Hoje, qualquer um dos dois vai preso.
    A mídia imbecilizante não existe como um reflexo de uma ideologia de domínio masculino, mas como um apelo ao instinto e à submissão, que se dá por meio do apelo sexual. Quando vem a propaganda da nova schin “cervejão, mulherão !”, ela está apelando : “Beba nossa cerveja e você terá sexo, submeta-se a nós e você sentirá prazer”.
    Obvio que ainda há violência contra mulheres. Mas, se vc folhear um jornal em um dia de sorte, pode ser que ache o contrário. Eu já ví uma reportágem (que só faltou chamar o homem de capado, concordo, mas aí é aquela história de “apanhou de menina, né fracote” e não de “homem tem é que bater na mulher para impor limites”) em que o homem havia apanhado tanto da mulher, mas tanto, que só faltava ele estar no hospital.
    Há também casos de mulher que castra o homem enquanto ele dorme, que assassina o marido, e, ao menos até onde eu posso dizer do meu convívio diário, não são mais ou menos mal-vistos por ser uma mulher ou um homem.
    Hoje em dia a luta pode ser por salários iguais, mas as mulheres já não precisam de uma permissão do marido, em frente a um juiz, para trabalhar.
    A batalha já está quase toda ganha. O pouco que falta não justifica tanta emoção, entende ? Na verdade, prejudica, pois dá a impressão de que vc quer algo muito além do que já há. Coisas como inverter os papeis e iniciar uma ideologia de matriarcado (e, sim, infelizmente eu conheço feministas nesse nível….)

  35. Carolina

    Doeu em mim quando li que a biblioteca foi queimada…

  36. D

    @ Carolina : Se os pais fingem e não contam para os filhos que estão fingindo, então os filhos irão acreditar que aquilo é o certo e assim será. Em suma, daqui a vinte anos, quando a geração atual de pais houver sido substituída, a batalha estará plenamente ganha.
    Agora, imagino que vc tenha algum argumento BEM forte para estar dizendo isso. Afinal de contas, se da Constituição às rodinhas de homens do bairro as mulheres estão em um patamar quase igual, então deve haver algum outro.
    Quero dizer, que não sejam a vida civil/pública , a vida legal, a ideologia propagada, a infra-estrutura social, a organização da super-estrutura, o conceito passado pela mídia (já notou que está cheio de empresárias, mulheres de sucesso e mulheres com vida sexual mas que não tem o conceito “vadia” em todas as novelas recentes da globo ?), ou mesmo a aceitação pública de mães solteiras, mulheres solteiras com vida sexual, viuvas com vida sexual e “namoros” e “segundos noivados”, senhoras de idade com vida sexual, mulheres que são motoristas de caminhão, mulheres que são motoristas de ônibus, hômens que são “do lar”, homens que cuidam da casa e dos filhos, homens e mulheres que dividem tarefas e ambos trabalham, mulheres prefeitas, mulheres vereadoras, mulheres senadoras, mulheres que administram os próprios bens, mulheres que pedem divórcio, mulheres que saem de casa para ir ao bar beber com os colegas de serviço, podendo ou não levar o marido, jóvens de 15, 16 anos que passam a noite em casa de amigas ou que vão para festas que ficam até de madrugada e voltam sozinhas de taxi……
    Me diga qual é, por favor. Seria algo interessantíssimo poder estudar essa outra esfera da vida em sociedade, a qual não conheço. Já tento fazer isso com ciências ocultas, mas uma sociedade completamente diferente da que eu conheço, que pode ser resumida em uma única frase, clara, simples e direta ! Deuses, estou muito animado para ver isso !

  37. Tiago Aragão

    Sempre q ouço histórias assim, penso aonde/ como estaríamos, se a igreja não tivesse atrasado tanto o progresso da civilização.
    Como o próprio Marcelo fala “a Terra é um jardim de infância”. Mas acho q já tivemos séries melhores.
    E que mulheres como essa seja sempre fonte de inspiração a todos.
    Abraços

  38. danilo

    @Livio
    o que você expressou no seu comentário é o meu pensamento sobre o assunto e não só…
    me chamou a atenção a parte do post onde diz que a moça nasceu na época errada… não sei se ela estaria melhor hoje! e o seu comentário mostra parte do porque eu acho isso!
    as mulheres ainda são marginalizadas da sociedade ocidental, principalmente… só não vê quem não quer…
    as antigas civilizações que mantinham uma estrutura matriarcal, mostram os antropólogos e arqueologistas e afins, eram sociedades mais equilibradas, justas, pacíficas e de uma cultura rica em artes e ciência…
    na boa, o homem tem na cabeça f0der e literalmente estamos f0dend0 tudo…
    mas isso está mudando… e acho eu a maior manifestação do feminino no aspecto físico de nossas vidas será a grande responsável por fazer sentir isso…
    Gaia vai sacudir!

  39. Padawan

    Assisti ao filme “Agora” que conta a história da Hipátia e achei excelente, com destaque para a atriz Rachel Weisz que fez um ótimo papel (apareceu também em A Fonte da Vida, outro filme já comentado aqui no blog).
    Não consigo entender porque foi tão mão avaliado no Rotten Tomatoes e recebeu uma nota mediana no IMDB. Injustiçado como a protagonista talvez…
    Talvez se for feita uma análise mais minuciosa deve haver uma inconsistência histórica ou outra, mas a adaptação foi muito bem feita.
    Altamente recomendado. Corram atrás, não vão se arrepender.
    Informações do filme:
    http://www.imdb.com/title/tt1186830/
    Site oficial:
    http://www.agorathemovie.com/

  40. M:.R.

    Pô tio… que tem de ser feito eu sei.
    Minha dúvida mesmo é em relação as quantidades de cada elemento.
    Andei pesquisando algumas formas de fazer incensos e me lembrei que um amigo tem um livro sobre. Tentarei nesse final de semana e postarei o resultado por aqui.
    Abraços

  41. mariano

    São 6 da manhã e acabei de assistir ao filme “Ágora”, do Amenábar, e desde então não consigo matar minha sede de conhecimento a respeito dessa incrível mulher que contam ter sido a Hipátia de Alexandria. Adorei o seu texto, e só por causa dele a partir de hoje (ou de ontem, pois ainda não dormi) passarei todo dia aqui para dar uma olhadinha. um forte abraço e obrigado!

  42. IRR

    Não sei se foi aqui que dei a dica de post sobre o mito do Aquecimento Global (mas acho que foi), onde o professor Luis Carlos Moleon sai quebrando todos os mitos em sua entrevista. Uma das coisas que ele fala é que o pessoal do IPCC (Instituo que está por trás dos fundos, arrecadação, pesquisadores, etc etcetc que dizem que ta acontecendo o aquecimento global) deixou vazar uns emails comprometedores onde eles procuram maneira de burlar as pequisas e gráficos para favorecer a seus interesses, alguns trechos do email pode ser visto aqui:
    http://www.anovaordemmundial.com/2009/11/climagate-prova-final-contra-o.html

  43. "L"

    Hipátia é que era mulher de verdade…
    Doeu em mim quando vi o que aconteceu com a Hipátia…
    Cristianismo fail…

  44. Artigo muito bem embasado e esclarecedor. A história de Hipátia é o retrato do atraso que representa o Cristianismo ao ser humano. Um bando de fanáticos, opressores e imbecis. Um abraço!!!

  45. Victor Hugo M.

    Hipátia realmente lutou por uma sociedade de livre pensamento, foi um pilar da Filosofia da época e hoje não recebe tanto mérito, por muitas vezes o estudante nem sequer ouve falar desta, na sua formação básica.
    Foi condenada e considerada BRUXA, porém atentem-se ao assistir ao filme “Alexandria” pois contorce um pouco da história real, não venho aqui criticar, já que este direito é dado a tais obras, porém recomendo a leitura antes de desfrutar deste belíssimo filme.
    Atualmente, acreditamos ser livres, porém será que isto é verdade? Será que temos direito de expressar aquilo que pensamos sem ser criticados, ou reprimidos assim como foi Hipátia?

  46. Mago do Oriente

    Depois de tantas atrocidades , so sobreviveu a Conspiração Judaica .
    este que é o Paganismo de Verdade…
    e estamos sobre ameaças de Escravatura .
    O Judaismo tem seu Parceiro muito forte.
    por isso ainda existe , Judaismo e Cristianismo um Casal perfeito.

  47. edih

    assisti agora hoje … tenho certeza que seus assassinos nesnte momento estão no inferno … fiquei com muito odio da igraja cristã… bando de demonios que foram destruindo tudo ao longo da hist´ria…. judaismo e cristianismo demonios gente louca demente que não tem DEUS no coração… tudo igreja destriuu matou torturou padres assassinos..bispos ..papas condenando raça negra escravidão…

  48. Rafael

    Pois é..Hipátia é ainda hoje ícone de sabedoria feminina em um mundo construído por a par tir da liberdade de pensamento. Ajudarei a lembrarmos sempre dela, o que é lamantável é que tem gente que ainda frequenta aquela igreja cujo nascedouro tem suas bases no assassinato de livres pensadores. Apenas começou com Hipátia em toda história desse catolicismo, milhares tiveram o mesmo fim. Se tivessem o poder político ainda estariam matando.
    A propósito, o filme Ágora foi proibido de entrar no Brasil pela igreja católica , mas podem procurá-lo por ALEXANDRIA.
    Abraços
    Paz profunda à todos.

    1. Regina Coeli

      Realmente uma grande perda para a história. Acabei de assistir ao filme Alexandria. Conta a história desta grande mulher, rica em sabedoria. Leva-nos a acreditar que de fato nasceu na época errada, mas não creio nisso. Deus é perfeito em tudo que faz. Acredito que sua vinda nesta época tão tumultuada vai além da nossa compreensão humana. Tudo tem seu propósito. De qualquer forma tentaram calar, mas a suas idéias perpetuaram até hoje.
      Fiquem na paz

    2. Marcilio

      Acredito que as mulheres sofreram e ainda sofrem muita discriminação ao expressar conhecimentos e liderança. Mesmo com tantas presidentes ou administradoras com grandes capacidades são meio monitoradas…
      Ate…

  49. daniela

    Nossa! fiquei impressionada com a historia.

    1. Marcilio

      Mais do que impressionada pode mostrar que na antiguidade as mulheres eram degoladas de qualquer ação que mostrasse liderança e pelo cristianismo.
      As outras religiões tambem nao deixam as mulheres liderar.

  50. José Robertro

    Baixei pelo link acima e acabei de assistir. Ainda estou zonzo, por mais que saiba dos crimes absurdos cometidos em nome de Deus. É estarrecedor saber que a hegemonia cristâ, construída ao longo dos séculos, só foi possível ao custo do fim da liberdade de pensamento e de muitos cadáveres.

  51. Peterson

    Assisti esse filme… não conheçia a história de Hipátia… o texto relata exatamento o filme… assistam Alexandria.
    Akeles cristãos destruindo a biblioteca me lembrou os terroristas fanáticos de hoje… uma pena… imagina se ainda tivessemos acesso a todo akele conheçimento q foi perdido?

    1. Cícero

      “Akeles cristãos destruindo a biblioteca me lembrou os terroristas fanáticos de hoje… uma pena… imagina se ainda tivessemos acesso a todo akele conheçimento q foi perdido?”
      Caro Peterson,
      pequeno erro histórico: os cristãos não destruíram a biblioteca, eles destruíram o templo de Serápis! Mas no filme é tratado como um só…
      Alguns pequenos fatos históricos foram omitidos ou “reinterpretados” para, acredito que, propositalmente se fizesse uma idéia errada sobre os cristãos.
      É bom termos senpre um senso mais crítico que o normal e não aceitarmos tudo o que é nos colocado pra engolir.
      Quanto à Hipátia, realmente foi uma Mulher, com M maiúsculo, inteligente e sábia!

      1. Osório de Salamanca del Castilho

        As aberrações e maldades de Hitler perto da dos cristãos é brincadeira de menino levado. Os investimentos na ignorância que se perpetuam até hoje. Aniquilaram com torturas inimagináveis e em suas fogueiras, durante mais de mil anos, todo o ímpeto pelo conhecimento que não estivesse de acordo com a bíblia. Milhões sofreram e morreram em nome de Jesus. Se estivessem no poder até hoje não seria diferente. A igreja até hoje se alia com frequência a ditadores cruéis e a governos de direita. Afora os escândalos em relação à pedofilia. Vivem e se perpetuam através da escuridão do espírito e do acúmulo do ouro.

  52. Angela

    Se trata do fanatismo em toda sua grandiosa intolerancia. A Igreja catolica fundada em nome de Jesus ,pelo fanatico Cirilli e nao por Pedro .Uma Igreja fanatica formada por ignorantes criaram um novo Deus e um novo idolo a ser cultuado , jesus , contrariando todos os ensinamentos deste mesmo Jesus . Hoje ainda vemos muitas outras igrejas nascidas em nome de Jesus , agindo da mesma fora que a igreja catolica daquele tempo. Intolerantes , acreditam que existe uma unica verdade …A DELES. Quanto conhecimento destruido em nome de Jesus. Quantas vidas destruidas em nome deJesus.Quanto desamor em nome de Jesus…

    1. Cícero

      Angela,
      O seu aparente ódio aos Católicos parece levá-la a uma cegueira diante dos fatos e a uma intransigente interpretação dos mesmos. Cirilo de Alexandria foi de fato um homem com tendência mundana ao poder. Foi cruel em algumas ocasiões e ainda assim foi transformado em Doutor da Igreja! Um erro humano de uma Igreja Divina. MAs ele não era TODA a Igreja! Ele não era o Papa, o chefe na Terra dessa Igreja! E os ensinamentos de Jesus nã excluem totalmente a doutrina da Trindade!É uma questão de interpretação, tarefa deixada por Jesus a cargo de sua Igreja: a Católica!
      O filme é claramente anti-Católico ou mais: anti-cristão! E aqueles que simpatizam com essa idéia a agarram e a difundem sem refleti-la ou sem buscar outras fontes e interpretações..

      1. Valdir

        aff num creio que li isso!!!!!

      2. Caio

        Ninguém aqui esta falando mau de do Cristianismo e sim da postura da igreja que levou o ocidente a idade das trevas… isso é tão real que até o papa já pediu perdão pelos crimes cometidos pela igreja medieval… Quantas vidas mortas nas cruzadas… Quantos mortos pelo tribunal do santo ofício… Desculpa, mas de fato tem muito sangue nas mãos do clero.

  53. Francisco Castro Lima

    A filosofia nos ensina a pensar o mundo como todo, pois só assim poderemos refleti sobre universo e os demais seres que nele habitam. HIpátia foi essa mulher com sede de conhecer e transformar o seu meio através do pensar. Penso que essa grande filósofa e foi um continua sendo um marco da filosofia de ontem e hoje. Quantas hipátias ainda são assassindas por pensarem.

  54. DANIELA BORGES

    Assisti o filme e achei esplêndido. Acredito que a questão a ser debatida não é o
    Cristianismo. No filme percebemos que o conflito foi inciado pelos pensadores,
    perpetuado pelos cristãos contra os judeus e depois contra os próprios cristãos.
    Acredito que o debate deve se direcionar ao ser humano e sua irracionalidade
    frente suas próprias crenças.
    Os cristãos naquela época eram implacáveis e sanguinários, e toda religião é
    ligada a algum tipo de fanatismo. Mas o que dizer dos cientistas que atualmente
    desenvolvem armas capazes de destruir um continente em segundos? E o que
    dizer dos pensadores que escravizavam os seus semelhantes ao mesmo tempo
    que pregavam a liberdade? Esse é o ponto que deve ser discutido: a falibilidade
    humana perante suas crenças. E quando me refiro a crença não estou falando
    sobre religião. Porque até mesmo ateus conseguem um resultado trágico ao
    defender seus ideais. Recentemente estava lendo O Manifesto Comunista de
    Marx e quando ele começou a falar da revolução proletária tive a impressão de
    estar lendo as palavras de um fanático. O trabalho dele é incrível e nenhum
    pensador que queira se debruçar sobre o mundo atual pode desconsiderá-lo.
    Mesmo assim, ele era falho em relação as suas idéias, justamente porque ao
    defendermos o que pensamos, o fazemos como se estivéssemos defendendo as
    nossas vidas.

    1. Fernanda Reis

      Parabéns Daniela!, foi o comentário mais coerente que já li.

  55. Taís Fiscina

    Acabei de assistir ao filme “Alexandria” (“Agora”). Escolhi-o por acaso. Estou comovida com a história de Hipatia, de quem ainda não ouvira falar.
    Como são impressionantes as sábias!!! Como elas são admiráveis, livres, autênticas!!!
    Sou formada em Filosofia e exerço a profissão; tenho pós-graduação em Carl Gustav Jung. Também sou cristã e, por isso, gostaria de repassar as seguintes reflexões:
    1*** Por que não fazer uma distinção entre os conceitos de catolicismo e cristianismo, de clericalismo e religião, de religião e religiosidade, e ainda, de temporal e intemporal, de anacronismo e atualização das ideias? Até porque, nos dias que correm, não reconhecer que o Cristianismo não tem somente uma linha de interpretação denota profunda desinformação. Ou não é? Isto não descambaria para o anacronismo mencionado acima? Em seguida, O filme oferece conteúdos para uma análise junguiana muito produtiva (C. G. Jung – fundador da Psicologia Analítica: inconsciente coletivo e pessoal; sombra psicológica; eixo ego-self; etc). Além de mostrar o quanto a mulher teve seu papel na história, mas que não é divulgado pelo machismo ainda tão vigente (ostensiva ou disfarçadamente);
    2*** Seria Jesus um pensador?
    3*** Também sugiro estudo sobre outra sábia grega: Aspásia de Mileto.
    Conclusão pessoal – Por fim, penso que seja isto: o velho problema humano da contradição entre liberdade (escolhas, o que gera consciência e autonomia) e necessidade (fatalismo, o que gera fanatismo, dogmatismo) e suas tentativas de solução nas diferentes áreas do saber, como a Filosofia, a Religião, a Psicologia, as Artes, as Ciências, soluções estas que são aceleradas por sábios e por santos. Contradição ou paradoxo???
    Até mais. Talvez, é claro.
    Taís Fiscina.

  56. Fabia Ribeiro

    Choro quando lembro do terrível fim de hipátia. Já não acreditava em religião, agora então tenho desprezo. Se o diabo existe, quero que os leve para os quinto do inferno!

  57. Carlos

    Hipátia esteve no lugar certo para dar testemunho sobre a intolerância em todas as dimensões. São seres como ela que criam uma relação diferente de tempo e de espaço no conhecimento para reflexão futura. Não há nada de anormal se pensarmos no contexto histórico do lugar. O que muda são as condicionantes sociais. Hipátia, Nízia Floresta, Anita Garibalde, Anne Frank e outras são revelações do espírito humano à reflexão da construção de nossa verdadeira excência. A excência humana se constrói permanentemente ao sabor das dimensões do tempo e do espaço nas relações do conhecimento.

  58. Kelly Cristina

    Um dos melhores que já assisti na minha vida!

  59. Denise

    Eu já conhecia Hipatia, tem, inclusive, uma estátua dela na atual biblioteca de Alexandria. O filme também é bom, mas é preciso ressaltar que tem diversas imprecisões históricas: os cristãos não queimaram a biblioteca, mas apenas o templo de Serapis, que no filme são retratados como sendo a mesma coisa. Também é extremamente anti católico, distorcendo alguns fatos e atribuindo a Cirilo mais do que devia. Havia naquela época como hoje muitos fanáticos, que não aceitavam o diferente e acabavam se distanciando dos reais ideais cristãos.

  60. Kennedy

    Concordo plenamente, com os conceitos de Hepátia de Alexandria , ela foi e sempre será, uns dos ícones do liberalismo. Mulher forjada interina no calor, do poder centralizador do “catolicismo” daquela época… com pensamentos ideológicos muitos mais além do podíamos imaginar, muitas vezes nos questionamos o por quer de Hepátia usava esses ensinamentos? Como forma de conscientização da polução dos seus preceitos sócios econômicos e políticos e culturais religiosos deixando assim um grande legado prescrito em várias obras memoráveis.

  61. Edson

    Queimar a biblioteca de Alexandria trouxe mais de 1000 anos de retrocesso para a humanidade. Muita coisa que teve que ser redescoberta muito tempo depois, teorias avançadas que estavam muito além de sua época, todas perdidas, só restaram uma pequena fração das obras, fragmentadas e dispersas no tempo. O que aconteceu com Hipacia foi não só um terrível crime contra uma mulher incrível como ela, foi um imenso crime contra a humanidade.

  62. Nélson

    Ontem vi o filme ÁGORA no Netflix e fiquei horrorizado com o obscurantismo da igreja católica nascente. O final de Hipátia no filme foi diferente prá não barbarizar demais, ela foi sufocada por um ex-escravo seu, antes de ser apedrejada. Incrível, mas mesmo depois de tantos séculos a igreja apresenta isso que vemos hoje…: roubo, pedofilia, etc. O que a igreja católica prega não é a Doutrina que Cristo na realidade pregou.

Deixe uma resposta para Odir Cancelar resposta