Entrevista com Marcelo Del Debbio sobre Astrologia Hermética

DESCONTROLE-035-RET1

O Blog Teoria da Conspiração entra de férias até dia 5 de janeiro, desejando a todos os leitores um excelente começo de ano civil, e que em 2015 vocês consigam realizar todos os Projetos que vierem de vossas Essências!

MDD

Este post tem 14 comentários

  1. Anônimo

    Deve fazer uma grande diferença pra quem começa a estudar o mapa agora, recebendo-o junto com as instruções do exercício do monge, que era só para os membros do AA, bem mais elucidativo que antes quando era só o mapa, como eu recebi há um tempo atrás.
    Eu já achava que poderiam haver casos como o da senhora citado no programa, em que mesmo se a pessoa entender as coisas, será um problema se ela se achar em um ambiente e tempo inapropriados para desenvolver aquela essência.
    No meu caso, além de ter zoado o meu Dharma eu passei a odiar o que eu sou, logo é difícil fazer qualquer coisa para eu ajudar “esse” quem eu sou, porque o que eu queria mesmo era apagá-lo, como em um jogo quando você decide simplesmente parar tudo e começar do zero, porém em um novo jogo, com um novo personagem totalmente zerado. Não consigo comprar essa ideia de que sempre é possível recomeçar de qualquer ponto, acho que certas oportunidades são únicas e que também é importante respeitar os ciclos naturais e não pulá-los, e se caso isso acontecer, isso representa sim uma enorme dificuldade para amenizar as coisas, ou pode sim conduzir ao total fracasso: game over.
    A pessoa que diz que nunca é tarde é porque geralmente não estragou nenhum ciclo (infância, adolescência, juventude…), e por mais “transcendente” ou “paz e amor” que seja, alguns, sempre que tem a oportunidade se orgulham e contam a vantagem de terem aproveitado a infância ou a adolescência (independente da realização ou não da VV, falo apenas de aproveitar os padrões desses períodos, o Michael Jackson é um bom exemplo do que acontece quando se pula um ciclo) e se escandalizam por quem não aproveitou.
    Por isso, mesmo com o conhecimento que venho adquirindo (que não clamo ser grande coisa, longe disso) a única esperança que eu vejo para o meu atual personagem seria se eu pudesse viajar no tempo no modo de transferência mental, como nos filmes Butterfly Effect ou About Time.

    @raph: “Para viver na imensidão, é preciso antes morrer em si e para si.” http://textosparareflexao.blogspot.com/2013/12/o-ultimo-suspiro.html

  2. Rodrigo

    Marcelo não deixei de reparar que ao comentarem sobre a era de capricornio você disse: vamos estar bem mal, não é a primeira vez que eu escuto tal comentário sendo o que eu ouvi foi dito por um rosacruz com quase trinta anos de filiação.

  3. Victor

    Parabéns aos envolvidos o podcast está excelente !

  4. Arbalor

    Faça o que quiseres há de ser o todo da Lei.

    Uma dúvida sincera. Ao destruir o Ego. Após sua completa dissolução.

    Após cair no conhecimento.

    Sacrificar seus bebês antes do nascimento.

    Quantos anos pode durar?

    O trabalho em si dissolve.

    Eu engulo a unidade.

    Nada não é.

    Como eu vejo a minha parte?

    O que é possível?

    Já nasci afogado.

    Grato por qualquer resposta.

    Amor é a Lei. Amor sob vontade.

  5. Juliano

    Bom demais, obrigado!

  6. Damião

    Gostei muito da definição de Verdadeira Vontade: Espelhar o céu,ser a manifestação do próprio cosmo aqui na terra.

  7. Leonardo

    Sempre tive dúvidas sobre a aplicação da astrologia no hemisfério sul. Se, com relação ao Sol, as dozes ‘vibrações’ seguem as estações do ano no hemisfério norte, conforme explicado no áudio, como poderíamos aplicar da mesma maneira ao sul? Sempre me causa estranheza ler, por exemplo, que durante o período de 21/03 a 21/04 com o sol em áries há uma energia iniciadora, se aqui estamos no outono ou ler que em 22/07 a 22/08 estamos com sol em leão no ápice de energia se na realidade estamos no inverno, seu oposto. O significado do sol nos signos não deveria ser alterado para nós? Se os próprios signos são nomeados conforme o ciclo solar e não têm mais vinculação com as constelações, porque não poderia considerar a frequência, por exemplo, de áries em setembro por ser primavera ao contrário de outubro?

    @MDD – Nao, porque o que atua é a posição PLANETÁRIA, daí ser Magia Astrológica. A interação que voce cita é chamada de MAGIA TELÚRICA que trabalha com as energias emanadas do próprio planeta, ai SIM se segue o calendário das estações. Estes rituais são conhecidos como Sabbats.

    1. Leonardo

      Ok, mas mesmo assim nota-se, no mínimo, uma maior harmonia entre as energias telurica e a ‘planetária’ no hermisferio norte do que no sul conforme a astrologia. O que quero dizer eh que se a astrologia quer ser para o planeta inteiro por que motivo, em seu ponto mais importante que eh o sol, se utiliza de uma base, digamos, telurica – seguindo a influência solar do ponto de vista do norte? É esta a estranheza que me referia. Outra coisa que sua resposta me fez pensar eh que se a astrologia realmente reflete a energia planetária, um ritual de festejo agrícola como beltane 31/10 (para nós) estaria em oposição a energia astrológica – signo de escorpião. Desculpe ser chato, eh que nunca souberam me responder isso. heheh

      1. Leonardo

        pow, faz tempo que aguardo essa moderação. hehehe Sei a pergunta é chata, mas acredito que quem prática a roda do ano conforme o hemisfério sul e conhece a astrologia – algo que sou superficial – a fundo conseguiria encaixar essas peças. Continuo no aguardo da moderação. Abraço.

    2. dd,
      seria sensacional se vc pudesse fazer um post aqui pra elucidar esse ponto que foi dúvida pra várias pessoas que comentaram lá no post do podcast…

  8. Jefferson

    Muito esclarecedor! Sinceramente me chamou a atenção! Geralmente associam Astrologia com horóscopo. São coisas bem distintas.

  9. Rodrigo Henrique

    Fiquei na dúvida. Se não são os planetas que nos influenciam, por meio de alguma energia como costumam dizer, então qual a relação da posição deles no momento do nascimento de uma pessoa com as possibilidades que ela melhor vai se encaixar na vida?

    @MDD – Não existe uma “energia emanada”. Você _É_ o universo se manifestando naquele ponto do tempo-espaço em que você adquiriu individualidade (se separou definitivamente do cordão umbilical e deu seu primeiro respiro). Naquele momento, você é o Universo (ou, pelo menos, na nossa consciência, o Sistema Solar) encarnado naquele tempo-espaço. E, como aquele ponto no Tempo-Espaço, você vibra em todo o seu corpo a energia daquele momento único. É sua assinatura tal qual seus genes o são no plano físico. Mas, da mesma forma que você pode ter bons genes e comer frituras até desvirtuar sua forma para um gordo de 300kg, você pode desvirtuar seu mapa para se afastar da sua Verdadeira Vontade. Mapas astrais e Genomas são coisas muito semelhantes, em Planos diferentes 🙂

Deixe uma resposta