Divisão Energética do I-Ching


Tradicionalmente, as pessoas estudam o I-ching a partir da divisão estabelecida por Rei Wein e não a questionam ou tentam modificá-la. Para mim, ela nunca fez nenhum sentido e a desculpa de “acompanhar a leitura do poema” não funciona. Sou um homem de ciência. Estudando o Enochiano, que foi compilado por John Dee no século XVI a partir da comunicação com anjos, cheguei à conclusão que ambos os sistemas falam a mesma linguagem e servem para medir a mesma coisa. Assim como se pode medir a temperatura de uma sala em Celsius ou Farenheit, o I-Ching, a Escada de Jacob (Kabbalah) e o Enochiano são maneiras de se quantificar os corpos Mentais, Emocionais e Espirituais do ser humano.

Tradicionalmente, o Diagrama de Rei-Wein é colocado como abaixo, listando todos os 64 hexagramas de uma forma desordenada e sem muito sentido, organizada a mais de 5.000 anos.

Os estudiosos do I-Ching não questionam ou tentam alterar esta estrutura, e o que vou fazer a seguir deve causar arrepios e mimimis nos defensores deste tradicional oráculo chinês… mas estamos no século XXI e tudo deve evoluir. Em primeiro lugar, estabeleci uma graduação que chamei de “yangs” entre os Hexagramas do I-Ching, fazendo-os variar de 0 yangs a 6 Yangs e redistribuí os hexagramas de acordo com suas faixas energéticas, como na figura abaixo, MODIFICANDO a sequencia de Trigramas do diagrama original:

Eu renumerei TODOS os Hexagramas, com base binária, e os redistribuí na grade de acordo com estes critérios. As cores são para facilitar a visualização.
A partir de então, pensei em uma maneira 3D de representar este diagrama, já que fica extremamente complicado visualizar uma estrutura 4D em uma tabela 2D e pensei em uma Esfera.
Para Desenhar a Esfera:
– No Eixo Central ficam, nas extremidades, 6 Yang e 0 Yang. O Equador ficará com os 20 Hexagramas que possuem 3 Yang. Ao longo do eixo, em R/3, estarão distribuídos 5 Yang, 4 Yang, 2 Yang e 1 Yang de cima para baixo.
– No primeiro círculo, localizado R/3 abaixo do Polo Norte, ficam 6 Hexagramas, dispostos em um Hexagono (5 Yang)
– No segundo Círculo, localizado 2R/3 abaixo do polo Norte, ficam 15 Hexagramas, dispostos em um dodecagono (12 lados) e 3 Hexagramas no Eixo (os 3 hexagramas “Equilibrados” ou harmônicos 101101, 110110 e 011011).
– No círculo do Equador ficam os 20 Hexagramas 3Yang, formando 3 Círculos concêntricos: Dois hexagramas (010101 e 101010) ficam no eixo Central; 6 Hexagramas ficam diretamente projetados sob os Hexagramas 5 Yang e 12 Hexagramas restantes são dispostos em pares formando um Hexagono exterior.
– No quarto Círculo, localizado 4R/3 abaixo do polo Norte, ficam 15 Hexagramas, dispostos em um dodecagono (12 lados) e 3 Hexagramas no Eixo (os 3 hexagramas “Equilibrados” ou harmônicos 010010, 001001 e 100100).
– No quinto círculo, localizado 5R/3 abaixo do Polo Norte, ficam 6 Hexagramas, dispostos em um Hexagono projeção dos Hexagonos do 1o círculo e 3o círculo (1 Yang e 3 Yang)
Minhas capacidades gráficas terminam no desenho que vocês vêem acima, mas estava pensando se existe entre os meus leitores alguém que manje de programas gráficos capazes de gerar esta estrutura que eu imaginei em flash, 3DMax, CAD ou outro software que pudesse gerar imagens bonitas (colocar os hexagramas em esferas que simulem vidro, essas coisas estilosas) para que, em uma segunda etapa, possamos trabalhar com Enochiano ou Kabbalah nesta estrutura 3D.

Este post tem 34 comentários

  1. Gustavo Costa

    DD, procurei na sessão de bibliografia basica mas nao vi nada sobre I ching basico, teria algum livro / site para indicar ?
    @MDD – Basicamente, só existe um livro de I-Ching, que é o “Livro das Mutações” em sua edição mais conceituada. Publicada pela Editora Pensamento, traz prefácio do psicanalista suiço Carl Gustav Jung e é a tradução do texto estabelecido por Richard Wilhelm. Todo o resto é copia-cola-muda deste texto. A Wikipedia de ocultismo http://www.daemon.com.br/wiki tem toda esta tradução adaptada, com as imagens.

    1. Gustavo Costa

      Obrigado !

    2. Gustavo, não acredite em tudo o que lê. Existem várias traduções do I Ching, cada uma com seus méritos e objetivos. Não existe “uma única versão”, nem o “copia-cola-muda deste texto”. Isso é bobagem. A versão do Wilhelm é a mais utilizada, mas indico também a versão do James Legge, publicada no Brasil pela Hemus. Suas notas sobre cada hexagrama são muito interessantes para um iniciante. Boa sorte.

  2. Fabio

    Isso que é controle e utilização de tempo util Marcelo, eu tenho que me esforçar para fazer os exercícios uma vez por dia.

  3. Igor

    Eu uso o Cinema4D de forma básica, mas dependendo do tamanho do trabalho eu acho que consigo fazer. A questão é só que agora eu estou com 2 trabalhos e provas da faculdade, então fica difícil fazer isso. Mas Daqui a umas duas semanas acho que posso pensar em criar algo.

  4. Diego Ferreira

    Interessante como nossos diagramas 2D e 3D não expressam mais as idéias. A evolução de consciência nos traz estes impedimentos. Ainda estes dias pensava como a evolução pode ser expressa por uma espiral cônica, e como um observador 2D percebe retrocessos num processo que é cíclico mas sempre de crescimento positivo.

  5. Fabio Romariz

    O crescimento dos seres se dá sim em espiral.
    Indico o livro Cristianismo RosaCruz de Max Heindel, que explica um pouco esse movimento.
    Se o MDD puder adicionar maiores informações sobre o assunto, ficaremos agradecidos.
    Saúde, Paz e Prosperidade a todos!

  6. Shlomo

    Isso é para um engenheiro da computação, não um designer/desenhista.
    O agrupamento dos hexagramas como tu colocou (com cores e tudo) é um modelo de análise da lógica computacional de circuitos chamado Mapa de Karnaugh (wikipedia). Eu até sei manipular, mas faz alguns anos que trabalhei com isso.
    A construção desse modelo 3D geralmente gera um toróide, não uma esfera, mas podemos brincar com o modelo.

    1. BrnLng

      Não deveria ser um toróide, pois há dois pólos claros, inclusive com eixo marcado.
      Não acredito que seja um mapa de Karnaugh também, apesar de parecer, pois não há qualquer problema lógico resultante na leitura e uso do sistema.
      Designers fazem gráficos também afinal.

  7. Rafael

    Físicos predizem o fim da religião
    Os cidadãos de nove países abandonarão por completo as crenças religiosas dentro de alguns anos. Esta é a principal conclusão de um modelo matemático desenvolvido por físicos da Universidade do Arizona e da Corporação de Pesquisa para o Avanço da Ciência (RCSA), que relaciona o número de pessoas crentes e as motivações sociais para manter a fé.
    Físicos predizem o fim da religião
    Segundo a pesquisa, as sociedades modernas seculares nas quais é mais útil para os indivíduos não achar o que fazer, simplesmente, a religião terminará por se extinguir. Para chegar a esta conclusão, os cientistas, que apresentaram os resultados durante a última reunião da Sociedade Estadunidense de Física em Dallas, coletaram os dados de países com censos que remontam até um século e nos quais são consultados a filiação religiosa. Os países: Austrália, Áustria, Canadá, República Checa, Finlândia, Irlanda -chama a atenção, porque é um país de grande tradição católica-, Países Baixos, Nova Zelândia e Suíça.
    Os pesquisadores assinalam que as pessoas que dizem não ter nenhuma afiliação religiosa constituem o grupo “espiritual” que cresce mais rápido em diferentes países ao redor do mundo.
    – “Em um grande número de democracias seculares modernas há uma tendência popular a identificar-se como não filiados a nenhuma fé”, explicou Richard Wiener, pesquisador da RCSA e coautor do estudo. – “Nos Países Baixos, por exemplo, é quase metade da população, e na República Checa são a maioria, em torno de 60%”.
    Os cientistas utilizaram em seu estudo uma dinâmica não linear, utilizada para explicar uma ampla gama de fenômenos físicos nos quais se interconectam uma série de fatores diferentes. Ao que parece, o sistema é muito similar ao empregado em outra pesquisa em 2003 que predizia que entre 80 e 90% das linguagens utilizadas hoje em dia estão destinadas a morrer durante este século porque já não resultam práticas.
    Os pesquisadores descobriram que os parâmetros eram similares em todos os países estudados, motivo pelo qual os resultados serão os mesmos em todos eles: a religião se encaminha à extinção. O homem inicia a dura batalha de matar o Deus criado por ele mesmo.
    A equipe também acha que seu modelo matemático pode ser aplicado a outros grupos humanos em concorrência, como fumantes x não fumantes, veganos x onívoros, obesos x magros… e inclusive, ainda que pareça incrível, usuários de Mac em frente a usuários de PC.
    Fonte: Richard Dawkins Foundation.
    http://richarddawkins.net/articles/605758-religion-may-become-extinct-in-nine-nations-study-says
    @MDD – O texto é meio picareta e tendencioso… a pesquisa diz “sem religião” e não ATEUS… Espiritualidade é BEM diferente do marasmo do ateísmo. E não é o que eu falo o tempo todo aqui? esqueçam as religiões e estudem todas… peguem o que acharem de melhor em cada uma e monte a sua própria.

    1. Guapo

      Penso ser o caminho mais sensato para evolução espiritual. Digamos que chegou a Democracia do Conhecer Divino. Hoje as organizações religiosas impõe, principalmente atravéz do medo, a sua versão da verdade. Isso torna o crente um objeto controlado e totalmente viciado nesse medo. Isso vai acabar , com certeza.

    2. Roberto.'.

      A propósito, como FÍSICOS fizeram essa pesquisa? Eles não deveriam estar pesquisando FENÔMENOS FÍSICOS? Não seria mais adequado dizer que matemáticos realizaram tal estimativa ou teólogos, sociólogos, antropólogos, enfim? E se existe essa pesquisa, eu quero ver os anais da publicação (“fight fire with fire”) para ver se de fato ela tem fundamento…

    3. Gabriel

      Tio, ando lendo bastante sobre o espiritismo no momento, e gostaria que você falasse mais a respeito dessa frase: “esqueçam as religiões e estudem todas… peguem o que acharem de melhor em cada uma e monte a sua própria.”
      Algumas vezes me acho perdido na quantidade da informação e tenho dificuldade na parte de “monte a sua própria”.
      @MDD – Voce nao precisa montar uma salada de frutas. Comece com o básico e vai ampliando à medida em que estuda.

  8. Rafael

    E então, Tio? Acha que realmente nós caminhamos pra isso? O fim das religiões?
    @MDD – Espero que sim. Que as pessoas comecem a estudar todas elas e esqueçam padres, pastores e bispos de uma vez.

  9. Vinicius

    Alguns dias atrás vc postou essa imagem num dos (muitos) textos sobre Astrologia e a confusão que a mídia faz sobre a mesma, e me perguntei se você não ia falar nada sobre. O resultado ficou bacana, parecendo algo planetário, mas ainda parece algo extremamente complicado, ainda mais com a palavra “Enoquiano”, que me soa como a palavra “Cálculo” deve soar pra os estudantes de ciências Exatas que chegam na faculdade…
    E falando em Enoquiano, me pergunto tbm qual a relação dos Anjos Enoquianos com os Anjos Kabbalisticos, sendo que me lembro até de um texto do blog em que o autor fala que o Universo Enoquiano “é um universo próprio, distinto daquele conhecido no Hermetismo e na Astrologia”, o que faz parecer que é algo completamente alienígena e hardcore de se harmonizar com o hermestismo tradicional e que os dois tipos de anjos parecem se referir a coisas totalmente distintas.
    E já que mencionei os cabalisticos, vi no post do Sedentario algo interessante que você escreveu:
    “@MDD – Na verdade, se os religiosos estiverem certos, depois que morrer, os ocultistas são os que mais vão se dar bem. Estou escrevendo um post que prova isso.”
    Cadê o post? Fique mesmo curioso em saber a resposta… :

  10. kk

    Quando vi a imagem que você desenvolveu eu pensei nos átomos e nos spins, mas acredito que não é possível fazer uma correlação idêntica, também pensei na divisão do ano em 64.
    Dá para aplicar o I CHING nos ciclos e utilizar a correspondência para realizar procedimentos enoquianos ou cabalisticos de alguma forma, a mais harmonica possível ?

  11. Gustavo N. Rocha Dias

    os oitos trigamas seriam uma versão mais simples daquela esfera lá em cima?
    exista um estilo de Wushu(escrevi certo?) que se chama Bagua, seria ele baseado na filosofia o I-Ching?
    @MDD – os trigramas são a base oriental dos hexagramas, que são 8×8 = 64. Eu prefiro a visão ocidental de três bigramas 4x4x4 = 64, que dá na mesma.

  12. Leon

    Caraca MDD,desse modo vc vai acabar entrando pra historia da Magia,junto com os grandes nomes da idade contemporânea. Fico imaginando,daqui uns 100 anos,a galera estudando a “obra de Marcelo DelDebbio, o recodificador dos sistemas Magicos no inicio do século XXI”.
    Vc pensa em lançar um Livro dedicado a magia,apresentando todo esse seu trabalho?
    @MDD – Livros são do século XX… meu trabalho está organizado na forma de Wikipedia. E sim, eu pretendo reunir e decodificar TODOS os sistemas magisticos em um único lugar. Talvez na forma de pdfs gratuitos a partir das páginas da wiki ocultista… outro dia estava calculando o quanto eu já escrevi… são 900 posts de mais ou menos 1-2 páginas de word neste blog, mais 140 posts de 5-6 páginas de word no Sedentário… fora a wiki e o Projeto mayhem… é muita coisa.

  13. julio

    Mdd parabéns! Conforme fui tentando construir a figura me de parei com com divisões famosas. Enquanto fazia o rascunho do eixo principal, me deparei com o inicio do desenho da arvore da vida desenhada com compasso que aprendi neste blog. Depois de uns ‘rabiscos” consegui tirar a proporção de cada paralelo desta esfera, um exercicio mto bom de geometria sagrada! Hj não consegui fechar o desenho, o trbalho me chama, mas amanhã começo a colorir. Porém receio q fique primeiro com a estrutura com um eixo central e os planos, em seguida vou ter q sair da proporção para fazer a esfera exterior. Mas acredito q consigo fazer o modelo com as cores próximas as expostas e transparentes. De qlqr forma obrigado fazia tempo q não me exercitava….

  14. julio

    A titulo de curiosidade 5 divisões no eixo central somadas aos dois extremos=7! Fora o 3 e o 8 relacionados a construção de um modelo, e o 12 e o 6 lindo! 12 no suposto plano de simetria, e 6 nos planos opostos… São infinitas relações! Tenho q agradecer novamente pelo entendimento q acumulei nesse exercicio.
    Pra quem quiser adiantar a construção do modelo:
    Qndo o raio da esfera é 3, o raio dos planos médios é raiz de 8, e o dos planos extremos é raiz de 5. Só seguir esta proporção e usar as medidas de altura q o MDD deu e depois colocar os hexagonos e o dodecagono inscritos nos devidos circulos, logo depois terá os pontos externos marcados.
    Pessoalmente acho melhor construir os cinco poligonos separados, e logo depois colocá-los distanciados perpendicularmete na medida dada pelo MDD em um eixo posiciona-los paralelamente.
    Estou tentando fazer no google sketch up.

    1. julio

      viajei um pouco nos comentários, me emocionei no inicio escrevi besteira, mas o esquema de construção tah racional.

  15. Vinicius

    Gênial, Marcelo!

  16. Padre Judas

    Você usa “Yang” com tradução, exatamente? Porque eu conheço esta palavra como significando “princípio ativo” (como no “Yin/Yang”). Mas, no(s) chinês(eses) (pois são vários dialetos), palavras homófonas podem ter significados bem diferentes.

  17. Roberto

    Se o DD conseguir mesmo compilar todos os sistemas magísticos, mitologias, planos de existência e demais assuntos relacionados, da forma didática como vem fazendo, em um único lugar, como fonte de consulta… Vai ser épico! Pagaria pra ter acesse a um conteúdo desses com prazer! Imaginem, informações sobre como funciona o plano astral, mental, kaballah, enfim, tudo isso, em um único lugar, e informações confiáveis! De fato, ele merece ter seu nome registrado na história!

  18. Sancha

    Marcelo,
    Será que você poderia explicar sobre as 7 cores (rosa, azul escuro, azul claro, verde, amarelo, laranja, vermelho) que você colocou no quadro do i-ching?
    Para mim, tudo isto é muito novo. E achei o texto muito difícil.
    Eu nao consegui entender a sua lógica.
    @MDD – Nesse estágio estou usando cores arbitrárias. Quando terminar de organizar as correlações com a Árvore poderei mudar as cores para as cores da Golden Dawn e ver o resultado.

  19. HB

    Fico imaginando como seria bom trabalhos como esse sendo publicados em revistas científicas e sendo estudados e referenciados. O mundo seria muito diferente. Uma pena que a ciência ainda ser tão distante. Eu estou na graduação de um curso, e começando a me envolver em pesquisas e projetos, e futuramente um mestrado, quem sabe, e vejo como qualquer pesquisador que tente se adentrar nesses assuntos é rejeitado por todos.

  20. Olá, marcelo. Parece que meu comentário não foi publicado.
    Muito interessante seu estudo. Você parece ser muito versado nas ciências ocultas ocidentais, mas carece de conhecimento na linha chinesa. Percebi em seu texto uma arrogância que não condiz com a linha espiritual que apresenta. Muitos pesquisadores já questionaram a ordem dos hexagramas, com o intuito de aperfeiçoá-la e não de negá-la, mas antes estudaram-no minuciosamente. E existem vários estudos com os hexagramas em outra ordem. Não há novidade nisso, nem os taoístas vão cortar os pulsos por sua causa. Você não citou no texto a “Ordem de Fuxi”, por exemplo, que trata os hexagramas segundo a numeração binária. Seria interessante, para você, estudar também esse aspecto.
    @MDD – A numeração Mayhem é realizada ao contrário da numeração que voce conhece, porque segue a Golden Dawn e organiza os hexagramas comparativamente com os anjos enochianos e com as sefiroth da árvore da Vida, coisa que não achei em nenhum livro (e tambem fucei no seu site e não achei nada referente a isso lá) porque nunca foi feito e, da vez que foi tentado por estudiosos da GD, fizeram trocando os bigramas de AR com ÁGUA e saiu um resultado que não batia direito com a descrição tradicional do I-Ching.
    Você se diz um “um homem de ciência”, mas sua referência é um livro baseado em comunicação com anjos. Isso não é ciência. E afirmar que a Ordem do Rei Wen é “desordenada”, é revelar seu pouco conhecimento sobre o I Ching e a filosofia taoísta.
    @MDD – Eu me comunico direto com entidades astrais, que validaram a comunicação de John dee e Kelley. Não tenho porque duvidar do trabalho do enochiano visto que ele funciona na prática e empiricamente, demonstrando que o I-ching nada mais é do que um sistema criado a partir da OBSERVAÇÂO de um fenomeno, como medir a temperatura da água em celsius ou farenheit. Estou desenvolvendo um termometro universal, um sistema que codifica tanto o i-Ching quanto o Enochiano quanto a Kabbalah e Umbanda, visto que os quatro sistemas medem as mesmas energias, apenas por métodos diferentes. Ciencia não é o que cientistas baseados em dogmas materialistas acreditam, é o conhecimento testado empiricamente. Hipoteses, teses e conclusoes.
    Questionar e ampliar os estudos sob uma nova ótica é sempre bem-vindo, mas não significa que os estudiosos anteriores nunca tenham feito isso. Existem mais de 10.000 estudos e comentários sobre o I Ching na Biblioteca Imperial da China, feitos ao longo de 2.500 anos. E a Universidade de Shandong abriu, recentemente, uma cadeira de estudos de Zhou Yi (o “I Ching”, para os chineses).
    @MDD – Sim, mas quantos deles fazem estas correlações com a alquimia ocidental. aliás, quantos deles fazem correlações com as entidades da Umbanda? Eles nem sabem que este sistema existe… Desculpe ai, mas acho que estou inventando a pólvora, sim. Ou pelo menos dando novos usos para ela.

    1. “A numeração Mayhem é realizada ao contrário da numeração que voce conhece, porque segue a Golden Dawn e organiza os hexagramas comparativamente com os anjos enochianos e com as sefiroth da árvore da Vida, coisa que não achei em nenhum livro (e tambem fucei no seu site e não achei nada referente a isso lá) porque nunca foi feito e, da vez que foi tentado por estudiosos da GD, fizeram trocando os bigramas de AR com ÁGUA e saiu um resultado que não batia direito com a descrição tradicional do I-Ching.”
      Gilberto- você deve estar brincando! Sua “sequência Mayhem” é uma contagem regressiva? Se você soletrar o alfabeto de Z até A você tem o “alfabeto Mayhem”? Grande descoberta. E as correlações que comentou realmente não existem em meu site, e nem em seu texto, também. Estamos discutindo o que está escrito aqui. De qualquer modo, faça uma pesquisa no Google – tem até programa freeware para correlacionar os hexagramas com os sephirot. Cuidado com o “nunca foi feito”.
      @MDD – Não. A Sequencia proposta pelo Mayhem faz com que a organização dos hexagramas seja coerente com a organização da Árvore da Vida na Kabbalah e com a sequencia dos Anjos Enoquianos, com a Astrologia hermética e com os arcanos menores do Tarot em uma ÚNICA tabela. Na versão antiga binária, isso não ocorre, porque o autor apenas associa zeros e uns, sem conectar sua sequencia com nada. Ao contrário do que voce afirma, não é “contagem regressiva”, mas sim organização com consciência do que está sendo feito.
      As correlações estão na Wiki de Ocultismo e aos poucos estou explicando cada uma delas aqui no Blog. As correspondências que existem por aí são, em sua maioria, cópias das que Aleister Crowley fez da Árvore, que NÂO fazem correlações entre as 4 Árvores e a estrutura de hexas do I-Ching, apenas das Sephiroth puras com alguns trigramas e conceitos relacionados. Na estrutura que propus, correlaciona-se os 64 hexagramas do I-ching aos 64 Anjos Enochianos que, por sua vez estão diretamente relacionados à Árvore da Vida, aos orixás e entidades e aos Arcanos Menores do Tarot.

      “Ciencia não é o que cientistas baseados em dogmas materialistas acreditam, é o conhecimento testado empiricamente. Hipoteses, teses e conclusoes.”
      Gilberto- Se “ciência” para você possui essa definição, concordo com ela. Mas sua crítica prossegue improcedente, pois você não sabe o significado da ordenação original do I Ching.
      @MDD – Sim, eu conheço. A Sequencia do Ceu Anterior, que posteriormente foi mudada para a Sequencia do Ceu Posterior, ou Rei wei, que é a utilizada em praticamente todas as tabelas do I-ching e que só fazem sentido se voce for muito fã dele e quiser seguir os poemas, ou seja, arbitrário. Se você tiver algum texto que justifique Rei Wei sem ser por escolha arbitrária, mande o link que terei grande prazer em publicá-lo.
      “Sim, mas quantos deles fazem estas correlações com a alquimia ocidental. aliás, quantos deles fazem correlações com as entidades da Umbanda? Eles nem sabem que este sistema existe… Desculpe ai, mas acho que estou inventando a pólvora, sim. Ou pelo menos dando novos usos para ela.”
      Gilberto- Parece que me perdi: onde em seu texto se fala em alquimia ou Umbanda? Existem diversas correlações entre o I Ching e a alquimia chinesa, que é a mãe da alquimia ocidental e a precede em mais de 800 anos. Os princípios estão todos lá, com nomenclaturas diferentes. Sobre as correlações com a Umbanda, leia meu artigo publicado no “Jornal de Umbanda Sagrada” de janeiro. E existem outros a caminho. Parece que seu pioneirismo está ameaçado.
      @MDD – o texto fala apenas da nova configuração proposta em esfera; as correlações estão sendo colocadas na Wikipedia e estarão disponíveis em breve aqui no blog também. A alquimia oriental difere em diversos pontos da ocidental (a começar pelos elementos, que causam falsos cognatos), o que fez com que vários autores cometessem erros de interpretação (Aleister Crowley, por exemplo, erra ao associar os 8 trigramas aos 4 elementos pois considera apenas os nomes deles e muitas pessoas segue com essas correlações erradas só pq foi o Crowley quem fez). Pedirei um exemplar do jornal ao Alexandre Cumino a próxima vez que nos encontrarmos em Loja Maçônica, ai posso dar uma opinião sobre suas correspondencias.

      1. Leon

        Hi MDD,depois de irritar Católicos e Evangélicos,chegou a vez dos Taoistas.
        Sua Egregora deve ter um trabalhão te protegendo xD.

Deixe uma resposta