Como anda o seu humor e a sua vida?

Geralmente os textos que aqui posto são de outros autores. Então, depois de um bom tempo, faço uma postagem. É sobre problemas que passamos em nossas vidas e vou enfocar nos transtornos de humor. Os que vou utilizar são DepressãoManiaTranstorno Bipolar e Transtorno de Ansiedade Generalizada.  É extenso, mas vai ser uma leitura agradável e bastante prática. Conforme disse, vou falar sobre alguns transtornos de humor inicialmente, explicando o que é, os sintomas deles, depois fazer explanações sobre eles e sobre a vida em si. Espero que gostem!

sofrimento_Depressão é uma doença psiquiátrica que produz alteração de humor caracterizada por tristeza profunda, sem fim, associada a sentimentos de dor, amargura, desencanto, desesperança, baixo autoestima, sentimento de culpa, distúrbios de sono e apetite. Não é uma tristeza igual a de acontecimentos difíceis e desagradáveis, inerentes à vida, como perda de emprego, desencontros amorosos, morte, etc. Nestes casos, elas sofrem e encontram por si mesmas uma forma de superá-las. Nos casos de depressão a tristeza é crônica, não dá trégua e não tem causa aparente. Pode ficar o tempo todo, dias e dias seguidos. Predisposição genética, disfunção bioquímica, acontecimentos traumáticos na infância, estresse crônico, doenças sistêmicas, consumo de drogas lícitas e ilícitas e certos medicamentos podem causar.

O oposto da depressão é a Mania (geralmente utilizamos esta palavra para definir hábitos, mas aqui tem outro sentido). É totalmente o oposto da depressão e as causas são praticamente as mesmas. Mas existe o Transtorno (ou Espectro, dependendo do caso) Bipolar, onde há alternâncias de episódios de mania, depressão e períodos assintomáticos. As crises podem variar de intensidade (leve, moderada e grave), frequência e duração. O humor é flutuante e tem reflexos negativos nos comportamentos e atitudes, onde as reações deles são sempre desproporcionais aos fatos que serviram de gatilho ou, até mesmo, independem deles. Ainda não foi descoberto uma causa específica para isto.

Além destes distúrbios de humor, temos a Ansiedade. É uma reação normal diante de situações que provocam medo, dúvida ou expectativa. É um sinal que prepara a pessoa para enfrentar o desafio e, mesmo que ele seja superado, favorece sua adaptação às novas condições de vida (o conceito é praticamente idêntico ao de eustresse). Porém há um distúrbio caracterizado pela preocupação e expectativa excessiva e apreensiva, persistente e de difícil controle, que perdura por meses causando inquietação, fadiga, irritabilidade, dificuldade de concentração, tensão muscular e perturbação do sono. É o transtorno de ansiedade generalizada (TAG).

pessoas041As pessoas até podem saber destes fundamentos, mas não sabem como lidar com isto, geralmente piorando a situação do indivíduo. Este faz a sua parte como pode, sabe que pode relaxar, fazer práticas místicas, ocultistas ou mágicas, aplicar Reiki ou qualquer outra terapia holística, caminhar, medicar-se, fazer psicoterapia, praticar yoga, fazer coisas que você fique melhor, mas de toda forma a sua mente continua no mesmo estado, você acaba não tomando as rédeas e não fazendo direito o que deve ser feito para sair da situação e acaba se vendo num beco sem saída. E o pior, além de afetar a si, afeta também as pessoas que ama e isto o faz piorar mais ainda. As pessoas colocam coisas na sua cabeça, dizem coisas que não se devem dizer, e pioram o quadro, assim como você também pode fazer. Ou seja, acabam mais atrapalhando que ajudando, por mais que pensem que estão ajudando. E ainda o indivíduo com tais problemas fica mal por saber que está deixando elas mal ou preocupadas com você ou achar que você não tem mais jeito e ninguém vai gostar de você.

Alguns exemplos clássicos sobre coisas que não devem ser ditas acompanhadas dos porquês. Pedir para “caminhar”, se ele sabe que é bom, mas tem uma dificuldade absurda de forçar uma interação com um mundo aberto sem surtar; “É coisa de sua cabeça!” Merece um Nobel quem concluiu isto, refrescando a memória do amigo e piorando; “Por que não sai mais com a gente?”, onde quando você pensa isto, ele está no quarto, deitado ou acordado, tentando juntar motivação de onde não tem; “Pense nas coisas boas da vida”, como se um depressivo não soubesse o que é isto, sendo que o problema é que, por melhores que sejam essas coisas, elas são como pontos nulos para o deprimido por conta da condição – ele não gosta de si mesmo, acha que ninguém gosta dele e não vê futuro para ele mesmo – por mais que pense nelas tem efeito zero; “Tem gente pior que você”, aí ele se sente culpado por estar num estado psicológico que por mais que se esforce não controla enquanto outras pessoas controlam e está tendo uma dificuldade imensa em colocar as coisas sob uma perspectiva só e regular suas reações e a pior, “Você parece outra pessoa”, a maior “facada” que você dá num depressivo, você fala para ele o que ele não quer acreditar, dá a ele a certeza que nunca mais vai voltar e conseguir reverter o que vem acontecendo e nunca serão normais normalmente, nunca serão quem elas verdadeiramente são.

Dizem também que tudo acontece porque você não se ajuda. Que você está assim porque quer. Mas e a medicação, o tratamento médico, as ordens místicas, as práticas e cursos e tudo o mais, são para quê? Você tenta, mas não consegue. Faz de tudo para melhorar, mas não consegue. Acha que não há solução. Você se ajuda, mas não consegue encontrar uma solução, tenta se apoiar em outras pessoas, às vezes até de forma possessiva, mas machuca a você mesmo e todos ao redor. Mas, às vezes, os outros também fazem isto.

Você colocaria poeira no nariz de quem sofre de sinusite? Daria algo bem açucarado para um diabético? Gritaria com
uma pessoa com a pressão extremamente alta? Falaria coisas para pessoas em estados alterados de humor que afetariam ainda mais o humor delas? Falaria para um depressivo aquelas coisas que falei? Gritaria dando mais motivo de preocupação para um ansioso? Então, coloque na cabeça, é uma doença como qualquer outra, que tem cura, que realmente as pessoas que tem só vão ficar boas se quiserem se ajudar, mas se você fizer isto, você vai retardar ou piorar a situação. Se for um ansioso, ele pode ficar furioso e se irritar ou ficar pensando freneticamente numa só coisa e não falar nada com nada! Se for um depressivo, ele pode até se suicidar por conta de algo que você disse! Não só você, como até mesmo os tratamentos podem fazer mal. Medicamentos podem ter interações e terem efeitos negativos, piorando também. Então, tenha paciência e compreensão com o que ocorre com essas pessoas e saiba que quando você magoa elas ou elas te magoam, no caso se transtornos de humor, elas realmente vão ficar pior pelo sentimento de culpa! Elas se culpam tanto quando te magoam quanto quando você as magoa.

sublimação-192x300O trajeto evolutivo é difícil! A vida é difícil! Às vezes tudo o que você tenta fazer não resolve! E nestas horas vem são necessários a Fé e a Vontade! Você pode mudar a situação! Tudo passa, transforma-se! A filosofia budista diz algo como “só você pode ajudar a você mesmo, não espere que façam por você”! Se algo acontece com você, a culpa é sua de algum modo! Para quem gosta de misticismo, o Karma explica muitas coisas. Porém, o ambiente também interfere nas nossas situações! A genética, a criação dos pais, a formação na escola, os grupos de amigos, os ambientes que frequenta, as experiências que você passa, o local e a vizinhança onde vive, seu ambiente de trabalho, a sociedade, o país e daí vai… Pensando desta forma, mesmo que tudo seja responsabilidade nossa, o externo também influencia! Você também influencia o próximo (quem gosta de Magnetismo e Hipnotismo sabe bem disto). Então, de certa forma, apontar o dedo e dizer que a culpa é somente do outro, de quem tem estes problemas, embora seja uma verdade se formos pensar de acordo com as Leis Cósmicas, é um pouco ignorante e arrogante e só vai piorar a situação.

O mundo de hoje faz com que esses problemas surjam com mais frequência. Em breve a depressão vai ultrapassar as doenças cardíacas e ser a doença que mais mata! E quando pensamos que o externo influencia, além do que já foi dito, percebemos uma coisa: as pessoas são simpáticas demais! Tenham Empatia!

foto2Este estado tem quatro características: entendimento de perspectiva, a habilidade de ter a perspectiva dos outros, reconhecer a perspectiva deles como verdade e não julgar. Empatia é sentir-se como o outro. Alguém está deprimido, no fundo do poço e grita que está preso, é escuro, estou soterrado! E você diz: Acalme-se, sei como se sente e você não está sozinho nessa. Simpatia é dizer: “é ruim, né?”, “tem pessoas piores”, “quer uma coxinha?”. E muitas vezes começa com “pelo menos”. Às vezes alguém compartilha algo doloroso e você tenta ajudar querendo ver o lado bom de tudo isto. “Vou reprovar nesta disciplina!” “Pelo menos tu pode pagar de novo” Tente fazer as coisas melhorarem tendo empatia! Se eu compartilhar algo com você que seja difícil, prefiro que diga “nem sei o que dizer ou fazer, mas obrigado por compartilhar comigo” e dar um bom abraço. Respostas mudam tudo e, sendo simpáticos, vocês vão estar mais atrapalhando do que ajudando, mesmo que pense ajudar.

A vida é dura! A realidade é um desafio! Mas estamos aqui para evoluir! Não é uma tarefa fácil! A felicidade que tanto buscamos não é fácil de ser adquirida! Quando nossos pais dizem que é um trabalho árduo, é porque é mesmo. Mas estamos aqui para isto. E não estamos sós nesta tarefa.  “Se não houvesse a angústia não existiria a alegria”. “Todo homem leva um céu e inferno dentro de si mesmo”. “Sou um pecador e mortal e devo, a todo momento, dia e noite, desprender-me, lutar e combater o Diabo que aflige minha natureza corrupta e perdida, esse poder colérico que existe continuamente em minha carne, como na de todos os homens”. “Nem o dinheiro, nem as posses mundanas, nem a ciência, nem a autoridade, nada disso trará a vós o doce descanso do paraíso (nota minha: ou melhor, felicidade), que só pode ser atingido através do nobre conhecimento de si mesmo. Lá poderes vestir vossa alma; trata-se da pérola que não é devorada pelas traças e que nenhum ladrão pode levar. Buscai-a e encontrareis um nobre tesouro”.

“Segue meu conselho: deixa de buscar o conhecimento de Deus através de tua vontade egoísta e de teu raciocínio; joga fora tua razão imaginária, aquela que teu eu mortal pensa que possui, então tua vontade será a vontade de Deus. Se Ele encontrar a Sua Vontade como sendo a Tua vontade na Dele, então a Sua vontade irá se manifestar em tua vontade, como se fosse Sua própria propriedade. Ele é Tudo, e o que quer que desejes saber do Tudo está Nele. Não há nada oculto diante Dele e tu verás em Sua própria Luz”. “O entendimento nasce de D’us. Não é produto de escolas nas quais a ciência humana é ensinada. Não condeno o aprendizado intelectual e, se eu tivesse obtido uma educação mais elaborada, com certeza seria uma vantagem para mim, quando minha mente recebia o dom divino. Mas agrada a D’us transformar a sabedoria deste mundo em tonteira e dar Sua força ao fraco a fim de que todas as coisas se curvem diante dele”. “Acima de tudo, examina contigo mesmo o propósito de conhecer os mistérios de D’us e se estás preparado a empregar aquilo que receberes para a glorificação de D’us e para o benefício do próximo. Tu estás pronto para morrer, inteiramente para a tua vontade terrestre e egoísta, e desejas, sinceramente, ser um com o Espírito? Aquele que não tiver tais propósitos elevados e que busca apenas um conhecimento que satisfaça o seu eu ou para ser admirado pelo mundo não está apto para receber tal conhecimento”. E, por fim, “Deve-se auxiliar o próximo com aquilo que for obtido”. Um muito obrigado a Jacob Bohme por todas estas citações e verdades.

Como disse, tudo passa. “Se há muito sofrimento, também há sempre alegria e vice-versa. Até estas lindas flores algum dia irão murchar e todas as coisas vivas deste mundo não param nem por um momento. Estão sempre se movendo e mudando, esse é o maior prazer existente, a vida das pessoas é igual. Mas, se a morte certa espera por todos, não é a tristeza que deveria controlar a vida de todos? Enquanto se vive, não importa quantas vezes tentem se aliviar do sofrimento, ou quantas vezes buscam por amor e alegria, a morte sempre acaba com tudo. Se é assim, para que um homem nasce? Não podemos fingir que não existe a morte, completa e eterna. Apenas não se esqueça de uma coisa. A morte não é o fim de tudo, a morte é o passo que leva à vida seguinte. A morte não é algo definitivo. No passo, todos aqueles que nasceram neste mundo, mas foram chamados de santos, superaram a morte e se entenderes isto se iluminarás. As flores nascem e depois murcham. As estrelas brilham, mas algum dia se extinguem. Comparado a isto, a vida do homem não é nada mais do que um simples piscar de olhos, um breve momento. Nesse pouco tempo, as pessoas nascem, riem, choram, lutam, são feridas, sentem alegria, tristeza, odeiam alguém, machucam alguém, amam alguém. Tudo isto em um só momento”. Aproveite! Viva a vida! Tudo tem solução! Mas compreendam os outros, perdoem, não fiquem “buscando chifre em cabeça de cavalo”, não fiquem apontando o dedo na cara dos outros, não se machuque tanto com coisas efêmeras, simplesmente amem e vivam!

Para o Hermetismo Cristão, não existem Mestres ou Iniciadores (só um, que é o Iniciador que está no alto), apenas codiscípulos e cada um é mestre de cada um sob algum aspecto, como cada um é discípulo de cada um sob outro aspecto. Santo Antão dizia que “se submetia de boa vontade aos ascetas que ia visitar e se instruía deles na virtude e na ascese de cada um. Contemplava em um a amabilidade, em outro a assiduidade à oração; neste via a paciência, naquele o amor ao próximo; em um observava as vigílias, em outro a aplicação à leitura; admirava um à constância, a outro por seus jejuns e por seu sono na terra nua. Observava a mansidão de um e a magnanimidade de outro; em todos notava a devoção ao Cristo e o amor mútuo. Assim, satisfeito, voltava para seu eremitério, condensando e se esforçando por exprimir em si mesmo a virtude de todos”.

Into the lightEntendam que todas as pessoas têm seus defeitos e suas dificuldades. Recentemente tive alguns, por exemplo. Magoei pessoas, magoei a mim mesmo. Teve situações que aconteceram que mudaram totalmente o fluxo das coisas e isto não tem mais volta! Laços rompidos que talvez nunca mais voltem! Então, não estou sendo hipócrita em dizer que a vida é só flores e que o caminho que seguires vai te trazer só coisas boas e que as pessoas que o seguem não vão ter seus problemas. Repito, a vida é dura! Posso até estar sendo hipócrita neste ponto, por pedir algo que desenvolvo, ou julgar as pessoas por isto ou aquilo, mas peço desculpas por isto.Mas, de fato, as pessoas têm suas dificuldades! Você tem seus defeitos, mas não se martirize por isto! Há solução! Há uma Luz no fim do túnel!

Vocês também tem seus defeitos e problemas, assim como eu tenho. Mas vejam as virtudes ao invés dos defeitos. Tenham empatia que, relembrando, é um estado em que há entendimento de perspectiva, a habilidade de ter a perspectiva dos outros, reconhecer a perspectiva deles como verdade e não julgar. Desenvolvam o AMOR. “O amor nunca falha porque o amor é sem fim, sem começo, sem meios de ser interrompido e também se renova à medida que se origina e age no tempo e espaço de todas as dimensões que existem no universo em expansão”. Citações estas de um anime simples, mas verdades profundas. Amem primeiro ao Criador (ou seja lá em quem acredite, ou mesmo que não acredite em nada) e lembrem-se sempre de amar a si mesmos. Por mais que a vida seja dura há uma solução! E se encontra dentro de nós mesmos, ‘no D’us de seu coração, no D’us de sua compreensão”.

Entendam que por mais que esta seja uma verdade universal, você também interfere na vida do outro. Já pensou quantas pessoas contribuíram para você chegar até aqui e ler este texto? Infinitas! Já pensou em que as suas escolhas interferem nas escolhas de outras pessoas? Que situações que você toma também interferem? Não existe coincidência, não existe acaso, existe sincronicidade. Não estamos sozinhos. Há uma luz no fim do túnel, repito. Mas você interfere nas outras pessoas. Ame a si mesmo, mas também ame os outros. Da mesma forma, compreenda estes problemas nas pessoas, qualquer que seja o problema, tenha empatia e com certeza seremos e teremos pessoas mais felizes.

A você, que passa por estes problemas, que se identificou com tudo que eu disse, saiba que você pode sair da sua caverna! Posso não saber o que dizer a vocês, mas espero do fundo de minha alma que superem isto, vivam o agora, cuidem de si mesmo,s pois tudo depende de vocês! Aos que te seguem, compreensão, amor e empatia. Assim tanto você quanto os outros podem crescer e evoluir juntos.

Para finalizar, peço desculpas a todos que causei algum mal, transtorno ou situação desagradável. Tudo que passou, passou e não volta. Mas vivo agora o presente, com uma perspectiva no amanhã, onde luto para ser melhor a cada dia que passa e superar os meus demônios internos. Palavras são somente palavras. Somente os meus atos, e sendo eles constantes, ou seja, com o tempo, é que podem provar que o que falo é uma verdade. A vocês dedico este texto.

Este post tem 14 comentários

  1. Tiago

    “Tem gente pior que você”,
    Como depressivo desde que me conheço por gente e sob tratamento com sertralina eu posso afirmar:
    Isso é a pior coisa que se pode dizer a um depressivo! eu só consigo entender esse tipo de frase vindo de alguem que possui uma necessidade compulsiva de dar lição de moral nos outros (na verdade só de repetir as lições de moral que ouviu de outras pessoas) acompanhada de sadismo.

    sim, sadismo, pois só um sadico mesmo para pensar: olha tem gente pior do que nós, então eu estou feliz! Será que eles nao pensam que a pessoa depressiva sente e tem consciencia, melhor do que eles, de toda a crueldade e sofrimento que existe no mundo?

    desculpem o desabafo…

    @Jeff – Não precisa se desculpar. Sei como se sente. Que o tratamento dê certo e você seja sempre feliz!

    1. Roberto Vasconcelos Eluan

      … … … Poxa, Tiago, acho que agora finalmente entendi o que é depressão de verdade, e porque eu sempre estive no quadro (atualmente, está mais pra uma “rabugisse” constante de tudo, mas de vez em quando ataca. Evoluiu pra esse estado após muitos anos de luta, principalmente interna). Melhoras. Abraço.

      @Jeff – Unindo forças, chegaremos longe!

  2. Luciano

    Muito bom texto, Jeff Alves! Para alguém que passou por depressão aos 12 anos de idade, culminando numa síndrome do pânico – que em 1987 acho que não tinha nem esse nome – eu sei bem do que você fala. Aliás, acho que você poderia fazer um capítulo a parte aí para a Síndrome do Pânico. Muito válida sua bem humorada caracterização da simpatia x empatia. Meu Deus, como falta empatia nesse mundo! Como mesmo tentando ser empático, vejo pessoas alienadas, totalmente fechadas em sua própria atmosfera, vivendo em seu planeta particular, em cujo céu muitas vezes não se veem nem estrelas, míopes que estão, incapacitadas de enxergar a grandiosa obra Divina. Sei que há um plano Divino infalível, rumo à perfeição, mas as vezes fico impaciente. A humanidade poderia caminhar mais rápido… Ou não, sei lá, talvez eu tenha TAG he he. Obrigado pelo texto !

    @Jeff – Estamos felizes. Fazemos a nossa parte. É o que importa.

  3. Erick

    Bom texto. Palavras de Paz e Vida.

  4. João

    Muito obrigado pelo texto. Que Deus te ilumine, pois como vc disse, nada é por acaso, então o seu texto ter chegado a mim e a outras pessoas em situação parecida nesse momento deve significar algo.
    Eu não quero fazer drama. mas minha vida não anda nada boa. Sabe aquela situação em que, a pessoa fica presa em sua zona de conforto e não consegue sair de jeito nenhum? Sim estou vivendo isso. E estou sendo pressionado a sair dessa zona de conforto pelas pessoas ao meu redor, mas não consigo.
    Me identifiquei com boa parte do texto. Me sinto ansioso o tempo todo. Eu sempre fui muito tímido, mas, de uns anos pra cá essa timidez foi evoluindo e destruindo minha vida aos poucos. Amigos, possíveis namoradas, empregos…tudo se foi. Agora não consigo sair de casa, de minha rotina,de meu ”casulo”, sem que me sinta apavorado. Apavorado pois me sinto…um lixo e sinto que todos estão me observando ou me julgando, ou me zuando, passa de tudo na minha cabeça quando saio na rua. E me sinto ainda mais lixo por não conseguir passar por isso e fazer minha familia sofrer pois não tenho perspectiva de futuro no momento.É foda ver todo mundo que vc conhece, seus ”amigos”, parentes, etc…evoluindo e mudando, enquanto eu permaneço estagnado. E é foda também ver que essas pessoas nem se quer olham pra trás para me ajudar. E as vezes sinto ódio delas por isso.Se já pensei em tirar minha própria vida? Penso todo dia. Mas não tenho coragem pra isso . Não quero parecer dramático, e até evito falar sobre isso com minha familia, porque COM CERTEZA eles vão falar que estou fazendo draminha, fingindo, colocando coisa na cabeça. Acho que por isso mesmo escrevi tudo isso, não tenho ninguem para desabafar. Me desculpe se pareci exagerado aqui.
    Enfim, 3 coisas ultimamente estão me dando conforto: minha cachorrinha, musica e games. E falando em games, achei esse artigo aqui, que reflete muito bem como estou me sentindo, e me deu algum conforto:
    http://www.zeldauniverse.net/2011/09/14/immortal-childhood/
    Recentemente completei um dos games citados no artigo, The Legend of Zelda Majora Mask, e o final do jogo realmente me emocionou, pois o game todo é como se fosse uma representação do estado que estou agora na vida real. Recomendo muito a leitura desse artigo, pois mostra que games também podem ser profundos e ajudar a melhorar, pelo menos um pouco a vida das pessoas.

    1. Lea

      João, eu sei exatamente como vc se sente, eu já me senti assim. E ainda me sinto as vezes, ainda estou em tratamento. O sentimento de culpa, a sensação de não ter saído ainda do casulo, de que tá todo mundo se dando bem e eu fiquei pra trás, de não conseguir ter uma vida social, profissional satisfatória, tudo isso, mas te digo que, o que me ajudou muito e ainda ajuda é ler, me informar sobre esses assuntos e a psicoterapia, ser ouvida por alguém que não vai te julgar e nem dizer q vc é um “vádio”, preguiçoso, fraco, não se ajuda, etc, é muito bom e dá um alívio, simplesmente ser entendido.
      Eu sempre fui uma buscadora da verdade por isso gostei muito deste texto.

  5. Edson

    Jeff, bom dia.
    Será que você poderia me passar seu e-mail para que eu possa trocar umas ideias com você? Ou Skype, o que achar melhor. O legal do skype ou do mensageiro do facebook é que a conversa flui lemhor que por e-mail…
    Esse seu texto caiu como uma luva no momento, mas gostaria de saber se algumas variáveis tendem a levar a essa situação de stress e ansiedade.
    Muita luz para você, caro irmão.

  6. Zé da Silva

    Texto fundamental para os nossos dias. A depressão realmente é uma situação muito complicada que merece cuidado.

  7. Zé da Silva

    Relí alguns trechos. Gostaria que alguns psiquiatras e psicólogos lessem tb. Eventualmente os “doutores” são os mais ignorantes e não entendem o situação do paciente. Como vc disse, tem mais simpatia e pouca empatia.

  8. Estefania

    Muito bom esse texto, muito bom mesmo. A questão da empatia achei fabulosa, além de estar super bem escrito.
    Esse texto tem que ser divulgado. É esclarecedor para quem não sabe o que a depressão realmente é e é um alívio para os doentes. O que já fui taxada de fresca e fracote não tá escrito…. Eu tenho depressão diagnosticada há um ano e meio, +/-. Uma coisa que reparei foi como a minha memória ficou alterada. Simplesmente não me lembro de nada do ano passado (2013), só fatos muito (MUITO) marcantes.

    Sugiro fazer uma “parte 2” sobre esse assunto. É simplesmente inesgotável e muito importante.

    Gostaria de acrescentar uma coisa também: a importância de ter alguém ao seu lado, não pra secar as lágrimas, mas pra te puxar pela mão para continuar.

    Meu noivo salvou a minha vida algumas vezes durante minhas crises. Não gosto de ficar falando que desisti de viver porque virou varzea falar “tentei me matar”. A verdade é que muitas vezes eu nem percebia o que estava fazendo, não existe o pensamento “vou me matar”, mas existe o pensamento “pra que eu sirvo?”. Não lembrava de onde vinha, mas de repente, eu estava parada com metade dos pés para dentro do vão do metrô, ou ainda, de repente eu percebia que estava na cozinha segurando blisters de remédios. E nessas horas eu percebia a loucura que ia cometer e, por milagre, meu noivo ligava, ou mandava algum sms. As vezes, eu lembrava tão vividamente dele que eu chegava a perder a força nas pernas, como um desmaio, mas não chegava a apagar. Não sei explicar, desculpem. Não foi acaso, isso tenho certeza.
    Saber que tem alguém que me ama e que me quer bem pelo simples fato de querer minha melhora e felicidade ajuda imensamente. Fora o fato dele me ajudar a pagar o psiquiatra, os remédios (já tomei escitalopram, e agora estou na sertralina) e sempre estar presente, com um sorrisão no rosto e um abraço bem apertado. Sou muito grata à ele.
    Aliás, foi ele que me enviou esse texto…
    Obrigada e desculpem pelo comentário gigantesco.

  9. Kamui

    Caro Jeff,

    Aceito suas desculpas. Tudo de bom.

  10. Juan

    Já passei por depressão profunda, não falarei os motivos, mas sentia uma diária dose de intensa vontade de morrer, pensamentos repetidos, tristeza intensa… juro que por vezes pensei em fazer o pior.

    A parte que eu posso de chamar de boa na minha depressão foi que com ela, o meu estado mental que parecia de um tijolo baiano (e voce sente a diferença depois que voce melhora), melhorou depois do meu coincidente encontro aos estudos, as questões da vida, me fez questionar aqueles dogmas católicos (e hipócritas, por parte dos seus supostos praticantes), me fez entender e pensar sobre muita coisa, estudei e me interessei por outras religiões que outrora sentia certo desprezo, pratiquei meditação, auto hipnose e quando me olho no espelho e vejo que não sou mais aquele depressivo, as vezes ainda com as queixas do sofrimento que passei, sinto gratidão imensa, não só pela depre, mas por não ter desistido e por ter tentado.

    Amadurecimento talvez seja o resultado de uma depressão, quem sabe talvez não seja a depressão um mal temporário necessário? Sabemos que sem oposição não há evolução, talvez seja a depressão um peso desequilibrado dentro de você do qual você precisa procurar a fórmula para reequilibrá-lo….

  11. Fairy

    Esse texto caiu do céu pra mim.
    Não me considero uma depressiva mas às vezes é difícil dar sentido à vida, entender cada momento, achar uma motivação… Acho que empatia realmente é a palavra-chave, o que pode melhorar nossas relações e nos fazer crescer.

  12. José Elias

    Jeff Alves,

    Há 32 anos tenho me sentido triste, desanimado, preocupado, perturbado por pensamentos que às vezes surgem e não posso controlar e com a capacidade de fazer as coisas diminuída.Há 16 anos uso medicamentos diariamente, sob supervisão médica.A preocupação, e e os pensamentos perturbadores diminuíram muito, mas a capacidade de fazer as coisas só diminuiu ao longo desses anos.
    Mas o que quero enfatizar é que até mesmo médicos dizem coisas estúpidas como as que você listou, me deixando com muita raiva.

    Obrigado por escrever e publicar esse artigo.

    J Elias

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta