As 3 Colunas ou Pilares [Update]

O modelo da Árvore da Vida, espelho e síntese do homem e do Cosmo, divide-se em 3 colunas ou pilares, conforme a figura a seguir:

Esta divisão tradicional em três colunas, está em estreita vinculação com o expressado anteriormente acerca dos Princípios alquímicos. Como se pode observar, uma das colunas é ativa (+) –ou positiva, ou masculina–, e a outra é receptiva (–) –ou passiva, ou feminina–, enquanto a terceira, ou eixo central, eqüidistante de ambas, é neutra e permanentemente as conjuga. À energia passiva corresponde a Coluna da Beleza, composta, como podemos ver, pelas sefiroth Hochmah (2), Chesed (4) e Netzach (7). À energia ativa, a Coluna da Força, que está composta pelas sefiroth Binah (3), Gueburah (5) e Hod (8). A coluna ou pilar central ou axial, constituída pelas sefiroth Kether (1), Tiferet (6), Yesod (9) e Malkuth (10), é neutra, e perenemente realiza a assimilação dos contrários, dando lugar a novas possibilidades de desenvolvimentos indefinidos. É chamada pilar ou Coluna do Equilíbrio. Esta é a imagem da ordem permanente da Criação, segundo a Cabala.

@MDD – estava invertido!!! agora está certo.

Este post tem 22 comentários

  1. alessandro

    Bom dia TIO!!!
    Observando as Sefiras separadas por colunas, percebe-se na horizontal exatamente, sete níveis, seriam esses niveis os 7 Chakras?

    7º Sahashara – Keter
    6º Ajna – Binah / hokhmah
    5º Vishudha – Gebura / Hesed
    4º Anahata – Tiferet
    3º Manipura – Hod / Netzach
    2º Svadhisthana – Yesod
    1º Muladhara – Malkuth
    Tá ficando interessante, não vejo a hora de fazer o curso de Kabbalah, se não me engano vi no fórum que está previsto algo para o Int. de Sao Paulo, pode adiantar qual é cidade?

  2. Laura

    Muito interessante… esta explicação das três colunas está diretamente relacionada aos canais de energia vital dispostos ao longo de nossa coluna vertebral??? IDA (energia passiva feminina), PINGALA (energia ativa masculina), e SUSHUMNA (energia neutra) ??? “O que está em cima, é igual ao que está em baixo”.

  3. Fernando martin

    Interessante… Forma, Equilíbrio e Força…. planilhas de RPG…rs..
    Não entendo nada da parada, mas foi impossível não fazer um paralelo 🙂

  4. Tainã

    mas Netzach,emocional,não teria mais a ver com o feminino,e Hod,o racional,com masculino?o mesmo “erro” ñ aconteceria com Geburah e Hesed?confuso isso…

  5. Oriebir

    Falando em curso de Kabbalah Deldebbio, aquela pesquisa que tinha o intuito de organizar grupos de estudo por outros lugares surtiu resultado? O pessoal participou?

    Abraço.

  6. AD&D

    DD estou aprendendo os nomes e associando ao “”significado””, e sei que são vários..
    Você nos passou por exemplo, Hod como humildade e Netzach como tolerância;
    aqui nos textos o autor passa Hod como Glória e Netzach como vitória.

    Da um help no entendimento por favor.

    Abraços

  7. Márcio

    E Da’ath, não foi colocado ali na árvore só porque é invisível? 😉

  8. Rrollisso Daniel Diego

    Massa o texto…..aos poucos as coisas vão se encaixando e fica mais facil de entender…

    DD vai da curso de kabalah no Interior de Sp?
    Demoro….se for aqui do lado, num vou perde….\O/

  9. Israel

    É muito empolgante ver a ligação constantes das diferentes linhas de pensamentos filosóficos. Mesmo as que parecem totalmente contraditórias possuem suas colunas de equilibrio que conectam as correntes divergentes. E percebemos que as diferenças são apenas aparecia. E fora isso (as aparências) não há mais nada. Por que tudo se intergra e retorna ao 1.

    Os comentário do Alessandro e da Laura uma ótima noção disso.

    E assim é fácil e fantástico associar (graças aos textos que o Tio Marcelo posta):

    Coluna Força — Enxofre — (energia ativa ou positiva)
    Coluna Forma — Mercúrio — (energia passiva ou negativa)
    Coluna Equilíbrio — Sal — (energia neutra)

    “… assimilação dos contrários, dando lugar a novas possibilidades de desenvolvimentos indefinidos. … Esta é a imagem da ordem permanente da Criação, segundo a Cabala.”

    É compatível com:

    ” Enxofre … Mecúrio … Sal … A interação destes princípios e sua constante conjugação produzem todas as coisas e, portanto, acham-se presentes nelas. ”

    Obrigado Marcelo
    Um Abraço
    Israel

  10. Val Valiant Thor

    Ia fazer o MESMO comentário que o Alessandro…
    Inclusive sobre o curso de Kaballah no interior de São Paulo.

    Me interesso demasiadamente pelos seus cursos, mas quase sempre são distantes. Se puder, adianta pra gente a cidade. Pode ser por email mesmo.

    Quanto aos chakras, acho que é isso mesmo. Lembro-me de vc ter comentado algo no S&H.

    Abraço

  11. RU

    Marcelo, a coluna positiva (masculina) não é a do lado esquerdo? o pilar do rigor, onde está Gevurah?

    @MDD – Sim, já corrigi. sorry.

  12. Marcio

    tem muito disso no programa agartha…

    parabens Marcelo, por ajudar com o despertar de todos nos!!!

  13. Israel

    Olá Marcelo

    Recentemente li em um material um ritual de conexão com egrégoras que diziam, trabalhar com a Luz, iniciava para o Leste, pedidos para as forças da Luz, etc..
    E em um outro ritual de outro grupo que dava um ritual de conexão com as forças das trevas, e dizia que trabalharia as energias boas porém de deusas e deuses negros, iniciando no Oeste, e pedindo forças para as trevas, etc.
    Os dois eram bem parecidos, porém, um trabalhava com Luz e outro com Trevas.

    Por favor, você pode esclarecer algumas dúvidas:

    1) A diferença entre luz e trevas se da apenas por uma diferença de polaridade como visto no texto acima, como em positivo e negativo?

    @MDD – Não. São coisas completamente diferentes. “Energias boas, porém pedindo forças para as trevas” é difícil de engolir, ne? O que eu sei por vasta experiência é que no “lado negro” só tem vampiros astrais prontos para sugar qualquer idiota que comece a mexer na egrégora deles. E ai estão hoje em dia todas estas ordens pseudo-thelemitas de orkut e internet. Em fraternidades negras, todos acabam se tornando escravos de alguma entidade astral que fica no topo da cadeia alimentar e não permite a ninguém avançar. Poder, dinheiro e prazeres são coisas ridículas de se conseguir com magia, e esta entidade alimenta os egos dos membros em troca de energia vital, sacrifícios, coisas assim. Mas individualmente estes magos são uma piada, porque não possuem força nenhuma, já que se tivessem mesmo poder seriam uma ameaça a entidade que está no comando… o “poder” deles é o da entidade, que faz os serviços sujos e faz com que os pseudo-magos achem que foram eles quem fizeram. Agora, mexer com estas entidades (demônios) é complicado, pois eles detém um enorme poder no Plano Físico. tem de ter muita proteção pra se meter com uma egrégora dessas.

    2) Nós, iniciantes, sempre ouvimos muito falar do caminho da luz que leva a uma evolução, transformação e transcendência espiritual (iluminação). E o caminho das trevas para onde leva?

    @MDD – A grana, poder, prazeres no primeiro momento, depois escravidão a uma entidade astral.

    3) É possível trabalhar nos dois caminhos, desenvolvendo o que você mais relevante em cada um, e de forma completa atingir os objetivos de cada um ou são caminhos antagônicos que não se podem trilhar juntos, por uma pessoa?

    @MDD – Não, não é possível. São forças muito antagônicas.. para rituais de teurgia, você precisa ficar períodos sem sexo, alcool, carne; para invocações goéticas você precisa de alcool, sexo e carne; é impossível avançar nos dois trabalhos ao mesmo tempo, porque os avanços são exponenciais… ficar oscilando entre A e B vai deixar seu corpo fraco nos dois, e chega uma hora que os anjos acham você sujo demais e param de fazer contato, e os demônios maiores arrebentam seus chakras porque você está limpo demais… mas isso é apenas UM exemplo… tem diversos outros.

    Abraços
    e Muito Obrigado

    Israel

    1. Matheus

      Olá tio,

      Mais por exemplo um mago em um estado bem avançado dentro do lado branco não poderia evocar demônios goéticos sem se “sujar” durante esse processo? nesse caso a evocação seria para estudar o demônio em si e não para o servir ou passar para o lado negro.

      E outra pergunta, o descrito essas frases de fato ocorrem?:
      “Depois de um período de comunhão com o Anjo, ele cita os Quatro Grandes Príncipes do Mundo de Demoníaco, e os força a jurar obediência.”
      “No dia seguinte ele chama a sua frente e subjuga os Oito Sub-Príncipes; e no dia seguinte, os demais Espíritos que servem a estes. Este Demônios inferiores, dos quais quatro agem como espíritos familiares, então operam uma coleção de talismãs para vários propósitos.” -http://www.ocultura.org.br/index.php/Sagrado_Anjo_Guardi%C3%A3o

  14. Breno

    Nossa o pessoal está se interessando mesmo pelo curso no interior de SP…
    Queria dizer que já leio o que você escreve há um tempo e que seria muito interessante mesmo um curso mais acessível para nós.

  15. Marcio Henrique

    Nossa, me lembrou as Torres Gêmeas…
    que engraçado…

  16. Guilherme

    Nesse dia o blog completou um ano, e eu nem percebi…

  17. Tainã

    lendo o comentário do Israel,e as respotas q vc deu a ele,me responda,DD,o Caminho da Mão Direita do Ocultismo é o da Luz e o da Mão Esquerda é o das Trevas?Qual a diferença mágicka entre ordens da Mão Esquerda e Fraternidades Negras?

  18. lucas

    Tainã

    acredito que o caminho da mão esquerda ou o da mão direita ou quem sabe até o centro, nada tem a ver com ser das trevas ou não… como li no sedentario ainda, o caminho da mão esquerda representa que vc é livre em relação a sua companhia e que o sexo seria mais lascivo do que ritualistico, ja o da mão direita seria o oposto e o do centro seria as vezes um ou as vezes o outro. me corrijam se eu estiver errado.

    Lucas.

  19. Vinicius Lira

    Existe alguma ordem séria e, digamos, acessível, para se trabalhar com magia?

    @MDD – Existe.

  20. ERA

    Não sei se é problema de tradução/transcrição, mas no livro “A Árvore da Vida” do Israel Regardie, ele diz que Binah é “A Mãe”, e Chocmah “O Pai”, e na sequência continua a atribuir o aspecto masculino e feminino ao contrário… Agora fiquei na dúvida qual dos pilares é considerado “masculino” e qual é considerado “feminino”.

    @MDD – depende pra qual autor vc perguntar… não existe “sexo” na Árvore da Vida… o correto seria falar em “Pila da Expansão” e “Pilar da restrição” ou “Pilar Yang” e “Pilar Yin”.

Deixe uma resposta