A Cruz Cabalística

Praticamente toda cerimônia esotérica ou ritual de magia começa com a limpeza do ambiente onde se vai operar. Da mesma maneira que um médico não vai fazer uma cirurgia em um local contaminado, um magista não fará uma cerimônia em um ambiente astralmente sujo.
Um dos rituais mais importantes de todos, se não for “O” mais importante de todos, é o chamado Cruz Cabalística. É este ritual que demarcará no Plano Físico, espiritual, emocional e mental os limites do trabalho magístico e da vontade do mago naquele momento.

A Cruz Cabalística serve como elo de ligação entre o Magista e o Universo, buscando energias de todas as sephiroth para abastecer todos os rituais que serão realizados em seguida. Provavelmente este será o post mais importante que escreverei este ano.

Começando
– Fique de pé, no centro do local onde você irá traçar o círculo, voltado para o LESTE.
– Feche os olhos, respire fundo e devagar por três vezes, sentindo todo o seu corpo e o ambiente ao seu redor.
– Com a mão direita fechada, os dedos indicador e médio estendidos e o dedão sobre o anular e mindinho, formando a chamada “posição de Athame” (ou, se você estiver responsável pela abertura do círculo, pode ser o próprio athame mesmo).
– Visualize um raio de luz intenso, descendo do topo da Árvore da Vida, descendo do alto do macrocosmos sobre você. esta luz tem de ser tão forte que ilumine o local onde você estiver, fazendo sombra nas paredes ao redor e banhando totalmente o magista.
– Toque o Ajna Chakra (frontal, terceiro olho, etc…) com a ponta dos dedos e pronuncie de maneira vibrante “ATAH” (“para ti”).

Visualize agora este raio de luz atravessando o chão, formando um pilar de luz que passa através do corpo do magista, até o centro da Terra.
Este pilar, assim formado, ficará encarregado de trazer a energia que for necessária de Keter para o ritual, e ao mesmo tempo dissipar qualquer excesso negativo em Malkuth.
– Enquanto imagina este pilar de luz descendo, desça também com a mão da testa até o ventre/genitais, posicionando a mão na forma de uma figa e vibre “Mal-kuth” (“O Reino”).

Visualize agora, um dos braços da cruz (no mesmo formato da imagem que eu coloquei ao lado), expandindo-se para a direita enquanto o magista desloca a mão direita para ombro direito, formando um dos braços da cruz (a cruz dourada luminosa deve ter a altura aproximada do magista, e seus braços o mesmo tamanho dos braços abertos).
– Toque o ombro direito e vocalize “Ve-Geburah” (“O Poder”).

Visualize o outro braço da cruz luminosa, traçando a trave de luz enquanto desloca a mão direita do ombro direito para o ombro esquerdo.
– Toque o ombro esquerdo e vocalize “Ve-Gedulah” (“e a Glória”). Neste momento, visualize a cruz cabalistica completa, brilhante em um dourado quase branco, iluminando toda a sala onde você estiver. Sinta a sombra que esta fonte de luz faz nos objetos ao seu redor.

– Abra os dois braços até formar por um segundo a cruz com o seu corpo, depois junte as duas mãos sobre o chakra cardíaco em posição de prece. Este movimento é acompanhado da vocalização “LE OLAM” (“Para todo o mundo”). O timing é importante nesta parte do ritual. Enquanto você abre os braços, vocalize o “LEeeeee” até esticá-los. Então começe a vocalizar “OLAaaaammm” enquanto junta as mãos em prece sobre o chakra cardíaco.

Com a cruz dourada brilhando sobre o magista, é o momento de se fazer a conexão com as egrégoras que irão trabalhar. Os iniciados na senda rosacruz podem visualizar a rosa vermelha no centro da cruz, os maçons visualizam o esquadro e compasso aberto no grau em que estão (como disposto sobre o L:. L:.), os membros de ordens martinistas visualizam a cruz Patté e assim por diante. Todas as egrégoras nas quais você foi iniciado podem ser invocadas para que estas energias protejam o ambiente e façam a esterilização astral do recinto em conjunto com o magista. Esta visualização dura aproximadamente um ou dois segundos, seguindo o timing.
– Por fim, junte seus dedos polegar, indicador e médio da mão direita no kubera mudra, como se estivesse segurando um “giz invisível” e trace o seu sigilo pessoal na sua frente, na altura do chakra cardíaco, na cor verde esmeralda (a mão esquerda permanece na posição de prece). Não esqueça de fazer as respirações de acordo com o traçado!
– Junte novamente as duas mãos em prece e vocalize “AMEM”.

Parece complicado, mas não é. A parte difícil é fazer a vocalização (tem de sentir o som vibrando na garganta) e o timing da visualização e desenho da cruz no formato certo… Com a prática, você vai memorizar tudo em menos de uma semana.

Este ritual é a origem do famoso “sinal da cruz” dos cristãos, que seria uma versão bem mais simples e reduzida de poder deste ritual de proteção e invocação de energias. A Cruz começa e termina qualquer trabalho dentro da Árvore da Vida, inclusive os rituais do pentagrama, hexagrama, rubi estrela e safira, além do exercício do pilar central e outras meditações.

Quem for fazer o Sefirat ha Omer, pode fazer a cruz cabalística Antes e Depois da meditação noturna, para abrir e fechar os trabalhos na egrégora.

Este post tem 116 comentários

  1. alessandro

    Olá Tio MDD!
    Vai a dúvida básica!
    Para quem ainda não sabe como é o sigilo pessoal, como proceder no final do ritual?
    Ou melhor esperar o sigilo?
    Abraços!

    @MDD – quem não tiver, faz a versão “normal” sem ele. Da mesma maneira, quem não é iniciado em nada, apenas “pule” a parte que não se aplica à sua condição. Sem problemas.

  2. Lucas

    Mdd,

    Teria algum problema fazer isso toda noite antes de dormir pra dar uma “limpada” no quarto? ou teria outro ritual melhor para esta finalidade?

    e agora uma pergunta que me intriga…

    Até que ponto a curiosidade é benéfica?

    @MDD – Tem rituais melhores, mas todos eles começam com a Cruz, então você primeiro precisa dominar a Cruz cabalística.

  3. edujanu

    posição de Athame?
    pode explicar o que vem a ser essa posição, como fazer isso?

  4. D

    “os maçons visualizam o esquadro e compasso aberto no grau em que estão (como disposto sobre o L:. L:.)”

    36 graus ? Oras, pelo que já lí seriam apenas 33….. é…. a verdadeira maçonaria deve ser bem protegida, não ?

    Código de conduta, idade mínima, situação específica, e ainda 33 provas para se chegar à ordem propriamente dita…….. é isso ? ^^

    @MDD – Só um maçom conseguiria entender o que eu coloquei acima. Você nem chegou a arranhar a resposta certa.

  5. Bernardo

    Fui tentar fazer esse ritual e na hora que visualizei a luz descendo para formar o pilar caiu a sanca do teto ao meu lado… tomei um susto sinistro e o ritual de limpeza virou limpeza da casa mesmo já que sujou tudo de gesso!!!! deve ser bom o negócio mesmo (hehehe) , ou então foi mera coincidência?

    @MDD – se você acredita em coincidências…

    Eu chamo de inevitabilidade… de tantas horas que o negócio ( q provavelmente já estava descolando) podia cair, deixou pra se soltar na hora que eu estava visualizando a luz vindo de CIMA para forma a cruz…. eita mundinho pequeno… tava parecendo a queda do teto da igreja evangélica … kkkkkkkk!!!!

    MDD, queria saber se a cruz é pra ser visualizada a minha frente ou em cima de mim.. tipo a luz da cruz está em mim, saindo o braço da cruz do lado do meu ombro… é isso, ou eu tenho que visualiza-la um pouco na minha frente? Eu sei que na explicação parece que é pra “eu ser” a cruz. só quero confirmar pra saber, já que acho q dá diferença eu ver a cruz na minha frente ou emanar de ou em mim a luz da cruz…. Obrigado se puder me esclarecer.

    @MDD – Você e a cruz têm de se tornar uma coisa só.

  6. D

    esse ritual tem q fazer todos os dias?
    e quem não for iniciado em nenhuma egrégora pode fazer esse ritual ?
    ja que não vou fazer a conexão com as egrégoras para que estas
    energias protejam o ambiente e façam a esterilização.

    @MDD – Pode sim.. aliás, DEVE. A Cruz Cabalística utiliza, primariamente, as energias do Universo (Keter) manifestadas no mago, então o magista pode (e deve) fazer este ritual antes de começar qualquer rito, especialmente se for um mago solitário. Quanto mais repetir este processo em um ambiente, mais puro e limpo astralmente ele ficará (pense que ele funciona como uma “faxina astral”… quanto mais fizer, melhor). A Cruz faz a limpeza, o contato com as egrégoras é feito só no final do ritual, (após o “LE OLAM”) e é opcional.
    Claro que quem possui o sigilo ou está conectado com egrégoras possui mais proteção do que quem é solitário e não possui nenhum conhecimento mágico, mas como diria o Droopy, “É a lei o Oeste”.

    1. pedro

      oi. vi que no inicio da descriçAo do ritual vc coloca:

      “Fique de pé, no centro do local onde você irá traçar o círculo, voltado para o LESTE”.

      Porem, depois nao fala nada mais sobre esse circulo. Ele deve ser traçado no inicio, antes de tudo, certo? de que cor ele seria? seria ele o responsavel pela proteçAo do magista ao fazer o ritual da cruz cabalistica, para que nenhum vampiro energetico sugue as energias?

      @MDD – Isso. Tradicionalmente, se começa pelo Leste porque é onde o sol nasce. Faça um círculo mental ao redor da área em que você irá traçar a cruz cabalística. Apesar deste primeiro círculo mental NÃO ser o ideal (que é o círculo com os 4 pentagramas do RMP), ele funciona para que as energias da cruz não se dissipem.

  7. Eder Surek

    Marcelo

    Qual a diferença entre vibrar, vocalizar, etc?
    Conhece algum vídeo ou áudio com exemplo?

    Muito obrigado.

  8. Hugo Lima"

    E se for membro de mais de uma Ordem, comofas? Escolhe a preferida?

  9. Frango

    MDD, muito legal. Esse ritual eu achei bem fácil. Bem, eu não sou iniciado, sou apenas um curioso de internet. Se bem que todo dia eu tô colocando um copo de água pra pegar os primeiros raios de sol da manhã, e to sentindo que to ficando mais energico. Bem legal tio MDD!

  10. Ignus

    Tio, tem como disponibilizar uma imagem em resolução maior pra facilitar a visualização dos detalhes, por favor???

    @MDD – Não precisa dos detalhes… eu ia “limpar” essa imagem mas não tive tempo… a cruz tem de ser TODA luminosa; só peguei esta ilustração para mostrar o contorno dela para facilitar a visualização.

  11. Maikel Machado

    Olá Marcelo, há meios de disponibilizar os mantras vocalizados por você ou por alguém que os vocalize corretamente em áudio para download? Assim não erraríamos.

    Agradeço muitos os ensinamentos..

    @MDD – http://www.youtube.com/watch?v=qQWsnAUCcmw
    Este audio é meio tosco, mas dá pra ter uma idéia do que seja “vocalizar”. Pode parar de escutar nos 50 segundos.

  12. Lucas

    Até que ponto a curiosidade é benéfica?

    @MDD – muito pouco. Curiosidade, ao contrário de Busca, é um defeito, não uma qualidade. As pessoas confundem um com o outro.

  13. Jonas Silva

    Boa tarde.

    Só pra registrar a “coincidência”, estou relendo o livro Modern Magick de Donald Kraig e hoje começei a ler sobre a cruz cabalistica e o ritual do Pentagrama. Aliás, o ritual, depois de fazer a cruz, começa no Oeste ou no Leste??? Voce já publicou alguma coisa a respeito?? Se já me desculpe…..

    @MDD – mais para a frente…não tem sentido começar RMP se vocês não sabem nem fazer a cruz decentemente.

  14. Laura

    Mdd, Eu não tenho o Sigilo pessoal, oq eu devo fazer nessa parte que teria que usar o sigilo pessoal??? no lugar do sigilo, posso traçar meu nome mágico???

    @MDD – pode pular esta parte se você não tiver nem o sigilo nem estiver conectada a nenhuma outra egrégora.

  15. thomaZ

    Interessante, eu limparia a imagem (centro) pra evitar futuros sigilos mal confecionados… não sei se vc pensa assim.

    Vc aconselha mais algum ritual para o período do Sefirat ha Omer, ou recomenda o período em sí para desenvolver outras virtudes além das trabalhadas no Omer?

  16. D

    Obrigado tio pela resposta!!!

    so mais umas perguntinhas
    posso fazer esse ritual no meu quarto ja que é único lugar
    onde eu posso ficar sozinho?

    outra coisa não relacionada com post
    e vc citou o Droopy ai eu Lembrei q uma vez você falo
    q os desenhos antigos da Disney tem muita simbologia oculta
    vc pretende explica algum desenho para nos, ou ja explico e eu não vi?
    e também acabei de reparar nesse rostinho feliz q tem no final do canto esquerdo do blog(nunca tinha reparado).

  17. alessandro

    Olá Tio MDD!
    Ontem fiz o Ritual da Cruz Cabalistica, mesmo sem estar conectado às Egrégoras, segui à risca suas orientações, parando na hora certa, a princípio até achei que tivesse trocado alguma letra, mas enfim, após o ritual fui fazer meus exercios diários, então comecei sentir um enjôo, um tanto diferente do normal, algo até suportável, porém diferente. Talvez meu corpo tenha estranhado a fluência deste novo tipo de energia, a qual eu não estava acostumado, encarei assim e deixei rolar.
    Isto é normal mesmo, ou fiz algo errado?

    @MDD – É normal.

  18. Claudius

    Marcelo, bom dia, no Sefirat o dia e horário que realmente conta é do local da situação do Indivíduo? Há ressalvas em realizar as meditações do dia 9 na madrugada do dia 10? Vale o relógio real, fusos? Ou tendo em vista que a egrégora está recebendo outras conexões de lugares onde há fuso horário eu consideraria ainda válido meditar no dia 10 bem cedo, ex. uma hora da manhã?
    Agradeço a atenção. (meu trabalho vai das 14:00 às 23:15) chego em casa 1:30!!!!

    @MDD – sem problema. pode fazer quando chegar em casa. Fazendo antes de dormir está OK

  19. ALM

    Caríssimo Marcelo, bom dia.

    Posso fazê-la antes de alguns rituais espíritas, para me proteger de eventuais ataques, além daquele método do esparadrapo na região umbilical?

    @MDD – Pode. A Cruz independe de qual rito filosófico/religioso você segue.

  20. Henrique

    Olá !
    Bem interessante. No livro ” Auto defesa psíquica” de Dion Fortune há uma descrição diferente da cruz cabalística,Qual a sua opinião quanto a esta diferenças?

    @MDD – Existem gazilhões de versões da cruz cabalística. Me manda a versão da Dion por email que eu comento sobre as diferenças.

  21. XXXXXX

    na primeira vez eu senti um aperto muito peculiar no períneo. houve alguma deturpação do exercício que eu possa ter feito?

    @MDD – Não… você estava com excesso de energia no chakra básico (excesso de desejo sexual reprimido, excesso de energia sexual acumulada) e o exercício fez um equilíbrio, que é uma das funções da cruz cabalística, por isso a sensação de formigamento/aperto.

  22. Vinicius Lira

    Muito bom o post. Agora pra quem não tem uma mínima noção, ou não foi ao menos iniciado em alguma coisa, isso soa meio estranho. Você ter que vocalizar palavras que você nunca ouviu antes com um determinado propósito.. é estranho..

  23. André

    Foi esse o ritual que você fez antes da iniciação e elevação do capítulo Madras la no Guarujá?

    @MDD – Foi o Ritual do Pentagrama Menor, que começa com a cruz cabalística.

  24. Feanör Bellato

    TIo,

    A Cruz tem q ser pensada no chão tbm???
    ou só digamos, no meu corpo?

    Abraços

  25. André" Victoria

    Tio Marcelo, é normal sentir dor de cabeça após a realização do ritual?Começei a sentir minha cabeça estranhamente pesada após o ritual, principalmente na região entre os olhos e na testa. E o que você precisa pra vim dar um curso aqui em Piracicaba?

    Te desejo Paz,

    @MDD – A cruz vai realinhar qualquer coisa que esteja desequilibrada em vocês… pode doer ou incomodar ou formigar ou até mesmo calsar um certo mal estar nas primeiras vezes… isso só significa que vocês estão fazendo alguma coisa errada com alimentação, pensamentos ou atos no seu dia a dia.

  26. Élder

    – Toque o Ajna Chakra (frontal, terceiro olho, etc…) com a ponta dos dedos e pronuncie de maneira vibrante “ATAH” (”para ti”).

    Faz-se isso e o restante da cruz com a mão direita, certo?

    @MDD – certo.

  27. Laura

    Mdd, fiz esse ritual umas 2 vezes, mas acho que estou fazendo algo errado, pois não senti efeito algum depois, exceto na parte em que ligamos a energia do macrocosmo ao centro da terra, passando pelo nosso corpo, nessa hora me desequilibro, a sensação que tenho é de estar caindo… por favor, responda algumas dúvidas; quanto a pronunciar o mantra “ATAH” eu estou pronunciando assim: “AAAAATTÁÁÁÁÁÁÁHHH” está certo??? e quanto a parte em que devo ser o athame, devo abrir o circulo antes ou depois desse ritual??? Eu imaginei que deveria ser antes… você tbm disse que este ritual é a origem do “sinal da cruz”, os dois tem o mesmo efeito??? a posição correta das mãos para realizar o sinal da cruz é a posição athame então???

    @MDD – O círculo é a parte II do ritual do Pentagrama… eu não passei ainda. Por enquanto, preocupe-se apenas em fazer a cruz direito. Sim, o jeito está correto. Tem um vídeo no youtube que tem a vocalização bem bacana. Vou procurar amanhã e posto pra vocês verem.
    Não… a cruz católica deveria ter o mesmo efeito, mas não tem porque ela forma uma cruz “de cabeça para baixo” do jeito que é executada. Mas se você treinar MUITO a cruz cabalística, mais para a frente, vai conseguir invocá-la mais rapidamente usando uma simbologia semelhante ao sinal da cruz.

  28. Guilherme

    Caro tio Marcelo,

    outro dia no aniversário do meu primo que é evangélico quase fanático, tinha o pastor que estava fazendo uma oração por ele. Teve uma hora que ele pediu pra todo mundo (umas 20 pessoas, metade evangélico, metade católica) erguer as mãos sobre a cabeça dele enquanto ele fazia a oração, naquele esquema ladainha e nós devíamos repetir o que ele dizia pra passar boas energias para meu primo.
    Eu então, ergui minha mão na direção da cabeça dele e comecei a mandar minhas bio-energias no melhor padrão que eu podia e achava certo, conforme o que eu já aprendi aqui e já li a respeito nas referências que você indicou.
    Uns poucos instantes depois comecei a ter uma imensa dor de cabeça, meus olhos lacrimejavam, forte ânsia de vômito e fraqueza no corpo. Deixei o pessoal lá e corri pro banheiro e deixei a agua da torneira escorrer sobre minha cabeça, até passar. Mas não voltei lá pro povo.

    O que pode ter acontecido? Eu é que estava carregado negativamente e estava mandando energias ruins, ou o contrário? Deixei meu campo aberto e fui sugado? Outra explicação também é possível?

  29. Diego C.

    Tio Marcelo,

    Lendo em alguns outros lugares como umas monografias dos graus da G.D, no livro do companheiro do CIH e por ai a fora na internet, notei uma diferença bem comum entre elas… a posição da mão quando se fala MALkUTH:
    Nas monografias ela fala para apontar ‘o dedo’ para o chão, o que, pra mim, faz mais sentido.. ‘terra’/malkuth
    No livro do Companheiro fala-se para tocar o peito
    E no seu texto e em outros lugares fala-se para o tocar a região do sexo.
    Tem como você da uma leve dissertada sobre a diferença de cada 1 ?

    @MDD – A “figa” é a representação do FALO celestial fecundando a mãe terra. Faz a conexão de Keter com Malkuth, tanto que é a única posição da cruz que se faz com a postura de mão diferente, porque trata de níveis diferentes na Árvore (Céu/Keter/pai – Terra/malkuth/mãe). “apontar o dedo para o chão” você não fecunda nada; tocar o peito é mais estranho ainda, já que no peito/coração fica TIFERET, não Malkuth, e só é referido no final da Cruz, na canalização das egrégoras.

  30. Alessandro

    Olá Tio!
    Noite passada fiz o ritual para a contagem do ômer para abrir e fechar a Egrégora, depois fiz novamente para entrar nos meus exercícios diários, como consistia em meditação, vontade de sair para o astral etc… Acabei dormindo sem fazer novamente para fechar a Egregora. O que aconteceu foi que tive vários “sonhos”(não tenho certeza), inclusive o mais real de todos era que eu estava descendo uma ladeira ingreme correndo e com a cruz nas costas, detalhe eu estava com mais uma pessoa conversando e sem conseguir enxergar nada! Tive impressão que fugia de algo.
    Tem algum problema dormir assim sem fechar o ritual?

  31. henrique

    E ae MDD, blz?
    Só uma pergunta:

    A galera tá fazendo o ritual a torto e direito.
    Isso não seria banalizar o negócio?

    @MDD – Claro que não. Estão todos fazendo direito e segundo a mesma egrégora (espero). Muita gente já está no segundo ano, já incluiram velas, já incluiram vegetarianismo, já incluiram templo astral… está tudo dentro do método, cada um no seu entendimento… Só fortalecemos a Egrégora deste jeito. Banalizar é cada um começar a inventar moda e mexer no ritual e criar esquisoterices. Enquanto estiver todo mundo fazendo do jeito certo, nós só temos a ganhar.

  32. Chico Marques

    MDD, algumas dúvidas:

    “- Fique de pé, no centro do local onde você irá traçar o círculo, voltado para o LESTE.”
    O círculo que você diz é obrigatório ou apenas para quem está usando a cruz para abrir outro ritual?

    A largura dos eixos da cruz precisa ser como a da figura? Eu costumo imaginar ela mais fina.

    @MDD – sem problema.

    ” …cruz católica deveria ter o mesmo efeito, mas não tem porque ela forma uma cruz “de cabeça para baixo” do jeito que é executada.”

    De cabeça para baixo? Isso é porque uma se faz da esquerda para direita e a outra ao contrário? Por que existe essa diferença e por que invalida de certa forma o sinal da cruz?

    Luz a todos! Sucesso nesse belo trabalho que você faz no site e no Sedentário!

  33. eduardo

    É normal o corpo inteiro ficar arrepiado na execução da Cruz Cabalística???

  34. Rafael Araujo

    Querido frater um pouco vaidoso, aonde foi parar todo o esoterismo? não sabia que muita das pessoas vão atras de ordens iniciaticas por motivos de curiosidade? Até aonde será que esta fazendo o bem ?

    @MDD – Todas as Ordens sérias têm seus próprios mecanismos para se livrar dos curiosos. Você deve (ou deveria) saber disso.

  35. Alef

    Eu tenho uma versão em que é pronunciado da seguinte forma “AAATÊÊÊ”.
    Às vezes acho que essas diferenças de pronúncia não influenciam muito. Parece-me que o importante mesmo é o relaxamento, concentração, visualização e conexão corretos. Tô certo?

  36. Alef

    Deldebbio, que história é essa de que o RMP tradicional teria perdido a eficiência (segundo o pessoal do IOT)?
    Parece muito com aquela história de Crowley decretar abrrogados todos os rituais, palavras de passe, etc.
    Não entendi o pq disso.

    @MDD – Esquisoterices. O RMP continua firme e forte como sempre esteve.

  37. Pablo

    Alguns pensamentos meus estão sendo alterados deliberadamente com o hábito desse exercício. Eu cheguei a perder o controle dos meus atos em alguns momentos, agindo de uma forma diversa da que teria agido. por que?
    Postei uma pergunta anterior sobre o meu primeiro chackra, agora, além de outras coisas, meu instinto sexual está tendo picos, totalmente instável.
    Não precisa acreditar em mim, apenas cogite a possibilidade do que eu falei ser verdade, principalmente quanto aos pensamentos.

  38. Tainã

    engraçado,teve nego btando o estômago pa fora depois do ritual mas eu ñ senti nada de (muito) diferente ñ…ou será pq eu acabei de fazer ???

  39. Tainã

    ô DD,to fazendo o ritual essa semana e ainda ñ senti nada.A ñ ser um enjoo rápido no 1º dia q pode muito bem ter sido provocado pelo doce de leite quente q eu comi ¬¬
    Fora isso to de boa.Acho q vo comer carne de porco todo dia,para de ir no johrei e me masturbar,assim a cruz vai ter MUITO o q liberar,pq até agora ñ fez muito efeito…se bem q desse jeito nem vo precisar dela pra passar mal rsrsrsrrs
    então,é uma boa ideia?tipo,eu ñ to sentindo nada pq só como frango e peixe e recebo johrei?

  40. Eric

    Marcelo,

    como vai?

    Se houver mais de uma pessoa participando, todas as pessoas devem fazer simultaneamente, assim como na igreja católica? como ficaria a parte do sigilo?

    ou só a pessoa que está puxando o ritual faz a cruz?

    obrigado!

    @MDD – Em celebrações de grupo, o Mestre de Cerimônias (ou quem estiver responsável pelo círculo) é que faz a cruz, apenas. Os outros podem ajudar com visualizações individuais.

  41. VIIII

    DD, algumas dúvidas:
    depois de colocar a mao em forma de figas e descer até os genitais, a mão volta à posição de Athame?
    quando coloco a mão direita no ombro, o cotovelo deve estar voltado para o lado(para companhar a trave da cruz), ou para baixo?

    obrigado desde já.

  42. Pablo

    apenas para complementar meu comentário anterior, agora tudo fez sentido.
    De fato os pensamentos que andam ocorrendo na minha mente não são meus, mas tampouco são relacionados a Egrégora. São das pessoas à minha volta.
    Cruz, brigadão pelo presentinho telepático >< cuidarei muito bem dele!

  43. AD&D

    DD me esclarece uma duvida!
    “- Fique de pé, no centro do local onde você irá traçar o círculo, voltado para o LESTE.”

    “traçar o circulo” significa literalmente traçar um circulo no chão??? como devo fazer?
    se foi alguma coluna anterior que perdi me desculpe estou fazendo o possível para alcançar estas mais recentes lendo tudo!

    Forte Abraço

    Uma dica para quem não tem como achar o leste olha no google earth da um zoom na sua casa e vai dar pra tem uma ótima idéia pra que lado da casa fica o leste.

  44. AD&D

    ah outra duvida eu toco os ombros com a mão sem nenhuma posição especifica(naturalmente), ainda com a “figa” ou o que?

    e a pronuncia é atAh ou aTEh como no vídeo que você passou?

  45. valente

    Porque as palavras são em hebraico?
    Quando se fala em reino, que reino se refere?
    Só de ler senti uma sensação boa nas palavras….
    Qual é a origem desse ritual?

  46. Wilson R. Santos

    Olá Marcelo !

    Eu quero lhe fazer alguns questionamentos, aos quais agradeceria muito se você puder responder. Minha primeira dúvida, é sobre a função destes rituais em relação à evolução espiritual do magista, ou seja, entendi que rituais como este, da Cruz Cabalística, o RMP, seriam rituais de limpeza e proteção, utilizados por exemplo, como base para evocações ou invocações, certo ? Eu gostaria de compreender qual a importância para a evolução espiritual do magista, em dominar por exemplo a execução de evocações e invocações ? Entendo que existem outras coisas em jogo, como concentração, domínio da vontade(e o despertar da Verdadeira Vontade). Por acaso as evocações/invocações
    seriam como testes para avaliação do desenvolvimento da Verdadeira Vontade, algo assim ?

    Um outro ponto, diz respeito à filiação à ordens iniciáticas. Eu já tive intenção anteriormente em me filiar a uma ordem, mas na época, acabei não o fazendo. Hoje entendo que não o fiz, porque ainda não estava preparado, eu para comigo mesmo, para isto. Atualmente, depois de ler e estudar mais sobre o assunto, principalmente acompanhando aqui o seu blog e também lá no Sedentário, esse desejo despertou novamente. Semana passada, acessei o site da Astrum Argentum, e fui ler um pouco sobre os graus daquela ordem, e achei muitíssimo interessante. Confesso que, ao mesmo tempo em que fiquei muito entusiasmado em fazer parte de uma ordem como aquela(senão ela mesma), também senti algo, como que um certo receio, não sei explicar, pensei que talvez possa ser algum resquício de minhas origens na religião católica(a qual abandonei há pelo menos 7 anos, por não encontrar alí muitas respostas que eu estava buscando).
    Minha dúvida aqui é, esse receio, pode me atrapalhar em alguma coisa ? Há algo que eu possa fazer para remover esse sentimento, ou a única escolha que tenho, é “saltar” e ver no que vai dar ?(rs, lembrei agora de uma frase que ví na lista Voadores, mais ou menos assim: todo mergulho na luz, é um salto no escuro).

    Bem, finalmente, minha última questão diz respeito à quais ordens indicadas para o buscador sincero, que busca sua evolução espiritual e a iluminação. Você já mencionou a Maçonaria e a Rosa-Cruz, existem outras que você conhece e poderia indicar ? A Astrum Argentum(www.astrumargentum.org/), com a qual me identifiquei bastante, é recomendável ? O Imagick(www.imagick.org.br) ? O Círculo Iniciático de Hermes(www.cih.org.br) ? De todas, a única ordem onde não encontrei informações sobre filiação, é a A.A. Encontrei lá indicações de tudo o que um estudante candidato a probacionista tem que ler(que não é pouca coisa) para poder conversar com seu(s) instrutore(s) na mesma linguagem.

    Bom, por hora é isso aí, tenho mais dúvidas mas, se for colocar tudo aqui vai gerar um livro, rs, desde já, muito obrigado, um abraço e muita luz !
    NAMASTÊ !

    Wilson

  47. Wilson R. Santos

    Olá Marcelo !

    Bem, ví que meu comentário foi publicado sem resposta, imagino que por 1 destes motivos: 1- minhas perguntas não são pertinentes, ou 2-o texto está muito grande e com muitas perguntas. Eu estou aqui torcendo para a causa ter sido a segunda, rs, e com esse pensamento tomei a liberdade de enviar aqui um novo comentário, com apenas uma pergunta: será que você poderia apontar qual a função do domínio destes rituais em relação à evolução espiritual do magista ?

    @MDD – A função é a mesma pela qual você faz abdominais e flexões de braço e corre antes de ser policial ou soldado.

    O que eu quero entender aqui é, o aprendizado de rituais no caminho da magia, tem um propósito, creio eu, alguns deles têm por função proteção, outros invocação/evocação de entidades, e bem, não sei quais outras funções podem ter, mas enfim, qual o propósito final desse aprendizado, qual a importância do domínio destes, para o crescimento espiritual ?
    Desculpe a insistência, e desde já, muito obrigado pela atenção !
    Um abraço e muita luz,
    NAMASTÊ !

    Wilson

  48. Wilson R. Santos

    Olá Marcelo !

    Antes de mais nada, muito obrigado pela sua resposta !
    Interessante o seu comentário: A função é a mesma pela qual você faz abdominais e flexões de braço e corre antes de ser policial ou soldado.
    Basicamente então, do ponto de vista da magia, os rituais servem para digamos, dar “preparação física” espiritual ou algo do gênero. Entretanto, o exemplo que você escolheu, dá a entender que esse preparo, seria para enfrentar forças externas ao magista, estou certo ?
    Interessante isso, porque por exemplo, o Yoga também é um caminho para autorealização, e claro, entre outras coisas que permeiam a filosofia yogue, estão a concentração e os ásanas(que não é coisa simples de se fazer, por mais que possa parecer, rs), e todo o trabalho desenvolvido visa, até onde sei, operar mudanças no perfil psicológico do praticante(traduzindo para termos mais ocidentais, a reforma íntima), ajustando e equilibrar o funcionamento dos chackras, para finalmente promover a subida da Kundalini, conduzindo assim ao Samadhi, que seria a iluminação(que em suma, entendo que seria o mesmo objetivo da magia, não ?).
    Entretanto, de tudo o que já estudei sobre Yoga, nunca ouvi falar em preparação para enfrentar quaisquer forças que fossem, a postura yogue por sinal, é de serenidade e tranquilidade, perante a vida e as dificuldades.
    Você saberia apontar o porquê dessa diferença nos caminhos ? Ou eu é que estou equivocado e não há diferença ?
    Um abraço e muita luz,
    NAMASTÊ !

    @MDD – Não há diferença.

  49. thibas

    @Wilson – Você saberia apontar o porquê dessa diferença nos caminhos ? Ou eu é que estou equivocado e não há diferença ?

    @MDD – Não há diferença.

    por isso sou contra usar termos do tipo “a mente coletiva está contra vc”, “a mente coletiva te pegou”, “a mente coletiva fez isso”, “a mente coletiva fez aquilo”…esse termos só confundem a galera

    o ‘culpado’ pra tudo que te acontece é um só..vc mesmo…mente coletiva, forças exteras, etc, são apenas os meios com os quais vc manifesta a sua vontade, em sincronia com a vontade dos outros (ou dessas forças externas)…se vc realmente não quiser, não há mente coletiva ou forças externas que interfiram na sua vida…

    o problema é saber o que realmente queremos…nossas vontades ocultas que nós temos medo de admitir pra nós mesmo…

    a resposta pros problemas não é lutar contra essas forças externas ou ir contra a mente coletiva…é descobrir quem vc relamente é e ser vc mesmo

  50. Mamute

    DD, no ritual, quando se é iniciado coloca-se o simbolo da ordem no centro da cruz certo?
    Trago outras duvidas.
    Eu que sou umbandista iniciado poderia colocar no centro da Cruz o ponto do centro que frequento (no qual fui iniciado)?
    Em resposta a algum dos leitores creio que no tópico sobre as Ordálias, você disse que quando se é iniciado em alguma ordem, a egrégora de tal ordem funciona como um escudo(foi o que entendi) ajudando mais na proteção contra essas ordálias certo? mais uma vez volto a humilde umbanda, pelo menos o centro que frequento possui uma egrégora muito forte, então essa égregora tambem me “protege”?

    @MDD – Sim e Sim.

    por enquanto é isso… abraço.

  51. Eduardo

    Dúvida que me surgiu após realizar a Cruz Cabalística esses dias:
    As energias de Keter que fluem no ritual, vêm através do caminho do trovão ou diretamente passando por Tipheret?
    Pela visualização que vc descreve prá fazer a energia vem diretamente de Tipheret, é isso?
    T.:F.:A.:

    @MDD – Não. Vem direto de Kether.

  52. Rafael

    “A galera tá fazendo o ritual a torto e direito.
    Isso não seria banalizar o negócio?

    @MDD – Claro que não. Estão todos fazendo direito e segundo a mesma egrégora (espero). Muita gente já está no segundo ano, já incluiram velas, já incluiram vegetarianismo, já incluiram templo astral… está tudo dentro do método, cada um no seu entendimento… Só fortalecemos a Egrégora deste jeito. Banalizar é cada um começar a inventar moda e mexer no ritual e criar esquisoterices. Enquanto estiver todo mundo fazendo do jeito certo, nós só temos a ganhar.”

    eu nao consegui dominar o exercicio da vela ate hj, é seguro tentar esse?

    @MDD – Sem problema, são exercícios diferentes.

  53. Algumas dúvidas, grato pela resposta.

    Olá, me chamo laurent , sou de umbanda, no momento não praticando. Queria perguntar se há algum risco envolvido no ritual do pentagrama. Tenho procurado pela web e tenho visto videos em que no fim do ritual, a pessoa faz um pentagrama nas 4 direções, é pra fazer isso? Se não pq o nome, ritual do pentagrama? Tem algum horário específico para ser realizado? Respirações de acordo com o traçado? No manual de companheiro da CIH eles pedem para que o candidato realize o ritual (menor) do pentagrama diariamente e o ritual menor do hexagrama e o exercício do pilar do meio 3 x na semana. eu queria saber quais os riscos involvidos. Grato pela resposta, Laurent.

  54. Carlos Guilherme

    Caro!
    Venho pedir um post sobre limpeza astral e defesa astral em todos os ambientes.
    ou alguma recomendação ralativo a PRPTEÇÃO.

    Obrigado pela atenção.

  55. Yuki

    Tio DD,alguns dizem que eu os curo com as minhas mãos(tem muita gente dizendo a mesma coisa então acho que é verdade).
    Gostaria de saber se fazendo a cruz cabalistica a minha cura poderia se espalhar a todos ao meu redor.

    @MDD – Não, ela não canaliza curas, mas pode ser feita para ajudar a manter a área limpa de miasmas. Eu recomendo você ler “Manual do Passista”, de Jacob Melo.

    1. André

      Yuki, recomendo também vc ler o texto sobre Reiki aqui no TdC….acho que seria uma ótima vc procurar algum curso pra fazer…vc deve ter esta aptidão nata….

  56. Ferrari

    Não querendo “remendar” o ritual,

    Mas teria problema, para aqueles que desconhecem seus sigilos, em traçar as iniciais do nome, ou o nome propriamente dito, ou alguma rúbrica quem sabe para dar um “up” no efeito?

    @MDD – Sim… isso se chama “invencionice” e não funciona… mas tem gente que pega este tipo de invencionice e lança livros, por exemplo, ai outras pessoas começam a copiar sem nem saber o que estão fazendo, e continua não funcionando. Ai outros leitores pegam e criam invencionices em cima da invencionice, e depois quando o ritual não serve para mais nada, de tão deturpado que foi, os céticos vêem e falam que magia não funciona…

  57. mike miranda

    todo esse povom que segue a doutrina cabalistica, deve se converter ao cristianismo, pois JESUS CRISTO, é o único digno de adoração.

  58. Hounston Santos

    Quando eu faço esse ritual eu sinto um pouco de dor de cabeça.To errando algo?

    @MDD – Não… a energia puxada por este ritual é muito grande, deve ter algum chakra desbalanceado. Faça o exercício de respirações mais vezes que esta sensação irá diminuir, até seu organismo se re-equilibrar.

  59. Jacques Menezes

    Meio lá, meio cá me incomoda.
    Supondo que a egrégora que a pessoa acessa é distinta da cristã/rosa-cruz/whatever, fazer a cruz aos moldes mencionados não deturparia o contexto?
    Imagine um taoista fazendo uma “cruz cabalistica” verbalizando palavras em hebraico (?) e finalizando com um AMEM antes de suas práticas.

    O que poderia ser feito para enquadrar/formatar o ritual, sem criar as “invencionices”, como vc mesmo disse?

    @MDD – este é um ritual Cabalista; sua utilização por RCs e Maçons e estudiosos da Kabbalah funciona porque as próprias bases destas organizações utilizam-se dos mesmos paradigmas. Um mago celta deveria adaptar os Anjos para os nomes dos Reis Elementais/totens, por exemplo, mas xamãs seguiriam até mesmo associações diferentes de elementos/pontos cardeais (Leste – Fogo – Águia Dourada; Sul – Água – Coiote; Oeste – Terra – Urso Cinzento e Norte – Ar – Búfalo branco). Um Taoísta teria seus próprios ritos de proteção, diferentes destes.

  60. Livio

    Já teve oportunidade de conferir os passos feitos por pessoas que aprenderam sem contato físico, ou mesmo verbal, como no caso da internet ou de livros?

    Foi possível para que eles aprendessem o ritual de maneira efetiva?

    @MDD – Sim. Pelo menos neste blog, duas leitoras que eram médiuns viram os resultados do ritual. Os rituais mais simples são fáceis de serem treinados/aprendidos, mesmo via livros ou net.

  61. Felipe

    Olá,
    Uma dúvida e o registro. Trabalho dentro do espiritismo/umbanda há algum tempo. Aplico passes eventualmente no “mundo profano”. Recentemente passei a praticar mais firme os exercícios q vc recomenda, aí veio na mente o seguinte, aplicar a cruz cabalística antes e depois de aplicar passes, p/ dar aquele plus, principalmente o “de sopro” q é tipo uma modalidade “analgésica” e teoricamente podemos aplicar em qualquer lugar. Usei de “cobaia” uma pessoa com problemas nas cortas crônicos. E sim a pessoa relatou q com a cruz – sem ela saber, claro – ela sentia diferença, um estado de relaxamento automático e desligamento, além de um calor na região do cócix, ventre, cintura. Só q essa era a região da coluna q eu aplicava o passe, blz.
    Qdo ocorreu de eu aplicar em outro lugar, a pessoa relatou q sentiu o calor no mesmo lugar de antes, vc tem alguma explicação p/ isso?
    Agradeço demais o amparo.

    @MDD – Acho que por ser o mesmo aplicador do passe, você acabou trabalhando novamente o mesmo chakra, mas é um palpite, só.

  62. helen

    Mulheres podem fazer o RMP?

    @MDD – Sim!

  63. LH"

    Tio, serei MC do meu capítulo neste semestre, e gostaria de saber se aplicar esse ritual na sala capitular antes das sessoes seria uma boa idéia.. Eu pensei em chegar mais cedo na loja em dias de sessao e fazer isso sem ninguem pra atrapalhar… Os Tios poderiam complicar? Influenciaria no andamento das sessoes? ou seria melhor eu fazer o ritual em minha casa antes de ir à uma sessão?

    ah, outra: como sou Demolay posso invocar a egrégora da ordem fazendo a cruz cabalística? devo imaginar o brasão da ordem? um abraço!

    @MDD – Sim, pode, mas tome cuidado porque alguns tios são bem limitados neste aspecto esotérico da própria ordem que fazem parte.

    1. Walter

      E o que diz Jesus cristo sobre estes rituais?

      @MDD – Ele disse “Pedi e Recebereis, para que a vossa alegria seja perfeita”. Joao 16,24.

  64. octarina

    andei fazendo a cruz, mas não notei nada, isso significa que eu to fazendo errado?

  65. Vitor

    Acho um perigo o que vc faz. Esses meninos aí mexendo com essas coisas esquistas, esses nomes. Quando li seus textos sobre astrologia confesso que fiquei entusiasmado. Sem ofensas, a impressão que dá é que vc é lider de ceita, ou alguma coisa assim.

    @MDD – Eu escuto bastante isso… ficou faltando o “você é servo de satã” ou “voce trabalha para o diabo” ou alguma coisa que o valha, mas “lider de Ceita” também serve… tem a ver com os céiticos?

    Tenho uma certa compreensão espiritual, e não acho muito natural seres humanos ficarem brincando com forças da natureza. Acredito que elas existem e que são poderosas, mas não cabe a nós utlizá-las de acordo com a nossa necessidade de “se limpar” ou “limpar o ambiente”, etc. É claro que nao consigo me despir de todo meu passado cristão, protestante, mas se tem uma coisa que aprendi é que o caminho de Deus é o caminho do Bem, e esse nós todos sabemos pra onde vai. Independente do que vc chame de Deus. Por mais encantador que possa parecer todas as possibilidades dessa história de magia, é um perigo. Uma vez alterado o curso das coisas, de qualquer coisa, por meio de manipulação das forças da natureza, isso volta, e volta pior. Já vi “Magos” com tanto “demônio”, de dar dó.

    @MDD – Bem… humanos que “brincam” com as forças da natureza se ferram, e espero mesmo que se ferrem, morram logo e parem de atrapalhar os magos de verdade.

    Eu chamo de Demônio, provavelmente o que vcs chamam de “energia negativa”. No fundo sao todas formas diferentes de se ver a mesma coisa. Mas enfim, não tenho intenção nenhuma de ofender. Só emitir minha opinião. E bom, se quem não concorda nao puder se expressar aqui, aí sim que eu vou pensar que é uma ceita. rs. Bom é isso. E só pra finalizar, o que realmente me preocupa, é ver a astrologia vinculada a essas coisas de “Magia”, rituais, pentagramas, egregoras, e etc. Eu peno tanto pra dar um enfoque prático aceitavel a astrologia, e vê-la vinculada a toda essa coisa na minha opinião realmente não ajuda. Astrologia não tem nada de “Sobrenatural”, “Feixes de luz”, etc.

    @MDD – Imagino que, para você, astrologia deve ser “os astros influenciando na nossa vida, certo?”. O único uso prático e aceitável da astrologia é descobrirmos nossa Verdadeira Vontade, e usarmos estas energias astrais para consagrar todos os equipamentos e armas que usamos nestas jornadas; para facilitar nossa vida. Se você não faz nada disso, usa a astrologia pra que? horóscopo?

    E olha que nem sou fundamentalista prostestante. rs. Pra começar sou gay e amo astrologia, já se vê que sou lá muito ortodoxo. Mas enfim, o caminho de Deus (Energia positiva?) é o caminho do Bem. Cruz nenhuma vai te ajudar a se manter nele, e temo inclusive que te tire dele. Mas como não sou expert nessas coisas nao posso dizer que vc está errado. Mas que eu acho perigoso, ah isso eu acho.

    @MDD – Eu conheço pink wiccas que tambem amam astrologia… alias, quase todo místico ou esquisotérico “ama” astrologia, mas menos de 1% tem alguma noção do que seja astrologia de verdade. E, como voce disse, não é expert nessa área, eu sou. Pode ficar tranquilo que ninguém aqui vai pro Inferno por estudar o RMP e a cruz Cabalista.

  66. Vitor

    Ah, antes que eu me esqueça, se vc puder responder o comentario do guilherme, do dia 14 de abril de 2009 nesse mesmo texto, eu vou ficar agradecido, pq, sinceramente, pra mim o guilherme é que tava “vibrando” em energias não bem vindas. Como a força do pastor e da corrente feita ali era mais forte que ele, ele “se fudeu”. Basicamente. E se estavam todos ali querendo o bem o do primo, no momento de celebração, oração, etc, o que poderia distoar disso? Boa coisa não haveria de ser. Coisas ainda mais mirabolantes passam pela minha cabeça, e eu até teria coragem de dizê-las, dado ariano com marte em capricórnio que sou, mas vou esperar vc responder o comentario da criança, como vc gosta de chamá-los. Vai que sua resposta me convence que o que vc faz é “do bem”, né? abraços. E vê se não vai me jogar um feitiço hein. rs.

  67. Vinicius Lira

    O comentário do Vitor acima me lembrou o que eu li num livro da Blavatsky onde ela fala que toda a magia e a energia gerada nos rituais são uma tremenda perda de tempo para a verdadeira iluminação. Que nós deveríamos nos preocupar em desprender-nos dos nossos defeitos e do materialismo. De certa forma eu concordo com ela, mas acredito que a magia seja uma forma intermediária de se lidar com as coisas até chegar numa concepção mais elevada.

  68. Miki

    Por questionamento, sinal da cruz invertido cristão
    eu fiquei observando o que Eliphas Levi fala sobre o sinal da cruz no seu Dogma e Ritual (na parte da Conjuração dos Quatro)
    poderia dar sua interpretação de porque ele é invertido?
    pois observo que basicamente, encerrando os quatro elementos, o quartenário etc etc
    de Kether (cabeça) a Tiferet (peito/ventre) a Chockmah (ombro esquerdo) e a Binah (ombro direito)
    claro, esse é o modo que Eliphas Levi narra, e segundo o meu entendimento, por esse motivo
    como existem algumas dissonâncias sobre o principio masculino e feminino lado esquerdo/direito, presumo que esteja ai

    mas isso não isenta que por fim a cruz normalmente usada por ”devotos” seja completamente desprovida de poder, pelo mesmo motivo que um macaco balançando um pentaculo não irá focar efeito algum

    apenas lanço a duvida para questão de entendimento do ritual realizado conforme meus conhecimentos, que obviamente, ainda necessitam de uma longa trilha.

    @MDD – A cruz tem de ir de Keter a malkuth, senao fica invertida. É só jogar na imagem da árvore para ver isso.

  69. V. Mateus

    Não tentei realizar o Ritual. Enquanto estirei a mão direita, apontando o indicador e o médio, e pûs o polegar sobre os demais dedos, ao pronunciar ATAH, senti uma sensação estranha na cabeça, como se estivesse perdendo a noção de peso e meu cérebro estivesse numa onda ou numa vertigem. A luz do teto de repentino deu piscadelas… Tem alguma coisa a ver, eu fiz algo errado, ou eu tou ficando doido???

    Achei melhor parar para continuar depois…

    @MDD – Nao se preocupe, acontece direto isso por aqui, leia os comments dos outros leitores…

  70. D

    É impressão minha ou as pessoas tem medo da magia por recearem perder o controle sobre ela e causar desastres ?

    Sinceramente, você faz magia a cada instante de sua vida. Quando você respira, está consumindo energia. Quando você faz sexo, está jogando energia no ambiente. Quando você vai à igreja orar para o seu bom “deus” e ouvir sua “palavra”, ou mesmo quando tenta entender os mecanismos astrológicos, está cumprindo magia.

    O ato de viver é o ato de consumir, gerar e propagar energias, e nenhum ser humano é isento de interferir com todas as forças da natureza, porque a partir do momento em que ele existe em qualquer plano, ele já o está fazendo.

    Muito mais perigoso que praticar e estudar magia é não praticar e não estudar magia. Ao menos na primeira opção você pode, algum dia, obter o controle sobre a influência que causa no mundo. Afinal, por mais que as práticas o tornem mais poderoso, este poder estava apenas adormecido. Qualquer causalidade pode despertá-lo, e se você não souber o que ele é e como lidar com ele, espere, aí sim, causar muitos desastres….

  71. Lucas Félix

    Tio, em outro post seu, você disse que a cruz deve ser imaginada por sobre o altar. Neste você diz que o próprio mago deve se situar no centro do templo e imaginar a cruz sobre ele mesmo. Dá na mesma, no fim? Eu acho que me facilitaria mais a visualização no primeiro jeito. Se for pra fazer… eu imagino a luz de Keter descendo sobre o altar, e vou formando a cruz sobre ele?

  72. guilherme

    Marcelo ,sobre os rituais fica meio complexo os livros básicos ,pois não falam nada de égregora e outro termos, mais fáceis que vc fala etc.. acho que vou evoluir mais com os livros avançados.

  73. Pedro

    Ao tocar a testa, deve-se juntar os dedos polegar, indicador e médio. Na hora de tocar o sexo, deve-se fazer uma figa. E na hora de tocar os ombros?

    O que significam esses mudras?

    PP!
    Pedro

  74. V. Mateus

    Del Debbio, mandei um post no dia 16 de abril. Esses dias resolvi voltar a ler sobre este assunto e voltei a realizar o ritual. Eu não sei o que acontece comigo, mas acho que tenho uma facilidade de sentir sensações estranhas fazendo estas práticas. Aprendi o ritual por completo, e vim fazendo ele há dias antes de dormir. Agora, há alguns minutos, na parte de LE OLAM, algo bem estranho me aconteceu mais uma vez: veio-me uma sensação muito forte de prazer e de leveza, como acho que nunca tinha sentido antes. Senti-me extasiado e com uma força tão súbita que não sabia se ficava calmo ou me assustava (é a inexperiência… rsrs)… Pareceu-me que todo o processo veio funcionando até aqui cada vez mais certo, de forma gradativa. Então eu tive a dúvida: quais são as implicações que determinados rituais de iluminação como este tem em termos de astral? Atrair espíritos ou similares, ou por obséquio até chamar a atenção de algo que não estamos prontos para encarar? Se pode esperar algo incomum de quem se inicia na magia, ou o incomum acaba sendo “comum”, mudando apenas de pessoa para pessoa?

    Desculpe o incômodo, mas esses fatores levantam muitas questões na cabeça da gente, tanto a se saber e entender que não está nos nossos campos de conhecimento nos dá até uma sensação de impotência… Rsrs

    Abraços e bons dias

  75. Marcos

    Pergunta provavelmente besta…
    A cruz é bastante detalhada com símbolos que, se não são desconhecidos, não são completamente familiares pra mim. Algum problema se eu visualizar a cruz numa versão “simplificada”, sem símbolos?
    Valeu

    @MDD – No começo tudo bem, mas recomendo que, com o tempo e prática, vá trabalhando sua capacidade de visualização até chegar na cruz perfeita; a quantidade de detalhes faz parte dos exercícios de imaginação e concentração.

  76. Israel

    Olá Marcelo!!!

    Por questões de convívio não faço o faço o ritual vocalizando e vibrando os nomes. Sei que é extremamente importante fazê-los de forma correta.
    A minha duvida é se é efetivo fazer o ritual gestual, sem vocalizá-lo mas vibrando mentalmente, antes de uma meditação?

    @MDD – Até funciona, mas de maneira MUITO inferior. Vale mais como prática da visualização e criação astral.

  77. berenice Xavier Baez

    Desejo ser adicionadan neste site.

    @MDD – Ok. está adicionadan.

  78. Rodrigo

    Marcelo o exercicio do pilar do meio de Israel Regardie é bom para a abertura dos chakras….a finalidade desse exercicio é para a abertura dos chakras ou tem outras finalidades mais que eu não saiba?

  79. Fausto

    MDD,

    e quem não faz parte de nenhuma ordem como Rosa Cruz, Maçonaria, ou seja, não tem uma egrégora específica com a qual se conectar, qual seria uma opção para substituir essa etapa?

    @MDD – traçar o seu sigilo pessoal no lugar.

  80. Danilo Fucci

    Qdo o Mayhem vai passar a ser uma egrégora de sustentação para os rituais?
    =]~

  81. Israel

    “Uma imagem vale mais que mil palavras”. E um video? UM MILHÃO?
    Falo isso porque já vi algumas versões de rituais com a cruz e também já li certos artigos sobre esse assunto e sempre há uma variação entre um e outro.
    Até aqui tudo bem, por que a base está mantida. Mas, quando falo em video é por que a imagem em moviomento une som e imagem ao mesmo tempo sendo muito mais didático ao aprendiz.
    Sendo assim que tal uma página ou um canal com os exercícios e rituais (rituais básicos) para facilitar os estudosde quem está iniciando seu aprendizado em esoterismo?
    93,93.93!

  82. Eduardo Hernacki

    Olá Marcelo,

    Começei a realizar a Rosa-Cruz em casa, somente para dominá-la, para depois prosseguir para o RmP. Porém, me informando um pouco com um magista conhecido, fui alertado de que esse exercício evoca muita energia e que essa energia fica “dando sopa” e pode chamar a atenção de entidades maléficas para se aproveitarem… Como sou um iniciante, eu estava totalmente vulnerável.

    Depois que meditei a respeito disso, notei que no tempo em que eu realizava esse ritual, eu tinha dificuldades de concentração e me tornei mais estressado. Agora realizando o RmP, isso se estabilizou.

    Você não acha prudente alertar os leitores do Blog que isso pode ocorrer ao fazer o exercício da Cruz Cabalística? E até talvez informar um método de amenizar o possível estrago?

    @MDD – A cruz evoca muita energia. Leitores do site que são médiuns chevama a enxergar a cruz como algo sólido no meio de seus quartos, e ela acaba atraindo espíritos perdidos. Por isso que logo em seguida se faz o RMP… para usar esta energia para fortalecer o Círculo de Proteção.

    1. Lu ;-)

      Tio, de vez em qdo, antes do RmP, gosto de acender uma vela, prá dar uma conectada, e tal…isso tbm pode gerar essa “energia dando sopa”, aí? Eu achava que traçando os pentagramas de banimento, não rolavam esses problemas, de energias intrusas ,e tals…agora, fiquei meio na dúvida, se tô fazendo errado em acender as velas… ;-/

  83. Vinicius

    Marcelo, tem algum ritual ou exercício que substitua a Cruz Cabalística?
    Mesmo estudando sobre o simbolismo usado nesses rituais, como o RMP, o ritual menor do hexagrama, eu não consigo me sentir a vontade com nomes em hebraico, tanto que sinto mais efeito fazendo um RGP do que o RMP.
    Eu me sinto muito a vontade com o Taoísmo e Budismo, mas sinto falta dessa prática ocultista. Tem alguma dica ou conselho?

    @MDD – A cruz eu não conheço, mas o RMP pode ser adaptado, pois o que é necessário é a conexão com os elementos. Vou preparar um post a respeito disso.

  84. Carlos

    Deldebbio, ultimamente, sempre que eu visualizo o raio luminoso, e me esforço para visualizar uma luz branca, ela vem vermelha. Estou fazendo algo errado?

    @MDD – espero que não (risos). Nunca vi esse tipo de descrição, mas acredito que seja um excesso de energia do chakra básico “tingindo” a luz que deveria ser branca (chakra coronário). A luz vermelha não cessa mesmo quando você a descarrega na segunda ação (‘Malkuth”)?

    1. Carlos

      Sim, ela cessa. Mas em algumas ocasiõe, a cruz ja formada brilha com um branco avermelhado. Alguns dias ela vem realmente vermelha, mas de um tempo para ca, ela vem clareando.
      Obrigado.

      @MDD – excesso de energia do chakra básico. Você sabe o que significa, ne?

      1. Shlomo

        Não é diferente pra cada um? A minha vem amarela, fica azul e queima.

      2. Carlos

        sim, sei o que significa e o que fazer.
        Obrigado pelo esclarecimento. Pelo menos agora sei que não esta errado, o problema é outra coisa…Agora é comigo resolver isso.

  85. Guilherme

    Então Tio DD, pra quem é canhoto, algum problema em usar a mão esquerda ao invés da direita?

  86. Rev.Breno

    MDD, realmente queria a sua opnião sobre isso…

    O que e quanto muda em vocalizar em outras linguas como Latim e Grego?

    @MDD – Se voce pronunciar direito, muito, senao, só vai fazer papel de bobo rsrsrsrs. As entidades angelicais realmente trues nem entendem nossas linguas, elas captam a intenção e sentimentos do magista em um único pacote de informações.

    1. Leon

      MDD,”entidades angelicais true”
      Vou aproveitar esse ensejo pra tirar um antiga duvida:Quando se fala em Anjos,se refere a entidades que passaram pelas mesmas fases de evolução que nós humanos,e agora ascenderam a outro patamar consciencial ou seria outra categoria de seres,paralela a evolução do gênero humano?

      Pergunto isso tmb,pois lembro no post sobre demônios,de vc falar que demônios são espíritos humanos de tendencia trevosa.

      vlw o/

  87. Phillipe

    MDD, pra quem não sabe o sigilo pessoal ainda, tira ele do finalzinho do ritual ou teria de saber o sigilo de todo jeito ?

    @MDD – É só tirar.

  88. Thiago Wilker

    Posso fazer esse ritual assim como o RMP no meu templo astral ??? Tipo sem usar o corpo fisico???acredito que sim porem tirando duvidas….

    @MDD – Sim, pode.

  89. Ramon

    Como você já disse em outros posts, o importante é a Vontade do magista. Mas também existe a questão do verbo ser a materialização do mental. Ainda mais nos rituais, onde não são nomes quaisquer. Então gostaria de saber se há problema no ritual sendo efetuado com todo o gestual, mas as palavras sendo mentalizadas ?!

    @MDD – Acho que, depois de voce ter uma pratica enorme (tipo umas 100 vezes fazendo direito e vibrando as palavras) dá pra fazer sem vocalizar, porque ai sua mente já estará preparada para “puxar” aquela energia mesmo sem vocalizar… Senão simplesmente não canaliza o som pelo chakra Vishuda e não vai ter eficácia.

  90. Leoberto

    Olá a todos! Espero que estejam bem!

    Então, resolvi começar a fazer a Cruz Cabalística hoje junto com as meditações noturnas do Sefirat Ha Omer. É a primeira vez que faço a Cruz e já senti muitos “sintomas” que creio que são normais como um pouco de tontura e enjôo, mas nada que não dê pra aguentar. Me senti um pouco aflito e acelerado quando estava visualizando a Luz de Keter me banhando, principalmente quando esta atravessou meu corpo e desceu ao ponto de eu não conseguir ver o final, tive a sensação de que estava em um tipo de “plataforma” que cabia apenas meus pés, o resto em volta era um abismo escuro que se iluminou muito conforme a luz oscilava e descia.

    Logo depois que visualizei a cruz eu traçei meu Sigilo Astral e ele e a cruz brilhavam tanto que mesmo depois de acabar a meditação e o Ritual, eu fechei os olhos e ainda conseguia ver os dois brilhando.

    Enfim, o Ritual foi ótimo e quem não acompanhou a Sefirat desse ano, recomendo acompanhar a do próximo ano pois está sendo uma experiência extraordinária de auto avaliação e evolução pessoal! Posso sentir muitos outros cabalistas meditando sobre esta Egrégora e a energia que eles emanam!

    Abraços Fraternos, Paz Profunda a Todos!

  91. diego

    bom dia. frequentemente tenho visoes, tudo fica escuro e comeco a ver imagens de familiares e amigos, mas elas são muito desorganizadas dificilmente consigo interpreta- las com exatidão.Ja recorri a varias pessoas para me responder isso inclusive alguns macons que duvidaram de mim com toda razão já que não tenho controle na repetição destes eventos.Por que tenho essas visoes?como posso torna-las mais claras?

    @MDD – exercicio de visualização.

  92. Tagliari

    Olá Frater!

    Senti um calor intenso ao fazer a Cruz Cabalística, principalmente na nuca…fiz algo errado?

    Forte abraço!

  93. Doug

    Saudações!

    Desculpe minha ignorância mas, se eu não faço parte de nenhuma ordem ou egrégora (aparentemente) e nem tenho um sigilo pessoal ainda, posso substituir os símbolos mencionados após o mentalização da cruz dourada por quaisquer outras coisas ou nem sequer posso realizar esse ritual?

    @MDD – Voce pode realiza-lo mesmo se nao tiver sigilo ou estiver centrado em nenhuma egrégora.

  94. PG

    Comecei a fazer a cruz cabalística e o RmP duas vezes ao dia (ao nascer e ao pôr do sol). Hoje não fiz de manhã e comecei a me sentir mal e ‘estranha’. Logo a seguir fiz o ritual e tudo voltou ao normal.

    É normal esse tipo de reação após tomar esse hábito e o deixar de fazer uma vez?

  95. Elaine

    Bom, comecei a fazer os exercícios, como vc me orientou, e cheguei neste!
    Para mim é um ritual bem conhecido, tenho alguns livros, como o da Golden Dawn, apostilas, etc. que possuem esse exercício, e assim como todos, tenho acesso a vídeos onde esse ritual é realizado…. Entreeetaaaanto:
    Só possuo uma apostila onde tenho a devida pronúncia de tais nomes, mas sempre tive esse dúvida…
    A pronúncia correta seria:
    ATHÓ;
    MALKRRUT;
    VÊ GUEBURÁ;
    VÊ GUEDULÁ.

    Procede?

    Outra dúvida: A maioria dos rituais em vídeo que encontramos por aí está em inglês. O “aportuguesamento” da pronúncia interfere no resultado final?

    Gratidão!

  96. Gabriel Nagib

    Olá DD, estava buscando algo sobre os rituais executados pelos católicos, e um deles era o sinal da cruz. me perguntava exatamente se ele vinha de algo mais complexo, e foi o que você disse.

    entretanto, você sabe de quando é este ritual da cruz cabalistica? o sinal da cruz acredito que os cristãos já executam desde o início da religião, pois parece ser algo bem óbvio dada a importância do símbolo para eles.

    ah! vejo também que amigos meus católicos sempre fazem o sinal da cruz ao passar em frente a algum cemitério. dizem eles que é “por respeito”, mas isto teria alguma aplicação mágica efetiva, ou já de muito virou um ritual neutro?

  97. Juliano

    Boa noite 🙂

    Interessante, vou tentar! Agora, pra um maior entendimento da minha parte, não é dito que a energia de Kether tem que ser filtrada por Chokmah antes de ser absorvida? De Kether pra Malkut deve ser brutal rs ou não? O que não impediria de absorvermos essa energia e convertermos posteriormente, não é mesmo? Parece válido, se puder me explicar mais seria apreciativo, obrigado

  98. Rommel

    Uma dúvida: o “sinal da cruz” que aprendi segue a sequência testa, umbigo, ombro esquerdo, ombro direito, junta as mãos. Essa ordem invertida dos ombros em relação à cruz cabalística tem algum efeito ou consequência? Obrigado.

  99. Rafael

    Oi Tio,

    gostaria de sua opinião sobre um acontecimento. Sucede que tenho uma amiga que a pouco descobriu ser um tanto clarividente. Segundo ela, ela pode captar vibrações, sentir, além de ver (um pouco “cegamente”, foi o que ela descreveu) o extra-físico. Eu fiz a Cruz Cabalística (e como também entrei recentemente na Rosa Cruz, visualizei ela), e fui aplicar um ‘benzimento”+passe que costumava fazer antes de conhecer tais práticas (imaginei que a Cruz Cabalística me ajudaria) nessa amiga. Depois de fazer a Cruz Cabalística (e isso ela só me falou quando acabei tudo e estava arrumando o quarto) ela disse que viu uma entidade “de vibrações como socos”, muito fortes que entrou no quarto. Segundo ela saía muita luz, e pela descrição, tinha cabelos pretos ‘puxados’ pra trás. Usava um tipo de túnica (mas não era uma túnica propriamente dita) e nela tinham alguns detalhes, mas o que ela soube descrever que tinha nessa “túnica” é o símbolo de um “s meio quadrado” (foi o que minha amiga disse). Ela também disse que não sabe dizer se era homem ou mulher, porque a luz que emanava era muito forte.

    Incluí no tal “benzimento” um exorcismo do óleo segundo descrito em Manual Mágico de Kabbala Prática da editora Madras. Passei o óleo na testa e pulsos da minha amiga. Ela disse que depois quando foi lavar o óleo da testa/pulsos, a Entidade que descreveu disse a ela que não fizesse isso.

    Depois chegou um amigo nosso em minha casa que é sensitivo. Ele não me disse nada, mas a minha amiga disse que ele tinha contado pra ela que também sentiu essa Entidade em minha casa.

    Que Entidade seria essa? É que eu não sou capaz de ver tudo isso, é muito novo pra mim quando ela me contou…enfim…só queria saber alguma coisa…

    Obrigado!

    1. Biranta

      Fácil responder a essa questão, meu caro. O que a sua amiga “viu” foi a entidade invocada no seu ritual (criada pela repetição anterior do ritual que você fez), que veio verificar se tudo estava conforme para ser “processado”; uma espécie de guardião do ritual e também o “mensageiro” que deve fazer com que o “pedido” se cumpra, se você tiver executado o ritual perfeitamente. Essa entidade disse à sua amiga que não tirasse o óleo porque está associado a esse ritual a crença de que não se deve tirar o óleo…
      Entendendo a verdadeira lógica do Universo é fácil.

  100. Fernunnos

    E se você não souber ainda o seu sigilo pessoal? Não faz a Cruz?

    @MDD – faz sem, até consegui-lo.

  101. XI-ON

    Deldebbio o que vc acha que pode estar acontecendo comigo? Toda vez que eu faço esse ritual, na parte em que a luz desce sobre forma de pilar até o centro da terra minha imagem mental começa a girar e rodar e tombar pros lados, como se eu estivesse no topo de um prédio alto olhando pra baixo e começo a ficar muito “zonzo”, e essas sensações também se materializam no físico a ponto de que, se eu não me segurar, eu tombo pro lado de tanta zonzura. A sensação é a mesma de quando se roda pros lados por muito tempo até cair.

    A principio achei que era falta de concentração minha mas isso acontece frequentemente toda vez que realizo esse ritual.

  102. Magick

    Oi, MDD!

    O Exercício da Cruz Cabalística promove o equilíbrio entre a Vontade/Severidade (características relativas à Geburah) e ao Amor/Misericórdia (características relativas à Chesed)?

  103. Fairy

    Por que tem mais o movimento da mão direita do que da esquerda? Algum significado específico?

  104. Cristiano Correa Dutra

    Se o lado direito do corpo está associado à Chesed (também chamada Gedulah), por que as frases “ve-Gevurah” e “ve-Gedulah” são ditas tocando-se o ombro oposto?

    @MDD – Imagina que a cruz esteja tatuada na suas costas, ai o lado esquerdo da árvore é o seu lado esquerdo e o lado direito é o seu lado direito.

  105. Maiara

    Oi Deldebbio!

    Sei que vc é bem atarefado, mas se puderes me dar um feedback ficarei muito agradecida. ?
    Estava treinando a vocalização da Cruz cabalística enquanto ia dobrando umas roupas (somente vibrando os nomes, sem fazer os movimentos e visualizações). Falei as palavras apenas uma vez cada e quando terminei, meu filho de três anos começou a dizer que estava com medo. Perguntei do que ele estava com medo e ele respondeu que era de mim, perguntei o por que e ele apontou o dedo para mim e disse que tinha um fantasma. Então perguntei se eu era o fantasma e ele respondeu que o fantasma estava falando comigo.
    Não costumo levar muito em consideração o que ele fala pq ele está em uma fase de criar fantsias, mas confesso que essa “fantasia” chamou minha atenção.
    Queria saber se existe problema em treinar a vocalização? Se vc acha que eu posso ter atraído algo que não deveria..

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta