Arcanum Arcanorum

Pertencer a uma Ordem Iniciática não faz de você uma pessoa melhor,
Ter muitos conhecimentos magísticos não faz de você uma pessoa melhor,
Estar em uma religião não faz de você uma pessoa melhor,
Ser uma pessoa melhor faz de você uma pessoa melhor
“.
– Frater Alef

Desde a 2011, com a ajuda de diversas entidades astrais que sempre auxiliaram todo o processo de formação, proteção e organização do blog, da divulgação do espiritualismo, alquimia e hermetismo de uma maneira séria e responsável e também nos orientaram na criação do Projeto Mayhem, tenho começado a escrever e organizar em Malkuth os procedimentos de uma Ordem de Estudos Iniciáticos.

Na verdade, não posso dizer que estava radiante com a idéia… sempre fui contra organizar qualquer tipo de Ordem Iniciática do TdC por vários motivos. O primeiro e que achava o mais importante é: já existem trocentas ordens e não faz sentido brigar ou disputar com nenhuma, mesmo porquê eu faço parte de umas quarenta delas e tenho cargos e responsabilidades em várias.
Dessa maneira, todo leitor que me pedia diretrizes a respeito de qual ordem eu recomendava, eu indicava a Demolay, AMORC, FRA, OKRC, Maçonaria, Martinismo, SCA, Calen, CIH, Dragon Rouge, Covens ou outras, de acordo com o que a pessoa contava sobre seus interesses.

A Arcanum Arcanorum é algo único. Este projeto começou a ser elaborado astralmente 250 anos atrás; já se manifestou na terra em diversas ocasiões, sendo as mais conhecidas a Golden Dawn e a Astrum Argentum, na Inglaterra, no século XIX-XX, mas permeou praticamente todas as ordens iniciáticas desde os primeiros Rosacruzes.

Descrita muitas vezes pelas iniciais A.’. A.’. (Alef-Alef), que representa o local onde a Arca da Aliança fica guardada dentro de um Templo, significa simbolicamente que ela pode ser levada para qualquer templo, qualquer ordem, qualquer sociedade, ainda assim mantendo sua pureza e seus poderes.

O A.’.A.’.trabalha de uma maneira diferente das Ordens Visíveis… de dentro para fora; ela é focada em exercícios de contato com o SAG (Sagrado Anjo Guardião, Anjo da Guarda, Eu Superior, Tiferet… vários nomes em várias tradições), a descoberta e lapidação da Verdadeira Vontade através do estudo da Árvore da Vida e do Mapa Astral individual que auxilia o magista a se tornar uma pessoa melhor por suas próprias ferramentas e, a partir desta mudança, levá-la para onde quer que se encontre e causar esta mudança no mundo ao seu redor.

O A.’. A.’. não é um método a ser seguido, mas uma ferramenta de proteção astral para que os membros possam entrar em contato com a própria essência e descobrirem sozinhos qual é o método a ser seguido. O método do Crowley só funciona para o Aleister Crowley, o método do Bardon só funciona para o Franz Bardon, o método do Regardie só funciona para o Israel Regardie e o método do Del Debbio só funciona para o Marcelo Del Debbio.

Ao longo dos séculos, todas essas milhares de ordens surgiram quando alguém, muitas vezes membro da AA, conseguia “resolver a charada” e acabava publicando seu método ou explicando para outras pessoas como ele fez para conseguir… e outras pessoas passavam a seguir este método, o que resultava em um sujeito que, na melhor das hipóteses, imitava o original e torcia para dar certo… e nem vou entrar no quesito das Religiões, quando alguém resolvia “intermediar” o iluminado original explicando o que ele “quis dizer” e mantendo o povo na ignorância.

Os ensinamentos da A.’. A.’. são gratuitos; um membro faz seus estudos em casa através de monografias, com exercicios praticos e relatorios que serão avaliados e darão prosseguimento às próximas monografias, avançando ao longo dos temas. Para ser admitido na Ordem, o candidato precisa passar pelas 4 monografias do Grau de Atrio e será admitido como Probacionista, onde estudará 12 Monografias durante um período de um a dois anos, (dependendo da sua dedicação) até ser admitido como Zelator (se sobreviver até lá) e posteriormente nos graus superiores. Não há prazos minimos ou maximos de entrega dos relatórios ou exercícios… cada um caminha com seus próprios passos.

A A.’. A.’. aceita membros de qualquer raça, sexo, orientação sexual ou cultura, residentes em qualquer lugar do planeta. Qualquer pessoa pode requerer a entrada ao grau de Atrio.

Formulário de Admissão ao grau de Atrio

O Arcanum Arcanorum é mantido pelo Projeto Mayhem, que cuida da parte mais prática dos rituais. Fazendo parte do Mayhem, você será orientado nas práticas dos Oito Rituais da Roda do Ano, participará dos grupos de debate no Facebook e Telegram, receberá a revista Hermetismo, terá descontos nos Financiamentos Coletivos que fazemos e ajudará em nossos projetos de Hospitalaria, além de ter acesso ao nosso Podcast e poder escolher os temas a serem debatidos.