O Grande Computador Celeste – parte II

Olá crianças,
Segunda parte da explicação sobre Astrologia Hermética. Para entendê-la, precisamos conhecer melhor as doze principais energias que fazem parte do universo humano.

Energias e os 12 Signos
Nossa realidade é baseada em um conceito dual de energias que se complementam, que os orientais chamam de Yang e Yin, positiva e negativa, masculina e feminina, penetrante e penetrada, luz e sombra, calor e frio, etéreo e denso e por ai vai.

Se imaginarmos que no início dos tempos a energia primordial dividiu-se em duas (Yin e Yang). Mais tarde, estas duas energias dividiram-se novamente, originando 4 energias: Fogo (espírito, yang-yang), Água (emoção, yang-yin), Ar (razão, Yin-Yang) e Terra (físico, Yin-Yin). Como as combinações yin-yang e yang-yin estão em um mesmo nível de energia (que chamamos de mente, um meio termo entre corpo e espírito, formada pela razão e emoção), os ocultistas dividiam o nosso corpo em três partes (corpo, mente e alma).

Simples até agora?
Bem… com uma terceira divisão, considerando apenas 3 “patamares” energéticos (que os astrólogos chamam de Fixo (terra), Cardinal (Fogo) e Mutável (ar, água), chegamos a 12 energias diferentes que agem sobre o ser humano (observe a imagem que eu fiz para uma melhor compreensão). Deste pequeno gráfico chegamos à divisão dos signos em 4 grupos: Fogo (Áries, Leão e Sagitário), Água (Câncer, Escorpião e Peixes), Ar (Aquário, Gêmeos e Libra) e Terra (Capricórnio, Virgem e Touro). Outras pessoas preferem agrupar estas energias em 3 categorias: Cardinal (Áries, Câncer, Libra e Capricórnio), Mutável (Gêmeos, Virgem, Sagitário e Peixes) e Fixo (Touro, Leão, Escorpião e Aquário) mas na verdade, tanto faz.

Cada um deste tipo de energia rege certas qualidades que precisam ser trabalhadas pelo ser humano no caminho para a ascensão: a iniciativa, o acumular, a comunicação, a emoção, a liderança, a autocrítica, a diplomacia, o poder, o alto astral, as restrições, o romper barreiras e o contato com o cósmico. Cada signo trabalha especificamente com um determinado tipo de energia. Se vocês quiserem algo mais detalhado, perguntem nos comentários que eu faço algum dia um post só sobre isso.

E, finalizando, cada tipo de energia (signo) possui ainda níveis de evolução, que chamamos de OITAVAS. Então, assim sendo, duas pessoas com um mapa astral idêntico (irmãos gêmeos, por exemplo) podem ter características totalmente diferentes. Vou dar um exemplo de oitavas para não nos alongarmos no assunto:
Áries. Em sua oitava mais baixa (energias menos desenvolvidas), temos pessoas irritadas, pavio-curto, nervosas, estressadas, impulsivas… Em uma oitava média, temos pessoas de ação, que gostam de ter iniciativa, que saem na frente, que não são molengas, que gostam de exercícios físicos, de “explosões”… Em oitavas mais altas temos líderes, pessoas que tomam a iniciativa para defender os fracos, que não recuam diante dos problemas, que enfrentam a tirania e assim por diante…

Agora juntemos os planetas e as energias.
Imagine que cada Planeta esteja associado a algumas características do ser humano: Sol (como você se expõe para os outros), Lua (como você é realmente), Mercúrio (como você pensa), Vênus (como você sente), Marte (como você briga), Júpiter (o que te facilita), Saturno (o que te atrapalha)… e assim por diante. Nenhuma destas associações é aleatória e todos estes planetas, energias e características estão intimamente associados às sephiras da Kabbalah, mas eu falo sobre isso outro dia. Hoje é apenas astrologia.

Desta forma, quando causamos uma interferência negativa no livre-arbítrio de outro ser (por exemplo, dano físico, representado por Marte, dano intelectual representado por Mercúrio, dano afetivo representado por Vênus, entre milhares de combinações), acumulamos “Karma negativo” e quando fazemos ações que colaboram com a evolução do planeta (ensinando, amando, auxiliando, construindo), acumulamos “Karma positivo” (note que isso não tem absolutamente NADA a ver com “Bem” e “Mau”, que são coisas totalmente humanas, mundanas e relativas).
Ao final de sua vida, tudo o que você fez de positivo e negativo fica arquivado (sim, os gregos já sabiam disso 2.500 anos atrás, e os Egípcios 6.000 anos atrás, com suas lendas sobre Anúbis e “pesar a balança”).

Além disto, entra em cena o Livre Arbítrio. Antes de nascer, cada pessoa se propõe a fazer alguma coisa nesta vida (“vou ajudar aquele irmão que prejudiquei na outra vida”, “vou cuidar de um orfanato”, “vou aprender a ser mais tolerante”, “vou ser mais organizado”, “vou me dedicar à música”, “vou aprender a ser mãe” e assim por diante). Tudo isso fica registrado e os orientais chamam isso de Dharma.

Com estes dados em mãos, os Engenheiros de Karma podem coordenar exatamente onde, quando e como uma alma deve retornar ao planeta, levando em conta outras almas que precisam passar por experiências semelhantes (ex. juntar um filho que precisa nascer cego com uma mãe que precisa aprender a tomar conta de alguém cego), seguindo o que chamamos de Lei de Afinidade.

Não apenas a Terra, mas TODOS os planetas do sistema solar são habitados (mesmo que nossos corpos físicos e equipamentos não possam detectá-los) e seguem o mesmo modelo de sincronicidade (Como diria um cara bem inteligente na Bíblia, “Há várias moradas na casa do meu Pai”), formando um único e gigantesco computador celestial, que funciona com mais precisão que o melhor dos relógios suíços.

Até a semana que vem, crianças,
Nosce te Ipsum…

Este post tem 47 comentários

  1. pabloborges

    Marcelo, estou aproveitando esse blog pra reler esses posts iniciais, já que agora eles estão bem mais claros pra mim.

    Fiquei com uma dúvida ao reler esse post. Já te vi várias vezes evitando o assunto “vida em outros planetas”, queria que vc explicasse o que quis dizer com “Não apenas a Terra, mas TODOS os planetas do sistema solar são habitados”.

    @MDD – Exatamente o que quis dizer, oras… não na mesma faixa de vibração, mas todos os planetas do sistema solar são habitados.

    1. Tatiane

      E outros sistemas? Segue-se o msm padrão? Há ligações entre eles ?Obrigada .

  2. frodo

    É, concordo com o Pablo. Com o blog fica realmente mais fácil reler as colunas e de quebra ainda ganhamos uns extras hehehe

    Gostei, tio! Vou dar uma passada aqui todos os dias!

    Abraço

  3. Habib demasiado Habib

    DD, qual a fonte que você usa para dizer que “não na mesma faixa de vibração, mas todos os planetas do sistema solar são habitados”?
    Grato! 🙂

  4. Habib demasiado Habib

    outra coisa, carinha…

    outras faixas de vibração seria o mundo espiritual, certo?

    Que outras faixas seriam essas? Outros níveis espirituais? Como os 7 infernos?

  5. victor666

    93!
    Fala ae dr!
    Legal levar esse blog em ‘paralelo atrazado’…hehehe
    Eis algumas dúvidas:

    >>”cada tipo de energia (signo) possui ainda níveis de evolução, que chamamos de OITAVAS. Então, assim sendo, duas pessoas com um mapa astral idêntico (irmãos gêmeos, por exemplo) podem ter características totalmente diferentes.”

    — O que determina a que oitava uma pessoa pertence?

    @MDD – O livre arbítrio

    — O que é chamado de ‘Oitavas’ no texto são os ‘Decanátos’ dessa fonte http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/conteudo.asp?id=3441 ?

    >> Além disto, entra em cena o Livre Arbítrio. Antes de nascer, cada pessoa se propõe a fazer alguma coisa nesta vida

    — Em que momento ‘antes de nascer’ e onde esse ‘se propõe’ acontece?

    >> os Engenheiros de Karma

    — Quem são esses?

    @MDD – São consciências supra-humanas que gerenciam as reencarnações. Eles determinam o “onde” e “quando” das encarnações.

    []’s

    93,93/93

  6. andrepov

    Oi DD. Gostaria de perguntar uma coisa. Se eu quiser saber sobre a minha missão aki na terra nessa encarnação eu deveria fazer um mapa astral e confrontá-lo comas explicações q vc deu? Tipo esse planeta diz tal, esse outro diz tal? Gostaria de obter uma resposta vlw! Obrigado desde já.

  7. andrepov

    Marcelo, gostaria de saber se, pra eu saber sobre o meu roteiro evolutivo na terra nessa encarnação eu deveria fazer um mapa astral do meu nascimento e cruzar com as informações dispostas aki? Tipo o planeta tal faz isso, o outro akilo. Obrigado desde já.

  8. caminadab

    Marcelo,

    Sou fan de metal, e depois de ler sua coluna comecei a ver várias referências ao ocultismo em músicas.

    Isso confere ou eu estou vendo (ou melhor, ouvindo) coisas?

    []s

  9. dbfo

    Oi Marcelo, vou aproveitar este recomeço dos posts para te encaminhar uma pergunta sobre astrologia. Mas antes quero te agradecer pela iniciativa!! Tenho aprendido bastante contigo, e te agradeço muito por isso!!

    De todos os seus posts lá do Sedentário, os que foram mais dífíceis para mim de aceitar (talvez por uma limitação minha) foram os relacionados a astrologia hermética. Gostaria que vc me explicasse essa pesquisa:

    http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2007/03/070327_horoscopoebc.shtml

    Essa pesquisa mostra que os signos não interferem na afinidade entre as pessoas. Mostra que a probabilidade de um dado casamento acontecer independe dos signos dos parceiros. É uma conclusão baseada em métodos estatísticos. Isso não é uma contradição com o que a astrologia diz? Se a personalidade é ditada pelo signo (mesmo que apenas em parte), então os signos seriam um fator absolutamente importante para a realização de um casamento. Ou não?

    @MDD – essa pesquisa, assim como a maioria das feitas por leigos, não tem embasamento, pois o que eles chamam de “signo” representa apenas a posição que o SOL está no mapa enquanto deveriam ter analisado VÊNUS E MARTE, que são os planetas que influenciam o emocional e o sexual.
    Pena terem jogado tanto dinheiro e recursos fora (supondo, claro, que a pesquisa foi feita de maneira idônea e sem má-fé de justamente descreditar a Astrologia).

    1. Vinicius

      A Lua também tem alguma influência no emocional? Qual a diferença exatamente entre a Lua e Vênus?

  10. dbfo

    Oi Marcelo,

    Recentemente eu acabei de ler todos os seus posts lá no Sedentário. Confesso que tenho muita dificuldade em aceitar algo como verdadeiro sem uma análise mais profunda, inteiramente racional (ao menos tento, no limite da minha inteligência) e criteriosa. Mas seus posts serviram (e muito) para aguçar minha curiosidade sobre misticismo e ocultimo. Semana passada me inscrevi na AMORC, e estou ansioso pela chegada das primeiras apostilas – e conheci a AMORC através de seus posts.

    Em dado momento da minha vida eu percebi que aquilo que tinha como verdade (minhas crenças) era, na realidade, falso. Daí minha dificuldade em aceitas novas coisas. Percebi que o apego às nossas verdades é algo extremamente negativo. Na realidade, fé (da forma como as religiões a pregam) só serve para fazer com que as pessoas se aprisionem e se tornem escravas. Aquele q tem fé não pode enchergar além daquilo que acredita. Perceba q a fé que as religiões pregam não tem nada a ver com a fé que Jesus falava (confiança na providência divina, e em nós mesmos). Jesus não pregava o apego a conceitos, tal como as igrejas “cristãs”.

    Então, Marcelo, eu gostaria que vc me explicasse o que te levou a acreditar em Astrologia. Qdo vejo alguém falando com tanta convicção, sem levantar hipoteses alternativas, sem falar de probabilidades, eu tendo a ficar com o pé atrás (e daí meu questionamento). Por favor, não tenha isso como um ataque. Sou muito grato a vc por todos os seus posts!!

    Em seus posts vc fala que muitos ocultistas têm opiniões diferentes das suas. Para vc, existe alguma chance deles estarem certos e vc não? Se não existe um consenso mesmo entre as pessoas que se aprofundam em tais estudos, é pq ainda não podemos ter certezas sobre nossas idéias, não é mesmo?

    Algo que me convenceria seria uma versão mais elaborada da pesquisa que citei acima. Que outra forma existe de nos convencermos de que a astrologia hermética está correta? Como foi que vc se convenceu de que esses estudos são realmente confiáveis? O método ocultista é diferente do método científico?

    Eu só quero entender… estou começando meus estudos agora (graças a vc)… 🙂

    Abraços DD!

  11. sandndust

    Li que a AMORC não lida com astrologia. Fato?

    @MDD – Fato.

  12. katetakai

    Fala Marcelo !!!
    Passando aqui para Parabenizar pelo novo blog e pela enciclopédia que está muito Phodona !!!

    Aproveitando esse comentário para pedir uma opinião.

    Estou trabalhando em um canal de TV e as maiores audiências são quando o convidado é um “Futurólogo(a)” Astrólogos, Tarólogos, Numerólogos, Runólogos, Achólogos e Afins. A Imensa maioria dessas pessoas falam uma enormidade de besteiras em relação aos assuntos abordados aqui. A pior de todas, foi um “famoso astrólogo (foi o primeiro que apareceu na TV)” errou por um dia o signo solar de uma telespectadora e “adivinhou” o ascendente de outra sem consultar o mapa da mesma.

    Agora a pergunta.

    Na sua opinião, Essas pessoas estão agindo de Má-Fé apenas auto-promoção, ou falam pq acham que está certo ???

    @MDD – A maioria é ignorante mesmo… fazem as coisas porque leram em algum lugar e não sabem exatamente o que é ou para que servem. Acabam ficando bons de “decoreba” das tabelas e coisas afins. Muitos deles são auxiliados por guias espirituais que fazem o trabalho de leitura, sem contar os charlatões e picaretas… “futurólogo” não existe.
    Não quer sugerir uma matéria lá para desmistificar essa cambada de picaretas?

    Abraços e este ano ainda faço Astrologia Hermética II e Kabalah !!!

    Katê Takai

  13. andrepov

    Oi marcelo, postei uma pergunta aki mas vc naum respondeu.. Bom vou fazer outra. Meu signo é câncer e ascendente câncer tb! Mas minha lua é em Peixes. Como funciona o ascendente? E se a lua é como eu sou realmente, o meu verdadeiro signo seria Peixes? E todo pisciano é médium? vlw

    @MDD – Não tem como generalizar… Astrologia não funciona desta maneira. Você tem de avaliar TODO o seu mapa para saber quais suas facilidades e quais suas dificuldades e trabalhar a alquimia sobre todo o processo, não apenas uma única parte dele.

  14. InSaNo®

    Gostaria de indicações de livros confiáveis e sérios sobre astrologia hermética, os significados e interpretações dos signos usados, etc. Ou mesmo um site confiável sobre isso.

    Obrigado.

  15. vma

    Kra, dá uma olhada nos comentários desse blog:

    http://colunas.g1.com.br/observatoriog1/2006/09/22/astrologia-na-universidade-e-triste/#comment-2168

    Se der, posta lá tb!!!!

    @MDD – acho perda de tempo discutir com profanos sobre algo que obviamente ele não possui NENHUM conhecimento. O texto lá foi postado baseado no lixo que se vende por ai como sendo astrologia, então nem há o que questionar. Apesar da ignorância do autor em se informar antes de escrever, ele criticou com base no que vê no dia a dia…

    Abraço

    1. HHHelderBeast

      Ih, olha só! O autor daquele texto foi meu professor na faculdade!

      Kkkkk. Que legal.

      Olha gente, realmente não vale a pena ficar comentando coisas esotéricas com quem não se interessa ou com céticos. O máximo que se consegue nesse caso é desperdício de energia. Usem-na para estudar mais ou ter diálogos edificantes com seus colegas que gostam da coisa.

      Eu fiz faculdade de matemática e a maioria dos meus professores (aquele ali incluso) era de astrônomos. Aprendi que muitos deles dedicam certa quantidade do tempo de suas vidas desprezando a astrologia e tentando convencer os outros de que ela é pura superstição. O que mais me chamou a atenção, entretanto, é que o que os astrônomos pensam que é astrologia é aquela coisa publicada em revistas como “tititi” etc. Poucos se dão o trabalho de estudar um pouco mais o assunto antes de falar, o que eu acho irônico, já que são pesquisadores e trabalham justamente com estudo e conhecimento.

      Deixem os céticos curtirem seu ceticismo. É o que eles gostam.

      E tirando esses deslizes, aquele professor até que é um cara bem gente fina!
      🙂

  16. Victor

    Olá DD,

    Sou leitor da sua coluna no Sedentário e vou começar a ler os post aqui tb.
    Gostaria de me aprofundar em diversos assuntos, mas tenho dificuldade de encontrar material (dificil saber o que é sério ou picaretagem, e livros em geral são caros). Como você esta nisso a mais tempo e tem mais acesso a esse tipo de informação gostaria de pedir sempre que puder indicar alguma coisa…

    Sobre astrologia, existe algum material de facil acesso e confiável? Site, apostila…

    Obrigado

  17. raph

    E nossas consciências estão constantemente fazendo “upload” de informações para esse GCC, assim como algumas outras com conexões de banda larga conseguem fazer “download” de vez em quando 🙂

  18. edujanu

    “Cada um deste tipo de energia rege certas qualidades que precisam ser trabalhadas pelo ser humano no caminho para a ascensão: a iniciativa, o acumular, a comunicação, a emoção, a liderança, a autocrítica, a diplomacia, o poder, o alto astral, as restrições, o romper barreiras e o contato com o cósmico. Cada signo trabalha especificamente com um determinado tipo de energia. Se vocês quiserem algo mais detalhado, perguntem nos comentários que eu faço algum dia um post só sobre isso.”

    Que dia vai rolar o post a respeito desse assunto, esse caminho da ascensão, e o que deve ser feito por cada um para “evoluir” mais rápido.

  19. Jackson

    MDD, gostei muito de seu blog cara, cheguei aqui nem sei como, só sei que estou desde ontem lendo e lendo e me surpreendendo cada vez mais, e não seria muito dizer que já aprendi e absorvi bastante coisa daqui, falando nisso, obrigado por fazer um trabalho tão diferente de aprendizado legal e interessante !

  20. Israel

    Por que voçê tem deletado meus comentários??!!

    @MDD – Porque voce só fala besteiras, e eu poupo meus leitores de salsinhas. A gente cansou de “paraquedistas de Jesus” por aqui.

  21. Israel

    Ouçam e acordem!

    I Timóteo 4:1 “Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos enganadores e a doutrinas de demônios”.

    17 E foi isto notório a todos os que habitavam em Éfeso, tanto judeus como gregos; e caiu temor sobre todos eles, e o nome do Senhor Jesus era engrandecido.
    18 E muitos dos que tinham crido vinham, confessando e publicando os seus feitos.
    19 Também muitos dos que seguiam ARTES MÁGICAS trouxeram os seus livros, e os queimaram na presença de todos e, feita a conta do seu preço, acharam que montava a cinqüenta mil peças de prata.
    20 Assim a palavra do Senhor crescia poderosamente e prevalecia.
    21 E, cumpridas estas coisas, Paulo propôs, em espírito, ir a Jerusalém, passando pela Macedônia e pela Acaia, dizendo: Depois que houver estado ali, importa-me ver também Roma.
    Atos 19

    @MDD – Vou aprovar UM dos trocentos comentários sem nexo que voce mandou só pros leitores verem que eu não sou cri-cri. Agora adeus!

  22. Conrado

    uma questão que não consigo entender.
    Se no momento da concepção a situação do “céu” e dos planetas em relação a terra condiciona o que potencialmente poderemos ser, o que dizer a respeito da morte?

    Melhor dizendo, se considerar o corpo como o útero da alma/espirito, podemos dizer que estamos nascendo tb para um outro plano no desencarne, e nesse caso possuiremos tb de alguma forma potencialidades?

    -Caso sim (seria interessante, pois não apenas teríamos um ‘momento certo’ para nascer na Terra como tb para morrer), qual seria o analogo da astrologia no outro lado?

    Caso não, em cada encarnação teríamos potencialidades diferente, e…., porque só teriamos o privilegio de energias cósmicas enquanto nosso espirito se manifesta em um corpo material? Estas não seriam úteis apos a morte tb?

    @MDD – Eu sei que EXISTE algo semelhante ao Mapa Natal “do outro lado” porque já consegui deduzir algumas informações meio que indiretamente de uns exús-caveira, mas me parece que é algo que não podem comentar com os encarnados.

    1. Franco-Atirador

      Excelente pergunta. Aí sim faria sentido a ideia de “hora certa pra morrer”. Valeu, fantástico.

  23. Quarks

    Olá como vai?
    Como esse conhecimento que a qabalah apresenta veio parar nas maos de nós humanos?

  24. livio

    Não podem talvez mais no sentido de se tutelar a imensa capacidade das pessoas distorcerem os conteúdos espirituais. E não de ser “conhecimento proibido”, certo ?

    Aliás, se Exu ocupa o mesmo lugar da árvore de Thot, foi um deles que transmitiu o conteúdo do livro da lei (Liber AL) para o Crowley (pelo seu SAG, ou Aiwass) ?

    No que diz respeito ao desencarnar, é interessante verificar que muitas pessoas passam por momentos e etapas parecidas, perto da data da morte. Se sucedem (não nessa ordem), despedidas, procura por lugares e pessoas-chave, há uma melhora física ou mental, ou ambos, enfim – quem trabalha com pacientes terminais podem perceber muitas conexões bem interessantes neste sentido. Há que diga que se passa uma “semana santa” na sucessão dos sete dias que antecedem a morte. Eu gostaria de estudar isto mais a fundo (trabalho observacional, ou uma coorte prospectiva a partir do momento que a doença é terminal).

  25. Carlos

    Marcelo, neste post, você falou dos planetas associados às características humanas até saturno. Poderia falar do restante? Urano, Netuno, Plutão, Nodo Norte, Nodo Sul, etc.

    1. Carlos

      Desculpa, esqueci de agradecer antecipadamente, obrigado Frater!

      Paz Profunda!

  26. Franco-Atirador

    GRANDE DÚVIDA

    1- Esse mundo no qual escolhemos o que fazer em algum planeta é o mundo astral?

    @MDD – Um pouco mais pra cima dele.

    2- Este mundo astral é vislumbrado pela possibilidade de nossa consciência visualizar planos de vibração mais elevados?

    @MDD – para quem tem merecimento.

    3- Lá pode ser tanto o céu quanto o inferno, dependendo de seu estado de consciência, pois lá tudo se ‘materializa’ mais rápido, certo?

    @MDD – Sim.

    4- Quanto mais consciente e, consequentemente, bom o ser é, mais liberdade ele tem para barganhar com os Engenheiros de Karma sobre que vida levar?

    @MDD – Na verdade, menos. quanto mais consciencia das cagadas que voce fez nas vidas anteriores, mais óbvio se torna que voce precisa voltar para resolvê-las, portanto, menos livre arbítrio no sentido de escolher fazer “qualquer coisa”.

    Se todos esses parâmetros que tenho aprendido forem verdadeiros (aguardo sua confirmação), então temos de admitir que nossa alma (consciência?) transita sempre em dois planos (sempre astral e material). Dessa forma (a partir de agora estou me esforçando muito para continuar elaborando a pergunta corretamente, pois talvez eu esteja indo longe demais), podemos dizer que nosso estado de consciência determina também o mundo astral, e que em algum momento, estaremos em um jogo completamente diferente, encarnando e desencarnando em outros planos, mais elevados ou mais baixos, ou mesmo sem o sistema de reencarnação, tendo outras dinâmicas de interação com a realidade?

    Sou motivado a pensar assim justamente porque devido ao fato de ‘na casa do nosso Pai existirem muitas moradas’ como sabemos cientificamente que há praticamente infinitas faixas de vibração, imagina-se que o espírito têm planos de existência e possibilidades de interação com a realidade infinitas, o que fica um pouco limitado se pensarmos que tudo o que temos para sempre é o processo de encanação (no mundo material) e desencarnação (astral), mesmo que esse seja em galáxias distantes desse universo, tendo em vista o tempo de Brahmam, que é infinito xD.

    Acalmaria muito o meu espirito se respondesse.

  27. Mauro

    Olá Marcelo, tudo bem.
    Em primeiro lugar quero dar meus parabéns pelo belíssimo texto
    Sou novo aqui e esta é a primeira vez que entro neste blog e já digo que gostei muito, pois sou Espírita.
    Mas por ser espírita não significa que devemos aceitar tudo que vem dos espíritos ou tudo que se lê.
    Só gostaria de entender de onde se sabe conforme vc diz em seu texto que existe vida em todos os planetas? Vida material? Ou por acaso são Espíritos?
    Se for vida material como se comprova esta existência?
    Mesmo sendo vida material em outra freqüência os planetas e seus adjacentes são formados por rocha, ferro, gases, enxofre..etc…Existe sim vida mineral, a e vida vegetal e animal?
    Por favor, não quero ser presunçoso, mas quero esclarecer-me cada vez mais.

    @MDD – Vidas em outras frequencias… que voces chamam de “espíritos”.

  28. Fernando Coruja

    Saudações;
    Essas diferentes vibrações possuem relação com diferentes dimensões?
    Parabéns pelos site.
    Abraços!

  29. raquel

    olá.. gostava de saber o resto dos planetas.. Sol (como você se expõe para os outros), Lua (como você é realmente), Mercúrio (como você pensa), Vênus (como você sente), Marte (como você briga), Júpiter (o que te facilita), Saturno (o que te atrapalha)… e assim por diante… Obrigadaa =)

  30. Luitti

    Pergunta: cumprindo a V’.V’., uma única vez que seja nesta Orbe, é o suficiente para se livrar da Samsara?

  31. Bispo

    Olá. Comecei agora ler seus posts e estou fascinado. Tenho uma pergunta que para qual ainda não encontrei a resposta. É sobre a habitação dos outros planetas (sol inclusive). Quando olhamos para eles vemos fogo, rochas, gases e gelo. O que os habitantes de lá vêem quando olham pra nós? Será que para a eles nosso planeta azul é tão inabitável quanto os deles são para nós?

    Abraço e obrigado.

  32. Hellyaz

    Fixo, Cardinal e Mutável tem relação com Sal, Enxofre e Mercúrio?
    Qual seria a correspondencia correta ?

    @MDD – Fixo = sal, Mutavel = Mercurio e Cardinal = Enxofre.

    1. Hellyaz

      Existe correspondencia entre os signos e as letras do alfabeto hebraico?
      Qual seria a correspondencia correta ?

      @MDD – Existe. São 3 letras mãe, 7 letras duplas e 12 letras simples. Eu ja postei isso diversas vezes no site, tem também no Tarot Hermetico e nos Posteres de estudo.

      1. Hellyaz

        uhnn, tá certo, malzae, falta de atenção minha.

  33. Gabriel

    Eu acho interessante o universo, pois nele há uma inteligência perfeita, q podemos notar só em observar a natureza!

  34. Victor Hugo

    Uma dúvida que assola a minha mente:
    Além dos 8 planetas do nosso sistema solar, existem outros astros, grandes satélites (como os de Júpiter) e alguns “pseudo-planetas” menores do que plutão. Porém, se você considerar a massa e a distância que eles estão de nós e seguindo a lógica da astrologia, a influência destes sobre nós chega a ser até maior do que alguns dos 8 planetas do sistema solar… Então por que a Astrologia desconsidera a influência desses outros astros sobre nós?

    @MDD – em primeiro lugar, esquece “massa e distancia” porque nao existe nem nunca existiu nenhuma “influencia” dos planetas dentro da Astrologia. Planetas são ponteiros no relogio e a posição deles INDICA o que esta acontecendo. Planetas não “criam” os signos da mesma maneira que os ponteiros do seu relogio nao “criam” o tempo, eles apenas indicam que horas são.
    2) Sobre os satelites de jupiter/saturno/etc: eles são extremamente importantes para as entidades que nasceram e vivem em jupiter/saturno da mesma maneira que nossa lua é importante no nosso mapa. Mas para quem esta na terra, a posição destas luas é praticamente a mesma de jupiter/saturno então são basicamente o mesmo ponto (da mesma maneira que nossa lua não significa nada para um jupiteriano/saturniano).
    3) os outros planetas afetam outras entidades e espíritos. Em uma conversa que tive certa vez com um Exu perguntei sobre isso e ele me respondeu exatamente assim “afetam, mas não vocês encarnados em Malkuth”. Como a gente não tem quase nenhuma ideia de como esses mecanismos espirituais reencarnatorios funcionam, só podemos especular, mas creio que nenhum ponto do sistema solar seja irrelevante. Apenas não fazem parte do nosso setor 🙂

  35. Naty

    Olá. Engraçado que procuro por material relacionado ao ocultismo durante toda a minha vida, e ja procurei na google diversas vezes sobre isso utilizando as mesmas palavras que utilizei desta vez. Porém, somente depois de 10 anos de blog é que eu o encontrei, rs.
    Estou gostando muito do conteúdo desse blog. Solicitei participar do grupo que você tem no facebook, espero que me aceite.

  36. Valéria

    Achei o meu site favorito.

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta